No princípio criou Deus os céus e a Terra


Métodos de datação – Seguidores, e não líderes
Setembro 8, 2009, 10:21 am
Filed under: Evolução/Big-Bang

Uma das ideias muito aceites pelo público leigo é que os métodos de datação são a última palavra no que toca à “idade” de determinada rocha ou fóssil. A ideia que passa para fora é que os geólogos aceitam qualquer que seja a “idade” dada por determinado método de datação e que eles não estão envoltos em controvérsia. Na prática, não é isso que acontece.

Como funciona na prática

Em 1964, trabalhadores municipais descobriram, por acaso, algumas pegadas numa praia. As pegadas ficaram conhecidas como as pegadas de Nahoon. O carbono-14 deu-lhes a “idade” de 30 mil anos (30.000).

Em 1995, o geólogo Dave Roberts descobriu as pegadas de Langebaan, as mais antigas que se conheciam de humanos anatomicamente modernos. “Datavam” de 130 mil anos (130.000). Por achar que as pegadas de Nahoon se tinham formado num ambiente costeiro semelhante às de Langebaan, e por saber que o carbono-14 não funciona em material com mais de 40 mil anos (40.000), Roberts quis fazer uma nova datação às pegadas de Nahoon.

A datação através do método da termoluminescência deu uma “idade” de 200 mil anos (200.000) às pegadas. Como esta nova “idade”, segundo o geólogo, corresponde com a evidência geológica do local onde as pegadas foram descobertas, foi aceite como sendo a verdadeira idade.

Já o arqueólogo Hilary Deacon avisou que era necessária alguma precaução com a “idade” dada pelo método da termoluminescência, uma vez que ainda estava em fase experimental. Na sua óptica, os artefactos presentes no local indicam que as pegadas deviam ter uns 90 mil anos (90.000).

CONCLUSÃO

Reparem na quantidade de idades sugeridas para as pegadas. Reparem também como o geólogo da nossa história já sabia que as pegadas tinham de ter mais de 40 mil anos e, como tal, a “idade” sugerida pelo carbono-14 não poderia ser aceite. Estes e muitos outros exemplos mostram que os métodos de datação não têm a palavra final no que concerne à idade das rochas ou fósseis. Eles limitam-se a seguir as ideias pré-concebidas dos cientistas. Se a “idade” produzida pelo método corresponder às ideias pré-estabelecidas do geólogo, ela é aceite. Caso contrário, o geólogo tratará de justificar o sucedido e procurará refugiar-se na “idade” produzida por outro método.

A melhor maneira de termos a certeza da idade de alguma coisa é através de testemunhas oculares. Nisso, os criacionistas estão em vantagem pois têm a Palavra daquele que estava lá quando os fósseis e as rochas se formaram.

______________________________________________________________________

Posts relacionados:

Se os métodos de datação fossem aquilo que os evolucionistas gostariam que eles fossem…

O que toda a gente devia saber sobre a datação radiométrica

As pegadas que mostram a pessegada que é a teoria da Evolução

Advertisements

48 comentários so far
Deixe um comentário

Ora então Mestre Sabino descobriu um novo método de datação. Mais eficiente e testado.
Venha ele que historiadores, geólogos, biólogos, astrofisicos e eu próprio estamos impacientes por o conhecer.

Não guardes só para ti essa descoberta revolucionária.

Cuida-te e o convite mantém-se.
Daqui a pouco tempo até já tenho Nespresso!
Um luxo!

Comentar por Joao Melo de Sousa

Tens a Bíblia. As observações científicas apenas confirmam o que a bíblia tem dito. Qualquer método de datação “científico” terá sempre de descansar em pressuposições não susceptíveis de serem confirmadas ou comprovadas. Isto, porque estamos a fazer observações no presente sobre o passado que ninguém observou.

Mas não fiques chateado comigo, Sousa. Não fui eu que inventei os sempre fiáveis métodos de “datação”.

Comentar por alogicadosabino

Isto é algo fascinante, realmente eu acho tudo isto fantástico.

Veja só, um *jornalista*, que sabe por exemplo que o Carbono 14 é errado. E que o Carbono 14, detecta 90.000 anos (rsrsrsrs).

Isto é idêntico a Teoria Criacionista, ou seja, HOJE ele não sabe nem o que significa os termos abaixo (sem ir para o Google), mas depois que *acha* um artigo, dizendo que o C14 é falso, pimba. Já publica um artigo, e AFIRMA ue é falso.

Esta teoria (da do Sabino), e a Teoria Criacionista, são chamadas de “.. teoria do Pufff!!!”, ou seja, Pufff, Deus criou tudo.. Pufff, eu já sei que o C14 é falso.

Agora, será que o sabino sabe o que (dois potos)

–> A equação In (N / No) = -kt ?
–> Ciclo de Calvin-Benson
–> Radiação B-

Nunca deve ter ouvido falar, mas ele SABE que os *cálculos* do C14 é falso ;->

Vamos revolucionar a ciência Sabino, o que acha de mandar seu conhecimento e ganhar o prêmio Nobel ?

Ah, não vai dar certo, lá só tem evolucionistas não é mesmo (rsrsrs)

Comentar por Ricardo Muradas

Vou contar uma história aqui. No ano de 2007, passei minhas férias lá no Nordeste. Paralelamente, estava tendo algo chamado Consciência Cristã.

Foi na cidade de Campina Grande, na Paraíba, em um evento conhecido como “Visão Nacional para a Consciência Cristã”. Pensei inicialmente que seria algo como espírita ou algo do mesmo gênero.

Fui ver uma palestra de uma pessoa conhecida como Robson Tavares, *Bacharel*(???) em Teologia(???), Pesquisador(??), Professor(??), e por aí vai.

Um sujeito bem animado, moço ainda, com cerca de 25 anos no máximo.

Realizou uma palestra de cinquenta minutos, onde ele *prova* (palavras dele), que TODOS (isto mesmo TODOS), os métodos de datação científicos são ERRADOS.

Achei algo prá lá de interessante. Como que alguém que não é nem graduado, pode discutir algo no quesito científico. Fiquei ainda mais intrigado, quando a palestra começou. Deveria existir cerca de 20 a 30 pessoas em uma *tenda* em um local do tipo *ar livre*.

Lembro das máximas : Que o Carbono 14, datou “a mesma madeira*, em 230 milhões de anos, e depois em 35 mil anos.

Conchas de *moluscos vivos*, que foram datadas em oito mil anos, e depois o Carbono 14, datou a mesma *concha* em 30 anos.

Depois foi a *mardita* (me perdoe pelo termo Sabino e demais) da 2a. Lei da Termodinâmica que fiz questão de escutar, para saber se era a mesma mentira proferida inicialmente por Duane T. Gish, um sincopata.

E foi a mesma mentira, proferida item por item, onde, qualquer um que “não é da área”, iria aceitar como verdadeira.

Terminou a palestra, muita gente aplaudiu (inclusive de pé), e alguns, quando ele citava versículso bíblicos dizia
“Aleluia”, “Glória a Deus”, “Louvado seja”.

Bom, cada um tem a religião que quer, porém, como acadêmico e educador, não posso deixar que propaguem a mentira, por quem é um … (deixa prá lá).

Me apresentei, disse que ele era um bom orador, porém, gostaria que ele respondesse alguns argumentos meu, que, como DOCENTE não entendi bem o conceito. Ele disse que sim, porém, não poderia demorar muito nas questões. Entendi, e vi que só eu que iria fazer perguntas, mesmo assim, fui bem direto.

1a) Robson, você diz que “… o Carbono 14 é datado através do seu isótopo, que é instável, porém, eu preciso ‘supor’, que existam ‘tantos átomos’ em uma amostra, para que eu então ‘suponha’ que tenha tantos milhões de anos’. Sei que seu público é um público totalmente leigo, porém, o Carbono 14 não é efetuado desta maneira, e acredito que você sequer já viu um Espectrômetro de Massa, mas eu me darei por vencido se você apenas dizer qual a diferença entre isótopos, isóbaros e isótonos, bem como porque é feito pelo isótopo e porque seu número é 14. Uma pergunta simples, que, acredito que, como você, está *desmascarando* uma pesquisa científica, conseguirá responder fácil.

Resposta
********
Embora eu não seja um cientista, ou não seja graduado na área, tenho todo o direito, de discordar do que eu não concorde. Eu não saber a diferença de Isópotos(sic), isótopos e isobáros(sic), não tira o mérito do meu artigo.

2a) Ok, mais uma pergunta. Você disse sobre a 2a. Lei da Termodinâmica, que foi ridicularizada por qualquer graduado em Fisica, posto que um amigo seu, Duane T.Gish, *misturou* uma coisa com outra, para dizer o que ela não diz. Então, gostaria que você me dissesse o enunciado de Rudolf-Claussius, a respeito da 2a. Lei da Termodinâmica, ou então, mostrasse simplesmente a Constante de Boltzmann, que dando uma ajudazinha para você, é a letra k na equação dele mesmo. Acredito que respondendo esta questão, eu ficaria contente, porque sei que estou conversando com alguém que, pelo menos, sabe do que está falando em uma palestra.

Resposta
********
Senhor meu Deus, que tem seu Filho Único Jesus Cristo, que pagou os pecados da humanidade….

Sabe ? Este é o Criacionismo Científico que vemos……..

Comentar por Ricardo Muradas

Engraçado, né? O Criacionismo foi chamado de “Teoria do Puff”, porque Deus criou tudo e (puff).

E a teoria do Big Bang, é o quê então? Em determinado momento do espaço e do tempo, que até então não existiam (????), o NADA EXPLODIU!

Olha, não me vem nenhuma onomatopéia melhor para descrever esse fato que um sonoro PUFFFF!!!

Fato é que, para aceitar tanto o Criacionismo quanto ao Evolucionismo, precisa-se de fé. E, no que tange à fé, eu fico com o Criacionismo.

Comentar por Carlos

🙂

Comentar por Triplov

Para se ampliar um pouco mais os horizontes que tal uma olhada em http://ceticismo.net/comportamento/tipicos-erros-criacionistas

Comentar por Alexssandro Duarte

Caro Alessandro Duarte,

qual é o “erro criacionista” neste caso concreto? Leia todo o artigo da Science e depois responda-me, por favor.

Comentar por alogicadosabino

O erro criacionista está em ir à Bíblia buscar respostas para problemas naturais, em vez de procurar essas respostas na própria Natureza.

O erro dos criacionistas é o que nos faz rir na rábula cómica do youtube postada mais acima.

Comentar por Maria

Bom, se serve de aviso eu também acho cômica a visão naturalista dos ateus, em que alguns animais se tornam gente.

Comentar por MVR

Meu caro a “gente” ainda é animal… ou você se acha uma planta?!

Comentar por Joana

Maria,

O erro evolucionista é falsiar as respostas dadas pela natureza para defender suas idéias pré-concebidas sobre a origem da vida.

Outro erro é negar as incoerências que por si só falem todo o sistema científico da fábula Darwinista.

Mesmo para quem não crê em Deus, crer no Darwinismo é um grande comodismo ou uma grande incoerência.

Comentar por João

Sim, é bem mais simples e coerente e científico e racional crer que o homem foi criado num tarde a partir de um monte de terra… e a mulher a partir de uma costela do primeiro… o que tem o homem de tão especial para ter sido criado antes da mulher? Que base científica, social ou mesmo racional há para este facto extraordinário de criação? Qual a lógica?

Comentar por Joana

Desculpe, mas esta eu precisearei colocar :

“Frase : Quem NÃO crê em Deus, crer no Darwinismo é um grande COMODISMO ou uma grande INCOERÊNCIA”.

Correto : Vamos ver se o criacionismo passa então pela COERÊNCIA, e LÒGICA ?

Bom não gosto muito de criticar a religião alheia, porém, vamos ver o Criacionismo e a Lógica, ok ?

“A crença em que um zumbi cósmico judeu que era seu próprio pai pode te fazer viver para sempre se você simbolicamente comer sua carne e lhe dizer telepaticamente que você o aceita como seu mestre, para que ele possa remover uma força maligna presente na humanidade porque uma mulher-costela foi convencida por uma cobra falante a comer de uma árvore mágica…”

Realmente é bem lógico isto 😉

Abs

Comentar por Ricardo Muradas

O simples fóssil de uma flor já mudaria muita coisa se fosse encontrado associado a algo fora de sua época de origem, as plantas com flores evoluíram de plantas sem flores, é a unica explicação plausivel ou Deus andou fazendo hora extra.

Ou como prefiro dizer, onde estarão os fósseis das vacas juntamente com os de dinossauros, será que os dinos carnívoros não gostavam de vacas ? Ou Deus fica de tempos em tempos lançando novos modelos de seres vivos ?

Comentar por Alexssandro Duarte

Existem muitos casos documentados de fósseis fora de ordem. Por exemplo no livro de Michael Cremo e Richard Thompsons “Forbidden Archaeology”. Eles não são considerados na plataforma evolucionista porque isso destruiria o seu conto de fada científico. São tratados como anomalias sem importância.

Já agora, se dizes que a coluna estratigráfica representa a vida na Terra durante as diferentes eras, por que razão existem os “fósseis vivos”? Por que eles não apareceram nas camadas mais baixas?

Comentar por alogicadosabino

O exemplo mais notável de fósseis fora do seu tempo é o dos criacionistas… que na realidade pertencem ao Paleozóico!

Comentar por Irene

o Erro dos Criacionistas é querer simplificar demais as coisas, é renunciar a busca pelo conhecimento por colocar Deus como a unica explicação para tudo.

Na reportagem em questão ficamos sabendo que até mesmo o seguinte por parte de um estudioso do assunto “Ao contrário das pegadas Langebaan, que são relativamente vagos, as pegadas Nahoon Point são convincentemente humana”. Esta vendo com as coisas podem ser muito mais complexas do que a principio parecem ?

Ao contrario dos criacionistas, a maioria dos cientistas não tem certezas inabaláveis, já vi um casal de arqueólogos declarar em um documentario ao saberem que os restos mortais que encontraram não pertenciam ao um povo que teria invadido a Irlanda (ou algum pais proximo, não me lembro com 100 % de certeza)conforme descrito em lendas, dizer que ou as lendas são mentirosas ou estamos cavando no lugar errado, mas sem duvida não podemos atribuir como prova da veracidade desta invasão ao que encontramos até agora.

Comentar por Alexssandro Duarte

Alexandre, isto sim é ciência.

A ciência sai de sua área quando tenta dizer “é assim” pro que ela não tem como provar (ser empírica). O Darwinismo tem suas incoerências sem precisar de por Deus no meio.
Deve ser rejeitado como ciência, pois é mais fé que ciência.

A ciência pode falar, e muito bem, do hoje e do aqui e agora, mas do passado é um tiro no escuro. Afinal, de que ajuda o Darwinismo para a ciência hoje? Nada. Sem vive até melhor sem ele.

Comentar por João

Alexssandro disse:
“o Erro dos Criacionistas é querer simplificar demais as coisas, é renunciar a busca pelo conhecimento por colocar Deus como a unica explicação para tudo.”

Essa é uma afirmação falsa, gratuita e não baseada no que se vê de fato na história da ciência moderna.

Deixe-me reescrevê-la:
“o Erro dos Evolucionistas é querer simplificar demais as coisas, é renunciar a busca pelo conhecimento por colocar a evolução como a unica explicação para tudo.”

O teísmo (especialmente o cristianismo) forneceu as pressuposições que tornaram a ciência moderna possível.

Demonstre mais gratidão.

Comentar por Vanessa Meira

A “gratidão” não é para aqui chamada. Essa frase mosta um sentimento muito pouco cristão que é o do ressaibiamento…

Que tal seguirem e aplicarem concretamente os conselhos do vosso mestre quendo ele diz: “Perdoa a quem te ofende!”

Comentar por Irene

Concordo plenamente com a Vanessa Meira :

Acredito que devemos demonstrar gratidão extrema, para saber que durante milhares de naos, fomos *confinados* a não falar nada, do que a Bìblia já diz.

E a Bíblia dizia que a Terra era circular, mas chata.

Que em boa parte dos problemas hoje existentes, era uma questão de *demônios*, e não de vírus, bactérias ou parasitas.

E qualquer um que exprimisse algo diferente disto, estaria condenado a morte pelas mais horrendas formas.

Estamos grato a Bíblia Vanessa, por nos CALAR durante milhares e milhares de anos.

Comentar por Ricardo Muradas

“Forbidden Archaeology” é um livro criacionista hindu, Michael Cremo quer provar que o livro sagrado do hinduísmo é verdadeiro e é tão relevante cientificamente como Eram os Deuses Astronautas de Erich von Däniken. Em outras palavras voce foi buscar um aliado em sua cruzada pró criacionista em um homem que acredita que a Biblia é uma lenda, a verdade esta no Rigveda.

Que renuncia ao racional Sr. João, dizer que o Darwinismo não tem importancia para a ciencia atual é sair por completo da realidade.

Minha cara Vanessa, eu não tenho nada contra a fé das pessoas.
A fé em algo maior que zela por nós, uma especie de grande pai que nos ama apesar de tudo, que os maus serão castigados e que a vida não se resume a isto aqui e que a vida eterna nos aguarda, isto tudo dá esperança para a maioria das pessoas, e ninguem tem o direito de tirar a esperança das pessoas, da minha parte só posso torcer que a crença torne as pessoas melhores, já da minha parte não consigo encontrar a felicidade se parar de questionar.

Comentar por Alexssandro Duarte

Alexssandro Duarte,

““Forbidden Archaeology” é um livro criacionista hindu, Michael Cremo quer provar que o livro sagrado do hinduísmo é verdadeiro e é tão relevante cientificamente como Eram os Deuses Astronautas de Erich von Däniken.”

Claro… é sempre mais fácil dizer que “os autores do livro são criacionistas, logo, a informação deve ser falsa”, mesmo sem nunca o ter lido nem visto nada sobre o assunto. Mas felizmente para ti tu não precisas de ler o livro. Basta procurares nos arquivos deste blogue.

Comentar por alogicadosabino

Mas Sabino, é verdade, os autores tem CUNHO EXTREMAMENTE CRIACIONISTA.

Você entende a diferença ? Veja, você vai encontrar (e muitos) evolucionistas que são cristãos.

Porém, criacionistas que NÂO SÂO CRISTÃOS, você não encontra, o que é lógico, que consta que esta teoria é RELIGIOSA e não CIENTÍFICA.

Me mostre um artigo (só um, UNZINHO SÓ) que está indexado na ISS que um autor, defende qualquer baboseira do criacionismo, e não é cristão.

Ganha um doce

Comentar por Ricardo Muradas

Ricardo Muradas,

“Porém, criacionistas que NÂO SÂO CRISTÃOS, você não encontra, o que é lógico, que consta que esta teoria é RELIGIOSA e não CIENTÍFICA.”

Isto é quase tão bom como pedir por padres ateus ou ateus criacionistas.

“Me mostre um artigo (só um, UNZINHO SÓ) que está indexado na ISS que um autor, defende qualquer baboseira do criacionismo, e não é cristão.”

Eu mostro-te muitos artigos científicos publicados por cientistas que são criacionistas. E sabes por que o posso fazer? Porque o evolucionismo não é um must-have para se fazer ciência. O evolucionismo só é defendido porque a ciência está sustentada na muleta do naturalismo: https://alogicadosabino.wordpress.com/2009/10/18/por-que-e-que-os-criacionistas-nao-publicam-as-suas-teorias-em-revistas-cientificas/

Isso era como se eu te pedisse para me mostrares um artigo de um ateu publicado num jornal de teologia com peer-review.

PS: Ainda não conseguiste encontrar os teus artigos publicados nos jornais científicos? 🙂

Paz*

Comentar por Marcos Sabino

Sabino :

Esta tua resposta, de que nenhum artigo científico (veja bem CIENTÍFICO), do tal “Criacionismo Científico” (cof, cof), não existe em nenhum artigo indexado da ISS, é por uma causa simples.

Primeiro que no conceito CIENTÍFICO (percebe a diferença?), inexiste forças inexplicáveis de Deuses.

Sejam eles Jeová, Cristo, Krishna, Alah, ou qualquer outra figura mitológica.

Mas, se são assuntos CIENTÍFICOS, e o criacionismo é CIENTÍFICO então porque não existem ?

Simples questão. Porque o criacionismo NUNCA foi científico, nunca será, e logo estará relegado a meia dúzia de pessoas que acreditam que o livrinho *mágico* e *sagrado*, é *científico* (cof, cof).

Entendeu ? Então, você pode dizer que o Criacionismo é verdadeiro, ótimo, para sua religião.

Agora, dizer que é PROVADO CIENTIFICAMENTE aí vc está mentindo, porque por questões simples e veríficas, ele não pode ser verdadeiro porque JAMAIS será científico.

Então, o que os *cientistas criacionistas* (cof, cof), dizem é algo totalmente falseável, mentiroso e desonesto.

Já que, se forem científicos, seriam pulicados, sem apelar para Jeovah, Cristo, Deus, espaguete voador, unicórnio invisível cor-de-rosa, ou qualquer outra figura mitológica.

Então, é simples.

O criacionismo JAMAIS será científico, portanto, é HOLÍSTICO.

Agora, para dizer sobre artigos científicos.

Procure sobre a Conjectura de Poincaré, onde um JUDEU, PROVOU que ela existe e também sua equação.

Simples assim.

Comentar por Ricardo Muradas

Questionar a Evolução, ok, é valido, mas voces tem que admitir definitivamente que o Criacionismo é antes de tudo religião, não é ciência.

Se nas escolas fosse permitido ensinar o Criacionismo, como seria esta aula ?

Na minha opinião se resumiria a frase “Algumas pessoas acreditam que Deus criou todos os seres vivos, assim como tudo no Universo”, se for além disto já vira propaganda religiosa.

Toda vez que leio sobre Criacionismo, lá no horizonte vejo a Arca de Noé surgir para “explicar” algo, muito “cientifico” como se pode ver.

Esqueci de comentar uma coisinha Vanessa, não se esqueça de agradecer aos hindus pelo conceito do zero e aos muçulmanos por terem preservado a cultura grega.

Comentar por Alexssandro Duarte

“Criacionismo é antes de tudo religião, não é ciência”.

E o evolucionismo também.

Comentar por Isaias S. OLiveira

Só para relaxar os ânimos exaltados, rsss

Comentar por Alexssandro Duarte

“O teísmo (especialmente o cristianismo) forneceu as pressuposições que tornaram a ciência moderna possível.”

Vanessa, acho que é a primeira vez que a vejo por aqui. Como suspeito que sejamos irmãos de fé, tomo a liberdade de te dar as boas-vindas.

Também inverto a citação: o erro de alguns evolucionistas é querer simplificar demais as coisas; isso, obviamente, quando não é conveniente torná-las complexas demais…

Irene,
Não entendi por que a gratidão não deve ser chamada, mas a ofensa sim (ainda que eu não tenha percebido esta última e nem o ressaibiamento). Será que eu deveria ficar mais ressabiado?

“Que renuncia ao racional Sr. João, dizer que o Darwinismo não tem importancia para a ciencia atual é sair por completo da realidade.”

Alexssandro, não pude ver o vídeo, mas, sem ânimos exaltados, seria interessante ilustrar a “não-racionalidade” do João com alguns exemplos da importância do Darwinismo para a ciência atual. Quem sabe o Philip Skell e outros visitem este blog do Sabino e mudem de ideia…

http://darwinismo.wordpress.com/2009/08/20/evolucionista-sobrevaloriza-teoria-da-evolucao/

“só posso torcer que a crença torne as pessoas melhores, já da minha parte não consigo encontrar a felicidade se parar de questionar.”

Obviamente, vai depender da crença. Como dito acima, há, por um lado, uma crença que não apenas não impediu o questionar, como também forneceu os pressupostos para um questionar bem e de contínuo aprimoramento. Por outro lado, já acho que não encontraria felicidade (ou não considerasse isso saudável) se não pudesse também reconhecer minhas próprias limitações quanto à compreensão de certas questões.

“Criacionismo é antes de tudo religião, não é ciência”.

Sobre o que o criacionismo não é:

http://www.outraleitura.com.br/web/artigo.php?artigo=44:O_que_o_criacionismo_nao_e

Comentar por Darjo

“Meu caro a “gente” ainda é animal…”

Então matar um ser humano é o mesmo que matar uma barata.

Comentar por Isaias S. OLiveira

Sr. Darjo, o que move o mundo são os desafios.
Você sabia que até mesmo as características químicas e fisicas da agua ainda são mal compreendidas ?

Não devemos aceitar nossas limitações, se algo merece ser pesquisado, deve ser. Que sentido há em aceitar Deus nas lacunas ? Se fosse assim muita coisa que ontem era atribuído a Deus (ou Deuses ou como queira chamar) e hoje em dia não, continuaria sendo sagrado. Deixou de ser por que pessoas corajosas, muitas vezes arriscando suas próprias vidas não se contentaram em saber que isto é de Deus.

Eu simpatizo com o Sr. Michelson, mas ele esta errado, o ensino do Criacionismo como descrevi seria a aula de biologia mais curta da história, o Criacionismo não tem a menor base científica por mais que ele, voce e outros que estão participando desse debate queiram negar.

Não existe a principio uma crença religiosa melhor que a outra se ela não prejudicar os outros ou a si mesmo, como eu escrevi acreditar em algo maior, quie o bem vai triunfar no final, etc… é a forma que a maioria escolheu para buscar a felicidade, não há nenhum mal nisto, mas para tal é necessário em determinados momentos apenas acreditar, ter fé e isto eu e alguns outros não conseguem, alterando um pouco uma frase da viuva de Carl Sagan,Ann Druyan “Eu não quero acreditar, eu quero saber.

Minha descrença em Deus (em qualquer um deles) deriva das evidências e para dizer a verdade, mesmo que exista de fato algo maior e ele se comporte como descrito na Biblia, eu vou chocar alguns de vocês, mas ele estaria errado e Adão e Eva deveriam ser proclamados os verdadeiros heróis da humanidade por que eles ousaram ir além da vontade de um tirânico ditador,eles tinham o Paraiso eterno e perfeito, mas escolheram conhecer mais que o Criador oferecia. Se o Deus bíblico de fato existir ele deveria é ter orgulho dos seus filhos que resolveram caminhar com as próprias pernas.

Vou pesquisar sobre a importância da Evolução, depois coloco aqui, quem sabe não convenço mesmo os 0.01 % dos cientistas que assinaram A Scientific Dissent from Darwinism, se bem que mesmo entre esse numero “expressivo” existem muitos que não são nada Criacionistas.

Comentar por Alexssandro Duarte

“Criacionismo não tem a menor base científica”.

E evolucionismo também não.

Comentar por Isaias S. OLiveira

Alexssandro,

“Você sabia que até mesmo as características químicas e fisicas da agua ainda são mal compreendidas ?”

Na cosmovisão cristã, sempre haverá o que aprender. E isso não é ruim.

“o ensino do Criacionismo como descrevi seria a aula de biologia mais curta da história…”

Se você tomar o criacionismo apenas como “Deus criou” ele terá a mesma duração que o evolucionismo/naturalismo apenas com o seu “Deus não criou” metafísico.

“Não devemos aceitar nossas limitações, se algo merece ser pesquisado, deve ser.”

A menos que, por exemplo, exista um Criador e sejamos suas criaturas, o que implica termos de aceitar que ele tem certos conhecimentos superiores, a que não temos acesso, que era aquilo a que me referia quando mencionei nossas limitações, nada nos impedindo, porém, de pesquisar o que estiver ao nosso alcance, o que já é “infinito” o bastante.

“Não existe a principio uma crença religiosa melhor que a outra”

Você e todos nós sabemos sinceramente, lá no íntimo, que isso não é verdade.

“Eu não quero acreditar, eu quero saber.”

No cristianismo há espaço para as duas coisas.Na verdade, uma depende da outra, e a fé, em muitos casos, passa a ser uma resposta natural à evidência, ou àquilo que se sabe/soube.

“eu vou chocar alguns de vocês”

Percebo aqui (ou estaria enganado?) uma demonstração de respeito de sua parte; e é sempre agradável perceber o que julgamos ser uma virtude.

“Se o Deus bíblico de fato existir ele deveria é ter orgulho dos seus filhos que resolveram caminhar com as próprias pernas.”

Nada fora retido por Deus que trouxesse qualquer benefício ou mais felicidade ao ser humano. Limitações também fazem parte do viver feliz. E a falta de limitação é muitas vezes a causa da infelicidade.

O Deus bíblico não poderia sentir orgulho de ver seus filhos caminharem com as próprias pernas… para a destruição.
Na realidade, o sentimento resultante foi que Ele foi “movido de íntima compaixão” e “amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

“Vou pesquisar sobre a importância da Evolução, depois coloco aqui”

Ok.Um abraço!

Comentar por Darjo

Aula de biologia criacionista:

No principio todos os animais eram herbívoros. Depois do pecado original evoluíram para carnívoros. Muito rapidamente claro. Depois ficaram só uns pares de cada na arca de Noé. Eram tipos. Evoluíram muito rapidamente para as subespécies porque, como diz na Bíblia, só podem evoluir dentro da espécie.

O dilúvio foi contemporaneo das pirâmides mas os Egípcios não viram o dilúvio porque não acreditavam no Deus de Israel.

Adão viu construir a arca de Noé mas morreu a meio da construção.

As cobras falavam no tempo de Adão e Eva, assim como muito mais tarde a burra de Balalão. O sistema vocal e cerebral que permite a fala evolui e involui de acordo com a vontade de Deus. As gravuras de Foz Coa, como a gruta de Lascaux são anteriores à formação da terra mas isso foi porque os ateus as fizeram durante a noite só para enganar os crentes. Houve um dia maior que o normal na zona do Egipto, e maior nos antipodas. Não há incongruência porque o senhor Deus de Iseael assim quiz e não importa que ninguem tenha visto. Não há evolução, excepto a seguir ao pecado original e depois do dilúvio porque a minha interpretação da biblia diz isso.

A minha interpretação da biblia é infalivel porque é minha. Todas as outras são erróneas.

Fim da lição.

Amanhã:

Como teria sido se a burra da cobra os mandasse comer primeiro o fruto da árvore a eternidade e só depois a da sabedoria?

Ficariam eternos como os deuses ? Era tudo um golpe dos Eloin para gozar com eles?

Usaram o plural para gozar com os exegetas ?

Veja o próximo episódio numa igreja evangélica próximo de si!

O Senhor seja convosco e o dizimo connosco!

Abençoado negócio que começou com trinta moedas.

E haja muitos tansos neste mundo..

Comentar por Joao Melo de Sousa

Não concordo com a Aula de Biologia Criacionista publicado por João Melo Souza.

Acho que a Aula de História do Universo do Criacionismo melhor.

Vamos a aula :

Alunos, Deus cricou tudo.
FIM DA AULA>

😉

Comentar por Ricardo Muradas

Boa, Sr João Melo, podeos concluir que Deus após o pecado original deu um reset na criaçaõ e ai sim diviu os animais em carnívoros e herbívoros, criou também uma serie de doenças que são transmitidas por vermes que chegam a alterar o comportamento de suas vitimas para completarem seu ciclo de vida, Deus além de designe tem um senso de humor negro daqueles.

Comentar por Alexssandro Duarte

Correção : Senso de humor negro

Para : Senso de Humor *afro-descendente*

Comentar por Ricardo Muradas

Achei engraçado um cristão tão convicto usar um livro criacionista hindu como exemplo de pesquisa científica.

Como leitura “científica” prefiro Eram Os Deuses Astronautas, muito mais criativo em suas conclusões

Comentar por Alexssandro Duarte

“Aula de biologia criacionista”

João,
E a aula evolucionista?

Sem tempo de fazer um paralelo agora, será que a tua sugestão aqui é a de que o criacionista tem de ter mais fé do que o evolucionista? Nem de longe isso é verdade.

Basta pedir detalhamento do “programa” e dos “planos de aulas” evolucionistas sem se deixar levar por discurso vazio para ver quem, de fato, tem de exercer mais fé: Jesus chamou seus ouvintes de “homens de pequena fé”. Mas será que ele diria o mesmo sobre o tamanho da fé daqueles que creem na evolução?

PS. A cronologia egípcia tem seus problemas. Quando corrigidos, porém, ninguém precisa colocar as pirâmides debaixo dágua.

Comentar por Darjo

Esta eu achei o máximo

“… a cronologia egípcia tem seus problemas. Quando corrigidos, porém, ninguém precisa colocar as pirâmides debaixo d’agua”.

Aqui estamos diante de célebres e ilustres homens.

Veja só “.. quando corrigidos…”

Darjo, você que *corrigiu* a História Egípcia e a sua cronologia ?

Caramba, porque a comunidade científica não sabe disto ?

Comentar por Ricardo Muradas

Sabino,

Para relaxar e para eu testar o youtube aqui 😉 Pode apagar, se quiser

Comentar por Icarus

Comentar por Icarus

Comentar por Icarus

Ah desisto… 😦

Comentar por Icarus

Disse Seu Madruga: Da discussão nasce a luz. Por isso eu estou desenvolvendo um site sobre o assunto. O site funciona como uma wiki, todos podem comentar. Entao entrem lógo.

Visite:

Comentar por Anderson du Lustoza

Os métodos de datação citados nesse artigo não são os melhores. Já é comprovado que para certos tipos de amostras de rocha (contendo fósseis ou não), o método de datação é definido pela composição química da rocha. Se for granítica, usa-se o método de datação radiométrica em cima de elementos químicos como o Nióbio, o Estrôncio… Em rochas basálticas, o método funciona melhor com o elemento químico Argônio. Outros métodos são utilizados com mais frequência, e que abrange quase todas as associações mineralógicas (métodoi de datação do Zircônio – ZIRCÃO).

Esse fato é físico, experimental e lógico. Não tem nada de magia negra nem conversinha, é preto no branco. Agora, se tiver alguém que não acredite nisso e acredite que a bíblia é a palavra final, fiquem sabendoq ue ela já foi escrita, redigida, corrigida, censurada, dentre outros, e portanto, não é uma fonte tão confiável para se seguir.

Quer acreditar em alguma coisa? tenha fé e acredite que você pode ser uma pessoa melhor… e não num livro todo smilinguindo…

Comentar por ramon




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: