No princípio criou Deus os céus e a Terra


Dentes encontrados em Israel podem falsificar evolução humana como nos tem sido vendida
Janeiro 11, 2011, 8:16 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

Uma equipa de cientistas da Universidade de Telavive descobriu numa gruta em Israel fósseis que parecem ser do Homem moderno, mas que estão em camadas de terra com idade entre os 400 e 200 mil anos – mais antigas do que o nascimento dos antepassados directos do Homem. A descoberta deixou a comunidade científica em alvoroço.

A história da evolução humana é resumida assim: pensa-se que o Homem Moderno evoluiu há 200 mil anos, em África, tendo depois migrado para o resto do mundo, substituindo os humanos que existiam em cada local.

O autor do artigo diz que os dentes possuem tanto características de neandertais como de homo sapiens. Mas se estes dentes forem do homo sapiens, isso significa que toda a história da evolução humana como nos tem sido contada nos últimos anos, todos os dados e descobertas feitas para alimentar esta visão, não passam de banha de cobra.

O líder do grupo, Avi Gopher, parece o mais apreensivo com a sua descoberta: “É preciso sermos cuidadosos, não podemos atirar para o lixo um paradigma só por causa de alguns dentes“. Esta afirmação não deixa de ser curiosa, já que outros elos perdidos foram inventados apenas e só a partir de dentes (o caso mais insólito é o famoso Homem de Nebraska).

Os dados foram publicados no The American Journal of Physical Anthropology.
_____________________________________________________________________________

A Nature perguntou ao investigador se estes dentes realmente ofereciam evidência de que o Homo sapiens não evoluiu em África. Ele respondeu: O que eu posso dizer é que eles deixam todas as hipóteses em aberto. Há uma tendência das pessoas a se acostumarem à hipótese “Fora de África”, utilizando-a exclusivamente e explicando todas as descobertas que não encaixam nela como novas ondas de migração para fora de África.

O que ele está a dizer é que os evolucionistas são pródigos em descartar os dados que não encaixam nos seus paradigmas pré-estabelecidos. Nada que nós já não soubéssemos.

Se eu tivesse de apostar, diria que tudo vai ser feito para que esta descoberta seja minimizada e descartada. É mais fácil dizer que os dentes, que têm tudo para terem pertencido ao homo sapiens, pertencem a uma espécie diferente, de modo a não atrapalhar a linha de tempo evolucionista. Já viram o que era ter de reconstruir toda a narrativa, toda a linha de tempo evolutiva? E como se explicariam os milhares de “estudos” que há uns anos a esta parte têm sido usados para alimentar a visão do “Fora de África”? Vai-se admitir que foi tempo e dinheiro perdido? É mais fácil e barato descarta novamente uma evidência contra (sim, novamente! Já aconteceu).

Os evolucionistas estão com muito medo e profetizo pressões vindas de todo o lado em direcção à equipa de paleoantropólogos liderada por Avi Gopher. É por isso que a Teoria da evolução não merece credibilidade. Uns simples dentes facilmente mostram que todas as histórias inventadas e que subsistiram por longos anos ou décadas não passam de pura fantasia e propaganda naturalista. Por sua vez, os criacionistas bíblicos não precisam de todos os anos andar a alterar as suas convicções a respeito da verdadeira origem das espécies.


160 comentários so far
Deixe um comentário

A fada dos dentes, de novo, brincando com os evolucionistas.

Comentar por Antonio Porto

Blasfemo! Como te atreves a atacar a santa teoria da evolução? Vai estudar!!!!

Comentar por Mats

Santa ?

Nada, se for *santa*, não pode ser científico Mats.😉

Se for *santo* precisa ser holístico.

Comentar por Ricardo Muradas

Ricardo,

Homens santos de Deus podem muito bem ser ótimos cientistas. Holístico é para desocupados que não é este caso:

Louis Pasteur, notável médico e cientista francês, reconheceu justamente através da ciência que a Bíblia tem razão.

Ele escreveu: “É em nome da ciência que proclamo a Jesus Cristo como Filho de Deus.
Minha concepção de ciência, que valoriza muito a relação entre causa e efeito, simplesmente me obriga a reconhecê-lO.
Minha necessidade de adorar encontra em Jesus sua mais plena satisfação”

(Nimm dir einen Augenblick Zeit, H. Bruns).

Comentar por Cícero

Olá vou comentar parte do seu texto tudo bem ?

“Homens santos de Deus podem muito bem ser ótimos cientistas.”
==>Podem ? Negativo, são. Explêndidos, DESDE QUE, a ignorância e o fundamentalismo não os afete.

“Louis Pasteur”
–> Nascido em 1.822, morto em 1.895. Nem existia Teoria da Evolução, Internet, Wikipedia (rsrsrrs), Google, LHC, MicroOndas….

Esta frase foi impactante. O que eu digo é que… nada DEVERIA ofuscar a fé de quem crê em Deus, e meu objetivo NUNCA FOI acabar com a Fé das pessoas.

Agora, quando a pilantragem criacionista quer dar um ar *científico* a tudo isto.. aí não dá para se calar.

Abs

Comentar por Ricardo Muradas

E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.Gn 1:27 Unanimidade entre os criacionistas,já a loucura de Darwin…

Comentar por Alessandro

calma meus senhores! só se tiver chumbo é que se há crise!

A última frase é uma moca.

Comentar por Nuno Dias

Nuno!
E que tal a “pilantragem” naturalista?

este processo imaginário da Evolução é uma estória da carrocinha!

Com “dente” se vai,com “dente” se volta!

Se estes Antropólogos tivessem um pouquinho de conhecimento Biológico sobre o “enigma do DNA” e como a impossibilidade de formação de novos planos corporais através de mutações aleatórias,parariam com esta novela interminável.

Comentar por jonas

como a impossibilidade de formação de novos planos corporais através de mutações aleatórias
deveria pedir-te para demonstrares matematicamente o que afirmas. A retórica nem sempre funciona.

Curioso como os criacionistas de terra jovem se agarram sofregamente às mais pequenas especulações do evolucionismo para tentar salvar a sua fé.

O dente trouxe nova informação, com um pouco de sorte corrigir e esclarecer a teoria de evolução.
A este processo aprendizagem chama-se ciência, não fé.

Comentar por Nuno Dias

Processo Imaginário da Evolução ?

Estória da carochinha ?

QUe é isto Jonas, não fala assim não, porque você só denigre seu conhecimento😉

Comentar por Ricardo Muradas

Ricardo!

Para não ser “imaginário” precisa ser comprovado evidêncialmente.
Qual a evidência científica da transmutação de espécies???

Onde estão as provas científicas da transformação de um Australuspithecus em um Antropólogo Brasileiro???

Então onde estou a denegrir o meu conhecimento???

Ciência são evidências,e estas onde estão??

Comentar por jonas

E foi em Israel?
– Eis ai uma terra fascinante!

Comentar por nilo

E ai Corinthiano😉

Penso que não é atoa. A universidade de Tel’Aviv faz um trabalho excepcional em Arqueologia. Geralmente, os israelenses são muito bons no que fazem.

Comentar por Icarus

Excepto se forem evolucionistas. Aí já não prestam… enfim… Creacionismo ainda existe ?😄

Comentar por Selfish Gene

E porque os evolucionistas e céticos teem tanta dificuldade de aceitar o criacionismo? ou o contrário? Pq ambos teem muito a perder. Tudo por causa de dinheiro.
Existe muito ciêntista mercenário(99%)…
Existe muito criacionista mercenário(99%)…
Tudo por dinheiro.
Perdão se ofendi alguém sem querer, más a verdade é essa: existe mais interesse econômico de ambas as partes que verdade em tudo isso, é a forma de ganhar o pão minha gente, cada um defende o seu lado a qualquer custo.
Ps. sou criacionista tenho os meus conceitos, más não mato, não ofendo e nem ganho dinheiro com isso.

Comentar por Claudio Honio

Icarus,

A universidade de Tel’Aviv faz um trabalho excepcional em Arqueologia. Geralmente, os israelenses são muito bons no que fazem.

Não foi a “Universidade de Tel’Aviv” que fez um “trabalho excepcional”. E mais, fez um trabalho “excelente” porque está de acordo com o que acreditas?

Sabias que as palavras do arqueólogo que tu tens em mente é refutada por outros arqueólogos?

E sim, é essencialmente UM HOMEM dessa universidade (Israel Finkelstein). O outro não é dessa Universidade (Neil Asher Silberman).

Tu tentas fazer passar a imagem de que é uma faculdade inteira com a mesma conclusão mas isso é falso. Só porque ele tem uma posição de prestígio nessa faculdade e escreveu um livro a atacar a Bíblia, isso não torna o que ele diz “verídico”.

Estou certo que se poderiam encontrar outros arqueólogos NA MESMA UNIVERSIDADE com uma posição totalmente diferente da do Finkelstein.

A diferença é que enquanto Finkelstein não tem evidências para suportar o que diz (nem deveria ter porque ele alega uma negativa), a Bíblia tem inúmeras evidências arqueológicas a seu favor. Tanto assim que eu já ouvi ou li que alguns cientistas seculares guiam-se pela historicidade da Bíblia para tentar saber mais sobre povos antigos.

Mas tu fica com Israel Finkelstein e Neil Asher Silberman que o resto do mundo fica com a História.

A propósito: tu bem que poderias actualizar o teu arsenal contra a Bíblia. Este argumento do Finkelstein já anda a circular entre os ateus há quase 10 anos! Andas um bocado atrasado na tua ciência.

Mas isso já é normal entre vocês ateus e anti-cristãos. Ignoram a ciência quando vos convém mas alegam que a vossa posição é “com base na ciência”.

Falso em toda a linha.

Mas fica o conselho: actualiza os teus argumentos. Só te fica bem.

Comentar por Mats

Mats,

Não foi a “Universidade de Tel’Aviv” que fez um “trabalho excepcional”. E mais, fez um trabalho “excelente” porque está de acordo com o que acreditas?
Quando os trabalhos da Universidade de Tel’Aviv mostram algo que favorece a sua crença ai OK. Mas quando ela mostra que a bíblia é uma fábula, ai não OK?

Olha a parcialidade do Mats ai 😉. HAHAHAHAHAHA

Sabias que as palavras do arqueólogo que tu tens em mente é refutada por outros arqueólogos?
Estes arqueólogos provam que o Exodo existiu?🙂

E sim, é essencialmente UM HOMEM dessa universidade (Israel Finkelstein). O outro não é dessa Universidade (Neil Asher Silberman).
Só um “pequenino” detalhe: Este homem trabalha na Universidade a mais de 30 anos. Ele foi diretor do Departamento de Arqueologia de 1996 até 2003. Ainda continua na Universidade. Ele não trabalha sozinho, tem uma equipe com ele, e a Universidade é quem banca os trabalhos dele.

Tu tentas fazer passar a imagem de que é uma faculdade inteira com a mesma conclusão mas isso é falso. Só porque ele tem uma posição de prestígio nessa faculdade e escreveu um livro a atacar a Bíblia, isso não torna o que ele diz “verídico”.
Claro, ele mesmo diz isso. A arqueologia é dinâmica. Basta alguém trazer novas evidências que refutem ele. Mostra ai as evidências🙂

Estou certo que se poderiam encontrar outros arqueólogos NA MESMA UNIVERSIDADE com uma posição totalmente diferente da do Finkelstein.
Cola um trabalho aqui da mesma Universidade, para eu poder aprender mais sobre este assunto.😉

A diferença é que enquanto Finkelstein não tem evidências para suportar o que diz (nem deveria ter porque ele alega uma negativa), a Bíblia tem inúmeras evidências arqueológicas a seu favor. Tanto assim que eu já ouvi ou li que alguns cientistas seculares guiam-se pela historicidade da Bíblia para tentar saber mais sobre povos antigos.
Para a sua infelicidade, todo o trabalho dele é baseado em evidências.

Nem o próprio Dr. Israel Finkelstein nega que a bíblia é uma fonte histórica em partes. Já que vc não se lembra eu te ajudo😉, as minhas aulas de arqueologia bíblica ainda estão frescas na memória. [ainda que faz MUITO tempo hehe]. Ur dos caldeus e os Filisteus, são alguns exemplos.

Mas tu fica com Israel Finkelstein e Neil Asher Silberman que o resto do mundo fica com a História.
O problema é que vc confunde História com a literalidade da bíblia. Lamento, não é.

E um simples cálculo: Apenas 1/3 do mundo é cristão. Chutando muito alto, mas muito alto mesmo, não acredito que mais de 50% acredite na liberalidade da bíblia. Isso não dá nem 17% da população mundial.🙂

A propósito: tu bem que poderias actualizar o teu arsenal contra a Bíblia. Este argumento do Finkelstein já anda a circular entre os ateus há quase 10 anos! Andas um bocado atrasado na tua ciência.
Que isso Mats. Os meus 10 anos são bem menos que os seus 200 anos [suas palavras] HAHAHAHAHAHA.

Mas isso já é normal entre vocês ateus e anti-cristãos. Ignoram a ciência quando vos convém mas alegam que a vossa posição é “com base na ciência”.
Falso em toda a linha.
Mas quem ignora a ciência é vc. Vc ignora completamente a Astronomia, Geologia, Biologia, História, Paleontogia, etc.

Mas fica o conselho: actualiza os teus argumentos. Só te fica bem.
Este conselho serve para vc também Mats? 😉

Comentar por Icarus

Para quem se interessa pela refutação das invenções de Israel Finkelstein

http://creation.com/images/pdfs/tj/j21_2/j21_2_44-47.pdf

Apesar dele ser um bom cientista, ele fez conclusões erradas. Mas isso seria de esperar. Não me admirava nada se o homem fosse um ateu ou um “crente em deus” como o Icarus.

Comentar por Mats

Mats,

Para quem se interessa pela refutação das invenções de Israel Finkelstein
A sim, a creation.com. Uma fonte “super” isenta😉 . No mesmo lugar podemos ler como as Super Novas apontam para um Universo Jovem hahahahaha.

Que tal mostrar uma publicação da Universidade de Tel’Aviv que refuta o Dr. Israel Finkinstein? Ou de uma outra Universidade séria?

Pode ser uma católica hehe,[ lembrei do Souza… ]

Apesar dele ser um bom cientista, ele fez conclusões erradas.
Fez conclusões erradas, ou as conclusões dele não te agradaram?😉

Mas isso seria de esperar. Não me admirava nada se o homem fosse um ateu ou um “crente em deus” como o Icarus.
Espera ai, eu vou ali meditar o porque um arqueólogo judeu, que trabalhou a vida toda em sítios arqueológicos, onde todas as conclusões dele vão contra a literalidade da bíblia, não se tornou cristão.
HAHAHAHAHAHAHA, És um gênio Mats.😉

Comentar por Icarus

Icarus,

Os problemas em focar-se num ponto continuam (e vão ficando mais graves à medida que os teus argumentos anti-cristãos vão sendo refutados). A tua confusão é um bom sinal…para mim.🙂

Não foi a “Universidade de Tel’Aviv” que fez um “trabalho excepcional”. E mais, fez um trabalho “excelente” porque está de acordo com o que acreditas?
Quando os trabalhos da Universidade de Tel’Aviv mostram algo que favorece a sua crença ai OK. Mas quando ela mostra que a bíblia é uma fábula, ai não OK?

hahaha Leste o que eu escrevi? Não foram “os trabalhos da Universidade de Tel’Aviv: FOI O TRABALHO DE UM ARQUEÓLOGO. Até te possa dar a noção de ser ele e a sua “equipe”, mas as alegações dele SÃO DELE. Entendes isto?
Isto é mesma coisa que dizer que a visão do cientista criacionista Andy McIntosh reflecte o que TODA a Universidade de Leeds defende!

Percebes agora o teu erro ou não?

Olha a parcialidade do Mats ai😉 . HAHAHAHAHAHA

Sim, porque tu és um poço de imparcialidade, certo?

Sabias que as palavras do arqueólogo que tu tens em mente é refutada por outros arqueólogos?

Estes arqueólogos provam que o Exodo existiu?🙂

Oh meu Deus, já começa a confusão de lógica. O facto de haver OUTROS arqueólogos que acreditam o CONTRÁRIO do Finkelstein não implica directamente que eles defendam o Êxodo.

Que pessia tão confusa que tu és. Como é que tu conseguiste estudar ou argumentar o que quer que seja com essa forma de pensar? O Clayton tem graves problemas de lógica, mas acho que nunca vi alguém que fugisse tão depressa do ponto em questão como tu. Incrível!

“E sim, é essencialmente UM HOMEM dessa universidade (Israel Finkelstein). O outro não é dessa Universidade (Neil Asher Silberman).”

Só um “pequenino” detalhe: Este homem trabalha na Universidade a mais de 30 anos. Ele foi diretor do Departamento de Arqueologia de 1996 até 2003. Ainda continua na Universidade. Ele não trabalha sozinho, tem uma equipe com ele, e a Universidade é quem banca os trabalhos dele.

O facto dele não “trabalhar sozinho” não invalida o que eu disse. A posição do Finkelstein é a posição do Finkelstein e não da Universidade.

A arqueologia é dinâmica. Basta alguém trazer novas evidências que refutem ele. Mostra ai as evidências🙂

Pelos vistos não entendeste o argumento do Finkelstein. Volta a ler o que ele escreveu (e principalmente o PORQUÊ dele pensar que não houve Reino de Salomão e do seu pai David) e vê como o teu comentário não faz sentido nenhum.

“Estou certo que se poderiam encontrar outros arqueólogos NA MESMA UNIVERSIDADE com uma posição totalmente diferente da do Finkelstein.”

Cola um trabalho aqui da mesma Universidade, para eu poder aprender mais sobre este assunto.😉

Estou certo que se poderia encontrar na mesma universidade com uma posição totalmente distinta da do Finkelstein. Isto é possível ou não?

Para a sua infelicidade, todo o trabalho dele é baseado em evidências.

Tal como o ateísmo é baseado em evidências, certo? Oopps” Não é. É baseado na alegada FALTA de evidências.

Vês a diferença? Volta a ler o que eu disse, e dá uma resposta mais em conformidade.

“Mas tu fica com Israel Finkelstein e Neil Asher Silberman que o resto do mundo fica com a História.”

O problema é que vc confunde História com a literalidade da bíblia. Lamento, não é.

LOL!
Mas o que é que uma coisa tem a ver com outra?!
*face palm*
Tu fica com o Israel que o resto do mundo fica com a História.🙂

E um simples cálculo: Apenas 1/3 do mundo é cristão. Chutando muito alto, mas muito alto mesmo, não acredito que mais de 50% acredite na liberalidade da bíblia. Isso não dá nem 17% da população mundial.🙂

Eu disse “fica com o Israel que o resto do mundo fica com a História” e não “fica com a literalidade da Bíblia”.

Se daqui a 100 nos não houver registos escritos do Tsunami da Ásia, em 2004 se não me engano, isso quer dizer que não houve Tsunami, certo?

Deixa-me ser mais claro, porque já sei que vais fazer confusão: Mesmo que a Bíblia não tivesse recordado o que aconteceu com Moisés e os Israelitas, ou David e Salomão, esses eventos ou aconteceram ou não aconteceram. A “literalidade da Bíblia” é irrelevante. Ou é História ou não é.
O Israel diz que não é – e ele tem o direito a ter as suas desilusões – mas a História diz que sim, MESMO QUE A BÍBLIA NÃO FALASSE NISSO.

Portanto, o Israel que fique com a sua mitologia, que o resto do mundo fica com a História.

A propósito: tu bem que poderias actualizar o teu arsenal contra a Bíblia. Este argumento do Finkelstein já anda a circular entre os ateus há quase 10 anos! Andas um bocado atrasado na tua ciência.
Que isso Mats. Os meus 10 anos são bem menos que os seus 200 anos [suas palavras] HAHAHAHAHAHA./

?

“Mas isso já é normal entre vocês ateus e anti-cristãos. Ignoram a ciência quando vos convém mas alegam que a vossa posição é “com base na ciência”. Falso em toda a linha.”

Mas quem ignora a ciência é vc. Vc ignora completamente a Astronomia, Geologia, Biologia, História, Paleontogia, etc.

Não, não ignoro. Ignoro sim a TUA interpretação desses ramos.

Mas fica o conselho: actualiza os teus argumentos. Só te fica bem.

Este conselho serve para vc também Mats?

Claro.

“Para quem se interessa pela refutação das invenções de Israel Finkelstein”

A sim, a creation.com. Uma fonte “super” isenta😉.

Não é isenta mas o Israel Finkestein é isento, certo? O “MilErrosNaBiblia.com” é isento, certo? O “Refutando-a-Biblia.com” é isento certo? lol

No mesmo lugar podemos ler como as Super Novas apontam para um Universo Jovem hahahahaha.

O facto de (correctamente) apontarem que o universo é novo e indicarem as supernovas como evidência disso, refuta a sua posição sobre os erros do Israel?

Se isso é assim, basta-me encontrar UM ERRO no que tu dizes (E não é difícil) para refutar TUDO o que dizes, certo?

Não és “isento” !! lol

Que tal mostrar uma publicação da Universidade de Tel’Aviv que refuta o Dr. Israel Finkinstein?

Mas…tu disseste que TODA a Universidade está do lado do FInkelstein… Se é assim, como é possível encontrar alguém da mesma universidade a dizer o contrário? Deve ser como Oxford, onde só se pode ser professor se se acreditar em certos mitos mascarados de ciência.

Ou de uma outra Universidade séria?

O que é uma “Universidade séria”? Uma que ensina coisas de acordo com o que tu acreditas? Isto é circular, mas nem te vou mostrar como. Espero que vejas isso sozinho.

“Apesar dele ser um bom cientista, ele fez conclusões erradas.”

Fez conclusões erradas, ou as conclusões dele não te agradaram?😉

As conclusões erradas dele não me agradam.

“Mas isso seria de esperar. Não me admirava nada se o homem fosse um ateu ou um “crente em deus” como o Icarus.”

Espera ai, eu vou ali meditar o porque um arqueólogo judeu, que trabalhou a vida toda em sítios arqueológicos, onde todas as conclusões dele vão contra a literalidade da bíblia, não se tornou cristão. HAHAHAHAHAHAHA, És um gênio Mats

Desculpa, mas eu não entendo Icarês. O facto dele ter trabalhado toda a vida em sítios arqueológicos e NÃO ser cristão prova o quê mesmo? Todas as pessoas que trabalham em sítios arqueológicos tornam-se cristãs? (lol!) O facto DESTE cientista não aceitar o que arqueologia mostra PROVA que a Bíblia está errada? Toda a verdade da Bíblia depende do que ESTE cientista defende e NADA mais?

O que é a “literalidade” da Bíblia? Curiosa expressão essa.

Parece que o “génio” é outro.

Comentar por Mats

Mats

Alguém que precisa dizer que me refutou, sem nunca ter refutado, isso é um ótimo sinal para mim🙂. Até hoje eu espero um único calculo seu para datar o Sol. Cade?

Como sempre, vc sempre faz perguntas non-sense para esconder a sua falta de argumentos. Esta lingüiça de resposta sua ficou muito grande, me recuso a responder. Custa resumir um pouco?

Pelo jeito vc nem leu o livro do Finkelstein, por que já falou uma senhora BESTEIRA.

O que vc pensa sobre os resultados de arqueologia é totalmente irrelevante.Aponte um outro trabalho de uma outra Universidade que refute o trabalho dele.

PS: Se vc acha que os meus argumentos estão no nível do Clayton Luciano, está perdendo o seu precioso tempo em responder por que?🙂

Comentar por Icarus

Para quem quiser lêr o que o “falso cientista” Jonathan Safarti tem a dizer sobre as supernovas e o universo jovem, basta procurar um bocado.

ATENÇÃO : O Jonathan é um falso cientista porque não acredita no que o Icarus acredita e só o que o Icarus acredita é que está certo! Nem pensem em contradizer.

Eis aqui então o texto:

Exploding stars point to a young universe

Não se deixem enganar! Apesar do Jonathan ser um PhD em Química, e ter feito parte da equipa que publicou um artigo científico na Nature quando ele tinha menos de 22 anos, ele não é uma “cientista sério”!!!!!!!

Lembrem-se:
cientista sério = aqueles que concordam com o Icarus.

Comentar por Mats

Não disse que o mesmo Instituto que pretende refutar o Israel Finkinstein é o mesmo que quer refutar a NASA, ESA, CERN hahahahaha.

E não é o que o Icarus acredita, é o que é ciência já sabe. Para comprovar que eu estou certo, basta ir a uma Universidade séria que tenha disciplina de Física. Aqui no Brasil temos muitas como a USP, a Unicamp, a UFRJ, a PUC. [Católica, Souza tai?😉 ] Eu não falo nada que não seja suportado pelo que é ensinado em sala de aula.

Quanto ao Jonathan Safarti, realmente ele é um gênio. Mas até os gênios falam besteira. A publicação dele na Nature é sobre super condutores, nada a ver com astronomia. Curioso, que quando é para justificar a inteligência de alguém, ai a publicação ciêntífica vale😉

A tabela que esta no creation.com mostrando que a quantidade de Super Novas apontando para um Universo Jovem é uma piada. Qualquer estagiário em Química e Física hoje em dia sabe que uma Estrela Massiva se forma e explode na escala de milhões de anos. E muitas SuperNovas do passado já sumiram completamente, inclusive a que deu origem ao nosso Sistema Solar.

Bom, quem quiser ver mais sobre o assunto, o talkorigins tem uma dedicada ao Jonathan Safarti .

Comentar por Icarus

“Menos de 22 anos” = tinha 22 anos.

Comentar por Mats

Icarus,

Alguém que precisa dizer que me refutou, sem nunca ter refutado, isso é um ótimo sinal para mim🙂

A tua alegação era: “A Universidade de Tel’Aviv (toda ela) defende que a Bíblia está errada no que toca ao Êxodo e aos reinos de Salomão”.

Eu refutei isto ao mostrar que tu baseias a tua geriátrica alegação na fé *duma* pessoa dessa instituição, e não no corpo docente da Faculdade. Não que isso importe muito para mim, mas é só para as pessoas deste nobre blogue verem o calibre (antiquado e errado) das tuas alegações.

Até hoje eu espero um único calculo seu para datar o Sol. Cade?

Não há “cálculos” 100 fidedignos para datar o Sol porque nós não sabemos o que pode ou não ter acontecido durante a sua vida. Por isso é que os teus métodos de “datação” (os mesmos que são alvos de constantes e muitas vezes contraditórias revisões) falham . Por isso é que muitos das pessoas com fé na datação evolucionista apanham “surpresas” com algumas observações. Neste blogue o Sabino tem-se dedicado mais a essa área (cosmologia/universo). PEsquisa e vê o que a ciência diz.

Como sempre, vc sempre faz perguntas non-sense para esconder a sua falta de argumentos.

Não.
Eu faço perguntas para tu te focares no argumento que está a ser discutido, sem tentar mudar outra vez o assunto.

O que vc pensa sobre os resultados de arqueologia é totalmente irrelevante. Aponte um outro trabalho de uma outra Universidade que refute o trabalho dele.

Ainda não percebeste. Não são trabalhos de Universidades mas de PESSOAS que trabalham nesta ou naquela universidade. Será tão difícil assim?
O trabalho do Israel não é o da Universidade: é o do Israel. O trabalho do criacionista Andy McIntosh não é o da Universidade de Leeds: é do Andy.

PS: Se vc acha que os meus argumentos estão no nível do Clayton Luciano, está perdendo o seu precioso tempo em responder por que?

Tens razão. Eu não deveria perder o meu tempo desta maneira. Mas Às vezes é bom mostrar aos leitores como os anti-cristãos dependem de argumentos quase do século passado para atacarem o Cristianismo.

Isso talvez demonstre que não tem muito mais por onde se sustentar.

Comentar por Mats

Mats,
A tua alegação era: “A Universidade de Tel’Aviv (toda ela) defende que a Bíblia está errada no que toca ao Êxodo e aos reinos de Salomão”.
Não, o meu argumento é que o trabalho de Israel Filkinstein refuta a literalidade da bíblia. E a Universidade tem que endossar o que ele fala, pois além do fornecimento dos recursos, ela é co-responsável pela pesquisa.

Eu refutei isto ao mostrar que tu baseias a tua geriátrica alegação na fé *duma* pessoa dessa instituição, e não no corpo docente da Faculdade. Não que isso importe muito para mim, mas é só para as pessoas deste nobre blogue verem o calibre (antiquado e errado) das tuas alegações.
Só que cade os argumentos refutando ele? É só o seu mimimi e nada mais? hahahahahaha

Não há “cálculos” 100 fidedignos para datar o Sol porque nós não sabemos o que pode ou não ter acontecido durante a sua vida. Por isso é que os teus métodos de “datação” (os mesmos que são alvos de constantes e muitas vezes contraditórias revisões) falham . Por isso é que muitos das pessoas com fé na datação evolucionista apanham “surpresas” com algumas observações. Neste blogue o Sabino tem-se dedicado mais a essa área (cosmologia/universo). PEsquisa e vê o que a ciência diz.
Os cálculos datam o nosso Sol em 5 bilhões de anos, e não tem nada a ver com os métodos que vc alega que falha. Eu não só já pesquisei, como já te mostrei os cálculos. Vai lá Mats, refute tecnicamente o estudo.


Eu faço perguntas para tu te focares no argumento que está a ser discutido, sem tentar mudar outra vez o assunto.
Errado, vc faz perguntas só pra desviar do ponto. Cade as refutações técnicas do Dr. Israel?

Ainda não percebeste. Não são trabalhos de Universidades mas de PESSOAS que trabalham nesta ou naquela universidade. Será tão difícil assim?
O trabalho do Israel não é o da Universidade: é o do Israel. O trabalho do criacionista Andy McIntosh não é o da Universidade de Leeds: é do Andy.
Isso significa que vc vai refutar agora? Ou vai ficar neste mimimi apenas?😉

É que vc não conhece o processo de arqueologia. O trabalho não corre sem a comparticipação da Universidade.
PS: Se vc acha que os meus argumentos estão no nível do Clayton Luciano, está perdendo o seu precioso tempo em responder por que?
Tens razão. Eu não deveria perder o meu tempo desta maneira. Mas Às vezes é bom mostrar aos leitores como os anti-cristãos dependem de argumentos quase do século passado para atacarem o Cristianismo.
Isso talvez demonstre que não tem muito mais por onde se sustentar.
Pena que o livro dele foi publicado em 2001 hein Mats. HAHAHAHAHAHAHA .

Comentar por Icarus

comparticipação -> co-participação.

E um bloco ficou todo negritado, não tem como arrumar, paciência.😦

Comentar por Icarus

Mats,

Mais um pouco só para deixar bem claro que vc escreveu besteira [para variar] sobre a Universidade de Tel ‘Aviv.🙂

Fonte: http://www.tau.ac.il/humanities/archaeology/international_program.html

Ancient Israel:
Archaeology and History of the Biblical Period

The Department of Archaeology and Ancient Near Eastern Civilizations in Tel Aviv University is renowned for its strong involvement in study and research of the biblical period through important excavation projects in Israel (from Tel Beer-sheba, Arad, and Lachish to the recent excavations at Megiddo, Tel Beth-Shemesh and Ramat Rahel). Its senior staff members play a leading role in the major debates that have shaped the discipline (most recently the issues of Iron Age chronology, the rise of ancient Israel, state formation in Israel and Judah, and a variety of subjects related to the post-exilic period). Participants in the program will have the opportunity to be part of the vibrant academic life of the department and will attend courses taught by scholars on the cutting edge of research in the fields of archaeology and history of Ancient Israel.

CURRICULUM

Courses are taught in English.
The program is for a period of one-semester (Spring Semester) of study in Israel plus an option of participation in summer excavations. The program starts with one month of Intensive Hebrew Language Program (Ulpan).

Seminars (for the spring semester)

Text and Archaeology – Selected Problems (Prof. Israel Finkelstein) 🙂

The seminar will deal with Iron Age archaeology, the biblical text and ancient Near Eastern records. Among the topics which will be dealt with are: the rise of Early Israel in the Iron I; Philistine archaeology; Iron Age chronology; state formation in the Levant; the Northern Kingdom; the archaeology of Jerusalem; Judah in the late 8th century; Judah in the 7th century BCE: the days of Manasseh and Josiah.

How did it all begin? The Land of Israel during the Bronze Age (Dr. Yuval Gadot)

The rise of Early Israel is currently viewed as a process within the wider framework of the history of the Land of Israel. A meaningful understanding of Iron Age Israel demands, therefore, familiarity with the history of the land in earlier periods. The seminar will deal with the archaeology of Canaan during the Middle and Late Bronze Ages. This period saw the flourishing and decline of Canaanite culture as well as the growth and collapse of the Egyptian empire that ruled the country – the very processes that led to the birth of ancient Israel.

Comentar por Icarus

Icarus,

“A tua alegação era: “A Universidade de Tel’Aviv (toda ela) defende que a Bíblia está errada no que toca ao Êxodo e aos reinos de Salomão”.”

Não, o meu argumento é que o trabalho de Israel Filkinstein refuta a literalidade da bíblia.

1. O que é a “literalidade da Bíblia”? Ainda não deste nenhuma definição.
2. O trabalho do Israel demonstram que o Israel PENSA que isso refuta a “literalidade da Bíblia” (seja lá o que isso for).
3. Mas ainda bem que agora dizes que é trabalho do Finkelstein e não “da universidade”. Estás a melhorar.😀

E a Universidade tem que endossar o que ele fala, pois além do fornecimento dos recursos, ela é co-responsável pela pesquisa.

Do mesmo modo, se o Andy McIntosh (criacionista) tiver o suporte da Universidade de Leeds para um projecto, e no fim disser “Esta trabalho demonstra o Génio Criativo do Senhor Jesus”, a Universidade “tem que endossar o que ele fala”, certo?
Tu confundes o FINANCIAMENTO de uma pesquisa com a concordância nas CONCLUSÕES.

Só que cade os argumentos refutando ele? É só o seu mimimi e nada mais? hahahahahaha

Leste o que o site creation.com dizia? AH! Esqueci-me” Eles não são “isentos”, certo?🙂

Os cálculos datam o nosso Sol em 5 bilhões de anos, e não tem nada a ver com os métodos que vc alega que falha.

Os TEUS cálculos “datam” o Sol com essa idade. Nada é mais fácil que encontrar PhDs que oferecem evidências de que o Sol é bem mais novo do que vocês imaginam. Mas esses não são cientistas verdadeiros, não é Icarus?
Lembra-te:
cientista verdadeiro = aquele que concorda com o Icarus.


Eu faço perguntas para tu te focares no argumento que está a ser discutido, sem tentar mudar outra vez o assunto.
Errado, vc faz perguntas só pra desviar do ponto. Cade as refutações técnicas do Dr. Israel?

Leste o site creation.com? Queres mais documentação? Ou vais rejeitá-las todas por não serem o que tu chamas de “isentas”?
Só esta noção de “isenta” mostra o quão ingénuo tu és no que toca a ciência.

“PS: Se vc acha que os meus argumentos estão no nível do Clayton Luciano, está perdendo o seu precioso tempo em responder por que?”

Tens razão. Eu não deveria perder o meu tempo desta maneira. Mas Às vezes é bom mostrar aos leitores como os anti-cristãos dependem de argumentos quase do século passado para atacarem o Cristianismo. Isso talvez demonstre que não tem muito mais por onde se sustentar.

Pena que o livro dele foi publicado em 2001 hein Mats. HAHAHAHAHAHAHA .

Icarus, em que século tu estás? 21.
Quando eu digo que ele usa argumentos QUASE DO SÉCULO PASSADO, tu não refutas o que eu disse ao afirmares “Pena que o livro dele foi publicado em 2001, hein Mats.”

2001 é um ano QUASE do século passado.

Sinceramente, eu acho que deves estar a responder a outra coisa. Não acredito que alguém faça erros destes de propósito.

Comentar por Mats

Mats,

1. O que é a “literalidade da Bíblia”? Ainda não deste nenhuma definição.
Significado do dicionário: autêntico, exacto, genuíno, real, total, verdadeiro.
Eu uso como: ser real em tudo conforme esta escrito.


2. O trabalho do Israel demonstram que o Israel PENSA que isso refuta a “literalidade da Bíblia” (seja lá o que isso for).
3. Mas ainda bem que agora dizes que é trabalho do Finkelstein e não “da universidade”. Estás a melhorar.
Como eu já mostrei acima, os trabalhos dele, e de outros professores já foram incorporados pelo currículo da Universidade.

Logo, a Universidade esta de acordo com o que ele fala. Então a idéia que vc quer passar, que é apenas a opinião dele, é falsa.

Do mesmo modo, se o Andy McIntosh (criacionista) tiver o suporte da Universidade de Leeds para um projecto, e no fim disser “Esta trabalho demonstra o Génio Criativo do Senhor Jesus”, a Universidade “tem que endossar o que ele fala”, certo?
Se ele falar em sala de aula que o planta Terra tem 7000 anos, e não deixar claro que é só a opinião dele, a Universidade é co-responsável pelo que ele esta dizendo.

Dá uma olhada, por exemplo, no site da Universidade onde Behe trabalha, tem uma nota dizendo que a Universidade não endossa o que ele fala sobre complexidade irredutível.

http://www.lehigh.edu/~inbios/faculty/behe.html

“Official Disclaimer
My ideas about irreducible complexity and intelligent design are entirely my own. They certainly are not in any sense endorsed by either Lehigh University in general or the Department of Biological Sciences in particular. In fact, most of my colleagues in the Department strongly disagree with them.”


Tu confundes o FINANCIAMENTO de uma pesquisa com a concordância nas CONCLUSÕES.
Vamos ver: A Ford investe milhões no projeto de um carro, no esforço intelectual dos Engenheiros. De quem são os frutos dos projetos?

Obviamente eu concordo que pode ser que a Universidade acabe não endossando a conclusão do pesquisador, mas não é o que acontece neste caso. Olha lá no site da Universidade de Tel ‘Aviv, os trabalhos dele e de outros foram incorporados ao currículo.

Leste o que o site creation.com dizia? AH! Esqueci-me” Eles não são “isentos”, certo?
Eles não são nada isentos. Traga um trabalho de uma outra Universidade, deve ser fácil, já que na sua opinião, o Israel Finkelstein fez conclusões erradas. 😉

Os TEUS cálculos “datam” o Sol com essa idade. Nada é mais fácil que encontrar PhDs que oferecem evidências de que o Sol é bem mais novo do que vocês imaginam. Mas esses não são cientistas verdadeiros, não é Icarus?
Lembra-te:
cientista verdadeiro = aquele que concorda com o Icarus.
Não são os meus cálculos. É basicamente aplicando E=MC2 de Einstein. A não ser que vc não o considere cientista de verdade🙂

Leste o site creation.com? Queres mais documentação? Ou vais rejeitá-las todas por não serem o que tu chamas de “isentas”?
Só esta noção de “isenta” mostra o quão ingénuo tu és no que toca a ciência.
Ingênuo é vc, que que aprender ciência com precisa defender uma agenda religiosa. Já tentou uma Universidade de verdade ?🙂

Icarus, em que século tu estás? 21.
Quando eu digo que ele usa argumentos QUASE DO SÉCULO PASSADO, tu não refutas o que eu disse ao afirmares “Pena que o livro dele foi publicado em 2001, hein Mats.”
Sinceramente, eu acho que deves estar a responder a outra coisa. Não acredito que alguém faça erros destes de propósito.
Me desculpe Mats, eu não tinha lido o “QUASE”. Eu podia jurar que ele não estava lá quando eu li hehehehe [Brincadeira]

Mas o que vc disse, apesar de estar certo, pois passa uma ilusão. É a mesma coisa que eu te disser no dia 31 de Dezembro: Agora eu só vou te ver o ano que vem.

Comentar por Icarus

Oi Icarus, (Repito não tinha saído antes)

Vc disse: “Eles não são nada isentos. Traga um trabalho de uma outra Universidade, deve ser fácil, já que na sua opinião, o Israel Finkelstein fez conclusões erradas.”

>> Esses quatro judeus abaixo destroem todas as sandices e incoerências deste cego Finkelstein.

Amos Frumkin géologo e professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, afirma que a bíblia pode ser considerada um dos guias mais valiosos para a pesquisa científica.
news.nationalgeographic.com/…/0911_030911_SiloamTunnel.html

“Avraham Biran, arqueólogo do Hebrew Union College, em Jerusalém, encontrou em Tel Dan, no norte de Israel, o fragmento de uma estela (pedra) contendo o registro histórico de um guerra entre os reis da Síria, Israel e Judá. Nesse documento, o reino de Israel é chamado “Casa de Israel”, enquanto o reino de Judá é chamado de “Casa de Davi”
hgb.zip.net/arch2010-02-07_2010-02-13.html

A arqueóloga Eilat Mazar da Universidade Hebraica de Jerusalém, afirmou que fortificações antigas (muralha) recentemente escavadas em Jerusalém, algumas estruturas encontradas por ela e sua equipe, datam da época do rei Salomão (1000 a.C.).
http://www.archaeologydaily.com/news/201002223373/Ancient-wall-found-in-Jerusalem-probably-from-Solomon-era.html

Fechando, o renomado Nelson Glueck e outros não menos importantes que ainda hoje são referências em arqueologia, representavam uma escola de pensamento que puseram suas pás a serviço da Bíblia.

Glueck, por exemplo, escreveu: “Pode-se afirmar categoricamente que até hoje nenhuma descoberta arqueológica contradisse qualquer informação dada pela Bíblia”. (Evidência que exige um veredicto. Josh Mcdowell. Candeia, p. 83.)
http://www.ngsba.org/

Assim, são 4 judeus contra 1, afora outros renomados arqueólogos estrangeiros como W. F. Albright, Sir Frederic Kenyon ….

Mas é óbvio que todos eles estão errados, só o tal do Finkelstein está certo e é esse que a mídia quer, … bem imparcial não acha !!!

Comentar por Cícero

Cícero,

Para mim já não é novidade que vc gosta de criticar algumas coisas sem ter a menor idéia do que esta falando🙂. Nem preciso perguntar se pelo menos vc leu o livro dele, já ficou claro a resposta.

1) Você acompanhou as conversas com o Mats? O que esta em pauta é se o Exôdo existiu ou não. Traga algum arqueólogo com fontes de uma publicação científica e ou Universidade para provar. Links do tipo kit.net ou creation.com nem vou perder tempo em abrir.

2) Como Avraham Biran pode refutar o Israel Finkelstein, com achados do Reinado de Davi, se o próprio não diz que Davi não existiu? Ele só não confirma que tenha sido um grande reinado, mas bem pequeno.

3) As escavações do muro da época do rei Salomão também não contradizem o que Finkelstein, pois ele confirma os reinados de Davi em diante, ainda que com divergências do que está na bíblia.

4) O link http://www.ngsba.org é da -> Hebrew Union College – Jewish Institute of R E L I G I O N . HAHAHAHAHAHA Esperava o que ? Que eles fossem dizer que a bíblia não é uma fonte 100% histórica? É a mesma coisa que alguém acreditar que a Igreja Católica é uma boa igreja porque o papa disse HAHAHAHAHAHAHAHA. Super Isenta a sua fonte hein Cícero?🙂

Comentar por Icarus

Icarus,

E vc leu o livro dele? “E a Bíblia Não Tinha Razão”. Acaso se precisa ler todo o livro para saber a idéia de uma pessoa?

Na verdade Finkelstein considera os relatos dos reinos de Davi e Salomão, puramente mitológicos.
Justamente onde foi o apogeu da nação de Israel.

Sobre o site de Nelson Glueck, a religião judaica tem como base também a arqueologia oras!

Quer saber sobre o êxodo veja o site abaixo com fotos de restos de carruagens egipcias e ossadas humanas no mar vermelho:
serra-es.com.br/2009/09/25/as-provas-da-travessia-do-mar-vermelho/

Ahh! para vc não vale esse tipo de site não é!
Vc é o típico exemplo clássico de ceticismo e incredulidade.

Se eu ou outro te mostrar 100 provas não valerá.
Como eu disse uma vez: para os que não querem crer TODAS as provas são insuficientes, mas para os que querem crer basta a bíblia.

Comentar por Cícero

Cícero,

Na verdade Finkelstein considera os relatos dos reinos de Davi e Salomão, puramente mitológicos.
Justamente onde foi o apogeu da nação de Israel.
Na verdade vc não leu o livro. Se tivesse lido não falava isso. Mas vai lá, mostra isso no livro para mim. 😉

Sobre o site de Nelson Glueck, a religião judaica tem como base também a arqueologia oras!
Não meu filho, a religião judaica tem como base a fé em D-us😉. Os ortodoxos “cagam e andam” para a arqueologia ou para qualquer Universidade e principalmente para o I.F.

Quer saber sobre o êxodo veja o site abaixo com fotos de restos de carruagens egipcias e ossadas humanas no mar vermelho:
serra-es.com.br/2009/09/25/as-provas-da-travessia-do-mar-vermelho/
Ahh! para vc não vale esse tipo de site não é!
Vc é o típico exemplo clássico de ceticismo e incredulidade.
Se eu ou outro te mostrar 100 provas não valerá.
Como eu disse uma vez: para os que não querem crer TODAS as provas são insuficientes, mas para os que querem crer basta a bíblia.
Uau, uma roda e algumas costelas “provam” que um exército inteiro foi afogado ao perseguir mais de um milhão de escravos hebreus [Ex. 12.32-36]. Ei quantos soldados o Rei do Egito deveria ter enviado, para conter toda esta gente, hein? Só acharam isso ? hahahahaha

E tem mais um detalhe: O Doutor em História da Unicamp, Júlio Gralha concorda com o I.F. Ele diz que nunca existiram escravos hebreus no Egito;-)

http://www.templodoconhecimento.com/portal/modules/smartsection/item.php?itemid=226

Ihhh, parece que o Zahi Hawas, secretário geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito também😉

Sobre os hicsos, tem uma parte interessante no livro de I.F. Bom, como vc não leu, também não vou te falar. Vai ler depois a gente conversa😉 . Esta é uma leitura obrigatória para quem gosta deste assunto, vale a pena, mesmo que for só para refutá-lo.

Comentar por Icarus

Icarus,

“Na verdade Finkelstein considera os relatos dos reinos de Davi e Salomão, puramente mitológicos.
Justamente onde foi o apogeu da nação de Israel.
Na verdade vc não leu o livro. Se tivesse lido não falava isso. Mas vai lá, mostra isso no livro para mim”

>> Não disse que isso era citação do livro, talvez até esteja indiretamente.
Foi minha dedução lendo alguns artigos dele pela net., pois seu desprezo por esses reinados, logo de Davi e Salomão, chega ao nivel mitológico.(talvez exagerei um pouquinho hehehe).

“Não meu filho, a religião judaica tem como base a fé em D-us …”

>> Sim principalmente, mas eu falei TAMBÉM; a arqueologia, junto com a história também.

“Uau, uma roda e algumas costelas “provam” que um exército inteiro foi afogado ao perseguir mais de um milhão de escravos hebreus [Ex. 12.32-36]. Ei quantos soldados o Rei do Egito deveria ter enviado, para conter toda esta gente, hein? Só acharam isso ? hahahahaha”

>> Non sequitur. Então todas as batalhas, para crermos que existiram é preciso mostrar os restos de armamento e ossadas dos combatentes?
Seria o mesmo que dizer que a batalha de Midway do Pacífico nunca aconteceu, pois não vemos todos os restos dos navios e aviões e cadáveres dela!

Do J. Gralha: “A servidão era urbana e não primordial para a economia. Neste sentido a visão de hebreus escravos como nossos escravos negros não procede.”
Piada né! da onde ele tirou isso? quais fontes? referências? em que se baseia? …Ahh! sim, no I.F… único correto!

>> A escravidão era bem comum na antiguidade, ainda mais para uma superpotência como o Egito. Povos conquistados geralmente se tornavam escravos.

“assim lhes fizeram amargar a vida com dura SERVIDÃO, em barro e em tijolos, e com todo trabalho …” Ex 1:14
“E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel chegou a mim, e também tenho visto a OPRESSÃO com que os egípcios, os oprimem.” Ex 3:9.

Isto é liberdade? Pra mim é 100% escravidão.
É claro e óbvio depois que o Egito sofreu uma grande humilhação e duro revés das pragas, qualquer lembrança e registro do evento deveriam ser apagados.

Era uma disputa sim. O Deus dos escravos hebreus x os deuses dos poderosos egípcios.

Ainda mais considerando que faraó era a encarnação da divindade máxima dos egípcios, amon-rá o deus sol.
Não é a toa que a nona praga foi trevas tão espessas que se podia cortar com uma faca. Era a derrota de faraó e seu deus.

Mas sempre sobra alguma coisa, além da bíblia temos:

1. Um papiro antigo escrito por um sacerdote egípcio chamado Ipuwer, mencionando vários eventos relacionados as pragas.
2. A descoberta da múmia da influente rainha Hatshepsut, madrasta de Moisés.
3. A “Estela do Sonho”, de Tutmés IV prometendo o trono a ele que não era o primogênito de Amenotepe II (faraó do êxodo). Logo, há muita evidência que o primogênito tenha morrido na praga.

Quem quiser ver dos dois últimos, está melhor resumido no link:
http://www.aromadaterra.com/alex/estudos/Hatshepsut.pdf

Comentar por Cícero

Cícero,

Não disse que isso era citação do livro, talvez até esteja indiretamente.
Foi minha dedução lendo alguns artigos dele pela net., pois seu desprezo por esses reinados, logo de Davi e Salomão, chega ao nivel mitológico.(talvez exagerei um pouquinho hehehe).
Perfeito Cícero, vc não leu o livro dele, mas concluiu lendo os comentários de pessoas nos kit.net’s da vida. Ou seja, MAIS uma vez vc só esta replicando o que te disseram, não foi checar a veracidade, igual ao que aconteceu com a velocidade da Luz. Não aprendeu nada ainda😉

E não, I.F. não tem desprezo pelos reinados. Leia o livro dele e para de falar abobrinha.

Sim principalmente, mas eu falei TAMBÉM; a arqueologia, junto com a história também.
A arqueologia é muito recente na história humana. Nenhuma das grandes religiões monoteístas pode ter se pautado nela.

História já é um elemento novo na conversa.

Non sequitur. Então todas as batalhas, para crermos que existiram é preciso mostrar os restos de armamento e ossadas dos combatentes?
Seria o mesmo que dizer que a batalha de Midway do Pacífico nunca aconteceu, pois não vemos todos os restos dos navios e aviões e cadáveres dela!
Assim, uma roda e algumas costelas provam um evento desta magnitude.😉 . Me acha uma Universidade séria que vá defender isso.

Nota.:. nom sequitur não se aplica aqui.

Do J. Gralha: “A servidão era urbana e não primordial para a economia. Neste sentido a visão de hebreus escravos como nossos escravos negros não procede.”
Piada né! da onde ele tirou isso? quais fontes? referências? em que se baseia? …Ahh! sim, no I.F… único correto!
Ele é um dos maiores especialistas em egiptologia no Brasil e Doutor em História pela Unicamp. Acho que ele entende um “pouquinho” mais do assunto que vc.😉

Nota.:. Ele não tem nada a ver com I.F.

“assim lhes fizeram amargar a vida com dura SERVIDÃO, em barro e em tijolos, e com todo trabalho …” Ex 1:14
“E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel chegou a mim, e também tenho visto a OPRESSÃO com que os egípcios, os oprimem.” Ex 3:9.
Isto é liberdade? Pra mim é 100% escravidão.
É claro e óbvio depois que o Egito sofreu uma grande humilhação e duro revés das pragas, qualquer lembrança e registro do evento deveriam ser apagados.
Muito simples. Este versículos foram escritos para transmitirem uma mensagem importante para o antigo povo de Israel, mas eles não representam a história real, foram escritos muito posteriormente. Se tivesse lido o livro de I.F. saberia😉

Era uma disputa sim. O Deus dos escravos hebreus x os deuses dos poderosos egípcios.
Claro, todo mundo sabe que aquele monte de Deuses do Egito existiram de fato, como eu não pensei nisso antes. HAHAHAHAHAHAHAHAHA.

Ainda mais considerando que faraó era a encarnação da divindade máxima dos egípcios, amon-rá o deus sol.
Primeiro, que os egípcios não chamavam os seus reis de faraó, quem os chamavam assim eram os outros povos, como os gregos e os hebreus. Faraó vem do hebraico Par’õh [transliterado], uma palavra que tem a origem egípcia Per-aa, e significava algo como “casa elevada”, e não tem nada a ver com o rei propriamente dito. Como a arqueologia nasceu basicamente na Europa, sob influência do cristianismo, acabou que os historiadores e arqueólogos criaram o hábito de chamar os reis de Faraós, mas isso não acontecia no Egito Antigo.

Segundo, a religião do Egito Antigo nunca foi estática. Os seus deuses foram mudando com o tempo. O Egito se tornou até monoteísta em alguns momentos, então não é verdade que sempre o Rei era a encarnação de algum deus específico, tem que ver de que rei e de que dinastia, e que local exatamente vc esta falando aqui.

Um exemplo: Akhenaton, rei da XVIII dinastia, provavelmente querendo consolidar o poder [e tirar dos sacerdotes de Tebas] instituiu o deus Aton, como a única divindade que deveria ser cultuada, sendo ele mesmo o único mediador e representante.

1. Um papiro antigo escrito por um sacerdote egípcio chamado Ipuwer, mencionando vários eventos relacionados as pragas.
O poema de Ipuwer não tem nada haver com o relato bíblico. Nem os estudiosos cristãos [frisa isso!] aceitam isso. Este argumento foi usado pelo Jacobovici no documentário o Exôdo Decodificado, e foi rechaçado por todos😉

http://www.biblearchaeology.org/post/2006/09/debunking-the-exodus-decoded.aspx [Dica: Vá direito a Ipuwer no texto, para vc não perder tempo]


A descoberta da múmia da influente rainha Hatshepsut, madrasta de Moisés.
O máximo que se tem ai são características dela que se enquadraria como possível adotiva de Moisés. Mas não existe nenhuma prova que ele tenha adota algum bebe hebreu, alias, não tem prova nenhuma que ele tenha existido.


A “Estela do Sonho”, de Tutmés IV prometendo o trono a ele que não era o primogênito de Amenotepe II (faraó do êxodo). Logo, há muita evidência que o primogênito tenha morrido na praga.
Pode me dar a fonte de uma Universidade confirmando isso?

Comentar por Icarus

Icarus,

“Perfeito Cícero, vc não leu o livro dele, mas concluiu lendo os comentários de pessoas nos kit.net’s da vida …”

>> OK. tu não les meus kit.net’s da vida como vc diz, e acha que eu deveria ler os devaneios do I.F., contrário a vários destacados e renomados pesquisadores que até já citei. Entre ler as incoerências do I.F. e a inerrância da bíblia, prefiro esta última.

“A arqueologia é muito recente na história humana…”

>> A arqueologia apenas confirma a antiga história da religião judaica baseada no Pentateuco.

“Assim, uma roda e algumas costelas provam um evento desta magnitude. Me acha uma Universidade séria que vá defender isso.
Nota.:. nom sequitur não se aplica aqui.”

>> É pior que non sequitur, tu simplesmente quebra todas as premissas básicas, exigindo provas físicas e visuais de todos os elementos do evento em questão.

Mas não se preocupe vou pedir para o Ron Wyatt que bateu aquelas fotos, voltar lá e tirar de TODAS as carruagens e cadáveres dos egípcios p/vc!
As Universidades amam mais a glória dos homens do que a glória de Deus.

“Ele é um dos maiores especialistas em egiptologia no Brasil e Doutor em História pela Unicamp. Acho que ele entende um “pouquinho” mais do assunto que vc”

>> Avise seu amigo “doto” para estudar mais sobre escravidão, só 2 citações p/não alongar:

“A escravidão não se restringe aos africanos, registros mostram a sua existência entre os babilônicos, EGÍPCIOS, assírios, hebreus, gregos e romanos.”
“A Mesopotâmia, a Índia, a China, os ANTIGOS EGÍPCIOS, hebreus entre outros, também usufruíram do recurso da escravidão em suas civilizações.”

Fonte: cpantiguidade.com/tag/escravidao/ – Centro de Pesquisas da Antiguidade.

“Muito simples. Este versículos foram escritos para transmitirem uma mensagem importante para o antigo povo de Israel, mas eles não representam a história real, foram escritos muito posteriormente. Se tivesse lido o livro de I.F. saberia”

>> Foram escritos por Moisés logo após a saída do Egito, durante a peregrinação e estava bem vívida na cabeça deles os 430 anos de escravidão.

“Claro, todo mundo sabe que aquele monte de Deuses do Egito existiram de fato, como eu não pensei nisso”

>> Para os egípcios e muitos hoje, eles eram/são bem reais. ( o diabo é mestre em disfarces).

“Primeiro, que os egípcios não chamavam os seus reis de faraó, …”

>> Se era faraó ou rei pouco importa. O soberano era Amenotepe II da 18 dinastia e adorador de amon-rá deus sol. Assumira o nome de trono Akheperura – “Grandes são as manifestações de Rá”.
Mesma fonte acima.

“O máximo que se tem ai são características dela que se enquadraria como possível adotiva de Moisés. Mas não existe nenhuma prova que ele tenha adota algum bebe hebreu, alias, não tem prova nenhuma que ele tenha existido.
Pode me dar a fonte de uma Universidade confirmando isso? ”

>> Já tinha informado a fonte sobre esses assuntos no outro post. que certamente vc não leu.

Universidades seculares tem medo e vergonha de história bíblica. VC quer que Harvard, Cambridge, Oxford, I.F. confirmem isso! ou a USP, Unicamp …rsrsrsrs.

Mas no site do Centro de Pesquisas da Antiguidade tem uma inferência importante sobre o sonho de Tutmés IV:

“E através delas (palavras do sonho) pode-se deduzir que o príncipe Tutmés não estava, pelo menos a princípio, destinado ao trono do Egito.”

Sim pois ele era o caçula. É óbvio por razões ideológicas que eles não mencionam a morte do primogênito pela 10 praga.

É isso …bom FDS.

Comentar por Cícero

Cícero,

OK. tu não les meus kit.net’s da vida como vc diz, e acha que eu deveria ler os devaneios do I.F., contrário a vários destacados e renomados pesquisadores que até já citei. Entre ler as incoerências do I.F. e a inerrância da bíblia, prefiro esta última.
Se estivessemos discutindo sobre o autor de algum kit.net, ai eu deveria ler o que este autor escreveu antes de falar algo sobre o mesmo.

A arqueologia apenas confirma a antiga história da religião judaica baseada no Pentateuco.
Não, a arqueologia não confirma quase nada do Pentateuco.

É pior que non sequitur, tu simplesmente quebra todas as premissas básicas, exigindo provas físicas e visuais de todos os elementos do evento em questão.
Mas não se preocupe vou pedir para o Ron Wyatt que bateu aquelas fotos, voltar lá e tirar de TODAS as carruagens e cadáveres dos egípcios p/vc!
As Universidades amam mais a glória dos homens do que a glória de Deus.
Acreditar sem evidências é coisa para a FÉ não para a história. Mas se alguem provar, ficará provado.

Avise seu amigo “doto” para estudar mais sobre escravidão, só 2 citações p/não alongar:

“A escravidão não se restringe aos africanos, registros mostram a sua existência entre os babilônicos, EGÍPCIOS, assírios, hebreus, gregos e romanos.”
“A Mesopotâmia, a Índia, a China, os ANTIGOS EGÍPCIOS, hebreus entre outros, também usufruíram do recurso da escravidão em suas civilizações.”

Fonte: cpantiguidade.com/tag/escravidao/ – Centro de Pesquisas da Antiguidade.
Vc não entendeu o que ele falou. Ele não disse que não haviam escravos no Egito, leia melhor:

“Pergunta: Quais são os esteriótipos na cultura e especialmente na mitologia Egípcia que mais precisam ser combatidos?

2) Utilização de trabalho escravo nas construções. A servidão era urbana e não primordial para a economia. Neste sentido a visão de hebreus escravos como nossos escravos negros não procede”.

Pode buscar outras fontes de outros Egiptólogos, como por exemplo Zahi Hawas, secretário geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito.

Foram escritos por Moisés logo após a saída do Egito, durante a peregrinação e estava bem vívida na cabeça deles os 430 anos de escravidão.
E vc prova isso como?

Para os egípcios e muitos hoje, eles eram/são bem reais. ( o diabo é mestre em disfarces).
A o Diabo hahahaha, o sujeitinho cheio de poder este😉

Se a gente for olhar por este prisma, ele tem milhares de vezes mais influência que o seu deus na história humana hahahahaha. Nunca parou para pensar que os seres humanos podem ser os unicos responsáveis pela criação dos seus mitos? Navalha de Occam ai.

Se era faraó ou rei pouco importa. O soberano era Amenotepe II da 18 dinastia e adorador de amon-rá deus sol. Assumira o nome de trono Akheperura – “Grandes são as manifestações de Rá”.
Mesma fonte acima.
Já tinha informado a fonte sobre esses assuntos no outro post. que certamente vc não leu.
Eu me recuso a ler textos apologéticos, não vou perder meu tempo com isso. Quer discutir? Mande fontes diretas de Universidades confiáveis ou de publicações em revistas especializadas, já havia te falado.

Universidades seculares tem medo e vergonha de história bíblica. VC quer que Harvard, Cambridge, Oxford, I.F. confirmem isso! ou a USP, Unicamp …rsrsrsrs.
Bobagem. Estas Universidades estão cheios de ótimos Doutores cristãos militantes.
Ex: Em Oxford tem John Lennox. Na Unicamp, um dos mais importantes cientista em química, o Dr.Marcos Eberlin.

Mas no site do Centro de Pesquisas da Antiguidade tem uma inferência importante sobre o sonho de Tutmés IV:
“E através delas (palavras do sonho) pode-se deduzir que o príncipe Tutmés não estava, pelo menos a princípio, destinado ao trono do Egito.”
Sim pois ele era o caçula. É óbvio por razões ideológicas que eles não mencionam a morte do primogênito pela 10 praga.
Se eles não mencionam as pragas, para mim me parece mais óbvio que as pragas não tenham acontecido😉

Comentar por Icarus

Icarus,

“E vc prova isso como? ”

> Parece que vc não cre na existência de Moisés.
O artigo do link abaixo menciona o renomado arqueólogo americano William F. Albright e também Merryl Unger doutor na Universidade Johns Hopkins e Siegfried Schwantes, Ph.D em línguas semíticas também pela Johns Hopkins.

O site é criacionista mas e daí. Será que tudo que eles dizem são inverdades?
http://www.arqueologiabiblica.blogspot.com/2010/03/moises-escreveu-mesmo-o-pentateuco.html

Há também a descoberta de Adam Zertal arqueólogo da Universidade de Haifa sobre o monte Ebal onde Josué ergueu um altar conforme instruções deixadas por Moisés.
ebal.haifa.ac.il/ebal06

Viu, até mencionei universidades como vc gosta.
Agora vc precisa provar que Moisés NÃO existiu.

“A o Diabo hahahaha, o sujeitinho cheio de poder este
Se a gente for olhar por este prisma, ele tem milhares de vezes mais influência que o seu deus na história humana hahahahaha. Nunca parou para pensar que os seres humanos podem ser os unicos responsáveis pela criação dos seus mitos? Navalha de Occam ai.”

> Mitos podem ou não ter base histórica e lógico que são criados pelo homem e não por Deus ou o diabo. Por ex. Gênesis não é mito transformado em história. Antes, os relatos extrabiblicos eram história transformado em mitos.

O maior desejo do diabo foi sempre ser adorado, assim como Jesus, mas não podendo ser diretamente, usa esses deuses, mitos como capa e refúgio.

A existência do diabo está em toda bíblia no A.T. em Jó 1:6 e Sl 109:6 diretamente …etc e de forma alegórica em Ez 28 e Is 14.

No N.T¨. dispensa referências pois 1/3 do ministério de Jesus foi destruindo as obras do diabo na vida das pessoas 1Jo 3:8.

Comentar por Cícero

Cícero,

Sobre Moisés

Interessante o texto que vc colocou do Michel Borges. Este eu até aceito ler, pelo menos ele sabe o que escreve😉. Mas se vc ler bem, o que esta sendo provado é apenas que o alfabeto em questão é mais antigo do que se sabia. Ele não trás nenhuma prova de Moisés. E que fique claro que quem tem que provar que Moisés existiu é vc e não eu😉 , mas eu vou escrever alguns motivos que me levam a não aceitá-lo como histórico:

Primeiro, não existe qualquer registro egípcio de Moisés, nem qualquer descrição das coisas notáveis que ele fez, isso contrasta muito com Êxodo 11:3.
“E o SENHOR deu ao povo graça aos olhos dos egípcios; também o homem Moisés era mui grande na terra do Egito, aos olhos dos servos de Faraó e aos olhos do povo.”

Vc provavelmente vai argumentar que os egípcios ficaram chateados e apagaram os registros, mas isso é pura especulação. Não existe nenhum suporte arqueológico e histórico para isso, nem a própria bíblia diz que o povo do Egito apagou isso da memória propositadamente.

Outra questão importante é que a própria biografia dele mostra um caráter ficcional, criado com o intuito de torná-lo um herói lendário. Já viu a semelhança com o rei Sargão da Acádia? O primeiro conquistador regional, que viveu mil anos antes de Moisés😉
“Minha mãe foi uma alta sacerdotisa, meu pai eu não conheci. Os irmãos de meus pais amavam as montanhas. Minha cidade é Azupiranu, que se situa às margens do Eufrates. Minha mãe, alta sacerdotisa, me concebeu, em segredo me pariu. Colocou-me numa cesta de juncos, e selou-o com betúmen. Colocou-me no rio, que se elevou sobre mim, e me carregou a Akki, o carregador de água. Akki, o carregador de água, me aceitou como seu filho e me criou. Akki, o carregador de água, me nomeou como seu jardineiro. Enquanto eu era um jardineiro, Ishtar me concedeu seu amor, e por quatro e […] anos eu exerci o reinado”

Reparou que o pentateuco trata Moisés na terceira pessoa? E um detalhe interessante também, estaria ele narrando a própria Morte?😉

Uma saída fácil para resolver este problema seria dizer que quem escreveu os livros foram os escribas, o que faz muito sentido, pois era uma tarefa árdua na antigüidade, necessitava de um pessoa especializada, muito diferente dos tempos modernos. Naturalmente, alguém teria que concluir a obra depois da sua morte para narrar a mesma. De cara, sem entrar em detalhes, já podemos concluir que não foi ele que escreveu pessoalmente os textos e não foi apenas um escritor, mas até ai tudo bem, eu mesmo se fosse Moisés iria pegar um “vida boa” qualquer para escrever para mim hehehe.

Lendo o pentateuco percebemos que existem estilos diferentes de escrita. Uma hora Deus é tratado como Yahweh, um tratamento bem intímo, e em outros momentos ele é tratado como Elohim, um termo formal, distante e respeitoso. Isso aponta não só para escritores diferentes mas principalmente para períodos diferentes.
Fonte: super.abril.com.br/religiao/quem-escreveu-biblia-447888.shtml
Vide [apenas] Humberto Gonçalves.

Agora alguns pontos interessantes que nos permitem datar os textos:

1) Gênesis 21:32 e 26:8 falam sobre os filisteus e 20:1 refere-se a Gerar, uma das cidades filistéias. No suposto tempo de Moisés, Gerar era uma cidade cananita. Os filisteus só começaram a colonizar a área em meados do século XII AC, portanto seria impossível Moisés escrever sobre isso.
.Eerdmans Bible Dictionary, 1978 pp 828-829.
.Vide também livro de Israel Finkelstein.

2) Em Gênesis 11:28 e 15:7 é mencionado Ur dos Caldeus. Ur era uma cidade suméria durante o tempo de Abraão. Durante o suposto período de Moisés , Ur já teria se tornado uma cidade babilônica. Os caldeus só entraram na história várias décadas depois da suposta morte de Moisés.

3) Gênesis 31:31 fala sobre os reis que reinaram Edom, antes que algum rei reinasse sobre os filhos de Israel. Isso não pode ter sido escrito antes do período dos reis judeus. Quem escreveu isso viveu entre 200 e 600 anos depois do tempo de Moisés. E isso não foi escrito em tom profético, antes que vc tente justificar😉.

Sobre o Diabo

Me parece que vc entra em contradição, pois se é lógico que os seres humanos são responsáveis pela criação dos seus mitos então automaticamente não poder obra do diabo.

Se foi obra do Diabo, lendo o livro de Jó, que vc mesmo citou, então só pode ter sido pela autorização de Deus. Não te parece um pouco estranho Deus deixar, por exemplo, os Egípcios por mais de 3000 anos sem nenhuma informação sobre ele mesmo, e deixar o diabo dominar tudo?😉 Isso é claramente algo que não faz sentido.

Estou citando apenas uma cultura, faz as contas de quantas culturas existiram e tenta estimar quantas pessoas viveram sem nenhuma informação de Yahweh. Quer ver outro exemplo? Existem evidências que Jericó já era habitada a mais de 10.000 anos. Imagina quantas gerações passaram sem que os habitantes tivessem alguma informação de Yahweh.

Uma coisa importante que vc deve ter em mente, é que a palavra demônios vem do grego e não tem paralelo no hebraico. Eu já falei muito sobre este assunto com o Isaias em outro post, e não estou afim de repetir esta discussão. Leia os comentários, se quiser.

alogicadosabino.wordpress.com/2010/11/18/ciencia-experimental-em-apuros-e-o-que-se-dira-entao-da-ciencia-das-origens/#comment-16350

Comentar por Icarus

Correção Gênesis 31:31 o correto é 36:31

Comentar por Icarus

Icarus,

SOBRE MOISÉS

1.Por ser homem erudito, culto, com dons é certo que foi Moisés quem escreveu, usando a linguagem alfabética para fácil compreensão, jamais escribas poderiam inventar o rico pentateuco.

2.Segundo “Antiguidades Judaicas” de Josefo, um dos feitos de Moisés foi que comandou uma ofensiva militar contra a invasora Etiópia.

Detalhe da operação:
em vez de marchar ao longo do Nilo, atravessou pelo meio das terras, a fim de surpreender os inimigos que jamais teriam pensado que ele pudesse chegar até eles, por um caminho tão perigoso, por causa da quantidade de serpentes de várias espécies, que por ali vivem.

Porque muitas delas, não existem em outros lugares e não somente são temíveis pelo seu veneno, mas são horríveis, de se ver, porque, tendo asas, atacam os homens elevando-se no ar, para se atirar sobre eles.

Moisés para precaver-se contra elas mandou colocar, em gaiolas, algumas aves chamadas Íbis, que são domesticadas e amigas do homem e inimigas mortais das serpentes.

3.É bem possível que a princesa egipcia tenha lido ou ouvido sobre a lenda do rei Sargão da Acádia, sendo induzida mais tarde a tirar Moisés das águas.
Deus pode usar até os mitos das culturas do oriente antigo que eram muitas; para realizar sua vontade.

Veja que Deus usou o sonho de faraó para salvar o Egito e os judeus. Ou levantar altares em lembrança aos atos de Deus, algo fortemente ligado a mitologias.

4.Moisés escreveu os livros ou por revelação profética sobre o passado quando não havia nascido ou mais provável:

Ele reuniu e editou registros anteriores desses eventos. Isso não é contrário a prática bíblica. Lucas fez o mesmo no seu evangelho. A história de gênesis foi escrita originalmente em tabuinhas de argila e passadas de geração em geração a cada líder de clã, e também na forma oral.

Um forte indicio é a expressão frequente “São estas as gerações de” ou similares. É provável que as familias dos patriarcas guardaram as tabuinhas, e Moisés editou a forma final. Várias passagens do A.T e N.T. confirmam “que está escrito na Lei de Moisés”.

Eruditos aceitam facilmente que o último capítulo de Deuteronômio, que fala de sua morte, foi incluido por Josué ou outra pessoa próxima a Moisés. Esta adição segundo o costume da época, quando cada profeta sucessor escreve o último capitulo do seu antecessor, não altera em nada a autoria mosaica.

5. Os nomes diferentes de Deus eram usados dependendo a situação e a qualidade de Deus envolvida. Por ex. o nome majestoso Elohim é uma palavra adequada para falar da criação. Yahweh o que faz alianças, é mais indicado quando se relaciona com pessoas.

Em êxodo encontramos no mesmo versículo os termos rei e faraó para designar o líder egípcio Ex 14:5. Outros profetas também usaram os diferentes títulos para citar Deus. Estilos literários diferentes é perfeitamente possivel ex. C.S.Lewis.

6. Sobre Gn 21:32 e 26:8 20:1. Os filisteus vieram da Grécia provavelmente num grupo anterior menor ocupando a área de canaã; antes da invasão maior dos povos maritimos.
Ou copistas posteriores usaram a expressão “terra dos filisteus” para descrever a ÁREA e não o POVO que Abrãao encontrou.

7. No caso de Ur descobertas de provas textuais da Mesopotâmia começou a dar indicios da existência de uma cidade menor com nome de Ur na região norte não muito longe de Harã, algo comum no oriente antigo, nomes iguais ou parecidos para cidades diferentes tipo, Padã-Arã e Harã.

Por ex. meu nome Cícero tem uma cidade no Brasil e outra nos EUA.

Ou pode ser uma inserção de copistas como no caso anterior para melhor compreensão. Um exemplo típico de inclusão está em Js 14:15.

8. Edom (Esaú) já reinava. Todas as nações tinham reis, então era natural que mais cedo ou mais tarde Israel (Jacó) teria reis em alguma geração futura.

Comentar por Cícero

Icarus,

SOBRE O DIABO

Veja, Deus nunca ficou sem testemunhos em todas as eras da história do mundo, antes do dilúvio foi Sete e Enoque que invocavam o nome do Senhor.
O arrebatamento de Enoque seria algo estupendo e fantástico hoje em dia, imagine naquela época.

Não vá pensar que essas coisas passavam isoladas e sem divulgação.
Depois teve Noé, Abraão e seus filhos até chegar no Egito.

Quando os bruxos Janes e Jambres enfrentaram Moisés logo viram que se tratava do Deus Supremo sobre os seus, dizendo a faraó isto é o dedo de Deus!
Ou seja, sabiam a quem deviam temer e também todo o povo do Egito, pelos relatos antigos de José e Jacó.

O mesmo vale para as nações cananéias, ainda mais depois de saberem dos sinais e maravilhas de Yahweh no Egito.

Satanás do hebraico satã em Jó 1:6 é antecedido em hebraico pelo artigo definido (“o”). Logo, no contexto de Jó o termo indica mais uma FUNÇÃO do que um nome próprio. Na verdade a origem da palavra não importa muito e sim a atividade no mundo espiritual com reflexo no mundo físico.

No caso de Jó é clara a ação maléfica espiritual com efeitos físicos na sua vida.
Mitos e homens não fariam isso.

O nome que damos a esse ser não importa se é capeta, belial, belzebu, demo, acusador, opositor, adversário, principe das trevas, dragão, …etc…

No salmo 109:6 Davi roga uma maldição (imprecação) desejando pelo contexto, uma ação má do mundo espiritual sobre a pessoa.
Uma das maiores armas do diabo é fazer as pessoas não acreditarem na sua existência.
O vento não é real? satanás também é…
abs.

Comentar por Cícero

THE OSCAR GOES TO ……… CÍCERO 😀

hahahahaha. Cara, como vc consegue escrever tanta abobrinha em tão pouco texto?

OU vc esta me sacaneando OU vc é muito inocente. Não acredito que vc seja tão inocente assim😦

Nem merece resposta, vou responder apenas porque eu gosto deste assunto.😉

->Moisés
1) Outros povos tem mitologias tão ou mais ricas quanto os judeus. Baseado no que vc falou então nenhum escritor poderia ter inventando os deuses do Olimpo, não?😉

2) Não te parece “SÓ UM POUQUINHO” estranho MOISÉS enfrentar COBRAS COM ASAS? 😉 Elas tomaram RedBull por acaso? hahahaha

Presta atenção: Flávio Josefo, em antigüidades judaicas, escreve algumas histórias reais mas também como era o folclore do povo judeu. E isso depõem mais contra do que a favor da historicidade de Moisés. Percebe-se como ele era visto como um personagem mítico. Mostra também como os judeus consideravam as Serpentes como inimigas. [ Alô Isaias? 😉 ]

3) OK, a princesa ouviu a lenda do Sargão, gostou tanto, que ficou esperando a sua própria versão Sargão 2.0 passar pelo Nilo. HAHAHAHAHAHAHAHAHA. Gênial a sua teoria😉

4 e 5) Só os eruditos que acreditam na inerrancia bíblica. Os outros sabem que existe uma mistura de textos de épocas diferentes.
super.abril.com.br/religiao/quem-escreveu-biblia-447888.shtml [ Dá pelo menos uma lida😉 ]

6 e 7) Se os copistas alteraram posteriormente os textos, como por exemplo “terra dos filisteus”, vc já esta admitindo um grande problema. O que seria o texto original? De cara já dá para ter certeza que não podemos considerar como a inerrante palavra de Deus.

8) O problema é que o versículo esta escrito numa narrativa cronológica histórica, e o verbo esta no pretérito perfeito. Não pode ser uma visão futura e nem pode ser uma profecia. Foi escrito claramente muito tempo depois de Moisés.

->Diabo
1) Me mostre onde Yahweh aparece nas mitologias
Egípcias, Gregas, Babilônicas ou Persas, por favor.😉

2) Satã vem de ha shaitan em hebraico que significa o opositor ou o adversário e não é um nome próprio, diferente de Satanás. Isso é apenas um problema na tradução. Exemplo recente:
Os muçulmanos costumam dizer que os americanos são o grande satã, e estes por sua vez, ficam indignados achando que eles disseram que eles são o capeta hahahaha.
Mas o que eles estão dizendo é que os americanos são os grandes inimigos deles e principalmente de Alá. Tanto a tradução quando a diferença do significado problemas.
Ver: Em Nome de Deus, de Karen Armstrong.

3) Os nomes importam e muito. É justamente estudando as origens que podemos concluir que se trata de mitologia.
Demônios vem da mitologia grega e não aparece no AT. Como os escritores do NT foram influenciados por esta cultura, fizeram uma bela salada cultural entre Demonio e Satãn, pois no AT o mal não existia de forma personificada. Yahweh é que fazia o mal como forma de punir a desobediência do ser humano. Yahweh era absoluto sem rival. A palavra demônio não existe no hebraico.

Por isso que no NT Deus é bonzinho, o culpado é Satanás. Este visão do dualismo foi importado da religião Persa, os textos apócrifos são prova disso.

Olha que interessante: Belzebu vem do hebraico Baal Zebub, que era um Deus fenício. Belial vem da mitologia cananita. Como estes deuses eram dos povos inimigos dos judeus, os seus deuses se tornam o seus inimigos também. Não é atoa que com sob a visão dualista cristã, acabou tudo virando Satanás hehehehe. A mesma coisa aconteceu com as mitologias dos africanos aqui no Brasil. Basta assistir um culto da IURD para perceber este processo ao vivo.

Comentar por Icarus

Icarus,

Os céticos são um dos grupos que mais lêem, estudam, pesquisam a bíblia. É porque no fundo eles crêem e temem a Deus.
Mas tentam fazer os OUTROS desacreditar, como fuga do chamado ou aguilhão de Deus em suas vidas … sobre,

MOISÉS
1. O problema é achar provas arqueológicas da realidade desses “deuses do olimpo” como o Dr. Zertal da Universidade de Haifa fez com as evidências dos escritos de Moisés. Mas, … esperemos ele achar provas da existencia dos tais deuses do olimpo, rsrsrs!

2. Sabia que vc ia falar das “cobras voadoras”. O texto diz que elas elevavam-se, ou seja pulavam, saltavam sobre a presa. É lógico que estas cobras já estão extintas assim como os dinossauros e tantos outros animais esquisitos.
Mas HOJE EM DIA ainda existem cobras que dão longos saltos de uma árvore para outra. Vi até um programa na National Geografhic uma vez.

3. Pode haver vários motivos que a princesa tirou Moisés das águas: era estéril e tinha desejo de ser mãe, gostou do bebê, ficou tocada e fez um ato de amor ..enfim, não necessariamente foi influenciada pela lenda de Sargão se soube dela ou não.

Ademais, a lenda fala do rio Eufrates e não Nilo e jardineiro e não príncipe.
Ora os “escribas” teriam dito a origem de Moisés nesta lenda se fosse o caso, pois não eram povos inimigos, aliás Acádia nem mais existia.

4 e 5. Eu li alguns dos erros grosseiros da Super:

a) Dizer que começaram a escrever a bíblia após Davi? Mas como se o profeta Samuel já disse para o povo as regras e leis de Deus em Dt 17 para ter um rei.
b) Dizer que a versão final foi realizada por Esdras? Mas no próprio livro de Esdras já dizia que a Lei de Moisés deveria ser cumprida! Ed 6:18, 7:25 e 10:3.
c) Só porque o sábio e inteligente Moisés usou nomes e estilos diferentes foram outras pessoas? Então outros autores que usam diferentes estilos literários são falsos?
Como C.S.Lewis e tantos outros.
d) Os críticos se esquecem que Moisés era versado em tratados de suserania entre reis e súditos, e todas as outras formas narrativas e artísticas da época.
Vazio vazio os argumentos da Super. E claro, em se tratando de personagens bíblicos tudo vale para desacreditar.

6 e 7. Se realmente há inserções de copistas, dizer que Moisés escreveu “apenas” uns 98% do Pentateuco,… então, ele continua o autor sem problemas.
Os autores também não citam referências e textos de outros autores? Em quase todos os livros há isso.

8. Gn 36:31 não entendo sua dificuldade neste verso.
Até ali, Moisés já sabia dos reis de Edom. Mas o texto diz “…FILHOS de Israel.”
Filhos = descendência = futuro = reis. Se não deu para entender, lamento.

DIABO
1. É claro que não vai aparecer oficialmente. Seria o mesmo que dizer que não há cristãos na Arábia Saudita, Irã, Iraque, Laos, Somália só porque os governos desses países proíbem o cristianismo. Mas sabemos que há cristãos lá, assim como a igreja primitiva não era bem aceita no império romano.

Os sinais e testemunhos de Yahweh como eu disse: sempre estiveram presentes em toda a história do mundo, oficialmente ou não.

2. Para os muçulmanos satanás é bem real como ser espiritual mau. Por isso que chamam os americanos de filhos de satã. Não como meros adversários físicos, mas sim dominados por satâ.

3. O nome que damos a esse ser não importa e sim sua ação maligna no mundo físico e espiritual. Trevas, escuridão representam a mesma coisa.
Então Icarus acha que Deus estava falando com quem nos capítulos 1 e 2 de Jó, com um mito? uma lenda? um fantasma?
E foi o diabo quem instigou Deus a fazer a prova.

E vc acha que Jesus expulsava o que das pessoas? mitos? lendas? fantasmas?
Deus não precisaria inventar satã para punir os homens. No NT Deus não é tão bonzinho e é até vingativo. Não entendo da onde vc tira isso.

O AT fala da existência desse inimigo de Deus e dos homens em Ez 28:12… e Is 14:12 …(em conexão com Lc 10:18), pois ali há caracteristicas que não se encaixam em homens, ou vc acha que querubim é algum titulo de rei? Ou reis caíam do céu e moravam no Éden? e os textos mostram forte rejeição ao Altissimo (Yahweh).

E textos apócrifos o nome já diz, não são inspirados, não estão no cânon.
Os mitos africanos com práticas contrárias à Palavra, são um perfeito disfarce para a ação do diabo. É um dos métodos que ele usa.

É triste Icarus, lamento vc sendo tão inteligente não ter a mente e o coração abertos à Palavra e escrever exatamente o que o inimigo deseja.

Depois de tudo que mostrei consideras Moisés e o diabo mitos, então para ti o resto da bíblia também é?
Parece que vc segue exatamente o significado do seu nome: mitologia grega.

Mas sua vida Icarus, é uma mitologia? …, espero que o Senhor te restaure um dia.
Abs.

Comentar por Cícero

Cícero,

Os céticos são um dos grupos que mais lêem, estudam, pesquisam a bíblia. É porque no fundo eles crêem e temem a Deus.
Mas tentam fazer os OUTROS desacreditar, como fuga do chamado ou aguilhão de Deus em suas vidas … sobre,
Pérola para fechar o Domingo com chave de ouro😉

MOISÉS

1. Então, quando alguém encontrar evidências de Moisés, ai ele deixa de ser considerado mito.

2. Só que os “animais esquisitos” foram extintos milhões de anos antes do homem. E as Serpentes não tem ASAS. O Texto de Flavio Josefo é a descrição do folclore judaico. Bem, vc não leu nem este livro também, não é?😉

3. O que vc não entendeu é que os mitos não são criados de uma hora para outra, por algum escriba, isso vai acontecendo levemente de geração a geração. Moisés herdou parte das características do Sargão, que também eram míticas.

4 e 5. O problema que o que esta dito ali na Super Interessante alinha com o que é ensinado na Universidade de Tel ‘Aviv.

6 e 7. Como vc prova isso?

8. A pessoa que escreveu isso viveu posteriormente a algum rei de Israel, queira vc ou não.

DIABO

1. Sabemos que tem cristãos lá, porque muitos já viram isso. Já Satánas…

Os sinais e testemunhos de Yahweh como eu disse: sempre estiveram presentes em toda a história do mundo, oficialmente ou não.
E estes sinais estariam aonde mesmo?

2. Não, é bem diferente.

3. Sim, é um mito. A não ser que vc concorde que Deus permitiu a morte dos filhos de Jó só por causa de uma aposta.😉. No mais, o livro de Jó não é exclusivo dos judeus, aparece em outros povos, com algumas diferenças importantes.

E vc acha que Jesus expulsava o que das pessoas? mitos? lendas? fantasmas?
Deus não precisaria inventar satã para punir os homens. No NT Deus não é tão bonzinho e é até vingativo. Não entendo da onde vc tira isso.
Basicamente estudando a evolução dos mitos de Satanás e dos demônios na história.
Aqui vc pode ter uma boa idéia de onde eu tiro estas coisas.
www__ .crivoice.org/demonsot.html
www__ .jewishencyclopedia.com/view.jsp?artid=270&letter=S&search=satan%20accessed
Cícero, vc não precisa concordar comigo, só não faça igual ao Isaias, e saia colando um monte de versículos ok? Faça comentários em cima do que está escrito nestes links.

Comentar por Icarus

Icarus,

Sobre os outros itens já falei a exaustão. Vc não precisa aceitar, tudo bem! pois gosta de fechar os olhos.
Ahh, o livro de Josefo esse eu li, por isso me lembrei das cobras.

E só vc mesmo para achar que cobras não poderiam ter algo semelhante a asas ou membranas para saltar. Até hoje estão descobrindo bichos estranhos por aí.

Li os links e com base em alguns textos prova-se a existência de satanás mais ainda.
A adoração a satanás através dos deuses pagãos é notória:

“Originalmente, referia-se às criaturas mitológicas dos cananeus e religião assíria que era a representação de vários deuses. In biblical usage, it becomes synonymous with “idol,” a pejorative way to refer to Canaanite deities. No uso bíblico, torna-se sinônimo de “ídolo”, uma forma pejorativa para se referir a cananéia divindades.”

“Em qualquer caso, o termo hebraico שׂעיר (sa’iyr) nestes quatro versos parece fazer referência a criaturas mitológicas da religião cananéia, falsos ídolos que o povo adorava, em vez de Javé.”

A jewish encyclopedia é clara ao descrever satanás como inimigo dos homens:

“que caracterizam a Satanás, como membro do conselho divino, que vigia a atividade humana, mas com o objetivo de pesquisar a mal os pecados dos homens e aparecendo como seu acusador.”

“As funções de chefe de Satanás são, como já referimos, os da tentação, acusação e punição. Ele foi um agente ativo na queda do homem (Pirke. Xiii., Início), e foi o pai de Caim “.

“O decreto de destruir todos os judeus que Haman obteve, foi escrito em pergaminho interposto por Satanás (iii Esther R.. 9).”

Por isso que ele matou os filhos de Jó, mas depois Deus restituiu. Satanás sabia que Jó tinha visão sobrenatural, por isso não podia atingi-lo diretamente em seu espírito.

Gostei dos links e entendi que:

A adoração, idolatria e sacrifício dos judeus à falsos ídolos e deuses pagãos cananeus e outras nações era evidente. Se não fosse mal, Deus não proibiria com tanta veemência. Ver Sl 106:38.

Veja que a idolatria envolve sacrificios sendo fortemente odiada por Deus e proibida para seu povo, por ser justamente o instrumento que o diabo usa para receber adoração.

O diabo precisa dessa camuflagem “divina”, pois não pode ser adorado em sua forma original.
As pessoas não iriam aceitar, nem naquela época nem hoje. Lembre-se que ele é o pai da mentira.

Por isso Deus não aceitava que sua glória e adoração fosse dividida com este querubim caído.
Qual foi uma das tentações de Jesus? lembra-se …

A revelação é progressiva, assim como vc quer com seus “escribas” que teriam escrito o pentateuco. Por isso é somente a partir do século II antes de Cristo que a compreensão de satanás assume o nível atual que conhecemos, porém não diminuia sua ação maléfica através dos ídolos.

E a jewish encyclopedia diz que a Lei foi revelada a Moisés no Sinai:

“In later haggadic statements, however, the complete body of rabbinical doctrine is said to have been revealed to Moses on Sinai; so that R. Joshua b. Levi declared (Yer. Peah ii. 17a) that all the rabbinical teachings, even those which the scholars found and promulgated later, were given to Moses on the mountain (comp. also Ber. 5a).”

O NT foi uma verdadeira luz para os judeus e gentios. O surgimento da Igreja é um exemplo de revelação progressiva.

Paulo diz: “não ignoramos seus ARDIS” e o “diabo se transfigura como anjo de LUZ” “Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as SACRIFICAM AOS DEMÔNIOS, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios”.
Ap 9:20 “…para não adorarem os demônios, e os ÍDOLOS de ouro, e de prata, e de bronze,…”

A ligação do diabo com os ídolos (falsos deuses) foi outra clara revelação do NT.

Comentar por Cícero

Cícero,

Sobre os outros itens já falei a exaustão. Vc não precisa aceitar, tudo bem! pois gosta de fechar os olhos.
Pelo contrario, eu já quebrei a cara por aceitar muitas coisas sem questionar.😉

Agora Cícero, vc acredita em tudo sem questionar. Nós já temos 2 bons exemplos de coisas que vc falou e não conseguiu sustentar depois. Talvez quem precise rever os conceitos aqui é vc😉


Ahh, o livro de Josefo esse eu li, por isso me lembrei das cobras.
E só vc mesmo para achar que cobras não poderiam ter algo semelhante a asas ou membranas para saltar. Até hoje estão descobrindo bichos estranhos por aí.
Eu e qualquer pessoa que esteja com a sanidade mental em dia😉

“que caracterizam a Satanás, como membro do conselho divino, que vigia a atividade humana, mas com o objetivo de pesquisar a mal os pecados dos homens e aparecendo como seu acusador.”
Continua aqui -> Ele é, portanto, o PROCURADOR CELESTE, que só vê a iniqüidade, para que ele persiste na sua opinião, o mal de trabalho…
Não tire esta parte do texto, pois muda completamente o que o autor esta dizendo.

“As funções de chefe de Satanás são, como já referimos, os da tentação, acusação e punição. Ele foi um agente ativo na queda do homem (Pirke. Xiii., Início), e foi o pai de Caim “.
“O decreto de destruir todos os judeus que Haman obteve, foi escrito em pergaminho interposto por Satanás (iii Esther R.. 9).”
Por isso que ele matou os filhos de Jó, mas depois Deus restituiu. Satanás sabia que Jó tinha visão sobrenatural, por isso não podia atingi-lo diretamente em seu espírito.
Se vc reparar no texto, ele primeiro mostra quem era o acusador no AT e qual era a sua função. Depois ele vai contando como a evolução do conceito vai mudando a medida que o tempo passa.

Repare na seqüência dos Títulos: Nos apócrifos, No Novo Testamento, no Talmud e Midrash e depois na Cabala.
Destaco algumas partes:
[Nos apócrifos] -> A evolução da teoria [Grifo meu: idéia seria uma palavra melhor aqui] de Satanás mantém o ritmo com o desenvolvimento da angelologia e demonologia judaica.

[No Novo Testamento] -> O alto desenvolvimento da demonologia do Novo Testamento pressupõe um longo período de evolução. Nos Evangelhos, as crenças das classes mais baixas da sociedade, Satanás e seu reino são considerados como abrangendo o mundo inteiro, e são fatores em todos os acontecimentos da vida diária.

A ligação do diabo com os ídolos (falsos deuses) foi outra clara revelação do NT.
Discordo totalmente. A história nos mostra como o conceito foi evoluindo com o tempo. No NT temos a descrição de como os escritores neo-testamentários viam o seu mundo, de acordo com o conhecimento da época, e diga-se de passagem, esta visão tem 2.000 anos. Hoje, por exemplo, a ciência trata com medicamentos, doenças como a epilepsia, que os escritores antigamente entendiam como causa demoníaca.

Comentar por Icarus

Parece que todo mundo por aqui é muito sabichão, sabem tudo, infelizmente é difícil conversar com pessoas assim, vocês parecem torcedores fanáticos de futebol, quando o time não ganha torce para ver o adversário perder. É engraçado observar a soberba do ser humano, esta tão certo de sua sabedoria que acha que ela é ilimitada, que nunca vai chegar a um ponto onde os questionamentos humanos ficarão sem respostas e tudo terminará em loucura. Chorem pobres aspirantes de cientistas, chorem pobres cientistas detentores da falsa ciência, pois a vossa sabedoria será convertida em loucura!

O Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência. (1 Timóte 6:20).

Comentar por Sidney

Humm, não falou

“.. chorem cristãos, que leem a bíblia em sua literalidade, e se esforçam ao máximo para provar na literalidade, o que ela não diz”.

Comentar por Ricardo Muradas

Ricardo,

Saiu até uma lágrima do meu rosto com o que o Sidney escreveu. Realmente sou arrogante, etc.. e tal.

Mas passou na hora quando entrei no site dele. Tem um banner gigante escrito: *** A VERDADE ABSOLUTA ***

As lágrimas foram convertidas em gargalhadas hahahahaha

Comentar por Icarus

Lágrima do rosto PQP hahahaha

Comentar por Icarus

Icarus!

Eu achava que esse cara era uma criança ou um adolescente imaturo de igreja, mas quando entrei no site dele, ele é um adulto, casado e tem filhos!

Que vergonha desse Sidney arrogante! É por falta de amor e humildade desses caras que o nome de Deus é blasfemado entre os que não creem.

Comentar por achmeverd

Como eu dizia, não dá para conversar com vocês, pois eu teria de falar sobre o fundamento da fé e em questão de fé vocês são uns miseráveis, e como sou criacionista não preciso de quaisquer outras provas para sustentar a minha crença, pelo menos eu admito que as minhas crenças estão fundamentadas na FÉ na Bíblia que é a Verdade Absoluta, e não me envergonho dela.
Vocês ao contrário não têm coragem de admitir que crêem na teoria da evolução, e na Matéria Eterna implicando para isso ser mais “crente” do que eu?
Eu pelo menos assumo que sou absolutista, mas vocês são uns hipócritas que não têm coragem de assumir o que são também.
Agora chora doutorzinho.
Falei e Disse.

Comentar por Sidney

Sidney, meu querido, me perdoe, mas esta ignorância vem de berço ? Ou vem da igreja que você frequenta.

Veja bem, eu não sou *doutorzinho*, esta palavra é associada a um remédio para dores lombares, que talvez você deva usar, embora suas dores devam ser cerebrais.

Quem tem fé, acredita em qualquer coisa. Nâo é porque o dilúvio é uma historinha que é totalmente incompatível com a ciência, assim como a Torre de Babel, e Adão e Eva, que este tipo de *cousa* faz você perder sua fé.

Agora, quando pessoas ignorantes, os populares *8a. série*, ou quem diz que é *doutor* em áreas não-científicas, tentam porque tentam provar que tudo isto é verdadeiro, ocorre estas esquisitices.

Fazem blogs, sites, e ademais para provar o que não é provável.

Entendeu ? Não precisa agredir ninguém.

Comentar por Ricardo Muradas

Sidney,

Eu acredito em Jesus Cristo, no entanto isso que você falou não seria o que Ele falaria.

Acha o que? Porque você ta ofendendo?

Pode ter certeza que o hipócrita aqui é você, você não é superior a ninguém aqui.

Aliás, miserável é você, por julgar alguém.

Fundamento de fé? Não leu nas escrituras que Jesus Critos amou o mundo de tal maneira?

Ele não amou somente você e Ele não faz acepção de pessoas, Ele ama o Ícarus, o Ricardo,… Que ateu ou não ateu.

E esse “chora doutorzinho”, isso não parece que vem das escrituras, ou da boca de Deus, mas sim do próprio Satanás que é mestre em provocar.

Ícarus,

tenho muito mais tranquilidade em conversar com você que tem idéias contrárias as minhas do que com pessoas que se dizem, pessoas de Fé”, cheio de orgulho espiritual (como o Sidney) – o mesmo no qual Lucifer caiu, e por esse motivo foi tirado da presença de Deus.

Sidney, só mais um pouco e o seu destino é o mesmo de Lucifer. Com essa superioridade.

Que falta de humildade.

Comentar por achmeverd

Não existem provas que a matéria seja eterna, contudo vocês crêem, então quem é que tem mais FÉ, sou eu ou vocês? Eita fezinha às avesas, essa fede.
Hipócritas, RinRon, RinRon, RinRon.
Tú tão crente quanto eu, só que a tua fé esta na Santa Matéria Eterna!
Abre teus olhos cego, abre os teus ouvidos surdo.

Comentar por Sidney

Sidney,

Vc acha que Jesus escreveria isso se estivesse no seu lugar?

Comentar por Icarus

Icarus você parece ser um cara sensato com quem podemos conversar. Eu sabia que geraria toda essa polêmica, tanto que a palavra me adverte a fugir dos clamores vãos da falsa ciência.
No entanto meu querido, eu quis dar umas varadas com o cajado de Jeová para ver se arrebato alguém aqui do fogo.
Infelizmente para alguns não serão palavras doces que os farão se converter, mas será necessário tratá-los como Jesus tratou muitas vezes aos Fariseus de sua época, chamando-os de “sepulcros caiados”, João Batista chamava-os de “raça de víboras”, mas não pense que ele os tratava assim por desprezo, havia mais amor nestas palavras, do que ficar dando tapinhas nas costas daqueles que estão caminhando a passos largos para o inferno.
Fique claro para todos aqui que fui ofendido! Se você também se sentiu ofendido com minha resposta desculpem-me, minha intenção era e continua sendo a sua Salvação, por isso usei palavras duras. Pórem um dia aqueles que continuarem a desprezar a advertência do Senhor clamarão por nós “os crentes” e nos dirão: “você conhecia a verdade, por que não insistiu comigo?” Querido leitor desse blog, você tem uma alma eterna, que um dia prestará contas diante de Deus, atente para as palavras de um desconhecido (Sidney do qual vocês zombaram) e vejam que eu não me submeteria a tamanha chocarrice, se não estivesse certo da sua necessidade de salvação e não amasse a sua alma. Você não é um jumento batizado, você é um homem racional porque Deus te fez assim, olhe em volta na natureza e no universo e perceba nela a assinatura do seu criador, digo isso para o seu bem, não é para o seu mal, digo e repito abra seus olhos e veja além do que esta diante de você, abra os seus ouvidos e creia porque a fé vem pelo ouvir e o ouvir a Palavra de Deus.
Minha parte continuarei fazendo, no mais estarei orando.
Deus abençoe a todos.

Comentar por Sidney

Sidney,

Eu não me senti ofendido. Se eu não quisesse ser ofendido, não seria uma boa idéia entrar em blogs com esta temática.🙂

Mas eu gostaria de salientar que a ciência não tem o objetivo de provar ou não Deus, e eu desconheço qualquer pesquisa publicada que tenha chego a esta conclusão. Duvido inclusive que alguém consiga até verba para realizar uma pesquisa sem cabimento destas.

O que existe? Uma agenda de alguns cientistas de usar a ciência contra a religião. O versículo de Timóteo que vc colocou, não fala exatamente daquilo que entendemos hoje como ciência, pois ela se iniciou muito tempo depois. Eu acho arriscado para vc, ou para qualquer líder de igreja, se colocar desta forma contra a ciência, principalmente agora que as coisas ficam registradas na internet para a posteridade. A ciência esta muito próxima ao meu ver, de entender de onde vem a matéria.

Veja: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=materia-antimateria-criadas-nada&id=010130101222

Agora, isso vai provar que Deus existe ou não? Absolutamente não. Mas vc pode ficar em maus lençóis, entende?

Minha opinião: Esquece a agenda contra a ciência, e foca naquilo que é proveitoso. O que faz uma pessoa ir atrás de Deus? Use o seu tempo e esforço para mostrar como pode ser positivo isso. Comentários do tipo que vc fez, só vai fazer com quem sabe um pouco de ciência ter medo da sua religião. No fundo, não são as escolhas racionais que fazem as pessoas irem ou não para uma igreja🙂.

É isso. Um abraço.

Comentar por Icarus

Sidney,

As tuas palavras vão ir contra você. Você é que vai levar uma surra do cajado de Jeová. Quem é você para dar ordens ao Deus Glorioso para que bata nas pessoas?

Humildade! Deus humilha os arrogantes!

Você é o tal referido de Judas 1.11 – 12. “…prosseguiram pelo caminho de Caim, e, movido de ganância, se precipitaram no erro de Balaão, e pereceram na revolta de Corá. Esses homens são como rochas submersas, em vossas festas de fraternidade, banqueteando-se junto sem qualquer recato, PASTORES QUE A SI MESMO SE APASCENTAM; NUVENS SEM ÁGUA IMPELÍDAS PELOS VENTOS; ÁRVORES EM PLENA ESTAÇÃO DOS FRUTOS, DESTES DESPROVIDAS, DUPLAMENTE MORTAS, DESRRAIGADAS;”

seguindo o v.13:

“ONDAS BRAVAS DO MAR, QUE ESPUMAM AS SUAS PRÓPRIAS SUJIDADES; ESTRELAS ERRANTES, PARA AS QUAIS TEM SIDO GUARDADA A NEGRIDÃO DAS TREVAS, PARA SEMPRE”.

Comentar por achmeverd

Pelo que eu sei a ciência começou com a filosofia na Grécia antiga, afinal as discursões sobre o átomo não vêm dali? Da cultura helenística? Portanto não esteja tão certo que a “CIÊNCIA” que Paulo citava para Timóteo não fosse a mãe da Ciência atual. Além do mais nada tem mais Filosofia do que a Ciência Moderna, porque foi e sempre será assim, faz parte do métoto científico formular as hipóteses, é o primeiro de tudo em Ciência, posso ser um leigo, mas não deixarei de falar de Jesus nem para pessoas simples, nem para sábios como você. Não sou contra a Ciência pelo contrário, eu me beneficio dela, mas toda ciência que nega a Deus é cega e falsa, um dia todos saberão. O que Paulo quis dizer foi que todo clamor e gritaria traz confusão, e dessas coisas devemos nos afastar, mas não antes de termos entrado no meio dos lobos, os blogs são um ambiente democrático (filosofia de novo e grega) até aonde eu sei, mas se não formos bem recebidos barteremos o pó, e até uma outra oportunidade se Deus assim nos conceder. Se não é assim, não tente me impedir ou me envergonhar do que escrevo, pois se não queria ter o alcance que a internet dá devia procurar outro meio de comunicação, talvez um clube somente para sócios, com taxa e mensalidade.
Tenho dito e não me envergonho do Evangelho.

Comentar por Sidney

Sidney,

A ciência mudou muito com o passar dos tempos. Ficou marcado em Galileo a transformação do que era conhecido como Filosofia Natural para a ciência que temos hoje, bom acho que isso vc entendeu.
Os filósofos gregos falavam muita “merda” também [desculpe o português claro] isso deveria levá-los a confusões gigantes, como o processo não pegava as falhas, aquilo devia ser um show de horrores🙂. A metodologia tornou a ciência muito mais assertiva, ainda que não seja perfeita.

Eu não disse que vc deve parar de falar do evangelho, só ajustar o foco e o tom. O inimigo não é a ciência🙂. Penso que a forma que vc escreve vai criar mais problemas do que soluções.

Bem … era só um conselho🙂. Se não te interessar, continua descendo o cajado hahahahaha. [Esta foi boa.]

PS: Eu saquei na hora que vc era da bléia🙂

Comentar por Icarus

Sobre a “literalidade” da Bíblia: é certo que muitos cristãos não crêem na inerrância bíblica (como eu), mas isso não compromete a historicidade dela. Não há contradição entre crer na historicidade e não crer na inerrância (desde q se saiba o que é, de fato, ‘inerrância’).

Sobre Finkelstein: já citaram aqui Avraham Biran, Eilat MAzar, Nelson Glueck e outros que chegaram a conclusões diferentes. Ícarus criticou a origem das informações.

Ao lançar dúvidas sobre a isenção do Hebrew Union College por sua ligação com a religião, o Ícarus joga por terra, por ex., TODAS as universidades católicas do mundo por serem… católicas.
Ele tbm duvidaria de todas as universidades confessionais ou ligadas à alguma religião. O problema é que grandes universidades do mundo cairiam nessa lista de ostracismo acadêmico do Ícarus.

Agindo assim, ele lançaria dúvidas também sobre a competência do Dr. Nelson Glueck, que dá nome à escola de arqueologia daquela instituição, da qual tbm foi presidente.

Comentar por Vanessa Meira

Por outro lado, citaram a Universidade Hebraica de Jerusalém (Eilat Mazar), que não mereceu nenhum comentário relevante do Ícarus. Acrescento o pesquisador Yosef Garfinkel, cujas descobertas somadas a de Eilat Mazar, mostra que Finkelstein está errado quanto à extensão supostamente pequena do reino de Davi.

Descobertas de Thomas Levy (Universidade da Califórnia) refutam a alegações de Finkelstein sobre o surgimento tardio dos edomitas e tbm sobre a grandiosidade dos reinos de Davi e Salomão.

O ponto é: Finkelstein duvida do relato bíblico sobre o extenso e grandioso reino de Davi e Salomão, mas evidências apoiando o relato bíblico surgem. Em resposta, Finkelstein (como Ícarus) critica a origem dos pesquisadores, os financiadores, o vínculo com instituições ligadas à religião ou grupos étnicos, e faz piada sobre Eilat Mazar.

Mas se o background religioso ou político dos pesquisadores q discordam de Finkelstein comprometem suas conclusões, poderíamos citar pesquisadores ateus, agnósticos, como William G. Dever, que atesta a credibilidade de boa parte do relato bíblico da história de Israel.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa,

Tudo bem? Senti falta de alguem que pelo menos sabe o que esta escrevendo, me retrucando aqui.😉. Eu tinha uma forte suspeita que vc iria aparecer neste artigo😉

Sobre a “literalidade” da Bíblia: é certo que muitos cristãos não crêem na inerrância bíblica (como eu), mas isso não compromete a historicidade dela. Não há contradição entre crer na historicidade e não crer na inerrância (desde q se saiba o que é, de fato, ‘inerrância’).
Apesar de não me considerar cristão, eu tenho a bíblia como uma fonte histórica em partes. O ponto que talvez não fique claro aqui, é que eu já havia discutido com o Mats especificamente sobre o Exôdo, em outra oportunidade. Eu tenho boas razões para concluir que ele jamais ocorreu, nisso eu uso também Israel Finkelstein como fonte.(I.F. doravante.) Mas a Arqueologia não é uma ciência exata, desta forma não acredito que ele esteja certo em tudo.

Agora eu fiquei muito curioso com algo: Quando vc diz que não crê na inerrância bíblica, o que exatamente vc quer dizer aqui? De que parte exatamente vc esta falando?

Sobre Finkelstein: já citaram aqui Avraham Biran, Eilat MAzar, Nelson Glueck e outros que chegaram a conclusões diferentes. Ícarus criticou a origem das informações.
Ao lançar dúvidas sobre a isenção do Hebrew Union College por sua ligação com a religião, o Ícarus joga por terra, por ex., TODAS as universidades católicas do mundo por serem… católicas.
Ele tbm duvidaria de todas as universidades confessionais ou ligadas à alguma religião. O problema é que grandes universidades do mundo cairiam nessa lista de ostracismo acadêmico do Ícarus.
Isso não é verdade. Eu aceito Universidades sérias.

-> “Que tal mostrar uma publicação da Universidade de Tel’Aviv que refuta o Dr. Israel Finkinstein? Ou de uma outra Universidade séria? Pode ser uma católica hehe,[ lembrei do Souza… ]” – Janeiro 15, 2011 @ 12:44 pm

Agindo assim, ele lançaria dúvidas também sobre a competência do Dr. Nelson Glueck, que dá nome à escola de arqueologia daquela instituição, da qual tbm foi presidente.
A crítica que eu fiz do Cícero era sobre a frase:

“Pode-se afirmar categoricamente que até hoje nenhuma descoberta arqueológica contradisse qualquer informação dada pela Bíblia”.

Isso é evidentemente uma mentira, já que a Universidade de Tel’Aviv tem uma série de trabalhos que contextam o Exôdo, por exemplo. Poderia concordar SE ele tivesse dito que existem, mas são erros de conclusão. Some-se isso a fonte, que se trata de uma instituição religiosa. Será que eles seriam isentos, igual a Universidade de Tel´Aviv, e apontariam erros históricos da bíblia?🙂

Por outro lado, citaram a Universidade Hebraica de Jerusalém (Eilat Mazar), que não mereceu nenhum comentário relevante do Ícarus. Acrescento o pesquisador Yosef Garfinkel, cujas descobertas somadas a de Eilat Mazar, mostra que Finkelstein está errado quanto à extensão supostamente pequena do reino de Davi.
Vc esta equivocada, apenas não escrevi o nome:

->” As escavações do muro da época do rei Salomão também não contradizem o que Finkelstein, pois ele confirma os reinados de Davi em diante, ainda que com divergências do que está na bíblia.” – Janeiro 18, 2011 @ 11:07 pm

Descobertas de Thomas Levy (Universidade da Califórnia) refutam a alegações de Finkelstein sobre o surgimento tardio dos edomitas e tbm sobre a grandiosidade dos reinos de Davi e Salomão.
Vc poderia me passar as fontes?

O ponto é: Finkelstein duvida do relato bíblico sobre o extenso e grandioso reino de Davi e Salomão, mas evidências apoiando o relato bíblico surgem. Em resposta, Finkelstein (como Ícarus) critica a origem dos pesquisadores, os financiadores, o vínculo com instituições ligadas à religião ou grupos étnicos, e faz piada sobre Eilat Mazar.

Mas se o background religioso ou político dos pesquisadores q discordam de Finkelstein comprometem suas conclusões, poderíamos citar pesquisadores ateus, agnósticos, como William G. Dever, que atesta a credibilidade de boa parte do relato bíblico da história de Israel.
Não, o ponto não é esse. O I.F entrou na conversa por causa de outra conversa que eu tive com o Mats sobre o Exôdo, que na verdade não tinha nada a ver com o comentário que eu havia feito para o Nilo, mas até entendo a bronca do Mats😉. Mas, se vc quiser me mostrar um trabalho que refute ele nisso, por favor, não deixe de colocar mais informações.

Eu até acredito que I.F. possa ter falhado em partes sobre o reinado de Davi e Salomão.

Comentar por Icarus

Icarus:

Uma coisa interessante, é que em termos de historicidade da Bíblia, merece também atenção o que pode ter sido fato, e o que foi interpretação do fato, exemplo:

1 – Enchente mundial (suposto fato) como obra de Deus (interpretação do fato).

2 – Uma guerra (suposto fato) a mando de Deus (interpretação do fato).

Estou dizendo isto porque muitas das vezes um criacionista vem me apresentar provas de por exemplo uma guerra relatada na Bíblia, e depois conclui, “está vendo? Isto prova Deus!”

Se antigamente no mundo vigorava o predomínio do pensamento religioso, seria de esperar que nas informações estariam sempre carregadas de interpretações sobrenaturais, por exemplo,

Hoje, caso vigorasse no mundo a ideologia que arruma motivos sobrenaturais para tudo, sairia nos jornais que “Deus mandou encher o Estado do Rio de Janeiro de enchentes”

Se a Bíblia ainda estivesse sendo escrita hoje, estaria lá a passagem de Deus mandando águas para o Rio de Janeiro (com os aumentos, poderia até constar o novo dilúvio).

(Hoje o que por exemplo está em alta é a natureza, eco isto ou aquilo…, então tudo o que acontece o motivo é a resposta da natureza, por isto para estas respostas nem precisa de muitas provas de que o homem é o responsável, basta apresentar o fato – chuvas – e a interpretação do fato – resposta da natureza – sem muito problema em deixar efetivamente provado o nexo de causalidade -religião ambientalista, com coisa de que antes do homem não havia enchentes desastrosas. Pode até ser o homem, mas está mais é para ser uma hipótese)

Comentar por Clayton Luciano

Ícarus,
Mostraram-te pelo menos duas universidades sérias: a Universidade Hebraica de Jerusalém e a Hebrew Union College.

Eu acrescentei a da Califórnia.

Percebe-se que há evidências para se duvidar de Finkelstein e suas teorias baseadas em ausência de evidência (“Não encontramos evidência ainda, então não aconteceu e a Bíblia é um mito”).

Quem tem curiosidade em acompanhar o desenvolvimento da arqueologia bíblica já viu esse filme: “Tal história não aconteceu!!! Tal personagem não existiu!!”

Até que surgem as evidências q confirmam a Bíblia, então muda-se o foco da artilharia para outra história e outro personagem bíblico… e segue o cortejo.

Sobre as descobertas de Thomas Levy (suposta mina de Salomão e civilização Edomita):
http://ucsdnews.ucsd.edu/newsrel/soc/10-22KingSolomon.asp

Comentar por Vanessa Meira

Olá :

Lembre-se que existe o tal “… suposta…”.

Agora, Vanessa, vem cá, sendo bem realista.

Você ainda acredita que alguém vai dizer que inicialmente foi criado a Terra, depois o Sol e o *Universo* ?

Como diz uma pessoa que postou no site “… a Bíblia em algums versículos não está em ordem..” (rsrsrs).

Jà pensou quando descobrirem a Arca de Noé, o Paraíso, a Torre de Babel..

Melhor parar de falar, senão “… alguns…”, vão pensar que estou falando sério, como o “invento” do Adauto.

Comentar por Ricardo Muradas

Ricardo: sempre existirá o “suposta” qdo estudamos eventos tão antigos.

“Você ainda acredita que alguém vai dizer que inicialmente foi criado a Terra, depois o Sol e o *Universo* ?”

E quem diz isso?
Vc se refere à estrutura literária do Gênesis e do relato da Criação?

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa,

Me parece que o procedimento mais correto para um pesquisador, neste caso um historiador, antropólogo ou mesmo arqueólogo, seja que as suas conclusões devem ser pautadas com base nas evidências encontradas. Outro detalhe, de tudo que eu já li sobre o Israel Finkelstein, em nenhum lugar eu vi ele afirmando que por ele não ter nenhuma evidência de um personagem, então este personagem não existiu. Se vc já viu ele escrever ou falar isso em algum lugar, por favor, não deixe de me passar a fonte. Israel Finkelstein confirma que a bíblia é em parte histórica.

Vou colar um trecho da matéria dele do National Geographic: [Dezembro do ano passado, logo muito depois destas descobertas]

“Pense na Bíblia como em um sítio arqueológico estratificado”, diz ele. “Parte foi escrita no oitavo século antes de Cristo, parte no sétimo e assim por diante até o segundo século. Portanto, 600 anos de compilações. Isso não significa que a história não seja muito antiga. Mas a realidade apresentada na narrativa é posterior. Davi, por exemplo, é uma figura histórica. Ele realmente viveu no século 10 a.C. Aceito as descrições de Davi como uma espécie de líder de grupo insurgente, agitadores que viviam às margens da sociedade. Mas não a cidade de ouro de Jerusalém, não a descrição de um grande império no tempo de Salomão. Quando os autores do texto descrevem isso, têm nos olhos a realidade da própria época, o Império Assírio.
Agora, Salomão”, continua ele com um suspiro, “acho que, de certa forma, destruí Salomão. Sinto muito! Mas pegue Salomão você também, analise sua figura, sua presença histórica. Pense na suntuosa visita da rainha de Sabá – uma rainha da Arábia vem conhecê-lo, trazendo os mais variados artigos exóticos a Jerusalém. Essa é uma história impensável antes de 732 a.C., quando teve início o comércio árabe sob o domínio assírio. Pegue a história de Salomão como o grande preparador de cavalos, carros, exércitos numerosos. Você verá que o mundo por trás de Salomão é o mundo do século assírio.”

Olha aqui a crítica dele em relação as conclusões Thomas Levy sobre o sítio de Khirbat en-Nahas:

“Sobre a mina fortificada de Thomas Levy, Finkelstein dispara: “Não engulo essa de que ela é do século 10 a.C. Impossível que pessoas tenham vivido naquele local durante a produção. O fogo, a fumaça tóxica, de jeito nenhum! Em vez disso, pense na fortaleza de En Hazeva, do nosso lado do rio Jordão, construída pelos assírios na estrada principal para Edom. Vejo a construção de Tom como uma fortaleza assíria do século 8, paralela à outra. Aliás, ao fim e ao cabo, o sítio dele é marginal. Não é nenhuma cidade estratificada com muitas eras, como as antigas Megiddo e Tel Rehov. Pegar um monte de escória e fazer dele um centro de discussão de história bíblica – não dá, isso eu rejeito totalmente!” ”

Repare que isso bate até com que o próprio Thomas Levy diz:

”Isso aqui era um inferno”, brinca Tom Levy em uma vala aberta cheia de escória preta. Ao redor do local em que ele está com seus alunos, espraia-se um sítio de 10 hectares onde se produzia cobre. Ao lado, um vasto complexo fortificado que inclui ruínas de casas da guarda de 3 mil anos atrás. Ao que parece, as sentinelas viviam quase em cima da fundição para vigiar uma força de trabalho relutante. “Para uma produção industrial dessa escala, é preciso ter um sistema de abastecimento regular de água e alimentos”, prossegue Levy. “Não tenho como provar, mas, na minha opinião, as únicas pessoas que trabalhariam num lugar tão insuportável seriam os escravos – ou então os meus alunos. [😉 ] O que interessa é que simples sociedades tribais não poderiam fazer algo assim.”

Fonte: http://ngm.nationalgeographic.com/2010/12/david-and-solomon/draper-text/0

Agora, eu realmente gostaria de uma leitura sua sobre uma questão que me chamou muito atenção.

No seu próprio link, o texto registra que a metodologia de datação que é feita por radiocarbono, colocando as minas em 3000 anos atrás. Eu li na revista do National Geographic, o próprio Eilat Mazar, afirmando que a margem de erro é de 40 para estes 3000 anos, baseado nas informações dos diferentes institutos que analisaram as amostas.
Como já é de seu conhecimento, quase todos os artigos do Sabino, dizem que este método não é nada confiável. Minhas perguntas para vc:

1) Por que deveríamos confiar nas conclusões do Thomas Levy, se é baseado em datação por radiocarbono?

2) Por que arqueólogos [mesmo os que tem a sua religião cristão ou judaica] com tanta experiência no assunto, parecem não levarem em conta os erros que o Sabino afirma que os métodos tem?

Comentar por Icarus

Ícarus,
inerrância tem a ver com o conceito q a pessoa tem de inspiração da Bíblia.

Normalmente, quem crê em inspiração verbal (que Deus praticamente ditou a Bíblia palavra por palavra)crê tbm na inerrância da Bíblia nos mínimos detalhes.

Eu creio em inspiração de pensamento, onde os profetas usam suas próprias palavras para expressarem a mensagem recebida de Deus (o q explica as notáveis diferenças de estilo entre os escritores).

Não crer na inerrância é admitir que a Bíblia pode ter discrepâncias insignificantes em números e nomes (por ex, o número exato de soldados e cavalos de um exército). Mas isso em nada afeta a credibilidade histórica e nem a mensagem central.

No outro extremo está a teologia liberal que duvida de tudo. Pra eles, a Bíblia é fruto de esforço humano e nunca saberemos qual era a mensagem original da Bíblia.

Esse pessoal adora Bart Ehrman (ex-cristão q se decepcionou com a inspiração verbal e a inerrância e foi como um pêndulo para o outro extremo).

Comentar por Vanessa Meira

Faltou um link da minha posição sobre a inerrância:
http://www.kerygma.unasp-ec.edu.br/artigo02.asp

Demora abrir, mas vale a pena esperar.

E se quiser ler alguma coisa na visão de quem crê na inerrância:
http://www.4shared.com/account/file/58986715/74df54e8/Norman_Geisler_e_Thomas_Howe_-_Manual_Popular_de_Duvidas_Enigmas_e_Contradicoes_da_Biblia.html

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa Meira:

“Não crer na inerrância é admitir que a Bíblia pode ter discrepâncias insignificantes em números e nomes (por ex, o número exato de soldados e cavalos de um exército). Mas isso em nada afeta a credibilidade histórica e nem a mensagem central.”

Se ficar provada a guerra então vai estar provada a divindade da Bíblia?

Ontem chegou em minha casa um folheto crente dizendo que Deus mandou águas destruidoras para o Rio de Janeiro por causa disto e daquilo.

Então sendo que realmente as enchentes aconteceram, é prova de que o folheto está certo quanto ao envolvimento de Deus também?

1 – Separar o que é FATO e o que é INTERPRETAÇÃO DO FATO.

2 – Uma guerra (que pode ter acontecido mesmo) como obra de Deus (interpretação do fato – viagem mental).

3 – A sociedade de antigamente era espiritualista, por isto que só no passado há relatos sobre Deus, ressurreição…(Viagens mentais).

A Bíblia é o conjunto “folhetos crentes” da época, e estes folhetos crentes de hoje, só não serão somados nela, porque ela parou de ser escrita.

Comentar por Clayton Luciano

Se ficar provada a guerra, ficará provada a guerra. E o livro antigo que relatou a tal guerra deverá ser respeitado como fonte histórica.

O tema aqui é historicidade.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa,

Gostei muito do seu primeiro link, Obrigado.

Concordo com muitas coisas que o Amin A. Rodor escreveu ali. Eu acredito que a direção proposta por ele é muito mais saudável para quem quer estudar a religião cristã, alem de conseguir perceber melhor as mensagens que estão no pano de fundo de cada livro da bíblia.

Eu tinha feito uma imagem completamente diferente de vc, lendo os seus comentários passados.😉

Percebo que o que ele fala, pode esclarecer alguns pontos de discordância que eu tenho com alguns participantes aqui, como o Mats e o Isaias. Acredito que vc não se importaria se eu usasse ele como fonte, não é?

PS1: Infelizmente [ou felizmente, não sei te dizer], eu segui mais para o lado do Bart Ehrman, Também não era o que eu imaginava inicialmente, mas… paciência.

PS2: Como esta o baby? Sim, eu andei xereteando no seu blog😉

PS3: Depois eu comento o resto. Carece de fontes e tempo, e eu sei que vc é tão “cri-cri” quanto eu😉

Comentar por Icarus

Sobre a Universidade de Tel Aviv endossar Finkelstein: é normal universidades se tornarem “redutos” das teorias de nomes que se destacam, mas talvez o endosso não seja como estamos pensando.

Se fosse bem assim, Oxford endossaria a opinião de Carol Redmount de que o Êxodo é basicamente histórico misturado com passagens míticas, já que publicou essa conclusão dela.

Oxford endossaria as opiniões de Richard Swinburne sobre a existência de Deus e a veracidade da Bíblia e do cristianismo, pois o abriga nos departamentos de Filosofia e Teologia, publica seus trabalhos e os incorpora ao currículo.

Oxford endossaria a teologia cristã por ter um departamento de teologia, abrigar teólogos cristãos e publicar manuais de teologia bíblico-cristã.

Mas Oxford é o reduto de Dawkins e tbm publica seus livros e pesquisas cujas conclusões contradizem pontos importantes do cristianismo!

Seria interessante ver o que o departamento de História Judaica da mesma Universidade de Tel Aviv ensina sobre a origem de Israel, a escravidão no Egito, exílio Babilônico, etc.

Eu suspeito que encontraríamos discrepâncias com as teorias de Finkelstein… mas é só suspeita.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa,

O Mats tentou passar a idéia que as conclusões do Israel Finkelstein são apenas dele, não tem nenhuma ligação com a Universidade de Tel’Aviv e isso não é verdade. Não sei se vc leu o outro comentário, mas vou colocar colocá-lo novamente o link e vou adicionar mais algumas coisas.

As idéias dele, também encontram respaldo em outros pesquisadores da TAU e de outras Universidades. Eu tenho uma pequena lista destes Doutores, caso vc queira. O ponto é que as questões apontadas por ele no livro, fazem parte do curriculum de Arqueologia da TAU, veja isto:

www__ .tau.ac.il/humanities/archaeology/international_program.html [Quebrei para não bloquear]

international.tau.ac.il/prospective-students/undergraduate-programs/specialized-programs/new-courses-in-archaeology.html

Desta forma eu fico confortável em dizer que a Univerdade de Tel’Aviv respalda a não historicidade do Exôdo, também defendida por ele.

Não sei se vc sabia, mas ele também ganhou o prêmio Dan David, que tem ligação com a própria Universidade. Não deixe de ler as qualidades dele destacadas pelo site.

www__ .dandavidprize.org/index.php/laureates/laureates-2005/64-2005-past-archaeology/101-prof-israel-finkelstein.html
Ele faturou uma bela grana.😉

Obviamente as universidades tem que dar liberdade para os pesquisadores e, estimular o debate de idéias. No caso do Dawkins, apesar dele usar a TE contra Deus, esta é uma opinião pessoal dele. Não tem nenhuma publicação científica dele dizendo que Deus não existe. Ou seja, ele usa o status de cientista para propagar uma idéia que não é verdadeiramente científica. [Opinião de Marcelo Gleiser]. Tenho certeza, que se vc olhar para a programação do curso de biologia de Oxford, vc não vai ver o item ‘a biologia prova que Deus não existe’😉. Este é um caso completamente diferente do Israel Finkelstein e da Universidade de Tel’Aviv.

Curiosidade.:. Houve um debate entre ele e o John Lennox, como vc já deve saber, ambos de Oxford. Lennox parecia estar muito tranqüilo em defender o cristianismo sem fazer nenhuma crítica a TE😉

Comentar por Icarus

Vanessa Meira:

“Se ficar provada a guerra, ficará provada a guerra. E o livro antigo que relatou a tal guerra deverá ser respeitado como fonte histórica.

O tema aqui é historicidade.”

historicidade? Leia o seu parágrafo anteior ao comentado por mim:

“Eu creio em inspiração de pensamento, onde os profetas usam suas próprias palavras para expressarem a mensagem recebida de Deus (o q explica as notáveis diferenças de estilo entre os escritores).”

Comentar por Clayton Luciano

O dom de misturar assuntos e atravessar conversas é raro.
Não o perca.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa Meira:

Sei…

Comentar por Clayton Luciano

Matéria sobre aminoácidos destros e canhotos:

Formação de vida na Terra pode ter sido influenciada por partículas vindas do espaço

Tem uma entrevista com o Dr Marcos Eberlin, especialista em química orgânica e membro do N.B.D.I.

Bem legal.

Comentar por nilo

Sabino,

Achei um site interessante sobre A.R.Wallace.

http://www.alfredwallace.org

Me chamou a atenção especialmente a parte sobre: Wallace’s Intelligent Evolution Contrasted with Darwinian Evolution

Abraço.

Comentar por nilo

PESSOAL BOA TARDE.

PEÇO DESCULPAS A TODOS OS CRISTÃOS E NÃO CRISTÃOS LEITORES DESTAS PÁGINAS VIRTUAIS E POR FAVOR ME PERDOEM. EU FIZ ALGUNS COMENTÁRIOS INFELIZES NESTE BLOG, RECONHEÇO MEU ERRO.

FIZ ALGO QUE NORMALMENTE EU NÃO FAÇO, ENTREI SOLANDO COMO NUM JOGO DE FUTEBOL, E SÓ PODERIA MESMO ESPERAR AS REAÇÕES QUE RECEBI. ACHO QUE JÁ TINHA PEDIDO DESCULPAS A TODOS NUM COMENTÁRIO ANTERIOR, MAS COMO ALGUÉM PODE NÃO TER PERCEBIDO É QUE VOLTO AQUI PARA ME DESCULPAR NOVAMENTE.

NÃO ESTOU MAIS MAGOADO COM NINGUÉM, E TAMBÉM NÃO QUERO MAGOAR MAIS NINGUÉM, POR ISSO PEÇO POR FAVOR QUE PAREM DE ME ENVIAR MENSAGENS, REITERO MAIS UMA VEZ, AQUELE FOI UM MOMENTO INFELIZ, O QUE EU SIMPLESMENTE QUERIA DIZER ERA QUE NÃO SOU CONTRA A CIÊNCIA, POIS UTILIZO ELA NA MINHA ATIVIDADE PROFISSIONAL E NA MINHA CASA COM A MINHA FAMÍLIA, QUANDO FALEI QUE EXISTE A FALSA CIÊNCIA, E PORQUE TAMBÉM ADMITO QUE EXISTE A VERDADEIRA CIÊNCIA, E É ELA QUE EU PROCURO, E É NELA QUE TENHO EDIFICADO A MINHA FÉ (A VERDADEIRA SABEDORIA VEM DO ALTO), PODE PARECER ABSURDO O QUE VOU DIZER, MAS A CIÊNCIA QUE EU CREIO CONVIVE HARMONIOSAMENTE COM A FÉ, POR ISSO QUE EU DISSE QUE TODA A CIÊNCIA QUE NEGA A DEUS É FALSA, NÃO EM SENTIDO COMPLETO, POIS NEM TUDO NELA É FALSO, A MAIORIA DAS COISAS NELA SÃO VERDADEIRAS, MAS INFELIZMENTE ELA NEGA A MAIOR DE TODAS AS VERDADES “DEUS”.

QUANTO AS PALAVRAS OFENSIVAS QUE ESCREVI, MAIS UMA VEZ ME PERDOEM.

PEÇO ENCARECIDAMENTE E FICARIA MUITO AGRADECIDO SE O ADMINISTRADOR EXCLUÍSSE TODOS OS MEUS COMENTÁRIOS DESTE BLOG.

QUEM QUISER ME CONHECER MELHOR, PASSE LÁ PELOS MEUS BLOGS, LEIA O MEU PERFIL, DEIXE UM COMENTÁRIO OU UM E-MAIL TEREI PRAZER DE RESPONDÊ-LO, VOCÊS SERÃO BEM VINDOS. APESAR DA PRIMEIRA IMPRESSÃO TER SIDO MUITO RUIM, ESPERO SINCERAMENTE TER RESOLVIDO AS COISAS POR AQUI E POSSAMOS TER UMA MELHOR IMPRESSÃO UNS DOS OUTROS DAQUI PRA FRENTE.

UM GRANDE ABRAÇO A TODOS.
ORAREI POR VOCÊS PARA QUE A PAZ DO SENHOR ESTEJA COM TODOS, POR FAVOR NÃO SE OFENDAM SE EU ORAR, ORAR NÃO FAZ MAL ALGUM, A ORAÇÃO É A EXPRESSÃO DO CORAÇÃO DAQUELE QUE DESEJA AOS OUTROS AQUILO QUE ELE DESEJARIA PARA SI MESMO, OU SEJA, O BEM.

http://ouveavozdaverdade.blogspot.com

http://palavrasemeada.blogspot.com

http://jesuscontacomvc.blogspot.com

SIDNEY 28/01/2011.

Comentar por Sidney

Tanta conversa sobre ciência e nada de científico neste blog. O delírio continua. E vejo que o jornalismo “científico” do Sabino não melhorou. Ah, e notícias do mundo da ciência (real science). A teoria da evolução está mais sólida do que nunca, as questões biológicas relevantes já vão num patamar muito mais elevado do que Criationismo vs Evolucionismo. Se pretendem continuar no kindergarten a discutir o sexo dos anjos com paredes… criacionismo ftw

Comentar por Selfish Gene

Olá,

“Our findings suggest that recent human adaptation has NOT taken place through the arrival and spread of single changes of large effect, but through shifts of frequency in many places of the genome,” said Molly Przeworski, PhD, professor of Human Genetics and Ecology & Evolution at the University of Chicago and co-senior author of the paper. “It suggests that human adaptation, like most common human diseases, has a complex genetic architecture.”
Subtle shifts, not major sweeps, drove human evolution

Gente, é claro que modelos científicos são muito úteis, e importa que sejam usados e melhorados continuamente.

– Eu mesmo não tenho problema nenhum estudar, usar e, quem sabe um dia, até estabelecer ou melhorar modelos científicos.

Mas podem ter certeza de uma coisa, não vendo minha fé por punhado de “arrazoados” seculares algum.

Aliás, seria prepotência fazer isso, já que nossas maiores cientistas, por mais relevantes que forem seus trabalhos, ainda continuam sendo pó e cinza, diante do infinito Criador do Universo.

Abraço.

Comentar por nilo


       Então deus criou o universo

Comentar por Cícero

Meus argumentos não são baseados em pura “fé” e sim em provas da verdadeira ciência. O modelo criacionista é mais lógico sensato e racional, pois não exige constantes milagres evolutivos(etapas). Após vários erros, fraudes, contradições, conflitos e mudanças contínuas no meio evolucionário, vejo que é cada vez mais verdadeiro o que Deus disse em gênesis durante a criação “…conforme a SUA ESPÉCIE” …segundo a SUA ESPÉCIE”. Ou seja, Deus já criou os seres de forma específica e definida introduzindo as leis da genética para cada um, conforme vemos hoje nas pesquisas. O fato de alguns cientistas dizerem ser “cristãos” crendo na evolução, é um desconhecimento mais profundo de Deus e sua Palavra. Um bandido, estuprador, assassino, ladrão na cadeia também pode dizer que é cristão.

Comentar por Cícero

Primeiro di-me o que é o método científico para ver se sabes.

Em segundo, falar que o método científico baseia-se em milagre (pff!) mas, no entanto, o teu método põe deus em tudo o que não tem resposta.

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Dário,
Método científico é justamente o que a TE carece.
A evolução mera teoria, não deveria ser nem hipótese muito menos uma lei cientifica, só porque a maioria dos cientistas a aceita não significa verdadeira, aliás por essa lógica a biblia é que tem razão e é verdadeira pois é o livro mais lido, vendido e praticado no mundo por bilhões de pessoas, se fosse um livro comum já estaria esquecida a muito tempo.
Acaso a evolução já foi comprovada por experimentos que um ser evoluiu de fato para outro diferente (macroevolução vertical)?

O peixe do rio Hudson do seu blog, no texto diz bem claro “ADAPTOU-SE de tal forma que,…” ou seja, apenas recombinou/alterou informação genética já existente para se proteger melhor dos poluentes.
E Jamais irá se transformar num ser totalmente diferente dele. Ou vc acha que daqui a 1 milhão de anos esse peixe vai virar um tubarão?

Até o profeta do ateismo Richard Dawkins chama a biologia de “o estudo de coisas complicadas que dão a aparência de terem sido CRIADAS com algum propósito.” (O Relojoeiro Cego p.1,18). Abaixo, mais um DELÍRIO de Dawkins tentando justificar o injustificável: http://www.youtube.com/watch?v=vnuY11H1zxc

Comentar por Cícero

Método científico é justamente o que a TE carece.
Cicero e caros criacionistas.
Quem define o que é e como é o método científico são os cientistas. E os cientistas aceitam publicações sobre a teoria da evolução, quanto às publicações sobre criacionismo, não!
Porque será?! Como raio contestam se é ciência se os cientistas dizem que sim?!

Comentar por Nuno Dias

Nuno,
a maioria dos cientistas aceita a evolução para não perder o “status quo”, e por ter implicações altamente ideológicas e filosóficas pessoais.
Muitos já sabem que a evolução já está pior que um queijo suiço.

Comentar por Cícero

“Método científico é justamente o que a TE carece.
A evolução mera teoria, não deveria ser nem hipótese muito menos uma lei cientifica”

De facto, uma teoria é uma hipótese. Dessa forma há várias hipóteses sobre um facto. Só se torna lei quando está comprovado e serve para referênciar outros factos. Onde é que leste que uma teoria é uma lei? PFF

“já foi comprovada por experimentos que um ser evoluiu de fato para outro diferente (macroevolução vertical)?”

Explica-me o que entendes por macroevolução vertival. E o que é a horizontal?

“recombinou/alterou informação genética já existente para se proteger melhor dos poluentes”

Recombinação é a alteração da informação genética entreo própro organismo ou até entre organismos diferentes. A informação altera e torna-se informação nova. Até é possível uma célula passar a viver em condições em que antes não vivia. Já aconteceu e está documentado.

Podias ler um livro interesante : “Genes”

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Dário – “Só se torna lei quando está comprovado”

Se a evolução ainda não é Lei por que é ensinada? Carece de comprovação. Bem diferente da 2a LEI da Termodinâmica.

Dário – “Explica-me o que entendes por macroevolução vertival. E o que é a horizontal?”

Já expliquei na própria frase; uma espécie evoluir para outra diferente, tipo um gato se transformar num tigre (vertical).
Horizontal é a seleção natural atuando na MESMA espécie com baixa modificação de genes para se adaptar/proteger de agressores externos.(ex. do peixe) outros ex.: bactérias E.Coli e outras, para se defender de antibióticos. A seleção gera mais especiação reduzindo informação genética para futuras mudanças.

Dário – “Até é possível uma célula passar a viver em condições em que antes não vivia.”

Sim, mas isto não significa que vá se transformar num nova criatura (evolução vertical).

Comentar por Cícero

Cícero:

“Se a evolução ainda não é Lei por que é ensinada? Carece de comprovação. Bem diferente da 2a LEI da Termodinâmica.”

Na escola se ensinam leis, teorias, teses, hipoteses, postulados, teorema…

O que nãopode ser ensinado é uma mera possibilidade filosófica, sem nenhuma comprovação, como se fosse uma verdade. (voce sabe do que eu estou falando)

Comentar por Clayton Luciano

Não é da competência da ciência explicar religião. Tal como não é competência da Teologia explicar a ciência.

É verdade. A ciência explica a ciência: teorias, demonstrações, teoremas, leis, corolários, etc. Também existe a teoria de relatividade e ainda não foi falseada.

A selecção natural não só reduz informação genética. Pode também aumentá-la. Aliás a selecção natural modifica a informação genética.

Entre bactérias de espécies diferentes também há troca genética. E até entre vírus e humanos!

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Clayton,
Justamente falei da 2a LEI da termodinâmica, por defender a criação, junto com a 3a LEI.

Então o criacionismo tem bases científicas, o que não ocorre com a evolução que é cheia de mitos, lendas, seres se transformando uns nos outros… e tudo regido por forças cegas do acaso. Milagres esses que nenhum crente ousaria declarar!

Comentar por Cícero

Dário,
“Não é da competência da ciência explicar religião. Tal como não é competência da Teologia explicar a ciência”

Mas criacionismo não é religião. Apenas um modelo lógico e racional para explicar nossas origens.
Ou vc acha que de um bichinho unicelular, foi, foi, foi,… e cá estamos nós, e toda a nossa variada e complexa natureza!!

Tudo formado por combinações aleatórias de partículas, de acidentes químicos físicos?
Vc acha que uma estrutura como o cérebro humano surgiu assim?
Como eu disse p/Clayton nem mesmo os crentes ousam falar num milagre tremendo dessa magnitude!

“É verdade. A ciência explica a ciência: teorias, demonstrações, teoremas, leis, corolários, etc. Também existe a teoria de relatividade e ainda não foi falseada.”

A boa ciência defende a verdade, e não mitos. E a Teoria da relatividade e a física quântica ainda estão em debate.

“A selecção natural não só reduz informação genética. Pode também aumentá-la. Aliás a selecção natural modifica a informação genética.”

Aqui mesmo neste site tem várias declarações de cientistas que contestam isso:
Cientistas da Universidade de Cambridge disseram: “A maioria dos estudos de evolução envolve a PERDA DE CARACTERÍSTICAS, e nós ainda entendemos pouco das mudanças genéticas necessária na origem de NOVAS características.” (Trends in Genetics)

Ora, se envolve perda de características como os organismos poderiam evoluir? É justamente de novas informações que a evolução precisaria para gerar novas funções e estruturas no ser vivo.

“Entre bactérias de espécies diferentes também há troca genética. E até entre vírus e humanos!”

Bactérias e vírus adoram um hospedeiro, tipo o humano, pois se sentem bem e confortavelmente.
E o máximo que as pesquisas provaram foi apenas modificação ADAPTATIVA, e não uma suposta evolução vertical.

Comentar por Cícero

Olá amigos,

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.
(Hb 11:6)

Gosto muito de ciência, mas não procuro salvação pela ciência.

Sabem, é que não funciona assim.

– Em algum momento é preciso “fechar os olhos e pular”, é preciso “cortar a corda e deixar-se cair” , é preciso se entregar, romper, abrir mão do controle… ir além do que é científico e natural.

Esse é teste que o Criador deixou ao homem: ter fé.

É claro que há muitos motivos práticos pelos quais amo o Senhor, porém houve um momento singular, único e decisivo, onde tive que escolher, e o passo que dei na ocasião foi de fé e pela fé.

O que posso dizer é que minha vida realmente mudou dalí pra cá, tenho Paz, firme confiança, motivação e esperança. Mas nem essas coias podem substituir a fé quando o assunto é agradar a Deus.

Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.
(João 14:6)

Abraço.

Comentar por nilo

Cícero,

Recomendo que vás ao pubmed ler artigos sobre genética para saber o que são as mutações, como ocorrem e o que causam. Eu não percebo muito de mecância e não ando em sites a falar de mecânica.

Vens para um site comentar genética com base em alguns textos de pessoas que também não sabem nada de genética? És um típico “treinador de bancada”.

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Veja Dário,
não é preciso ser um bancário para entender de algumas operações de um Banco. A maioria sabe depositar, sacar, pagar contas …etc.

E não é difícil entender que:
As mutações, só acontecem em organismos formados, mas são raríssimas e tendem a desordem, sendo destrutivas não desenvolvendo os organismos, por mais reações químicas que se fizessem, e quando acontecem, geram várias doenças e deformidades, além disso a estabilização dos genes impediriam grandes mutações.
Pergunte isso para qualquer geneticista.

“A maioria das mutações que surgem em qualquer tipo de organismo é mais ou menos desvantajosa para seus portadores. As clássicas mutações obtidas em drosófilas revelam deterioração, destruição e desaparecimento de órgãos”
(Dobzhansky, T. geneticista, Evolution, Genetics and Man p.105)

Não seja mais um “Maria vai com as outras” só porque a maioria defende a evolução não significa que esteja certa.

Galileu estava sozinho ao propor um novo modelo para a órbita da Terra.

Comentar por Cícero

Correção Importante:

“Galileu estava sozinho ao propor um novo modelo para a órbita da Terra.”

Foi Nicolau Copérnico quem formulou a teoria do Heliocentrismo. Só publicaram o livro dele quando este estava no leito de morte, por questões óbvias, em 1543. Mas ele já havia trabalhado nisso décadas antes.

Antes de Galileo, Johannes Kepler ajustou matematicamente o modelo de Copérnico, baseado nas observações de Tycho Brahe, estabelecendo movimentos elípticos aos planetas.

Galileo Galilei [+- 1609] aprimorou o telescópio e viu entre outras coisas, que Júpiter tinha satélites, e passou a defender o Heliocentrismo de Copérnico. Galileo é reconhecido como quem introduziu a observação na Ciência.

Comentar por Icarus

Cícero,

Sou biólogo, estudei genética molecular. Diz-me qual a edição e o ano desse livro.

Sabes qual a fórmula da estabilidade genética?

É mesmo necessário saber de genética para se quisermos saber bem. Se for só por conversa de café, não saber chega perfeitamente para uma conversa de bacoradas.

http://astropt.org/blog/2011/02/28/a-arte-de-nao-querer-saber/

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Icarus,
Obrigado pela correção, é que o Galileu teve que mentir para salvar a pele.

Dário,
O ano daquele livro foi 1955. Veja que o ano do livro de Darwin é bem mais antigo de 1859 e todos evolucionistas aceitam.

Não sei em detalhes a fórmula da estabilidade genética, mas justamente por ela ter uma fórmula, é fixa.

Não vou entrar em detalhes técnicos da biologia molecular, pois sou bancário.
Seria o mesmo que eu começasse a falar de certificado de origem, registro de exportação, licença de importação (coisas do meu trabalho).

Como no seu exemplo, não precisamos ser mecânico especializado para dirigir carro. Basta saber suas funções básicas.

Gosto do assunto e sou curioso.
O que eu entendo é que: elementos químicos não tem vida em si mesmos, mas uma célula possui e se reproduz, tendo especificidade e complexidade, mas como?

Uma célula é uma verdadeira mini-cidade bem organizada o que requer uma Causa Inteligente. Mas dizem que isto ocorre por processos e mecanismos naturais.

Contudo, quem fez, como, e porque ordenou estas leis naturais tão inteligentes?! Seria a mera casualidade?! Quem ordenou aos ribossomos e RNA para fabricarem proteínas nas células? De um bichinho (unicelular) poderiam ter vindo todos os complexos animais e plantas??

Seja sincero Dário vc realmente crê nisto?

“Nada havia que eu realmente conhecesse sobre a teoria da evolução. É um choque enorme descobrir-se enganado por tanto tempo…
…Alguém de vocês poderia me dizer qualquer coisa no evolucionismo que seja verdadeiro?”

Collin Patterson – paleontólogo chefe do Museu Britânico de História Natural

Comentar por Cícero

“Nada havia que eu realmente conhecesse sobre a teoria da evolução. É um choque enorme descobrir-se enganado por tanto tempo…
…Alguém de vocês poderia me dizer qualquer coisa no evolucionismo que seja verdadeiro?”

Collin Patterson – paleontólogo chefe do Museu Britânico de História Natural
Interessante.
Essa frase é um bom exemplo das táticas de desinformação a que alguns criacionistas têm que recorrer – não estou falando, especificamente, de você, mas de quem criou esse “fato”.

Pode-se encontrar uma boa explicação para essa citação e uma outra tentativa de manipular contextos de Patterson nesses sites:

http://www.skepticfiles.org/evolut/missquot.htm
http://www.talkorigins.org/faqs/patterson.html

É interessante que, no segundo link, há uma carta escaneada dele, onde ele deixa bem claro a posição dele acerca de criacionismo e Evolução.

Comentar por Anonymous Coward

Cícero,

É um livro muito antigo. A genética molecular dá as respostas.

A estabilidade de um gene é maior quanto menor ele for. Ou seja, é inversamente proporcional ao seu tamanho.

Biólogoa percebem de biologia. Cada um percebe daquilo que estuda. Pode perguntar e eu posso responder. Sou sincero, acredito porque há respostas na biologia genética. Um livro bom e actual :”Genes”, 2010

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Dário,
A estabilidade genética é fator de preservação da espécie. Qualquer alteração ou mutação nela, produz anomalias, cânceres e destruição e jamais poderia gerar uma suposta evolução para outra espécie.

Veja este artigo já traduzido:
http://www.news-medical.net/news/20100202/85/Portuguese.aspx?page=2

Pergunto:
Onde temos exemplos de macroevolução num passado recente e hoje em dia?

Tu crês que o homem é apenas um pedaço de matéria formada por elementos químicos?

Comentar por Cícero

Cícero,

Leste um artigo que fala de problemas relacionados a uma mutação num gene que promove a estabilidade da cadeia. Não leste nenhum artigo que refere o contrário nem leste nenhum livro que explica o funcionamento. É como eu dizer que há um cão na lua porque li um artigo que diz que pode haver um. Mas não li nada sobre o funcionamento de organismos na lua nem nenhum artigo sobre a não existência de via na lua.

Há experiências que relatam um crescimento diferencial positivo de espécies mutantes, ao adquirirem resistência.

Não queiras que uma célula se torne num elefante em 10 minutos! LOL

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Dário – “Não leste nenhum artigo que refere o contrário nem leste nenhum livro que explica o funcionamento. É como eu dizer que há um cão na lua porque li um artigo que diz que pode haver um…”

E onde há exemplos de mutações benéficas que produzam macroevolução real comprovada?
Deveriam haver vários artigos de cientistas confirmando isso.
Assim como vários pesquisadores, e não um só, deveriam confirmar a existência de cães na lua.

“Há experiências que relatam um crescimento diferencial positivo de espécies mutantes, ao adquirirem resistência.”

Resistência fala de adaptabilidade ao meio ou a organismos agressores(defesa) e não uma evolução vertical com mudanças morfológicas enormes.

“Não queiras que uma célula se torne num elefante em 10 minutos! LOL”

Exato, nem um beija-flor se transformará numa águia, nem em milhões de anos!

Comentar por Cícero

Cícero:

“Exato, nem um beija-flor se transformará numa águia, nem em milhões de anos!”

Milhões de anos é muito tempo, já que voce admite a microevolução, então voce deveria indicar o muro dentro do DNA que impediria que aos poucos, de micro em micro, não se chegaria a uma macroevolução

Comentar por Clayton Luciano

Clayton,

Microevolução, na verdade um termo inadequado,
seria a seleção natural que apenas remaneja os genes na MESMA espécie, apenas se livra de informação, nunca acrescenta nada de novo. Quanto mais um organismo se adapta ao ambiente, mais especiação ocorre.

Assim, mais pequeno fica o depósito de informação nele de enzimas e aminoácidos para recombinar.

É como cartas de baralho que podem formar várias sequências, mas continuam sendo baralho.

Não existe um muro dentro do DNA, ratos geram ratos, gatos geram gatos, macacos geram macacos, humanos geram humanos…

Comentar por Cícero

Cícero,

Nem imaginas a bacorada científica que acabaste de escrever! lolol

Continua assim para nos fazer rir!

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Dário,
ainda estou a espera de suas explicações “cientificas” de como um peixe pode se transformar num anfíbio ou uma bactéria pode virar um verme.
ou sapo virando lagarto, mostre-nos os fósseis.

Variações genéticas na mesma espécie já estamos fartos, e também de suas bacoradas!

Comentar por Cícero

Qual bacorada?

Não percebes de genética e queres provas que te dêem jeito mas a natureza não é assim.

Alterações genéticas não são simples de compreender. Alterações originam maior adaptabilidade e uma consequente taxa diferencial reprodutiva positiva. Não esperes que uma formiga se torne num elefante em 2 anos só porque come mais ou porque se reproduz mais. LOLOL

Eu vou fazer uns artigos sobre genética “para totós”.

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Gota a gota enche-se um copo. Não querias ter um copo cheio de água em 1 segundo. É simples. E sim, um beija-flor não será uma ágia mas será outro pássaro que ainda não existe. Ou então um animal diferente dependendo das condições ambientais. Queres ver? Então vive uns bons anos. Queres compreender? Estuda genética molecular. Depois podes argumentar tecnicamente. Porque assim não dá. Eu argumento tecnicamente e tu não percebes, e como não percebes o teu argumento é apenas esse, andar às voltas.

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Ainda estou esperando respostas às minhas perguntas. Tu como biólogo deverias ter exemplos na ponta da língua para citar.

Dário – “Gota a gota enche-se um copo. Não querias ter um copo cheio de água em 1 segundo.”

É o pilar da evolução.
Justamente mudanças pequenas, graduais, cumulativas e lentas, deveriam produzir trilhões e trilhões de fósseis em transformação(evolução) nos milhões e milhões de anos. Mas onde estão? (as gotas).

Repito, as mutações são as principais causas de doenças dos sistemas biológicos, e jamais gerariam evolução. Mais um exemplo: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,cientistas-encontram-mutacoes-em-celulas-tronco-pluripotentes,687206,0.htm

Comentar por Cícero

Podes ver inúmeras alterações genéticas benéficas. Óbvio que, para a medicina interessam as mutações danosas para que sejam tratadas. Há mutações que aumentam a massa muscular, a calma, que aumentam a resistência à dor e que previnem AVCs. Ainda há uma mutação que impede que a pessoa seja infectada com o HIV!

Comentar por Dário S. Cardina Codinha

Cícero:

“Microevolução, na verdade um termo inadequado,
seria a seleção natural que apenas remaneja os genes na MESMA espécie, apenas se livra de informação, nunca acrescenta nada de novo. Quanto mais um organismo se adapta ao ambiente, mais especiação ocorre.

Assim, mais pequeno fica o depósito de informação nele de enzimas e aminoácidos para recombinar…”

A diferença entre eu e voce, é que eu concluou pelas provas prepoderantes, e voce conclui por obrigação de ter que adotar uma tese.

Se algum dia, alguém responder e provar todos os seus questionamentos, voce ainda não vai acreditar, e sim vai acreditar que realmente é o fim do mundo, e estas prova são os sinais da existência enganadora de Lúcifer.

Dá uma lida:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Muta%C3%A7%C3%A3o

Já que voce está pedindo os fósseis intermediários, porque voce não posta as provas de que todas as espécies tem a mesma idade, ou Deus foi extinguindo espécies e criando espécies substitutivas com o passar do tempo?

Comentar por Clayton Luciano

Dário e Clayton,

“…enquanto mutações favoráveis (benéficas ou vantajosas) podem se acumular, resultando em mudanças evolutivas ADAPTATIVAS.” (wikipédia).
Aqui não fala em mudança de espécie.

Com o avanço da biologia molecular cada vez mais se prova as lendas e folclores evolucionários e a base científica do criacionismo.

The reputable evolutionist Dr. Leslie Orgel says:
“It is extremely improbable that proteins and nucleic acids, both of which are structurally complex, arose spontaneously in the same place at the same time. Yet it also seems impossible to have one without the other. And so, at first glance, one might have to conclude that life could never, in fact, have originated by chemical means.”
Leslie E. Orgel, “The Origin of Life on Earth”, Scientific American, vol. 271, October 1994, p. 78
E também …

Although the vast majority of research in evolutionary biology is focused on adaption, a general theory for the population-genetic mechanisms by which complex adaptations are acquired remains to be developed. The issue explored here is the procurement of novel traits that specifically require multiple mutations to achieve a fitness advantage.
http://www.pnas.org/content/early/2010/08/30/1010836107.short

Clayton lembra-se quando eu falei em 22/dez/10 que haveria um terremoto no Ásia nos próximos 6 meses?
Já aconteceu vários só no Japão.
“…,angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ONDAS,” Lc 21:25.

Comentar por Cícero

“…,angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ONDAS,” Lc 21:25.

–> “Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.”
Lc 21:32

Comentar por Icarus

Nossa heim…

Que clima de fim do mundo…

Apurem os ouvidos para as trombetas!

Comentar por ThiagoZiul

Cícero:

“Clayton lembra-se quando eu falei em 22/dez/10 que haveria um terremoto no Ásia nos próximos 6 meses?
Já aconteceu vários só no Japão.
“…,angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ONDAS,” Lc 21:25.”

Terremotos sempre aconteceram e sempre acontecerão, isto não é previsão, é obviedade.

Comentar por Clayton Luciano

“Clayton lembra-se quando eu falei em 22/dez/10 que haveria um terremoto no Ásia nos próximos 6 meses?
Já aconteceu vários só no Japão.”

Terremotos acontecem TODOS OS DIAS na ásia.
Esse é mais um exemplo de “previsão” ajustada a posteriori.
Porque você não disse nada sobre o local, a intensidade, o maremoto e o perigo nuclear; melhor ainda, como terminaria esse problema nos reatores em emergência?

“…,angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ONDAS,” Lc 21:25.
Como é que disseram, há uns dois mil anos?
Ah, é, foi mais ou menos:

“Mateus 24:34 — “Eu afirmo a vocês que isto é verdade: essas coisas vão acontecer ANTES DE MORREREM TODOS OS QUE AGORA ESTÃO VIVOS.”

Comentar por Anonymous Coward

Sabino, por quê parou de atualizar seu blog?
Estamos sentindo falta.

Comentar por Antonio Porto

Senhores,

Sobre o versículo em questão “Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.” igual a Mt 24:34 entendo que:

Esta profecia de Jesus foi para duas gerações de judeus: a que ele estava vivendo referente aos eventos dos versiculos 20 a 24 até a queda de Jerusalém em 70dc e a geração futura (hoje) referente aos outros versiculos, com eventos futuros incluidos no capítulo 21 de Lucas.
Prevendo a existência de Israel (geração) futura.

Anonymous,
terremotos pequenos ou médios acontecem todos os dias em todos os continentes.
Só é divulgado na mídia os Grandes, conforme o versículo 11 também de Lucas 21.
“haverá GRANDES terremotos …”

Comentar por Cícero

“Esta profecia de Jesus foi para duas gerações de judeus: a que ele estava vivendo referente aos eventos dos versiculos 20 a 24 até a queda de Jerusalém em 70dc e a geração futura (hoje) referente aos outros versiculos, com eventos futuros incluidos no capítulo 21 de Lucas.
Prevendo a existência de Israel (geração) futura.”
Eu quero ver vc conseguir demonstrar isso no texto😉

Comentar por Icarus

“Eu quero ver vc conseguir demonstrar isso no texto”

Ué! é só ler com atenção o cap.21 de Lc e nem precisa ser crente para entender.

Era comum os profetas do Antigo Test. relatar os acontecimentos por ordem de assunto e não cronológica, e neste discurso Jesus fez o mesmo. Afinal era um profeta judeu também.

Ele aborda duas eras (gerações) separadas, com eventos próximos e distantes:
1. O tempo que estava vivendo ref. a destruição do templo-versos 20 a 24.
2. E o tempo do fim, era atual e futura, nos outros versos.

Comentar por Cícero

Cícero,

É só ler com atenção?😉. Olha para quem ele vai dizer isso hahaha

Meu filho, não existe NENHUM indicativo que o capitulo 21 de Lucas se trata de eventos próximos e distantes. Ele narra uma seqüência de eventos.

Depois do versículo 24 ele continua contando o que vai acontecer, e no versículo 31 ele estabelece um prazo máximo.

-> Em verdade vos digo que não passará esta geração até que TUDO ACONTEÇA

Tudo é tudo, oras bolas.

Comentar por Icarus

Icarus,

É como vc disse:
“Ele narra uma SEQUÊNCIA de eventos.”

“Depois do versículo 24 ele CONTINUA contando o que VAI acontecer, e no versículo 31 ele estabelece um prazo máximo.”

O prazo máximo é o versículo 33: “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão”

O versículo 31 fala do reino de Deus que ainda não chegou literalmente na Terra.

A sequência começa nos versiculos 5,6 falando da destruição do templo em conexão com os 20 a 24 da destruição de Jerusalém.

A chave da divisão dos dois eventos é o verso 9;
“…não vos assusteis, pois é necessário que “PRIMEIRO” aconteçam estas coisas, mas o “FIM NÃO SERÁ LOGO”.

Jesus fez um belo resumo juntando em sequência, mesmo que não em ordem de versiculos, os eventos futuros para Israel e até para o mundo, onde são incluidos também no versiculo 24.

“esta geração” é a época de Jesus e a nação de Israel futura.
TUDO acontecerá para as duas gerações com certeza.

Vc entende muito bem, apenas não aceita a opinião dos outros.
Icarus inclui um comentário p/vc também no ciência experimental.

Comentar por Cícero

Cícero
É como vc disse:
“Ele narra uma SEQUÊNCIA de eventos.”
“Depois do versículo 24 ele CONTINUA contando o que VAI acontecer, e no versículo 31 ele estabelece um prazo máximo.”
O prazo máximo é o versículo 33: “Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão”
O versículo 31 fala do reino de Deus que ainda não chegou literalmente na Terra.
A sequência começa nos versiculos 5,6 falando da destruição do templo em conexão com os 20 a 24 da destruição de Jerusalém.
A chave da divisão dos dois eventos é o verso 9;
“…não vos assusteis, pois é necessário que “PRIMEIRO” aconteçam estas coisas, mas o “FIM NÃO SERÁ LOGO”.
Jesus fez um belo resumo juntando em sequência, mesmo que não em ordem de versiculos, os eventos futuros para Israel e até para o mundo, onde são incluidos também no versiculo 24.
“esta geração” é a época de Jesus e a nação de Israel futura.
TUDO acontecerá para as duas gerações com certeza.
Cícero, apesar do que vc esta dizendo ser o prache do que é ensinado em escolas dominicais na maioria das igrejas que eu conheço, isso esta errado.
Todas as coisas que estão descritas no versículo 21tem prazo de validade para aquela geração.Isso esta claríssimo no texto.
Concordo com vc que o FIM esta fora daquela seqüência, mas o resto não.

Vc entende muito bem, apenas não aceita a opinião dos outros.
Eu aceito opiniões, quando cabe opiniões. O texto esta bem claro.

Terremotos existem desde que o planeta Terra se formou, e é um bom sinal que eles aconteçam, por incrível que pareça.

O día que parar, significa que o núcleo do planeta se resfriou, o campo magnético acabou, e nós vamos ser “assados” pelo Sol😦


Icarus inclui um comentário p/vc também no ciência experimental.
Não tinha visto😉, Valeu.

Comentar por Icarus

Obrigado por esclarecer os pontos sobre o versículo, um dos hits do NT; é grande a desinformação sobre o mesmo nos meios religiosos, por motivos bem óbvios.

O día que parar, significa que o núcleo do planeta se resfriou, o campo magnético acabou, e nós vamos ser “assados” pelo Sol
Acho que não, necessariamente.
Um resfriamento suficiente da Terra poderia impedir a deriva continental mantendo, porém, um pouco do núcleo ainda líquido, que poderia ser capaz de gerar um campo magnético reduzido, tal como poderia ter acontecido em Marte.

Comentar por Anonymous Coward

Acho que não, necessariamente.
Um resfriamento suficiente da Terra poderia impedir a deriva continental mantendo, porém, um pouco do núcleo ainda líquido, que poderia ser capaz de gerar um campo magnético reduzido, tal como poderia ter acontecido em Marte.
Com certeza, eu só quis mostrar que isso é algo que faz parte do ciclo da “vida” do nosso planeta.

já ouviu falar de um projeto doido de terraformação de Marte?😉

Comentar por Icarus

já ouviu falar de um projeto doido de terraformação de Marte?
Não costumo dar muita atenção a esse tipo de idéia, por achar que, no momento, elas pertencem mais ao terreno da ficção científica. Maass… é como a história do Elevador Espacial, que “ficará pronto 50 anos depois que pararem de rir” dele.
Da maneira como vejo a coisa tem dois grandes problemas (admitindo que os outros detalhes são praticáveis): 1 – Marte tem uma gravidade baixa, isso seria problemático para se manter a vida da Terra em longos períodos e 2 – Marte não tem um campo magnético forte para desviar o vento solar, então a atmosfera construída poderia ser levada embora, com o tempo.

No primeiro problema, poderia-se aumentar a massa (e, conseqüentemente, o diâmetro) do planeta, com o intuito de aumentar a gravidade, “jogando” luas, meteoros, cometas e o que for, isso demoraria E causaria mudanças drásticas na superfície – sorte que não tem dinossauros por lá.
Quanto ao segundo problema, Vênus não tem um campo magnético forte, no entanto tem uma atmosfera MUITO espessa, então ainda fica uma grande dúvida sobre a viabilidade (e a importância desse fator, e como ele influencia) e, numa empreita dessas, não se poderia ter uma dúvida desse porte.

PS: não, não acho que daria para reativar o campo magnético de Marte jogando uma bomba no núcleo do planeta.😉

Comentar por Anonymous Coward

Senhores,

Está claríssimo para as gerações de Israel como um todo.

Terremotos sempre existiram no mundo. A bíblia e outros livros históricos mencionam.

A questão é que a bíblia diz que nos últimos tempos seriam muitos: “…e terremotos em DIVERSOS LUGARES,…” Mc 13:8
E de forte magnitude “haverá GRANDES terremotos …” Lc 21:11

Até nisto a bíblia é específica, legal né!!

Comentar por Cícero

Cícero:

Não é tão simples assim, pois voce deve postar as provas de que antes não haviam muitos terremotos, e que agora é que aumentaram.

E ainda demonstrar que o grau a que estão agora coincide com o que está na Bíblia, pois se não daqui uns 4000 anos, os terremotos podem estar ainda mais, e sua tese ser falseada.

Mas para te refutar, te digo que terremotos tem relação também com a tectônica de placas, se antes era um só continente, Pangeia, para ter havido as mudanças nos continentes, muitos terremotos/maremotos aconteceram, ou seja, MUITOS terremotos sempre existiram, e da forma que voce quer validar a Bíblia, eu valido o desenho do Pica Pau, pois é só ajustar.

Comentar por Clayton Luciano

Clayton,

“Não é tão simples assim, pois voce deve postar as provas de que antes não haviam muitos terremotos, e que agora é que aumentaram. ”

>No link abaixo tem uma tabela oficial.
http://earthquake.usgs.gov/earthquakes/world/historical.php
Na última década a incidência parece ser maior. Não sei por que eles não fizeram um gráfico disso.

“E ainda demonstrar que o grau a que estão agora coincide com o que está na Bíblia, pois se não daqui uns 4000 anos, os terremotos podem estar ainda mais, e sua tese ser falseada.”

>Se daqui a 4000 anos tiverem mais terremotos a profecia de Jesus continua verdadeira.

“Mas para te refutar, te digo que terremotos tem relação também com a tectônica de placas, se antes era um só continente, Pangeia, para ter havido as mudanças nos continentes, muitos terremotos/maremotos aconteceram, ou seja, MUITOS terremotos sempre existiram, e da forma que voce quer validar a Bíblia, eu valido o desenho do Pica Pau, pois é só ajustar.”

>Após a Pangeia na divisão dos continentes, durante e após o dilúvio houve muitos mega-terremotos/maremotos. Mas isso foi bem antes da profecia de Jesus no século 1.

Comentar por Cícero

Cícero, Icarus, Isaías:

“Lucas 14:27 – E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.”

O que significa isto? Cruz na época de Lucas não era simbolo de violência?

Comentar por Clayton Luciano

“Lucas 14:27 – E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.”
O que significa isto? Cruz na época de Lucas não era simbolo de violência?

>Essa pergunta é dura e difícil Clayton?
O que eu entendo é que a crucificação era comum no impéio romano, portanto um simbolo de violência sim, e maldição e desprezo.

Tem haver com renúncia, abnegação, negação ao nosso EU e ao mundo, e nosso egocentrismo. Pondo agora Cristo em 1o lugar e estando disposto a sofrer e morrer por Ele não importa o que aconteça.
Sofrer e morrer por Cristo deveria ser o maior privilégio de um crente, mas até esse caminho devemos pedir a Jesus, de nós mesmos não conseguimos.

Dois livros fantásticos que todo crente e ateu deveriam ler que mostram bem o “levar a cruz” é: “Torturados por amor a Cristo” e “O homem do céu”.

Clayton faça essa pergunta ao Achmeverd, ele parece ter bem mais experiências nessa área que eu.

Comentar por Cícero

Cícero:

Obrigado

Comentar por Clayton Luciano

Cícero:

“>No link abaixo tem uma tabela oficial.
http://earthquake.usgs.gov/earthquakes/world/historical.php
Na última década a incidência parece ser maior. Não sei por que eles não fizeram um gráfico disso.”

Eu não vi nada de na última década ter maiores terremotos, e no mais, nos seus dados não consdtam sobre, por exemplo, dez mil anos, ou dez milhões de anos atrás.

“>Se daqui a 4000 anos tiverem mais terremotos a profecia de Jesus continua verdadeira.”

Sem uma certa exatidão de tempo, até a minha profecia continua válida.

“>Após a Pangeia na divisão dos continentes, durante e após o dilúvio houve muitos mega-terremotos/maremotos. Mas isso foi bem antes da profecia de Jesus no século 1.”

Então é profecia é vaga em termos de tempo e grau

Comentar por Clayton Luciano

Divulgando, do blog do Michelson:

“Detalhe (para ser lido à luz de Mateus 24:7): O Japão teve 10 grandes terremotos (acima de 6,5 graus na escala Richter) entre 1900 e 2000. Entre 2001 e 2011 teve 12!”

e Sinais do fim – todos de uma vez:

http://www.criacionismo.com.br/2011/03/sinais-do-fim-todos-de-uma-vez.html

Comentar por Darcy

Darcy:
Divulgando, do blog do Michelson:

“Detalhe (para ser lido à luz de Mateus 24:7): O Japão teve 10 grandes terremotos (acima de 6,5 graus na escala Richter) entre 1900 e 2000. Entre 2001 e 2011 teve 12!”

e Sinais do fim – todos de uma vez:”

1. Logo é o fim do mundo para o Japão.

2. Uma diferença de dois terremotos agora é prova da Bíblia.

Nossa!!!!!!!!!!

Comentar por Clayton Luciano

Darcy:

Por curiosidade:

1. Quais as diferenças entre 1800 a 1900, de 1700 a 1800, 1600 a 1700, ….

2. de 100 a 500 e de 600 a 1900…

Ainda que hilariamente a diferença entre dois terremotos fosse alguma prova, estas questões acima devem ser respondidas.

Comentar por Clayton Luciano

“1. Logo é o fim do mundo para o Japão.
2. Uma diferença de dois terremotos agora é prova da Bíblia.
Nossa!!!!!!!!!!”

Clayton:

Isso (mais a “emenda”)é que é “prova” de que quando o “piloto automático cético” é acionado, o raciocínio é prejudicialmente afetado.

Mas lembrando que essa “disfunção interpretativa” é seletiva(claro!):

http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/podcasts/889641-entrada-de-dolares-em-2011-ja-e-25-maior-que-total-de-2010.shtml

Comentar por Darcy

Olá Sabino, qualquer dia volta aqui no seu blog…

Enquanto isso:

“This test tube biodiversity proved controversial when first observed and had been explained away with claims that insufficient time had been allowed to pass for a clear winner to emerge.

The new research shows the experiments were not anomalies”
Evolution: Not Only the Fittest Survive

Fui.

Comentar por nilo

A resposta do pesquisador foi O que eu posso dizer é que eles deixam todas as hipóteses em aberto. Há uma tendência das pessoas a se acostumarem à hipótese “Fora de África”, utilizando-a exclusivamente e explicando todas as descobertas que não encaixam nela como novas ondas de migração para fora de África“.
Isso não demonstra falsificaçao somente outra interpretação.mas um site criacionista igual a qualquer outra. Suposições e nada de academico

Comentar por Rossetti

Pessoal, sou do Brasil, e estou perplexo por vocês lusitanos ainda crerem que a datação do carbono é falsa e imprecisa. Está absolutamente provada sua precisão e é o método mais confiável para medir o tempo de certos materiais. Existe uma pequena margem de erro, mas é muito pequena e a ciência não se basearia nela se fosse um método tão impreciso como vocês imaginam. Essa margem de erro não justifica estes poucos milênios que vocês acreditam que seja a idade do mundo.

Comentar por Guedes

Olhos evoluídos e complexos já no início do cambriano

Porque evolução de complexidade “às cegas” não é lá uma Brastemp teórica, além de não fechar com os fatos.

Comentar por nilo

Nilo,

Adotando o exemplo comum de extrapolação evolucionista, só por esta “explicação” já podemos “saber” que tipo de reação a descoberta de um “coelho no cambriano” causaria nos fiéis darwinistas😉 :

“They provide further evidence that the Cambrian explosion involved rapid innovation…”

Comentar por Darcy

Darcy, teve alguma notícia do Sabino?

Sabino sumiu, né?

Comentar por nilo

EI GALERA!

Recebi um email do Sabino e ele diz que está envolvido em outros projetos e sem tempo e sem vontade para escrever.
E disse que estará ausente por tempo indefinido. (oremos por ele; ele está num deserto).

Conheço um site parecido com o do Sabino muito bom e legal com últimas notícias sobre ciência, este:
http://creationsciencenews.wordpress.com/

Comentar por Cícero

Ae Sabino continue postando .
Vamos derrubar essa porcaria de Teoria da Evolucao .
Realmente muito bom seu site Continue assim .

Comentar por Douglas

Comentar por Douglas

Uma pergunta:Se a evolução é falsa por quê os coprólitos (fezes fossilizadas de animais extintos) sempre têm um conteúdo correspondente somente aos alimentos disponíveis naquela era geológica e nunca a alimentos que teriam surgido depois(de acordo com a evolução)?

Se fosse encontrado em algum coprólito restos de qualquer animal que não corresponde à sua respectiva era geológica a evolução seria derrubada.Imagine esse exemplo bobo: se encontrassem restos de um cachorro nas fezes de um dinossauro seria o santo-graau anti-evolucionista!Mas ninguém fala sobre isso, estranho, não?

Parece que nenhum cientista criacionista fala de pesquisas nessa área, será que isso acontece por quê é de se esperar encontrar coprólitos contendo restos de animais que não fossem compatíveis com a datação evolucionista caso ela fosse falsa mas TODOS, absolutamente TODOS coprólitos encontrados até hoje respeitam a evolução?

Comentar por Asdfasdfas Asdfasdfasd

testando

Comentar por ADAMANTDOG

A grande diferença entre religiosos e ciências é que a ciências sabe que mesmo tendo muitas provas irrefutáveis,nunca poderá ter certeza absoluta de nada.
Ao contrário da religião,que mesmo só tendo sua fé como base,se acha dona da verdade absoluta.

Comentar por Sander

Nem evolucionismo nem criacionismo. Só quem lê mas não entende a bíblia. Vejam a gênese 6: 2 e 4 , em que os filhos de Deus, vendo que as filhas dos homens eram belas, casaram-se com elas e tiveram filhos, valentes varões, muito respeitados. Onde já se viu, deixar o celestial para transar com mulheres !!! E depois, o anjo ao anunciar a gravidez de Sara, comeu churrasco com Abraão até o anoitecer… Pode uma coisa dessas ? E depois, um anjo lutou a noite inteirinha com Abraão, corpo-a-corpo, até o amanhecer. Pode isto ? E depois, uma estrela guiou os três reis a noite toda e parava durante o dia para que os 3 reis descansassem. Pode uma estrela parar ? Seria a estrela “Proxima c”, a mais próxima do sol ? Veja no livro de Ezequiel, o profeta sendo duas vezes transportado em uma nave espacial, por alienígenas. Não há dúvidas de que fomos TRANSMIGRADOS de outros planetas para a terra. O negro não pode ter vindo da mesma linhagem do amarelo, nem este do vermelho ou do branco. Se assim fosse, não precisaria fazer testes de DNA, pois a mutação seria falsa. Por certo, quando a terra teve condições de ser habitada, as federações se reuniram, e colocaram em cada continente um casal , oriundo de cada planeta e realizaram varias demonstrações de tecnologias, as quais se fizeram incompreensíveis para os leigos do passado, os quais atribuiam tudo ao Divino. Até hoje o homem moderno ainda se encanta com as naves espaciais que rondam nosso planeta constantemente. O nada não pode dar origem a alguma coisa.Então, quem criou Deus ? É fácil dizer que “É UM MISTÉRIO” Pior ainda, é pecado questionar Deus… E o Darwin também chutou. Apesar do chipanze possuir 98.5% das características genéticas do ser humano, ele na verdade, nunca evoluiu. Que a fé abençõe os que nela crêm e que a luz ilumine a ciência para um dia descobrirmos quem somos, onde estamos, de onde viemos, para onde iremos, se é que iremos para algum lugar ou mesmo nos acentarmos na teoria de Einstein : Aqui nada se perde, na se cria… tudo se transforma. Que você seja um fantasminha legal. Jair.

Comentar por Jair Campos




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: