No princípio criou Deus os céus e a Terra


Cristianismo – A fé impossível (Parte 12)
Outubro 23, 2008, 9:10 am
Filed under: Convicções / Fé

Ver Parte 11

______________________________________________________________________

Como não começar uma religião no mundo antigo:

FACTOR 12 – UMA DIVINDADE IGNORANTE?

Na construção de um mito, não coloques a tua divindade a perguntar “quem fez isto” ou “quem fez aquilo”, como se ela não fosse omnisciente. Os académicos reconhecem o “critério do embaraço” como um marcador da autenticidade das palavras de Jesus.

Os locais onde Jesus alega ser ignorante…

– Não saber o dia e a hora de seu retorno (“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai.” – Mateus 24:36)

– Não saber quem o tocou no meio da multidão (“E logo Jesus, percebendo em si mesmo que saíra dele poder, virou-se no meio da multidão e perguntou: Quem me tocou as vestes?” – Marcos 5:30)

… são tomados como registos honestos e autênticos (mesmo quando as histórias dos milagres não são!). Se queres inventar uma divindade, tens de te assegurar que ela é completamente respeitável e não dá uma de fraco (crucificação) ou ignorante. O discurso aparentemente ignorante sobre o futuro ou eventos presentes revela que os acontecimentos gravados pelos evangelistas são autênticos e não criações subjectivas.
____________________________________________________________________________

Ver Parte 13

Anúncios

4 comentários so far
Deixe um comentário

“O discurso aparentemente ignorante sobre o futuro ou eventos presentes revela que os acontecimentos gravados pelos evangelistas são autênticos e não criações subjectivas.”

Uh?? Oi? É aparentemente estranho, incoerente,ilógico, ridículo e parvo, o que prova que é verdade.

Deixa-te destas coisas, é que nem sequer sentido estás a fazer. Tenta pensar um bocadinho pela tua cabeça, afasta-te um bocadinho da história do pastor e do rebanho. Não fazes “meh”, pois não?

Comentar por Ska

Ehpa, lê outra vez o post… do ínicio ao fim

Comentar por alogicadosabino

Na construção de um mito, não coloques a tua divindade a perguntar “quem fez isto” ou “quem fez aquilo”, como se ela não fosse omnisciente. Os académicos reconhecem o “critério do embaraço” como um marcador da autenticidade das palavras de Jesus.

Não sei se aí em Portugal a expressão tem o mesmo sentido que aqui no Brasil, mas pra mim, isso é bitolagem. E do pior tipo: voluntária.

Comentar por Fabiane

????

Comentar por ivancarlos




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: