No princípio criou Deus os céus e a Terra


Sobre a Bíblia, factos científicos e a Terra plana (Resposta a um ateu)

No post “Treta da Semana: A Ciência confirma a Bíblia” do blogue “Que Treta”, o autor diz que em Isaías 40:22 a Bíblia afirma que a Terra é um círculo plano e achatado. Na verdade, este versículo não lhe é suficiente para tirar esta conclusão e tem de recorrer a outros versículos… e vocês já sabem o que acontece, normalmente, quando o ateu fala de versículos bíblicos.

Isaías 40:22 usa o termo hebraico «chuwg», literalmente círculo ou compasso (2). Isto está de acordo com a mitologia hebraica, que imaginava a Terra como um círculo plano.

No hebraico, a palavra “círculo” é chuwg e também significa “circuito” ou “compasso”, dependendo do contexto. É uma palavra que indica algo circular, redondo e não algo achatado ou quadrangular, como os ateus sugerem.

O hebraico não tem uma palavra específica para “esfera”, isto é, um círculo tridimensional. Não quer isto dizer que os hebreus não estivessem familiarizados com o conceito de esfericidade (eles comiam romãs, por exemplo (Números 13:23)), mas simplesmente não viram necessidade de criar uma segunda palavra para isso.

Portanto, dizer que Isaías 40:22 afirma que a Terra é uma pizza achatada é apenas interpretação do ateu, na medida em que, quanto muito, o versículo só refere um padrão circular e não uma forma ou formato.

Jó 38:12-14 diz «Desde que começaram os teus dias, deste tu ordem à madrugada, ou mostraste à alva o seu lugar, para que agarrasse nas extremidades da Terra, e os ímpios fossem sacudidos dela? A Terra se transforma como o barro sob o selo». Nem a esfera tem extremidades para agarrar nem o barro sob o selo fica esférico.

Aqui é outro exemplo onde a firewall anti-Deus está a funcionar na perfeição. O ateu só considera aquilo que lhe interessa. Deixem-me perguntar uma coisa: a madrugada pode agarrar o que quer que seja? Óbvio que não. Então, a linguagem utilizada aqui é poética. Seria fácil de descortinar, caso a mente do ateu não estivesse tão programada contra Deus.

Em Mateus 4 o diabo leva Jesus a uma montanha alta de onde se podem ver todos os reinos da Terra

Vamos considerar o argumento do céptico, para mostrar o ridículo das suas afirmações. Se uma pessoa do tempo de Jesus pensasse que a Terra era plana… essa pessoa acreditaria que poderia ver todas as nações colocando-se numa montanha muito alta? Qual a diferença de a Terra ser plana ou redonda, no relato bíblico de Mateus 4? Plana ou redonda, é impossível ver toda a Terra colocando-se numa montanha alta, mesmo que não haja obstrução da paisagem, e os antigos sabiam disto muito bem, uma vez que viajavam a pé e as suas jornadas duravam, por vezes, vários dias.

Independentemente da opinião que o ateu tenha sobre a Bíblia e sobre Jesus Cristo, a verdade é que era impossível o sobrenatural estar ausente deste encontro entre Jesus e o diabo.

(1) De que maneira o diabo encontraria Jesus no deserto (Mateus 4:3)? GPS?
(2) Como o diabo levaria Jesus até ao ponto mais elevado do templo (Mateus 4:5)? Escada? Andaime?
(3) Como o diabo colocaria Jesus em um monte muito alto (Mateus 4:8)? Helicóptero? Alpinismo?

A descrição de Mateus acerca do encontro entre Jesus e o diabo envolve o sobrenatural. Então, como o diabo mostrou a Jesus “todos os reinos do mundo e a glória deles”? A resposta parece óbvia: Através do sobrenatural.

e Daniel 4 relata uma visão de uma árvore tão alta que dela se podia ver o fim de toda a Terra.

A passagem de Daniel 4 trata-se de uma afirmação de um rei pagão (babilónico) e não quer dizer que a Bíblia apoie essa visão. Para além do mais, Nabucodonosor está a descrever um sonho que teve. Os sonhos não têm que traduzir necessariamente uma imagem da realidade. O sonho do rei babilónico não é mais do que o sonho das sete vacas magras e sete vacas gordas do Faraó (Génesis 41).

Ao dizer “Daniel 4 relatava uma visão de uma árvore tão alta que dela se podia ver o fim de toda a Terra”, o ateu passa a ideia de que esse relato foi transmitido como sendo algo histórico, mencionado pelo profeta Daniel. Nem uma coisa nem outra! E nós sabemos que os cépticos engolem tudo o que se lhes diga contra a Bíblia, sem irem confirmar nada.

Por outro lado, séculos antes do cristianismo já os gregos tinham demonstrado que a Terra era esférica, e a partir daí foram raras as pessoas cultas que julgavam a Terra plana.

Calculo que por “antes do cristianismo” o autor esteja a referir-se aos tempos imediatamente após a vida de Jesus Cristo na Terra. Se assim for, a afirmação do autor está correcta. Mas o que o autor se esquece de referir é que o livro de Isaías foi escrito entre 740 e 680 A.C., ou seja, pelo menos 300 anos antes de Aristóteles ter sugerido, em “Sobre os céus”, que a Terra tinha a forma de uma esfera.

o Rodrigo diz que a Bíblia e a ciência moderna recomendam que «[q]uando se lida com doenças, as mãos devem ser lavadas em água a correr». Mas o que a ciência recomenda é um bactericida eficaz. E a Bíblia diz que as doenças são castigo divino. Não é a lavar as mãos que alguém se safa disso.

Uma vez que o autor já mostrou que não considera os contextos dos versículos bíblicos, ficarei à espera que ele indique o(s) versículo(s) que afirma(m) isso, bem como a explicação do porquê (contexto). Só assim se poderá comentar.

A ciência diz para usarmos bactericida, e isso é conhecimento porque inclui a explicação que as mãos têm bactérias, que as bactérias se propagam, que a sua propagação causa doenças e até quais bactérias causam quais doenças. Essa rede de hipóteses interligadas e justificadas é conhecimento. A Bíblia não tem nada disso. O Rodrigo refere Levítico 15:13, «Quando, pois, o que tiver o fluxo e ficar limpo do seu fluxo, contará para si sete dias para a sua purificação, lavará as suas vestes, banhará o seu corpo em águas vivas, e será limpo.» Isto não é conhecimento nenhum. É um ritual religioso. Não explica, não informa, não diz por quê nem para que fim.

É engraçado notar que aqui o autor já está preocupado com um contexto. O autor esquece-se que as ordens foram dadas por Deus, e quem melhor que Ele para conhecer todas as coisas? De resto, mesmo que fosse um ritual religioso, não invalida o facto de a prática de lavar as mãos estar referida na Bíblia como uma prática de higiene, muito antes de as bactérias serem conhecidas pelo ser humano.

Para terminar, a respeito da terra achatada, há uma declaração de Jesus que os ateus nunca usam quando abordam o assunto de a Bíblia dizer que a Terra é plana. As palavras de Jesus a respeito da sua segunda vinda (Lucas 17:34-35 e Mateus 24:40-41) não fazem sentido, se a Terra fosse plana. Numa Terra plana, o sol nasce para todos ao mesmo tempo. Não esperarias pessoas a dormir de noite, enquanto outros trabalhavam no campo.

___________________________________________________________________

“O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada.” (Job 26:7)

___________________________________________________________________

Adenda às 17h26 de 13 de Outubro de 2008: O leitor Mário Miguel disse que a minha afirmação de que “o hebraico não tem uma palavra específica para “esfera”, isto é, um círculo tridimensional” é falsa. Acrescentou:

As palavras “círculo” existe em hebraico e “círculo” “esfera” em hebraico são duas inequivocamente distintas:

Círculo: chuwg (חוג)
Esfera: duwr (דור)

No entanto, a palavra duwr não significa esfera, mas sim “bola” ou, igualmente, “círculo”. O mesmo céptico poderia aqui dizer que se Isaías quisesse dizer que a Terra é redonda, ele teria utilizado esta palavra em vez de chuwg. Contudo, esta palavra não significa mais esfericidade do que aquela que Isaías utilizou em 40:22, uma vez que também é utilizada para se referir a um círculo ou um circuito:

Acamparei contra ti em redor, e te sitiarei com baluartes, e levantarei tranqueiras contra ti.” (Isaías 29:3)

Como era suposto um exército acampar em forma de esfera à volta de uma cidade? Iam soldados para debaixo da terra e outros espalhados pelo ar?

Com base nisto, a palavra duwr refere um padrão circular e não necessariamente uma determinada forma ou formato.

Anúncios

49 comentários so far
Deixe um comentário

Reposta ao post na segunda-feira 13 de Outubro de 2008.

https://alogicadosabino.wordpress.com/2008/10/13/sobre-a-biblia-factos-cientificos-e-a-terra-plana-resposta-a-um-ateu/#comment-2141

https://alogicadosabino.wordpress.com/2008/10/13/sobre-a-biblia-factos-cientificos-e-a-terra-plana-resposta-a-um-ateu/

Marcos Sabino,

«No hebraico, a palavra “círculo” é chuwg e também significa “circuito” ou “compasso”, dependendo do contexto. É uma palavra que indica algo circular, redondo e não algo achatado ou quadrangular, como os ateus sugerem.»

O hebraico não tem uma palavra específica para “esfera”, isto é, um círculo tridimensional»

É falso. As palavras “círculo” existe em hebraico e “círculo” “esfera” em hebraico são duas inequivocamente distintas:

Círculo: chuwg (חוג)
Esfera: duwr (דור)

Estas a defender algo de que desconheces de forma constrangedora. Julgando que encontraste uma ponto que te suporta, ficaste automaticamente preso no conforto do argumento que parece validar o que dizes, independentemente de quereres saber se é falso (caso contrario terias chegado a mesma conclusão que eu cheguei). Assim, constata-se por força do que escreveste, que o que tu queres e validar algo que não contrarie a bíblia acima de qualquer outra coisa (esse é o objectivo), a verdade dos factos, essa, é coisa menor. Por isso, tão facilmente, se encontra a fragilidade dos teus argumentos, pois eles não estão sustentados pela razão, mas sim por “o que gostavas que fosse” que só por sorte está baseado na razão.

«Mais, a Terra é visível na forma de círculo quando observada a partir de qualquer ponto do espaço.»

É falso, a terra vista do espaço pelos astronautas é vista como uma esfera, relatos que em documentários isso é referido normalmente por eles, da mesma forma que vez uma bola de futebol e não podes dizer que vez um círculo. Na foto a duas dimensões poderias afirmar que por ser a duas dimensões, verias um circulo, dando assim o salto para a aldrabice, no entanto pergunto-te, se vires uma foto de duas dimensões de uma esfera e de um circulo, tu consegues diferenciar as duas ou não? Mas neste caso é simples! É falso que a terra é visível na forma de círculo quando observada a partir de qualquer ponto do espaço.

«
Aqui é outro exemplo onde a firewall anti-Deus está a funcionar na perfeição. O ateu só considera aquilo que lhe interessa. Deixem-me perguntar uma coisa: a madrugada pode agarrar o que quer que seja? Óbvio que não. Então, a linguagem utilizada aqui é poética.»

Então se aqui é poética, muito mais poética será na descrição da esfericidade, que ainda é muito mais arrevesadíssima!!! Haja coerência, por amor de DEUS!

«“Em Mateus 4 o diabo leva Jesus a uma montanha alta de onde se podem ver todos os reinos da Terra”

(1) De que maneira o diabo encontraria Jesus no deserto (Mateus 4:3)? GPS?
(2) Como o diabo levaria Jesus até ao ponto mais elevado do templo (Mateus 4:5)? Escada? Andaime?
(3) Como o diabo colocaria Jesus em um monte muito alto (Mateus 4:8)? Helicóptero? Alpinismo?»

Pergunto se a tua afirmação: «Deixem-me perguntar uma coisa: a madrugada pode agarrar o que quer que seja? Óbvio que não. Então, a linguagem utilizada aqui é poética.» não vale aqui????? Pois pelo teu critério, em que a irrazoabilidade das descrições remete imediatamente para a “linguagem poética”
têm OBRIGATORIAMENTE de ser aplicados aqui, pois como tu dizes (1)(2)(4) não é
razoável, mas aqui, já adoptas outro critério (mudas as regras do jogo)! Batota
desonesta e infantil.

«A passagem de Daniel 4 trata-se de uma afirmação de um rei pagão (babilónico) e não quer dizer que a Bíblia apoie essa visão.»

Mais uma afirmação ambígua, e sem objectividade para dar espaço à incerteza
do que queres dizer, mas com o intuito claro de direccionar a opinião para
que a bíblia não apoie essa visão, mas sem o dizeres claramente… Mas como não quero ser como tu, pergunto: por favor, se claro: a bíblia apoia ou não apoia essa afirmação? E se não apoia, diz como chegaste a essa conclusão. Mera especulação no sentido de ser como tu gostarias que fosse vale zero.

«Para além do mais, Nabucodonosor está a descrever um sonho que teve. Os sonhos não têm que traduzir necessariamente uma imagem da realidade.»

Se usas esse critério para invalidar uma “imagem da realidade” tens que usar o mesmo critério de irrazoabilidade para as vozes que os profetas ouviram e que sã tomadas como coisas concretas. Que desonestidade… Serve para invalidar uma coisa mas não outra… Assim também eu. Tudo o que não dá jeito e descartado por um critério que não se aplica a factos similares que por sua vez são aceites… Uiiii, que aldrabice… E como sabes, na bíblia há sonhos que são tidos como algo válido. haja pudor no que escreves.

«E nós sabemos que os cépticos engolem tudo o que se lhes diga contra a Bíblia, sem irem confirmar nada.»

Lamento mas estas errado, não sabes nada sobre os cépticos! Tanto que não engulo tudo que fui ver efectivamente (confirmei num exemplo anterior) que esfera existe em hebraico, algo que tu dizias que não existia. Como vez, o erro e a desonestidade intelectual esta espalhada pelo teu texto, até mete dó.

«“Por outro lado, séculos antes do cristianismo já os gregos tinham demonstrado que a Terra era esférica, e a partir daí foram raras as pessoas cultas que julgavam a Terra plana.”

Calculo que por “antes do cristianismo” o autor esteja a referir-se aos tempos imediatamente após a vida de Jesus Cristo na Terra. Se assim for, a afirmação do autor está correcta. Mas o que o autor se esquece de referir é que o livro de Isaías foi escrito entre 740 e 680 A.C., ou seja, pelo menos 300 anos antes de Aristóteles ter sugerido, em “Sobre os céus”, que a Terra tinha a forma de uma esfera.»

Aristarco de Samos (310 A.C.), ao avançar com o heliocêntrico, pelos seus cálculos, teve que admitir que a terra era esférica, depois Aristóteles também o afirma, e o que o Livro de Isaías diz, continuaria por muito anos a ser seguido pela igreja, onde a terra não era esférica. Logo o que dizes é irrelevante.

«Para terminar, a respeito da terra achatada, há uma declaração de Jesus que os ateus nunca usam quando abordam o assunto de a Bíblia dizer que a Terra é plana. As palavras de Jesus a respeito da sua segunda vinda (Lucas 17:34-35 e Mateus 24:40-41) não fazem sentido, se a Terra fosse plana. Numa Terra plana, o sol nasce para todos ao mesmo tempo. Não esperarias pessoas a dormir de noite, enquanto outros trabalhavam no campo.»

Contrariando a tua afirmação «E nós sabemos que os cépticos engolem tudo o que se lhes diga contra a Bíblia, sem irem confirmar nada.» e demonstrando que ela e falsa, não engulo o que dizes e fui confirmar:

(São Lucas 17,34-35)

34.Digo-vos que naquela noite dois estarão numa cama: um será tomado e o outro será deixado;
35. duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada e a outra será deixada.

(São Mateus 24,40-41)

40. Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado.
41. Duas mulheres estarão moendo no mesmo moinho: uma será tomada a outra será deixada.

Explica-me onde está aqui a incompatibilidade com a descrição (errada) de uma terra plana?

Comentar por Mário Miguel

Mario Miguel, obrigado pelo comentário submetido.

“É falso. As palavras “círculo” existe em hebraico e “círculo” “esfera” em hebraico são duas inequivocamente distintas:”

Fundamentado na adenda ao post.

“É falso, a terra vista do espaço pelos astronautas é vista como uma esfera, relatos que em documentários isso é referido normalmente por eles, da mesma forma que vez uma bola de futebol e não podes dizer que vez um círculo.”

Sim, é verdade. Devia ter feito confusão com a foto, como disseste. Já retirei essa parte. De qualquer maneira, os argumentos relativos a Isaías 40:22 mantêm-se.

“Então se aqui é poética, muito mais poética será na descrição da esfericidade, que ainda é muito mais arrevesadíssima!!!”

“Se aqui é poética”? Ainda tens dúvidas de que “madrugada agarrar qualquer coisa” não é sentido figurado?

E tanto queres dizer, que acabas por nem reparar que considerar o versículo de isaías figurado só ajudaria o meu caso. Se é sentido figurado, não me preciso de preocupar em entrar pela linguística.

“Pergunto se a tua afirmação: «Deixem-me perguntar uma coisa: a madrugada pode agarrar o que quer que seja? Óbvio que não. Então, a linguagem utilizada aqui é poética.» não vale aqui????? Pois pelo teu critério, em que a irrazoabilidade das descrições remete imediatamente para a “linguagem poética”
têm OBRIGATORIAMENTE de ser aplicados aqui, pois como tu dizes (1)(2)(4) não é
razoável, mas aqui, já adoptas outro critério (mudas as regras do jogo)! Batota
desonesta e infantil.”

Vocês, ateus, realmente têm dificuldades em compreender a forma como o cristão que acredita na bíblia a interpreta. Nós não fazemos uma leitura “literal” (no sentido de acreditar que a água foi presa, o sol montou uma tenda, :\) mas sim de acordo com o género literário.

Pela narrativa de Job, a linguagem é, claramente, figurada. Só nessa ideia (que reune 3 versículos), identifico 2 figuras de estilo. Personificação da madrugada (dar ordem à madrugada para agarrar qualquer coisa) e comparação (“todas as coisas se assinalam como as cores dum vestido”).

Já na passagem de Jesus e do diabo… não vemos indicadores de linguagem metafórica. Vejo a descrição de eventos sucessivos, como uma narrativa histórica.

Mas, mais uma vez, o encontro de Jesus com o diabo ser no sentido figurado só ajudaria ao meu caso.

“Mas como não quero ser como tu, pergunto: por favor, se claro: a bíblia apoia ou não apoia essa afirmação? E se não apoia, diz como chegaste a essa conclusão. Mera especulação no sentido de ser como tu gostarias que fosse vale zero.”

Depende do que te estás a referir, quando perguntas se a bíblia apoia essa afirmação. Se te estás a referir ao facto de o sonho ter sido real, acredito que sim. Se te estás a referir ao facto de aquele sonho traduzir a realidade, óbvio que não. Daniel interpretou o sonho do rei e nem sequer falou em dimensões ou formas da terra.

Usar Isaías 40:22 para dizer que a terra é plana, vá lá… ainda compreendo. Agora, usar um sonho para mostrar que a bíblia diz que a terra é plana… isso não passa de fanatismo ateísta, para mim.

“Explica-me onde está aqui a incompatibilidade com a descrição (errada) de uma terra plana?”

Não vejo por que tenho de repetir o que já disse no post. “Numa Terra plana, o sol nasce para todos ao mesmo tempo. Não esperarias pessoas a dormir de noite, enquanto outros trabalhavam no campo.”

Quanto ao resto que dizes, 60% dizendo que sou desonesto e que sou mentiroso e que sou falso e que só quero provar a minha verdade… no fundo, tu é que não gostas de saber que não há imprecisões nessas passagens bíblicas, e então, também procuras mostrar a tua verdade.

Relativamente ao “duwr”:

“Estas a defender algo de que desconheces de forma constrangedora.”

Não sei se ache esta afirmação engraçada ou se leve a sério um ateu estar-me a dizer que não sei da bíblia =\

Comentar por alogicadosabino

Acredito que deve ser muito difícil nos dias atuais defender a bíblia e acaba saindo asneiras.

Fico imaginando o que esse deus pretendia, pois temos que interpreta-lo, e nunca chegamos ao mesmo consenso, inclusive entre os cristãos.

Um livro inspirado por deus deveria ser mais claro ao dizer alguns temas os quais saberia que geraria dúvidas, ou deus quer ficar as escondidas, curioso é que no passado não ficava.

Concordo que a passagem em Daniel é figurada, mas diga-me quem nos dias atuais faria uma relação tão estupida assim, então pode ser figurado hoje, no passado quem sabe.

A bíblia não é mais específica quanto a terra ser um círculo, porque era tão natural acreditar nisso, que não se fazia necessário, no entanto se acreditassem o contrário teria afirmado literalmente.

Comentar por Kibom33

Um livro inspirado por deus deveria ser mais claro ao dizer alguns temas os quais saberia que geraria dúvidas, ou deus quer ficar as escondidas, curioso é que no passado não ficava.

Eu penso que Deus não foi mto claro nesses temas, pq não era Sua intenção ficar dando aulas de ciência p/ os homens. A Bíblia é um manual de vida.

E as verdades que são realmente importantes p/ nós, Jesus resumiu e simplificou em poucas palavras:

36 Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
38 Este é o primeiro e grande mandamento.
39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
40 Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22

Analisando essa passagem bíblica, percebo que Deus não estava preocupado em dizer que a terra é uma esfera, para isso Ele deu inteligência aos homens p/ descobrirem sozinhos.

O problema é que o homem passou a achar que seu conhecimento científico bastava e abandonou seu próprio criador…

Comentar por Renato Kistner

Eu penso que Deus não foi mto claro nesses temas, pq não era Sua intenção ficar dando aulas de ciência p/ os homens. A Bíblia é um manual de vida.

Concordo com você deus não foi claro, então o porque de homens inspirados por deus não saber disso.

Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22

Então levíticos não pode ser analisado como uma lei ultrapassada.

Alguém considerado filho de deus deveria ter algo a dizer mais autêntico que somente isso, amar o próximo sempre foi uma virtude do homem, e amar a deus outros povos já faziam.

O problema é que o homem passou a achar que seu conhecimento científico bastava e abandonou seu próprio criador…

Ótimo! Se o criador não curava doenças, e não explicava nada de melhor, vamos a luta.

Comentar por Kibom33

Kibom,

Fico imaginando o que esse deus pretendia, pois temos que interpreta-lo, e nunca chegamos ao mesmo consenso, inclusive entre os cristãos.

O facto de termos que interpretar palavras traduzidas de outra lingua, escritas em outra época historica, não é evidência da falta de clarividência de Deus.
Segundo, o consenso (ou a falta dele) não é evidência de que o assunto é irreconciliável. Se pensas que é, então posso dizer que como não há consenso entre os darwinistas sobre como se processou a evoluçao das áves (arboreal ou cursorial) então posso dizer que essa evolução nucna aconteceu. A evidência de que não aconteceu é a falta de consenso darwinista neste ponto.

Comentar por Mats

“amar o próximo sempre foi uma virtude do homem”

Ai foi? Desde quando? Ou só dizes isso porque achas que sim?

Comentar por alogicadosabino

Sabino desde quando amar o próximo não é uma virtude? Será que os nossos dicionários divergem tanto assim?

Se você verificar o contexto em que a palavra está inserida significa:
– Virtude: qualidade boa.

“amar o próximo sempre foi uma qualidade boa do homem”.

Eu quiz dizer que não havia nada de novo, e sim uma qualidade do homem.

Uma laranjinha… duas laranjinhas… ah! perdi a conta.

Comentar por Kibom33

Mats!

Então DEUS deixa sua mensagem no planeta para todo o sempre, sabendo que a imperfeição humana faria interpretação errônea?

E vocês ainda querem compara-lo aos darwinistas.

É absurda sua comparação darwinismo não tem nada de deus, quanto a bíblia…

Comentar por Kibom33

Kibom, vc ama seu próximo como a ti mesmo? Pense bem antes de responder.

Ah, e a resposta p/ aquela pergunta que vc me fez: Sim, mas não em perfeição. Eu luto todos os dias, tropeço, caio, me levanto, mas nunca desisto. Deus se alegra no nosso sincero esforço de fazer o certo.

Se nossa salvação dependesse somente de viver “como a bíblia ensina”, o pecador crucificado ao lado de Jesus não teria chance alguma, pq se converteu em seus últimos momentos. Mas Deus/Jesus vendo seu arrependimento sincero, o concedeu a vida eterna.

Por isso, Kibom, que eu disse que um sim, ou um não, não era o bastante p/ responder.

Comentar por Renato Kistner

“Eu quiz dizer que não havia nada de novo, e sim uma qualidade do homem.”

Eu não estou a discutir o que quer dizer “virtude” e se amar os outros não é uma virtude… apenas te perguntei como é que sabes que amar o próximo sempre fez parte do homem… ou só achas isso porque sim?

“Alguém considerado filho de deus deveria ter algo a dizer mais autêntico que somente isso, amar o próximo sempre foi uma virtude do homem, e amar a deus outros povos já faziam.”

Jesus não disse só isso, também disse para amar os inimigos. Os inimigos sempre se amaram tambem?

Comentar por alogicadosabino

Kibom33,

Então DEUS deixa sua mensagem no planeta para todo o sempre, sabendo que a imperfeição humana faria interpretação errônea?

Mas agora estás a falar em más interpretações. No outro artigo falavas falta de consenso.
Existem más interpretações, mas também existem interpretações corretas. A falta de consenso não é evidência de falta de clarividência.

E vocês ainda querem compara-lo aos darwinistas.
É absurda sua comparação darwinismo não tem nada de deus, quanto a bíblia…

Se tu acreditas que a falta de consenso é evidência de que algo não é verdade, então tens que aplicar a mesma lógica para toda a tua vida, e não só para as áreas que te convém.

Comentar por Mats

Mats

Não se faça de desentendido, vocês alegam que existe má interpretação da bíblia por parte de alguns, e é isso que não concordamos.

Devido a falta de consenso é exatamente uma forte evidência da ausência de deus, e não tem nada a ver uma coisa com a outra.

Você esta buscando refutação onde você não as tem.

Comentar por Kibom33

então… mas se a falta de consenso é exactamente uma forte evidência da ausência de Deus, pk razão a falta de consenso entre evolucionistas também n é evidência da ausência de evolução? 2 pesos 2 medidas?

Comentar por alogicadosabino

Sabino, Sabino, Sabino, Sabino, porque a bíblia sendo a palavra de deus deveria ser precisa, ao passo que a ciência é do conhecimento humano e pode cometer erros.

Mas será que disso você não sabia? 😀

Comentar por Kibom33

Pegaste num bom ponto.

E quem te diz a ti que não é precisa?

Quem te diz a ti que não é o limitado conhecimento humano que tem dificuldades em enteder a palavra do Deus omnisciente?

“Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus.” (I Coríntios 2:11)

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (I Coríntios 2:14)

Comentar por alogicadosabino

a bíblia sendo a palavra de deus deveria ser precisa, ao passo que a ciência é do conhecimento humano e pode cometer erros.

“Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus.” (I Coríntios 2:11)

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.”

Para entender Deus é necessário discernimento espiritual, coisa que ateu não tem…

Comentar por Renato Kistner

Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou falaria e não o confirmaria?
Números 23:19

Então, arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração.
Gêneses 6:6

Para entender Deus é necessário discernimento espiritual, coisa que ateu não tem…

Só com discernimento espiritual mesmo.

Se quiser o antes e depois é só me avisar que coloco todos aqui 😀

Comentar por Kibom33

Não importa se a bíblia estava certa ou errada a respeito do formato da terra. Isso é trivial perante todos os outros absurdos que ela diz.

Comentar por Fabiane

Kibom33, então coloca, sff : ) e depois eu dou-te links que já mostraram a insalubridade do ateu em relação a essas questões.

Comentar por alogicadosabino

Caríssimos:

Cá me pergunto… Porque é que “deus” não exterminou pura e simplesmente o faraó e a sua quadrilha, assim que verificou que ele estava de má vontade para com o povo hebreu? Para quê perder tempo a liquidar inocentes? Estranho heim…

Comentar por arrtur santos

artur santos, obrigado pelos comentários submetidos.

“Cá me pergunto… Porque é que “deus” não exterminou pura e simplesmente o faraó e a sua quadrilha, assim que verificou que ele estava de má vontade para com o povo hebreu? Para quê perder tempo a liquidar inocentes? Estranho heim…”

Lá está… se Deus os tivesse eliminado logo, o ateu perguntava “Por que é que Deus que é tão misericordioso não deu mais oportunidades ao faraó?”. Mas como deu mais de 10 oportunidades, o ateu arranja outra objecção qualquer. O problema do descrente é que tem de arranjar qualquer coisa para desculpar a sua incredulidade e às vezes nem se apercebe o quão ridículo está a ser.

Comentar por alogicadosabino

“se Deus os tivesse eliminado logo, o ateu perguntava “Por que é que Deus que é tão misericordioso não deu mais oportunidades ao faraó?”. Mas como deu mais de 10 oportunidades, o ateu arranja outra objecção qualquer”

MAIOR MERDA QUE JÁ OUVI NA MINHA VIDA!
(sou do Brasil, desculpe pelo “português” :P)

“nem se apercebe o quão ridículo está a ser.”

Você tem noção do quão ridículo VOCÊ está sendo?!

Seu deus matou CRIANÇAS inocentes, causou enfermidades a pobres escravos, para salvar um povo que foi parar no Egito, fugindo da fome que seu deus também é responsável.
Você chama isso de objecção qualquer ?!

Sem falar no resto da história que mais parece uma paródia de humor negro.

Qualquer que seja o motivo para isso, seu deus é INSANO e seus atos REPULSIVOS!

Comentar por Kayo

“tem de arranjar qualquer coisa para desculpar a sua incredulidade”

Não somos nós que criamos uma ideologia para depois buscar fatos para comprová-la, são os religiosos que fazem isso.

Diferente do ponto de vista sensato, que analisa os fatos para chegar a uma conclusão.

O homem sempre lutou com todas as suas forças contra a realidade. A crueldade da vida nos leva ao sonho e à fantasia. A morte e a dor, sempre presentes ou sempre rondando, são um convite as
crenças religiosas.

Eu por exemplo era cristão, fui criado como tal e estudei em um colégio católico. Mas quando comecei a me questionar e estudar, cheguei a conclusão de que a religião é o ópio do povo.
Sei como é estar sob as vendas da religião, já estive assim, precisei de muita coragem e passei por momentos difíceis para passar desta fase sombria.
A covardia intelectual que nos leva a aceitar e alimentar o mito e a inverdade.

Abraços e espero que muitos consigam abrir seus olhos assim como eu, e não desperdiçar a única vida que vocês tem a certeza de que possuem!
(discurso quase religioso, mas sincero :))

Comentar por Kayo

“Seu deus matou CRIANÇAS inocentes, causou enfermidades a pobres escravos, para salvar um povo que foi parar no Egito, fugindo da fome que seu deus também é responsável.”

Ser ateu é isso aí: É dizer que Deus com certeza não existe, mas utilizar-se de conceitos que só fazem sentido se Deus existe!

“Qualquer que seja o motivo para isso, seu deus é INSANO e seus atos REPULSIVOS!”

Ser ateu é isso aí: É dizer que Deus com certeza não existe, mas utilizar-se de conceitos que só fazem sentido se Deus existe! (Novamente!)

“Eu por exemplo era cristão, fui criado como tal e estudei em um colégio católico. Mas quando comecei a me questionar e estudar, cheguei a conclusão de que a religião é o ópio do povo.”

Estamos frente-a-frente com mais um ateu intelectualmente realizado… Dizendo que já foi cristão, no máximo ia à igreja por obrigação, ou para não levar couro dos pais nos sábados ou domingos…

“Filho de peixe peixinho é, mas filho de cristão nem sempre é crentinho”

Comentar por MVR

Hum… Tu consideras repulsiva a criação da Vida?

Talvez não gostes muito de te olhar ao espelho… Isso não é culpa de Deus! Tendo saúde, o resto é secundário 🙂

Comentar por MVR

E o Kibom continua a desprezar a língua hebraica, e seus termos que não possuem tradução exata para o português. Mas uma das vantagens dos ateus é essa, fingir-se quando quer, já que não acredita em moral absoluta (Ateus intelectualmente realizados)

Comentar por MVR

“Ser ateu é isso aí: É dizer que Deus com certeza não existe, mas utilizar-se de conceitos que só fazem sentido se Deus existe!”

LOL
Eu considero a existência do seu deus apenas para o bem do debate, provando que mesmo se sua entidade fosse real, não seria digno de idolatria.

“Estamos frente-a-frente com mais um ateu intelectualmente realizado… Dizendo que já foi cristão, no máximo ia à igreja por obrigação, ou para não levar couro dos pais nos sábados ou domingos…”

É interessante lembrar que, diferente de muitos cristãos, um ateu geralmente é uma pessoa curiosa por natureza, que chegou a esta conclusão por meio de muita leitura e reflexão, nunca por influência ou vontade de eliminar sua teoria(pois não ganharia nada com isso). Agora cristãos que não conhecem nem mesmo a Bíblia, você encontra aos montes, não conseguem nem dizer o por que de acreditar piamente.
Diante de milhares de religiões, o que te leva a pensar que apenas a sua é a correta? Um conjunto de pergaminhos, de povos do deserto, escritos a 2000 anos atrás, sendo questionavelmente traduzidas e editadas?

Na verdade em minha casa, todos apenas “acreditavam em deus”, eu fui o que me aprofundei de verdade na religião, lendo a bíblia , tendo aulas de catolicismo na minha escola, além da própria igreja é claro. Não tente falar por mim, obrigado.

“Hum… Tu consideras repulsiva a criação da Vida?”

Não, eu considero repulsivo criar um sistema que ele sabe que vai dar errado, pois é onisciente, baseado em seus padrões morais inatingíveis pelas pessoas. Então passa a eternidade castigando e punindo essas pessoas por muitas vezes.
Cria Adão e Eva, e coloca propositalmente uma árvore “mágica” para corrompe-los e expulsa-los do jardim. Depois viu que errou no projeto e nós pagamos o preço no dilúvio (justiça? cadê?). A Torre de Babel e mais falhas…
Se eu fosse o criador de uma espécie de seres vivos e um outro ser (Satanás)está tentando fazer mal à minha criação, eu simplesmente iria me livrar dele, isso é moralmente correto.
Mas então ele resolve dar uma folga pros coitados sofredores aqui, e manda sua entidade em forma física para se “sacrificar” e criar uma brecha nas leis que ELE MESMO CRIOU. Ele não poderia simplesmente PERDOAR? É difícil? Precisa de um “sacrifício” de sangue para isso? ¬¬
Ainda mais que, ele sacrifica seu corpo físico, para ressucitar em 3 dias, que tipo de “sacrifício” ele fez?! Ele criou tudo isso, pode fazer outro corpo físico pra ele num piscar de olhos! 🙂
Tudo isso demonstra, que a Bíblia, foi escrita por povos que viviam numa idade bárbara, onde a punição por meios sangrentos e violentos eram normais, onde sacrifícios, escravidão e assassinatos eram aceitáveis.

“Mas uma das vantagens dos ateus é essa, fingir-se quando quer, já que não acredita em moral absoluta (Ateus intelectualmente realizados)”

Ser crente é isso, rejeitar os fatos e distorcer a realidade para provar suas teorias ABSURDAS.

Se quisermos ser honestos com nós mesmos, e abraçar a verdade, a nossa resposta só pode ser uma: NÃO. Não temos o direito de negar os fatos e conclusões cientificamente sustentadas.

“A crença em que um zumbi, judeu, da idade do bronze, que era seu próprio pai,nascido de uma mulher casada que nunca fez sexo, que se sacrificou para ele mesmo, pode fazer você viver para sempre se você simbólicamente comer sua carne, e telepaticamente lhe disser que o aceita como seu mestre, de forma que ele possa remover uma força maligna de sua alma que está presente na humanidade, porque uma mulher feita de uma costela, foi convencida por uma cobra falante a comer do fruto proibido de uma árvore mágica.”

LOL

No mínimo engraçado e no máximo uma paranóia.
Se você concorda com tudo isso, você está cego, de tamanha influência que tem sobre você, caso contrário você não tem opinião própria e tem medo de exercer sua opinião!

Duvido MUITO que estariam, louvando e orando para um suposto ser que nunca se expressa, se na bíblia não falasse sobre um paraíso eterno onde “vireram feliiizes para sempre”. ¬¬

ISSO é a crença cristã, se existe alguém fingindo estar dizendo FATOS aqui são vocês cristãos.

Comentar por Kayo

“ISSO é a crença cristã”

LOL. Isso deve ser o “OhlegnavE segundo o… Kayoismo”.

Mas tem cura:

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”(João 8 : 32)

Comentar por Darjo

“A crença em que um zumbi, judeu, da idade do bronze, que era seu próprio pai,nascido de uma mulher casada que nunca fez sexo, que se sacrificou para ele mesmo, pode fazer você viver para sempre se você simbólicamente comer sua carne, e telepaticamente lhe disser que o aceita como seu mestre, de forma que ele possa remover uma força maligna de sua alma que está presente na humanidade, porque uma mulher feita de uma costela, foi convencida por uma cobra falante a comer do fruto proibido de uma árvore mágica.”

Diga-me, Darjo, que parte do texto não está de acordo com o cristianismo?

Apenas utilizei este argumento devido ao comentário infeliz de MVR:

“Ser ateu é isso aí: É dizer que Deus com certeza não existe, mas utilizar-se de conceitos que só fazem sentido se Deus existe!”

Seguindo essa linha de pensamento posso dizer que:

“O criacionismo é isso, afirmar com toda certeza que um ser superior existe, sem nenhuma evidência incontestável.”

Também posso dizer que um rato chamado Cérebro, está controlando telepáticamente nossas mentes diretamente de Júpiter. Ninguém pode provar o contrário 🙂
Mas é real pois tenho fé! LOL

Comentar por Kayo

Tirando o fato de que é uma caricatura?

Qualquer caricatura parece tola. Aqueles desenhos ao jornal de pessoas famosas com nariz/orelhas/bochechas acentuadas causam riso, mas não modificam a pessoa na realidade.

Podes fazer uma caricatura do cristianismo, mas não pode fazer o cristianismo ser diferente.

Já com a evolução, podes. Basta juntar crânio de homem e de macaco, e chamá-lo pelo nome do local em que o encontrou.

Comentar por MVR

Sabino,
favor desconsiderar o comentário que fiz sem a indentificação correta (darjo).

Obrigado.
Um abraço!

Comentar por Darjo

A parte falsa é que a àrvore não é mágica.

Se você considera os livros desconectados conectados, é isso.

Caso contrário não deve ser tão específico.

Comentar por Arthgar

[i]A descrição de Mateus acerca do encontro entre Jesus e o diabo envolve o sobrenatural. Então, como o diabo mostrou a Jesus “todos os reinos do mundo e a glória deles”? A resposta parece óbvia: Através do sobrenatural.[/i]

Se foi através do sobrenatural, como você diz, então qual a necessidade de o diabo ter levado Jesus a um monte alto? Se foi através do sobrenatural, não tinha porque o diabo levar jesus a monte algum.

Mas como deixa claro o texto, o diabo leva Jesus até o monte para que, a partir dele, fosse possível mostrar-lhe todos os reinos da terra.

Não há como negar isso. A idéia que o texto passa é que levando Jesus a um monte muito alto o diabo seria capaz de mostrar-lhe todos os reinos da terra, e ponto final.

Comentar por West

Claro! pq todo mundo sabe que além de eles “acreditarem que a terra era plana”, tb acreditavam que a vista humana alcançariam toda a terra “plana” conhecida, era só subir num monte alto e ver. Satanás num teve que usar nenhum tipo de poder além de levar Jesus né?!

Comentar por Edrick

Um ateu que acredita na bíblia. Aqui entre nós.

Comentar por MVR

Refutações as demais pérolas do texto:
http://atheismo.wikispaces.com/O+'círculo'+da+terra

Comentar por West

Deixe-me adivinhar: A fonte é um site ateísta!

Comentar por MVR

” o Kibom continua a desprezar a língua hebraica, e seus termos que não possuem tradução exata para o português. Mas uma das vantagens dos ateus é essa, fingir-se quando quer, já que não acredita em moral absoluta (Ateus intelectualmente realizados)”

– Sem cometários sobre a questão da moral.
Um dia desses fui num site ateu que estavam falando da bíblia, bem engraçado!:)

““A crença em que um zumbi, judeu, da idade do bronze, que era seu próprio pai,nascido de uma mulher casada que nunca fez sexo, que se sacrificou para ele mesmo, pode fazer você viver para sempre se você simbólicamente comer sua carne, e telepaticamente lhe disser que o aceita como seu mestre, de forma que ele possa remover uma força maligna de sua alma que está presente na humanidade, porque uma mulher feita de uma costela, foi convencida por uma cobra falante a comer do fruto proibido de uma árvore mágica.””

Zumbí num eh morto-vivo? Pelo que sei Jesus ficou vivo, não morto-vivo , mas em fim, essa foi legal. Espero que o “judeu” alí não tenha sido uma característica “ruim” alistada de Jesus. A questão da trindade tb não concordo mesmo não (é mentira), mas como o blog não é meu, não digo nada.”nunca fez sexo” espero que isso tb não seja uma característica “ruim” é?!
– Essa eh a parte mais legal ” de forma que ele possa remover uma força maligna de sua alma que está presente na humanidade, porque uma mulher feita de uma costela, foi convencida por uma cobra falante a comer do fruto proibido de uma árvore mágica.”” – Eu sempre acho legal essa comparação de ‘magia’ da criação, com o ‘fato’ da evolução, jah que a ‘magia’ da criação só aceita vida complexa sendo (como ele disse) feita, maravilhosamente criada por um ser altamente inteligênte (jah que se uma pedra meio lascada só podfe ter vindo de um “homem-das-cavernas” segundo evolucionistas, o DNA só pode ter vindo de ……?), mas o fato da evolução CRÊ que o universo e tudo que há nele veio por meio do acaso, a muito tempo atrás, como num conto mágic… epa, num pode.
A arvore não era mágica (não sei onde leram isso, pq lah só diz que era uma arvore que simbolisava o direito da escolha sem orentação do que é bom e do que é mal, uma dadiva que Deus deu do lívre arbítrio)
E não era uma cobra falante, era Satanás,em fim, eh sempre engraçado esse evolucionistas.
Uma última coisa, o texto de Isaías diz ‘circulo terra’, ‘terra circulo’, ou ‘circulo DA terra’, pq , pelo que eu saiba , uma esfera é formada por círculos e não por esféras , se no texto estivesse ‘esfera da terra’.

Comentar por Edrick

Uma vez um evolucionistas usou para provar que a bíblia diz terra é plana, um texto que diz que o sol nasce, que coisa horrível né?

Comentar por Edrick

“o Rodrigo diz que a Bíblia e a ciência moderna recomendam que «[q]uando se lida com doenças, as mãos devem ser lavadas em água a correr». Mas o que a ciência recomenda é um bactericida eficaz. E a Bíblia diz que as doenças são castigo divino. Não é a lavar as mãos que alguém se safa disso.”

“A ciência diz para usarmos bactericida, e isso é conhecimento porque inclui a explicação que as mãos têm bactérias, que as bactérias se propagam, que a sua propagação causa doenças e até quais bactérias causam quais doenças. Essa rede de hipóteses interligadas e justificadas é conhecimento. A Bíblia não tem nada disso. O Rodrigo refere Levítico 15:13, «Quando, pois, o que tiver o fluxo e ficar limpo do seu fluxo, contará para si sete dias para a sua purificação, lavará as suas vestes, banhará o seu corpo em águas vivas, e será limpo.» Isto não é conhecimento nenhum. É um ritual religioso. Não explica, não informa, não diz por quê nem para que fim.”

Óbvio! Aquele povo pastoril que viveu a mais de 4.000 anos tinha grande conhecimento técnico-cintífico de bactérias, fungos, mas o fato de um povo ter higiene com respeito as relações sexuais, época da mestruação, com estercos, lepra, alimento e etc é besteira, afinal, todo mundo sabe que o jeito era esfregar féses no machucado, como os egípcios faziam (um povo muito inteligênte da época)

Que incrível descoberta, só me diz uma coisa, qual era a marca do bactericida daquela época? Em que indústrias eram as mais lucrativas em vendas de bactericidas na épaca pré-cristã?

Comentar por Edrick

“Se foi através do sobrenatural, como você diz, então qual a necessidade de o diabo ter levado Jesus a um monte alto? Se foi através do sobrenatural, não tinha porque o diabo levar jesus a monte algum.”

Pois não tinha. Mas foi isso que aconteceu.

O que é suposto provares ou refutares com isso? Achas que dizer que “podia ter sido assim em vez de ser assim” refuta alguma coisa?

“Mas como deixa claro o texto, o diabo leva Jesus até o monte para que, a partir dele, fosse possível mostrar-lhe todos os reinos da terra.”

Ehpa, mas tu achas que mesmo que alguem ache que a terra é plana, esse alguém acredita que poderá ver toda a terra se se colocar no cimo de um monte? Cai na real.

Como já disse no post: Plana ou redonda, é impossível ver toda a Terra colocando-se numa montanha alta, mesmo que não haja obstrução da paisagem, e os antigos sabiam disto muito bem, uma vez que viajavam a pé e as suas jornadas duravam, por vezes, vários dias.

“Não há como negar isso. A idéia que o texto passa é que levando Jesus a um monte muito alto o diabo seria capaz de mostrar-lhe todos os reinos da terra, e ponto final.”

Como queiras. Não sou eu que tenho de mudar aquilo que tu achas ou deixas de achar sobre a bíblia.

Abraço

Comentar por alogicadosabino

Então tá. Quer dizer que o diabo escolheu levar Jesus a um monte muito alto sem mais nem menos. Que apesar de o diabo poder ter levado jesus para qualquer lugar, o fato de tê-lo levado justamente para um monte – não apenas um monte qualquer, mas para um monte muito alto – foi mera coincidência, fruto do acaso. É nisso que você quer creditar e que nós também acreditemos?

Quanto ao fato de os antigos empreenderem longas jornadas isso não diz nada acerca de suas crendices e superstições.Em um tempo dominado pela ignorância, pelo medo do desconhecido, por superstições e crendices de todos os tipos, não é nada difícil conjecturar(e aqui não se trata apenas de conjecturar, ao contrário do que você faz, pois estamos diante de um texto que expressa claramente essa idéia) que aquelas pessoas realmente tinha esse pensamento. Na verdade elas acreditavam em cada coisa que fariam a crença numa terra chata parecer a idéia mais lógica do mundo.

Comentar por West

“Jó 38:12-14 diz «Desde que começaram os teus dias, deste tu ordem à madrugada, ou mostraste à alva o seu lugar, para que agarrasse nas extremidades da Terra, e os ímpios fossem sacudidos dela? A Terra se transforma como o barro sob o selo». Nem a esfera tem extremidades para agarrar nem o barro sob o selo fica esférico.”

Mesmo de forma poética ou não, qual o problema em extremidade da terra? Não há outro termo (nem em português, nem em hebraico) para expressar essa idéia de fim, tanto que qualquer cintísta fala “tuh mura no fim do mundo”, ” lah nos confins da terra”, “lah aonde o vento faz a curva” mesmo sabendo que e terra é redonda, e por esse motivo mesmo, jah que não existe palavra para experssar a parte mais distente de um planeta redondo. E se os “grandes cientístas” falam assim para se expressarem, pq a bíblia não pode?Pq jó não poderia?

Comentar por Edrick

“Quer dizer que o diabo escolheu levar Jesus a um monte muito alto sem mais nem menos. Que apesar de o diabo poder ter levado jesus para qualquer lugar, o fato de tê-lo levado justamente para um monte – não apenas um monte qualquer, mas para um monte muito alto – foi mera coincidência, fruto do acaso. É nisso que você quer creditar e que nós também acreditemos?”

Sim, e? O que é que tem?

Tu já paraste para pensar na barbaridade que estás a sugerir? Tu achas que uma pessoa que acreditasse que a terra era plana e que fosse para um monte muito alto ia conseguir ver todos os povos da Terra? Imagina que ele ia para um monte na Judéia. Achas que essa pessoa não ia ver que faltavam umas coisas na paisagem da Terra… tipo… as pirâmides do egipto, os jardins da babilonia, os mercados da Pérsia, etc?

Cada vez entendo mais por que a biblia diz para não darmos pérolas a porcos.

Comentar por alogicadosabino

“Zumbí num eh morto-vivo? Pelo que sei Jesus ficou vivo, não morto-vivo , mas em fim, essa foi legal. Espero que o “judeu” alí não tenha sido uma característica “ruim” alistada de Jesus.”

Zumbi, segundo a crença popular, é um ser humano dado como morto que foi posteriormente reanimado por meios desconhecidos. “Morto-vivo” seria como um apelido, que se refere aquele que morreu e ressuscitou.
Portanto, Jesus pode ser semanticamente descrito como um zumbi.
E não, “judeu” não foi uma referência maldosa, do meu ponto de vista.

” ‘nunca fez sexo’ espero que isso tb não seja uma característica “ruim” é?!”

Se você não se importa em morrer virgem, tudo bem. Alguns também não se importam em morrer sem desfrutar da vida, mas enfim… É tão logicamente aceitável pessoas terem filhos sem ter relações sexuais, não?! Ahh…

“mas o fato da evolução CRÊ que o universo e tudo que há nele veio por meio do acaso, a muito tempo atrás, como num conto mágic… epa, num pode.”

Não é simplesmente crer, isso não é questão de fé ou gosto, mas de observação e conclusão.
O Universo não “veio” magicamente, mas sim por meio de processos físicos que conhecemos e entendemos, ou alguns de nós ao menos.
É necessário dedicar um bom tempo de estudo para entender a teoria, mas se for honesto com você mesmo, certamente vai considerar a teoria plausível. Acredito que valha a pena analisar as evidências que o Universo fornece, mesmo que você seja religioso, pois muitos já perceberam que não é inteligente lutar contra os fatos e assim tentam harmonizá-los de alguma forma para “prosseguir” com suas superstições.

Comentar por Kayo

“A arvore não era mágica (não sei onde leram isso, pq lah só diz que era uma arvore que simbolisava o direito da escolha sem orentação do que é bom e do que é mal, uma dadiva que Deus deu do lívre arbítrio)”

Claro, era somente uma árvore que gerava um fruto capaz de desenvolver instantaneamente a capacidade de discernimento. Temos várias aqui no Brasil.

“E não era uma cobra falante, era Satanás,em fim, eh sempre engraçado esse evolucionistas.”

Ahh sim, era o famoso Anjo caído com poderes metamorfósicos. Agora faz mais sentido! …
O que dizer então da jumenta falante de Balaão?
Pedir para que eu trate com seriedade isso é outra piada.

Comentar por Kayo

Bem, senhores, não vou rebater pontos aqui com ateus sobre Deus ou a Bíblia, o que seria uma idiotice da minha parte discuritr um assunto do qual um incrédulo ateu nunca procuraria estar “um pouco do outro lado”, só pra ver porque nós, os crentes em Deus e na Bíblia continuamos acreditando, continuamos a dizer que Deus faz milagres, e continuamos a dizer que Ele está voltando. Zeitgeist, um dos maiores documentários ateus já criados, no final se contradiz, e mostra que os poderosos banqueiros do mundo planejam colocar um chip nas pessoas, pelo qual poderão comprar, e serem localizadas em qualquer lugar do mundo. Número da besta lhes parece familiar?
Mas voltando ao meu argumento inicial, não faz sentido discutir com pessoas que não tem a menor idéia do que é acreditar e ser vir a Deus e seus princípios. O quanto é recompensador, o quanto nossa vida é mudada, o quanto nos tornamos felizes, ou o quanto a presença do Espírito Santo é indescritivelmente maravilhosa. Quando me refiro a milagres, não me refiro apenas a doentes ou problemáticos serem curados, mas uma van cheia de jovens ser tomada em choro e canto pelo Espírito. Aconteceu a um tempo com os jovens aqui da minha Igreja. Realmente vocês não sabem de nada. Usam seus argumentos antropocentristas, usam a ciência como verdade absoluta, e esquecem que a um tempo atrás a ciência que hoje fala que a Bíblia é incoerente, era a ciência que acreditava que radiação era a fórmula da juventude.

Comentar por Lucas Rodmo

Gostei muito de suas explicaçoes irmao.. Tou estudando a biblia e teorias cientificas, tentando encontrar um caminho pra seguir.. Valeu mano.. Fe em jesus

Comentar por Marcos almeida




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: