No princípio criou Deus os céus e a Terra


Burgess Shale – Aconteceu num instante
Outubro 3, 2008, 6:34 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

O Burgess Shale (Folhelo Burgess em português, pelo que parece) é famoso pela grande quantidade de fósseis  contidos nas suas camadas com uma preservação excelente. Até organismos “soft-bodied” são encontrados com detalhes extraordinários. Para não variar, a explicação convencional dizia que as camadas tinham sido depositadas durante períodos de milhões de anos.

Normalmente, as partes frágeis dos organismos decompõem-se rapidamente após a morte do animal. Mas nestes organismos do Burgess Shale, até abdómenes e olhos foram preservados. Segundo cientistas da Universidade de Leicester, estas camadas foram criadas todas de uma vez, através de uma enxurrada de lama. [Meu destacado]

By looking at the shale stone millimeter by millimeter under a microscope, they determined it wasn’t slowly deposited in many bits over time, as is typical in this type of mud rock. Rather, thick layers were created all at once, with grains of sand and shell fragments suspended in them, which normally would have sunk to the bottom.

The researchers deduced that the rock layers were likely created when a gooey slurry of mud washed down over the sea bed from around a steep cliff, instantly killing unsuspecting creatures at the bottom.

Pode-se juntar esta reavaliação aos episódios da Cordilheira dos Andes e Box Canyon.

A Evolução está a ficar sem tempo. O catastrofismo (que não espanta aqueles que acreditam no relato bíblico do dilúvio) indica que as formações rochosas foram “construídas” de forma rápida. Então, onde é que os evolucionistas vão buscar os milhões de anos?

Advertisements

8 comentários so far
Deixe um comentário

Beowulf,

O paper original vem no Journal of the Geological Society 165(1):307-318, 2008

Vê se escrevi algo incorrecto.

Bom fim de semana

Comentar por alogicadosabino

Mais uma vez errado

O que foi rápido foi a cobertura de lama (a fazer fé que o que dizes corresponde á realidade).

Essa camada de lama isola os organismos do oxigénio e da decomposição. Depois existe todo o tempo do mundo para que a fossilização e as camdas rochosas se formem. E falamos de uma dimensão de cerca de 10km com situação muito especifica.
O processo de cobertura da lama não corresponde á fossilização mas ao estágio inicial de isolamento que é sempre relativamente rápido

Por vezes, os restos orgânicos ficam rapidamente envolvidos num material protector que os preserva do contacto com a atmosfera, da água do mar e da acção dos decompositores.

Entretem-te e aprende alguma coisa na Universidade do teu amigo Jonatas:

http://fossil.uc.pt/pags/formac.dwt

Comentar por Joaquim Coelho

Como disse o Joaquim no comentário acima, foi uma situação muito específica. Foi algo muito mais próximo do que aconteceu na Itália, quando o vulcão Vesúvio soterrou uma cidade inteira e preservou os cadáveres da decomposição completa.

Comentar por Fabiane

Resumindo os comentários, você não sabe geologia então não tome decisões precipitadas.

Comentar por Bruno Caxito

Eu sei que é chato usar a “ciência” para refutar a “ciência”, mas é o que lá diz. Para quem só leu o título do post:

thick layers were created all at once” / “rock layers were likely created when a gooey slurry of mud washed down over the sea bed”

A enxurrada de lama foi rápida, o que conduziu à rápida criação das camadas rochosas.

Golo da equipa “Catastrofismo”

Comentar por alogicadosabino

Depende do teu conceito de rápido …

A simples deposiçaõ não forma as rochas, é necessário tempo para a compactação, e cimentação do material. E isso leva sempre alguns milhares de anos.
Além disso o processo de fossilização continua por muito tempo, independentemente da formação das rochas.

Comentar por Joaquim Coelho

Joaquim, não é comigo que estás aborrecido. Tu estás é aborrecido com o cientista que disse que “thick layers were created all at once”

Comentar por alogicadosabino

Não estou aborrecido com ninguém.

Vou-me gabar um bocadinho: fui o melhor aluno da Universidade de Coimbra na disciplina de mineralogia e o segundo em Geologia Geral.
A minha nota nas práticas das duas disciplinas foi 20. Adorava a geologia de campo onde observava in loco o que aprendia.

E sabia que quando as coisas aparentavam não beter certo, era preciso encontrar explicações. nem sempre era fácil.
Mas com mais observações era raro não encontrar a solução.

Neste caso o cientista até me diz uma coisa que me agrada, porque não coloca em causa nada do que disse:
Foram criadas todas as camadas espessas de uma só vez. A deposição das camadas não é a formação das rochas, mas o primeiro passo. Depois há o que te disse. E não interfere na fossilização.
Como também já te disse para que exista fossilização é necessário que exista um qualquer processo que isole organismo do oxigénio de forma rápida, e aí é que se inicia a fossilização que leva bastante tempo, variando este conforme o metodo e as caracteristicas dos materiais.

Existem milhares de situações em que processos rápidos (relativamente) mudam a o aspecto morfológico.
Cheias, dilúvios, terramotos, vulcões, moerias glaciares, neve e gelo, areas de acumulação que quebram, avalanches, o ser humano, etc, etc.
Qualquer aspirante a geologo sabe isso.
Mas também sabe como se formam as rochas e que para haver tudo isso, préviamente teve de existir erosão. E que a formação de rochas igneas e metamorficas, leva muito tempo. E que a respectiva erosão leva muito mais.
Alguns fenomenos localizados podem apressar a erosão mas não ao ponto de formarem detritos granulares de pequena dimensão num espaço de dias ou anos.
Estes fenomenos são a excpção.
Um geologo tem uma visão global dos processos e dados sufcientes para chegar a essa conclusão.

Atendendo ao volume de material da terra e ás suas caracteristicas, todos os fenomemos catastroficos são de ambito localizado no tempo e no espaço.

Uma catastrofe global originaria um planeta com caracteristicas totalmente diferentes daquele que temos.

Comentar por Joaquim Coelho




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: