No princípio criou Deus os céus e a Terra


A semana que passou – 10 de Junho
Junho 11, 2008, 12:04 am
Filed under: Descobertas recentes

Uma equipa de físicos afirma que o tempo já existia antes do Big Bang. O seu modelo sugere que novos universos podem ser criados espontaneamente a partir de um espaço onde nada exista. Na sua apresentação, o astrónomo Carrol explicou que ao criar um Big Bang a partir do espaço frio de um universo pré-existente, o novo universo começaria já num estado ordenado. Ele disse: “Estamos treinados para dizer que não havia tempo antes do Big Bang, quando deveríamos dizer que não sabemos se havia ou não alguma coisa – ou se havia, o que seria“.

Mais um modelo. Este diz que o tempo já existia num universo anterior ao Big Bang. Como se a hipótese do Big Bang não fosse já uma grande trapalhada, Carrol terá agora de formular como surgiu este universo pré-existente. Ele sugere que “novos universos podem ser criados espontaneamente“. Espontaneamente. Depois de acreditar que tudo surgiu de forma natural, o ateu tem a ousadia de criticar o crente por este dizer que Deus não foi criado por ninguém. Ridículo! Gostei particularmente da frase do astrónomo: “Estamos treinados para dizer…“. Realmente parece que os Big Bangers e os evolucionistas têm uma série de pensamentos que, apesar de serem completamente improváveis e cabalísticos, são proferidos como se aquilo que dizem fosse a coisa mais natural do mundo. Um universo a criar-se a si próprio e Vida complexa a surgir através da acumulação de erros genéticos… duro treino!

bvjh4
_____________________________________________________________________________

Uma espécie de um pássaro de uma ilha na Nova Zelândia é capaz de modificar o seu comportamento para evitar os predadores. Uma bióloga da Universidade de Canterbury, juntamente com a sua equipa, descobriu que uma espécie de pássaros passa mais tempo no seu ninho quando o risco de ser caçada é maior. Este novo estudo acaba com a ideia largamente aceite que os pássaros das ilhas são especialmente vulneráveis a serem comidos porque não acompanharam a evolução dos seus predadores. Melanie Massaro disse: “A nossa principal descoberta é que os pássaros das ilhas não foram necessariamente presos pela sua história evolutiva, como é largamente aceite, mas eles possuem a habilidade de alterar o seu comportamento de maneira a se conseguirem adaptar“. Ela acrescentou: “Mais importante, o nosso estudo demonstra que tal adaptação pode ocorrer num espaço de anos e não de séculos“.

Que é possível ver animais a adaptarem-se ao ambiente em apenas alguns anos, não é novidade nenhuma (Ver exemplos: A semana que passou – 29 de Abril – 1º tópico e A semana que passou – 28 de Maio – 1º tópico). Mas que se pode fazer? Um cientista que não se desconecte da tomada da Evolução vai sempre achar surpreendente estas rápidas alterações, quer comportamentais, quer morfológicas. Estes pássaros têm a habilidade de se adaptarem a diferentes ambientes não porque são o resultado de uma série de erros genéticos, mas porque Deus os dotou com essa capacidade, aquando da Criação.

loçpoç
_______________________________________________________________________

Abelhas asiáticas compreendem a linguagem das abelhas europeias. Os evolucionistas dizem que as abelhas asiáticas e as abelhas europeias separaram-se do seu ancestral comum entre 30 e 60 milhões de anos atrás. No entanto, uma recente experiência mostrou que as duas espécies entendem a linguagem uma da outra. A dança que a abelha faz, através da qual comunica às restantes abelhas do enxame informações sobre a localização e qualidade da comida, é conhecida como a única forma simbólica de comunicação num invertebrado. Também se sabia que algumas famílias da abelha europeia “falavam” dialectos um pouco diferentes da asiática. No entanto, quando colocadas na mesma colónia que as europeias, as abelhas asiáticas comunicaram perfeitamente com as suas companheiras “estrangeiras”.

Escusado seria dizer que os cientistas ficaram surpreendidos com a empatia que as duas espécies demonstraram. Isto foi o que um dos cientistas disse: “Nós sabemos que as abelhas têm uma variedade impressionante de capacidades cognitivas e uma habilidade de aprendizagem espantosa“. Capacidades e habilidades espantosas… mas não… não é possível terem sido criadas por alguém Inteligente. Só o tempo e o acaso são capazes de produzir tamanhas capacidades. Em vez de ficarem surpreendidos com o resultado, por que é que os cientistas não consideram o óbvio? Nunca houve milhões de anos a separar as duas espécies. Ou será que os evolucionistas gostam de ser constantemente surpreendidos pelas suas descobertas?

mjuher
_____________________________________________________________________________

E já que estamos a falar de abelhas… Apesar do cérebro minúsculo, a abelha é capaz de fazer coisas extraordinárias. Um estudo de um grupo de cientistas revela que as abelhas lembram-se da fragrância das flores que visitam através da atribuição de diferentes tipos de memória nos seus pequenos cérebros. Os investigadores mostraram que o cérebro das abelhas está dividido em duas metades com diferentes funções, fazendo lembrar os hemisférios do cérebro humano.

Comparado à caixa cinzenta do ser humano ou de outros grandes mamíferos, o cérebro das abelhas é incrivelmente simples. Contudo, Lesley Rogers diz: “Com esse cérebro muito simples elas podem fazer coisas extraordinariamente complexas. Elas podem aprender de uma forma impressionante como nós não pensávamos que fosse possível“. A forma como a abelha age dá a entender que parece ter sido concebida com um determinado propósito. Mas não se deixem enganar… apenas “parece” que foi concebida. O cérebro delas daria muito jeito a algumas pessoas…

nbnlo
_____________________________________________________________________________

Cordilheira dos Andes surgiu de forma mais rápida do que os geólogos pensavam. Geólogos da Universidade de Rochester, em Nova Iorque, desenvolveram uma nova teoria para a formação da segunda maior cadeia montanhosa do mundo. Era ensinado que a Cordilheira dos Andes havia nascido há 40 milhões de anos, mas esta nova proposta afirma que ela cresceu lentamente durante dezenas de milhões de anos e, subitamente, sofreu um brusco salto geológico entre 6 e 10 milhões de anos atrás.

Eu sei que deve ser chato estar sempre a falar das mesmas coisas mas eu não tenho culpa… são os evolucionistas que fazem estas (re)descobertas. Depois das reavaliações do Box Canyon (Ver A semana que passou – 28 de Maio – 2º tópico) e do Grand Canyon (Ver A semana que passou – 21 de Abril – 1º tópico), foi a vez da Cordilheira dos Andes ver a sua história geológica ser mudada. Desta feita, atribuindo-lhe um crescimento abrupto, a certa altura da sua vida. Quanto a vocês não sei, mas este caso faz-me lembrar os “equilíbrios pontuais” que os evolucionistas atribuem a algumas espécies. Agora parece que é a Geologia que vai adoptar este preceito. Isto é só a prova de que os modelos geológicos baseados em interpretações do passado não observável não são de confiar. Os modelos e as teorias mudam… já a Palavra de Deus permanece inalterável.

nbvmlol

Anúncios

7 comentários so far
Deixe um comentário

Os ateus evolucionistas não para de se surpreender com a complexidade da natureza porque, como disseste, assumem que tudo é o resultado de forças não-guiadas, não-inteligentes, não-direccionadas e sem propósito.

Já perdi a conta às vezes que eles ficaram “surpreendidos” com alguma coisa.

Comentar por Mats

“Mais um modelo. Este diz que o tempo já existia num universo anterior ao Big Bang. Como se a hipótese do Big Bang não fosse já uma grande trapalhada, ”

Eu já perdi a conta ao número de vezes que pedi ao Marcos Sabino para se informar primeiro. Em que é que se baseia para dizer que a hipótese do BIG bang é uma grande trapalhada? Por acaso sabe alguma coisa acerca dela? Coisas a sério: cálculos, teoria de campos, experiências e grau de precisão, etc. O problema dos crentes não é estarem errados. É que não fazem o mínimo esforço por se informarem e depois ficam chateados quando os mandam estudar. Pudera.

Comentar por Pedro Guedes

ao usar a palavra “trapalhada” queria referir-me ao facto de ser um evento impossível, isto é, matéria, energia, universo, o que quer que seja, a criar-se a si próprio. Peço desculpa se causei confusão.

Já agora Pedro… ainda não me esqueci do tema que te estou a dever.

Comentar por alogicadosabino

VC PROCURA ESCLARECER, E CRITICA TODAS AS TEORIAS QUERO SABER COMO SERIA SE NÃO FOSSEM PASSADAS ESSAS INFORMAÇÕES PARA VC EM LIVROS OU QUALQUER FORMA DE INFORMAÇÃO PROCURE SER MAIS UM POUCO UMILDE E RESPEITE AS CRENÇAS DA HUMANIDADAE

Comentar por LINCOLY

Hum…? Crença? Evolucionista “crente”?

Comentar por Edrick

Lincoly,
quais “crenças da humanidade” é que se devem respeitaR?

Comentar por Mats

A COMUNIDSDE CIENTÍFICA É MUITO PRAGMATICA.NAO ENTENDE QUE A EVOLUCAO, SEGUNDO A ESPECIE, NAO FOI COMPROVADA CIENTIFICAMENTE.COMO PDEM QUESTIONAR A NAO EXISTENCIA DE DEUS DENTRO DE UM LABORATORIO, SE ELES MESMO TEM DUVIDAS DE ONDE VEM.

Comentar por vVALDINICIO TENORIO NERI




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: