No princípio criou Deus os céus e a Terra


Afinal, humanos e chimpanzés separaram-se há 8 milhões de anos, e não há 5
Novembro 9, 2010, 6:52 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang | Etiquetas: ,

Era facto acentuado de que os seres humanos e os chimpanzés tinham seguido linhagens diferentes há 5 milhões de anos. Ou seja, o último ancestral comum destes dois seres tinha vivido há 5 milhões de anos. Isto é um facto científico. Ou melhor… era um facto científico. O novo facto científico diz que eles divergiram há 8 milhões de anos e não há 5.

Os autores do estudo afirmam que as espécies de primatas hoje existentes, o registo fóssil existente e a evidência molecular indicam que os seres humanos e os chimpanzés separaram-se há mais tempo do que o que se acreditava.

Este novo número foi ditado por um novo modelo estatístico utilizado por cientistas dos EUA. Como é que isto foi feito? Simples. O registo fóssil sobre a evolução é “magro“, admite o artigo. Assim, é necessário que o modelo estatístico utilizado por estes evolucionistas preencha as lacunas existentes. O evolucionista Robert Martin afirma que estes novos modelos estatísticos “podem dar aos cientistas uma perspectiva mais abrangente para interpretar os dados“.

Publicado no Systematic Biology.

CONCLUSÃO

Isto não é nada de mais. É “só” um erro de datação de 3 milhões de anos. E assim os evolucionistas vão ter aquilo que eles mais gostam: “uma perspectiva mais abrangente para interpretar os dados“. Eles gostam disto… liberdade criativa. Assim podem especular com mais facilidade a hipotética evolução humana.

Claro que isto levanta outras questões como, por exemplo, onde estão os fósseis que mostram a evolução humana. O evolucionista coordenador deste estudo sabe onde eles estão… ou melhor, onde eles não estão: “A evidência fóssil é a única forma directa de informação a respeito das espécies extintas e a sua evolução. Mas as grandes lacunas no registo fóssil tornam essa informação difícil de interpretar“.

E como não há evidência física que mostre essa evolução e suposta divergência das linhagens, então nada melhor do que um programa de estatística inventar dados para preencher as lacunas. Isto é o evolucionismo no seu melhor, com todo o rigor científico que lhe está inerente… quase nenhum.

Por que não considerar a outra hipótese: os chimpanzés e os seres humanos nunca divergiram de linhagem porque foram criados como seres diferentes? De certeza que poderemos arranjar um programa de estatística que nos preencha as lacunas que quisermos tapar, mas os criacionistas têm aquele mau hábito de apenas gostarem de usar ciência empírica para as suas conclusões.