No princípio criou Deus os céus e a Terra


O cientista e Deus
Maio 14, 2008, 12:21 pm
Filed under: Ditos

Um grupo de cientistas estava a decidir qual deles iria ter com Deus para Lhe dizer que não era mais preciso no mundo. Finalmente, um dos cientistas ofereceu-se como voluntário e foi ter com Deus. Ao encontrar Deus, o cientista disse:
– “Deus, sabes como é… temos estado a pensar neste assunto e eu vim aqui dizer-te que Tu não és mais necessário. Não leves a mal, mas nós temos elaborado grandes teorias e ideias e conseguimos excluir-te de vários processos. Já clonámos uma ovelha e daqui a uns anos acredito que vamos conseguir clonar seres humanos. Como Tu podes ver, não precisamos de Ti“.

Deus balançou a cabeça e disse ao cientista:
– “Tudo bem… mas antes de ires embora vamos fazer um concurso. Que te parece?”
– “Para mim tudo bem. Que tipo de concurso?”, perguntou o cientista.
– “Vamos ver se conseguimos fazer uma estátua de barro em menos de 1 hora”, respondeu Deus.

O cientista foi logo buscar um punhado de barro mas Deus disse-lhe:
–  “Não não. Não é assim. Tens de criar o teu próprio barro”.

jyuplk



Recebi um e-mail
Abril 9, 2008, 10:20 am
Filed under: Ditos

Olá,

A ver pelo teu blogue creio que me deves conhecer. Sou mais antiga que tu, mas enquanto tu cresces, envelheces e morres eu renovo-me a cada dia, ganho novas forças e novas feições. Sou eu quem te embaraça ao dizer que a Terra tem biliões de anos; sou eu quem te confunde ao dizer que a Natureza é um mero fruto do acaso; sou eu quem te embaraça ao dizer que a fé e a ciência são incompatíveis.

Ninguém escapa! E se tu ainda estudas, então estás nas minhas garras. Porquê? Porque na sala de aula reino soberanamente, explicando como peixes um dia conseguiram sobreviver fora de água e como répteis um dia ganharam asas. E um dia hei-de reinar sobre os teus filhos também. Tenho os meus defeitos, mas todos escondidos sob o rótulo de “científico”. Assim, para não serem ridicularizadas, as pessoas evitam contestar-me. Não são poucas as vezes em que vou contra as leis da ciência e da lógica, mas tanto os cientistas como os leigos ignoram essas particularidades “sem importância”. Ah… desafio também todas as probabilidades e ninguém dá conta disso.

Sou a responsável por muitas mazelas da sociedade, entre elas o ateísmo e o materialismo, que dominam a nossa época. Apesar de tudo, fica  a saber que tenho muitos pontos fracos mas os cientistas sempre dão um jeito de disfarçar isso. Sabes quais são?

Desejo toda a sorte do mundo aos teus relativos… para que um dia possam: 1) ganhar asas de modo a chegarem mais depressa ao trabalho e serem notados pelos patrões; 2) ganhar mais um ou dois braços, para que possam ser mais eficientes a trabalhar; 3) ganhar o mecanismo da camuflagem, para que consigam escapar da polícia quando cometem alguma ilegalidade. Pode ser que a adaptação ao ambiente azafamado muna os teus relativos com esses mecanismos de sobrevivência.

Atenciosamente,

A Teoria da Evolução



Dois professores viajavam de comboio…
Fevereiro 18, 2008, 2:49 am
Filed under: Ditos

Um deles, vendo a paisagem, vira-se para o outro e pergunta:

Prof. Química: Como acha que todas estas montanhas, vegetação e animais surgiram?
Prof. Biologia: Digamos que todas as condições físicas e materiais se conjugaram favoravelmente para que tudo isto surgisse.

Prof. Química: E depois? Surgiu mesmo não foi? Portanto, o acaso funcionou.
Prof. Biologia: Sim, o acaso, se é assim que lhe quer chamar.

Prof. Química: Gostava de o conhecer melhor.
Prof. Biologia: A mim?!

Prof. Química: Não! Ao acaso!
Prof. Biologia: Está a brincar comigo!

Prof. Química: Nem por isso. Gostava de conhecer o senhor “acaso” porque ele deve ter um poder imenso para criar tudo isto. Agora pergunto eu como é que o “acaso” criou um Universo que não funciona por acaso?
Prof. Biologia: Lamento não poder partilhar dessa sua fantasia.

Prof. Química: Lá em cima da montanha as rochas estão fragmentadas.
Prof. Biologia: Sabe muito bem que isso deve-se à infiltração das águas e posterior congelação das mesmas. Ao gelar, a água aumenta de volume e vai partindo as rochas.

Prof. Química: Então isso já não foi por acaso? Mas agora reparo que aqui no sopé da montanha estão muitas pedras partidas. Seria o acaso?
Prof. Biologia: Ora, ora! Toda a gente vê que isso se deve à extracção de pedra feita pelo ser humano. De onde poderiam vir todas as pedras para as grandes construções?

Prof. Química: O professor quer dizer tudo o que se passa na montanha tem uma explicação, exceptuando a própria montanha que apareceu por acaso! Tanto a congelação da água a partir a rocha como a extracção de pedra no sopé feita pelo homem constituem boas explicações. Todavia, a montanha apareceu ali por acaso. Parece que somente as coisas pequenas têm explicação. As grandes aparecem espontaneamente.
__________________________________________________

“Onde estavas tu quando eu fundei a terra? Diz-me, se tens entendimento.” (Jó 38:4) 



Em qual destas fases te encontras?
Janeiro 16, 2008, 6:30 pm
Filed under: Ditos

hghgffeffweewlop



Pergunta Constrangedora
Novembro 18, 2007, 12:45 am
Filed under: Ditos

f1

No meio da conversa, o meu amigo ateu comenta comigo:
– “Eu gostava de perguntar ao teu Deus porque razão ele permite as guerras e as fomes e as injustiças sem fazer nada a respeito disso…
E olha para mim à espera de uma resposta…
Eu baixo os olhos…
– ”Desculpa…
Diz ele ao ver o meu ar contrito à pergunta/desafio que me tinha lançado.
– “Não te queria ofender.
Finalmente olho para ele e respondo:
– ”Não… não me ofendeste… eu apenas temo é que Ele algum dia nos faça a mesma pergunta

“Pois do céu é revelada a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça.” (Romanos 1:18 )



A experiência
Novembro 8, 2007, 10:20 pm
Filed under: Ditos

Na sala onde se realizava a experiência reinava o silêncio..
Vários cientistas rodopiavam atarefados de volta de uma espécie de cubo que parecia conter algo incandescente dentro.. De vez em quando, olhavam para o publico e sorriam.. Passado algum tempo um deles, certamente o chefe, vira-se para audiência e afirma, triunfante:
” Conseguimos!
Recriando o que se pensa terem sido as condições de temperatura e pressão dos primeiros tempo do nosso planeta, conseguimos mostrar que as rochas graniticas que formam a terra se podem ter formado ao longo de milhões e milhões de anos, tal como as teorias evolucionistas prevêem.. Não há duvidas..
A Teoria da evolução deu hoje um grande passo em frente com esta descoberta! “
A maior parte das pessoas presentes começaram a bater palmas, algumas certamente dando a mão à palmatória, pois no início não acreditavam muito na possibilidade de sucesso da experiência.
Então, uma pessoa se levantou no meio das outras:
– “Eu tenho uma pergunta..
Peço desculpa, pois sou um leigo em ciências, principalmente nas físicas..
portanto, os senhores mostraram um cenário de como a Terra se poderá ter formado com essa maquete, certo? “
– “Sim, exactamente.. demonstrámos o que muitos cientistas acreditam ser o cenário mais provavel.. nesta maquete tudo se foi formando conforme devia para que o a Terra se formasse e se tornasse tal como hoje a conhecemos. Lentamente, muito lentamente e não em seis dias, nem nada do género… Qual era então a pergunta? “
– ” Então, quando a Terra foi mesmo formada, de acordo com o vosso modelo, quem é que vocês acham que controlava a maquete? “