No princípio criou Deus os céus e a Terra


Fóssil de Pelicano Embaraça Evolucionistas
Outubro 14, 2010, 9:46 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

Em mais um exemplo de um animal que se esqueceu de evoluir:

“Segundo recentes descobertas fósseis, pelicanos que se assemelham aos pelicanos actuais já andavam a capturar peixes enquanto os nossos ancestrais ainda se baloiçavam nas árvores.”

Impressionante. Em menos de 6 milhões de anos, os ancestrais dos seres humanos desceram das árvores, desenvolveram cérebros maiores, adquiriram uma postura erecta e todas as outras coisas que nos distinguem deles, mas o nobre pelicano, em 30 milhões de anos, ficou essencialmente na mesma.

“A identificação de um bico de pelicano com 30 milhões de anos (e extremamente bem preservado) levanta questões sobre o porquê da evolução ter deixado esta ave praticamente na mesma durante este longo período de tempo.”

Nunca lhes passa pela cabeça que se calhar esse “longo período de tempo” nunca aconteceu ou que a evolução nunca aconteceu.

“Segundo Antoine Louchart da Universidade de Lyon (França), o praticamente completo fóssil do bico, datado com a idade de 30 milhões de anos e encontrado na área de Luberon (sudeste da França), assemelha-se aos bicos de outros 7 pelicanos modernos. As semelhanças são tais que o animal a quem pertencia o fóssil foi englobado no genus Pelecanus.”

Notem a constante referência aos “30 milhões de anos”. O motivo de tal reforço de ideia não é científico, uma vez que dizer-se que o fóssil tem 30, 40 ou 100 milhões de anos não vai aumentar o nosso conhecimento sobre o animal em causa. Se eu disser que o fóssil tem 3 mil anos, será que ele deixa de ser tão semelhante aos animais da mesma espécie que ainda existem? Não.

A constante referência aos não-existentes milhões de anos tem apenas um propósito ideológico; serve para tentar manter o achado dentro da mitologia da evolução. O nosso conhecimento não vai aumentando à medida que o texto vai repetindo “30 milhões de anos, 30 milhões de anos, 30 milhões de anos”.

Existe explicação evolutiva?

Claro que os adivinhos evolucionistas tiveram que inventar um esquema para explicar a não-evolução deste animal:

“A falta de modificação evolutiva pode sugerir que o bico [do pelicano] atingiu um estado evolutivo óptimo, tanto para o voo como também para alimentação.”

É isso! O facto do bico deste animal se ter mantido praticamente na mesma durante os imaginados “30 milhões de anos” não é porque os 30 milhões de anos são falsos e nem é porque a evolução nunca aconteceu, mas sim porque o bico já tinha atingido a forma “perfeita” para as funções que os pelicanos modernos ainda desempenham. Não se sabe como é que eles estão cientes que a forma actual do bico do pelicano é a forma “óptima”, mas palpito que a resposta será tautológica:

  • O bico não evoluiu porque atingiu a forma óptima.
  • Nós sabemos que atingiu a forma óptima porque não evoluiu.

CONCLUSÃO

No blogue Darwinismo podem ler uma conclusão mais completa a este post. Eu fico-me por constatar que enquanto os evolucionistas não conseguirem pensar fora da sua caixa naturalista, vão continuar a acumular surpresas em cima de surpresas. Claro que para criacionistas estes dados não são nenhuma surpresa.

Anúncios

43 comentários so far
Deixe um comentário

foi um ponto interessante, certamente que (se tiver milhões de anos) certamente esteve sujeito a outras pressões, tais como o clima, predadores, parasitas e até mesmo escassez de comida
e que o forçariam a evoluir para outro estado evolutivo

Comentar por Nuno Dias

Se o bico continua o mesmo, quer dizer que é o melhor mecanismo para alimentção da espécie, mesmo sofrendo a diferentes pressões.

Não existe motivo algum em forçar uma interpretação criacionista para nenhum caso evolutivo, tendo vista o número gigantesco de eviências que corroboram com a teoria. Esses achismos sem fundamento ficam só para os criaciosnistas.

Comentar por Marcos W.

Os pregos não evoluiram muito desde os tempos romanos até á actualidade… Mas, entretanto, noutros campos, sugiram telemóveis, foguetões, automóveis eléctricos e computadores. Será que, pelo lado dos pregos haveria muito por onde inovar?

Pegar num aspecto particular de um organismo e dizer que aparentemente não se modificou não significa que os grupos biológicos que apresentam esse aspecto não tenham evoluido.

É como pegar na lente (imprescindível numa câmara) de uma máquina fotográfica de 1910, compará-lo com a lente de uma câmara digital de 2010 e dizer que as máquinas fotográficas não se alteraram em 100 anos…

Em suma, estes posts, uns com mais Photoshop que outros…, continuam básicos.

Comentar por Ana Noronha

Olá Ana Noronha,

O que é que o progresso tecnológico tem a ver com a evolução darwiniana?

Cumprimentos

Comentar por Marcos Sabino

Não entendeu? Eu te ajudo.

Foi uma analogia. E muito bem empregada, suficiente para destruir seu argumento.

Se quiser posso postar um desenho explicativo, para melhor entendimento dos amigos de baixo entendimento.

Abraço

Comentar por Marcos W.

não é válido Ana.
Fartos dessa explicação simples estão os criacionistas fartos de usar para refutar a evolução.

Comentar por Nuno Dias

Mas vejam como os bicos das aves realmente mudaram ao longo do tempo: O Archaepteryx, a mais antiga ave conhecida, do Jurássico Superior, tinha dentes. Muitas aves cretácicas (há muiiiitos milhões de anos) tinham dentes. As aves actuais não. A isso chama-se Evolução Biológica.

O que é facto é que — quer queiram, quer não — as coisas mudam e os grupos biológicos se modificam ao longo do tempo. A isso chama-se Evolução Biológica.

Não querem ver a coisa nesses termos? Acham que foi tudo enterrado pelo Dilúdio? Tudo bem…

Também há quem ache que a Terra é oca… e outros acha que a Terra é plana… Tudo bem!

Comentar por Sacarrão

mas foi só mesmo o bico, não é mesmo? O que está em causa é todo o restante corpo. A realmente ser verdade que houve poucas modificações, como pode isto ser? Existe muitas pressões que forçaria a haver alteração. Em quantas espécies se verifica isto? Esponjas e pouco mais.

Comentar por Nuno Dias

“O Archaepteryx, a mais antiga ave conhecida…”

Engraçado… Antes, os evolucionistas juravam de pés juntos que era um lagarto-ave.

“O que é facto é que — quer queiram, quer não — as coisas mudam e os grupos biológicos se modificam…”

Modificaram de pelicano para pelicano. Que coisa incrível! Eu não sabia que pelicanos evoluiam para pelicanos!

“A isso chama-se Evolução Biológica”.

A isso o quê? Pelicanos dando origem a outros pelicanos ou dando origem a crocodilos?

“O Archaepteryx, a mais antiga ave conhecida, do Jurássico Superior, tinha dentes.”

Será que eram dentes? Ou eram estruturas semelhantes a dentes, como esta aqui:
http://julianasphynx.blogspot.com/2007/12/anseriformes.html

Comentar por Isaias S. Oliveira

Claro, o animal tem todo esqueleto de dino, tanto que quando encontrado acharam que se tratava de um compsognato.

Na verdade as aves nunca deixaram de ser dinos, mas deixa esse assunto pra lá, vocês não conseguem entender nem o que é evolução, quem dirá sobre a evolução dos terápodos.

Abraço

Comentar por Marcos W.

Oi Isaias. Bacano, você estudou Biologia onde? Nas escolinha da catequese? Pela Bíblia? Nota-se… só falta você dizer que as asas dos morcegos e os as asas dos insectos também são a mesma coisa…

Comentar por Josué

Oi, Josué. Onde Darwin estudou biologia? Aliás, tu sabes qual a formação acadêmica dêle?

“…só falta você dizer que as asas dos morcegos e os as asas dos insectos também são a mesma coisa…”

E tu, Josué, só falta dizer que os insetos são ancestrais dos morcegos.

“…Na verdade as aves nunca deixaram de ser dinos…(Marcos).

Sei.. E dinos nunca deixaram de serem peixes. Certo? Certo? Certo?

“…vocês não conseguem entender nem o que é evolução…”

E você nunca ouviu falar da Lei da genética:
As caracteristicas da célula-mãe são transmitidas às celulas-filha, da mesma espécie.

Ou seja, células branquiais só darão origem a outras células branquiais e não a células pulmonares;
Células de escamas de peixes só darão origens a outra células de escamas de peixes, e não a células de escamas de répteis;
Células de escamas de répteis só darão origem a outras células de escamas de répteis, e não a células de penas ou pêlos. E assim sucessivamente.
Mas se quiseres pisar na ciência e continuar abraçando o evolucionismo, fique à vontade. É direito teu.

Comentar por Isaias S. Oliveira

O interessante que nesses “30 milhões de anos” as mutações foram todas “selecionadas” pela Seleção Natural e houve um bloqueio de mudanças.Apartir do momento que a Seleção deixou o bico do pelicano “otimizado” e “estagnado” por 30 milhões de anos “estagnado” biológicamente, qualquer ser racional concluíria que houve um processo intelegível e inteligente por detrás dele.No Evolucionismo o tempo todo menciona-se manifestações de inteligência negando-se tal fato.

Comentar por jonas

Jonas:

“No Evolucionismo o tempo todo menciona-se manifestações de inteligência negando-se tal fato”

O evolucionismo nega manifestação de inteligência?

Onde está que o mecanismo da evolução não possa ser planejado?

Esta manifestação de inteligência que voce sugere, tem nome?

O que é ou quem é e por que voce conclui desta forma?

Ou voce está raciocinando por saltos?

Comentar por Clayton Luciano

Clayton!
Um dos elementos essenciais do paradigma do Neo-Darwinismo moderno é a atribuição a Seleção Natural de uma natureza criativa para justificar a imensa riqueza biológica da natureza.O Naturalismo Ontológico impõem DUALIDADE ACASO-NECESSIDADE como o único quadro aceitável que explica a realidade.Com as novas descobertas da Biologia Molecular de complexidade e sofisticação a nível molecular dos organismos vivos,ficou quase que irracional explicar a complexidade organizacional destes seres.A saída dos neo-darwinistas foi de usar a “famosa” facilidade proverbial dialética,convencendo a todos que a Seleção Natural é a força criadora de toda diversidade e complexidade.Há uma incongruência gritante neste pensamento,pois tenta dar um ar de uma teleologia no processo que de uma forma ou de outra é aleatório e ao acaso.A otimização de estruturas segundo a nossa racionalidade advém de uma atividade consciente e isto o Neo-Darwinismo não quer perceber,preferindo delegar a uma “força natural” aleatória,sem intenções toda diversidade e complexidade.

Comentar por jonas

Isaías.

“Sei.. E dinos nunca deixaram de serem peixes. Certo? Certo? Certo?”

Errado. Falei… é inútil tentar explicar coisas para eles, não entendem nada.

E sobre genética, o que você disse é pura mentira. Se quiser fique a vontade para postar uma fonte para analizarmos.

Senão, já sabe…

Comentar por Marcos W.

A Genética é o ramo da biologia que estuda a transferência das características físicas e biológicas de geração para geração.
A hereditariedade é a herança genética que recebemos de nossos antepassados, seja ela, características físicas…
Podemos dizer que genoma é o código genético [por exemplo]do SER HUMANO , ou seja, o conjunto dos genes HUMANOS. No material genético podemos encontrar todas as informações para o desenvolvimento e funcionamento do organismo do SER HUMANO.
http://www.suapesquisa.com/cienciastecnologia/genetica/

…Uma vez que os ácidos
nucléicos são responsáveis
pela MANUTENÇÃO e expressão
das CARACTERISTICAS hereditárias, a genética estuda desde os processos
de divisão celular, onde
o DNA é replicado (produz uma réplica de si mesmo) para ser
repassado às células filhas…
http://biociencia.org/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=211

Ver também:

Agora me mostre tu os experimentos científicos que mostram:

a)Uma célula escamosa de peixe dando origem a uma célula de pele de anfíbio;
b)Uma célula epitelial de anfíbio dando origem a uma célula de penas;
c) Uma célula de penas dando origem a uma célula de pêlos;
Senão, já sabe…

Comentar por Isaias S. Oliveira

Jonas:

“A otimização de estruturas segundo a nossa racionalidade advém de uma atividade consciente e isto o Neo-Darwinismo não quer perceber,preferindo delegar a uma “força natural” aleatória,sem intenções toda diversidade e complexidade.”

1 – O neo-darwinismo não entra no mérito da existência/inexistência de seres sobrenaturais, observa o sistema em si.

2 – Se há uma forma de direcionamento fora do campo observacional da ciência, estando fora do campo observacional, logo não interessa para a ciência.

3 – A verdade sempre relativa: o aleatório em que a ciência se baseia, é relativo ao mundo natural, ela não afirma que a mutações são aleatórias relativamente ao mundo sobrenatural.

É preciso raciocinar…

Comentar por Clayton Luciano

“E sobre genética, o que você disse é pura mentira.”

Vejamos quem é o mentiroso:

A Genética é o ramo da biologia que estuda a transferência das características físicas e biológicas DE GERAÇÃO PARA GERAÇÃO.
A hereditariedade é a herança genética que recebemos de nossos ANTEPASSADOS, seja ela características físicas…
Podemos dizer que genoma é o código genético do SER HUMANO [por exemplo], ou seja, o conjunto dos genes HUMANOS. No material genético podemos encontrar todas as informações para o desenvolvimento e funcionamento do organismo do SER HUMANO.
suapesquisa.com/cienciastecnologia/genetica/

…Uma vez que os ácidos nucléicos são responsáveis pela manutenção e expressão
das CARACTERISTICAS hereditárias, a genética estuda desde os processos de divisão celular, onde o DNA é replicado (produz uma réplica de si mesmo) para ser repassado às células filhas…
biociencia.org/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=211

Agora, se não queres passar por mentiroso, me cite tu os exemplos observáveis na natureza que mostram:

a)Uma célula escamosa de peixe ou réptil dando origem a uma célula de pele de anfíbio (ou o contrário);

b)Uma célula epitelial de anfíbio dando origem a uma célula de penas (ou o contrário);

c) Uma célula de penas dando origem a uma célula de pêlos (ou o contrário);

Senão, já sabe…

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Muta%C3%A7%C3%A3o

E no mais, voce também acha que não é possível concluir que o sol também não será uma gigante vermelha, pelo fato de que voce nunca foi no interior dele?

O raciocínio é o mesmo, pois trata de longos períodos que não são observados da forma que voce gostaria que fosse.

Em relação ao sol,voce não entra numa nave e vai no interior dele para conferir, voce conclue pela observação de várias estrelas, faz uma ligação de que cada uma delas não é um “tipo” diferente de estrela e sim é o mesmo “tipo” porém em várias fases,e confere pela possibilidade físico-quimica.

da mesma forma que voce não tem que ver uma ave nascendo pelos para conferir, como voce gostaria que fosse, voce conclue pela observação de várias espécies, faz uma ligação de que cada uma delas não é um “tipo” isolado e sim é o mesmo “tipo” (vida) porém em várias fases, e confere pela possibilidade físico-quimica

Comentar por Clayton Luciano

Clayton, uma coisa é você observar corpos celestes que estão a milhares, milhões ou bilhões de quilômetros ou anos-luz daqui. Outra coisa é observar uma galinha a passear pelo quintal, abri-la ao meio, analisar suas vísceras, mapear todos os seus genes e etc. Tua comparação é totalmente descabida.
E o código genético deixa claro que as caracteristicas de uma célula sempre são repassadas às suas descendentes. Células ósseas nunca dão origem a células musculares;
Células musculares nunca dão origem a células sanguineas;
Células sanguineas nunca dão origem a neurônios;
Neurônios nunca dão origem a linfócitos;
Escamas nunca dão origem a penas;
Penas nunca dão origem a pêlos.
Pelo menos é isto que a biologia e a genética (verdadeiras ciências) tem demonstrado e até hoje nehum experimento foi capaz de invalidar.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Sobre as mutações, já citei como exemplos o albinismo e o melanismo, que tornam o mutante MENOS apto que seus pais, além de não mostrar nenhum INDÍCIO de transição de réptil para mamífero, por exemplo.
Mas tu não me deste nenhum exemplo de mutação natural que faça o mutante ser melhor que seus pais e que mostrem INDÍCIOS de transição de réptil para mamífero ou algo similar.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

Minha comparação é lógica por comparar acontecimentos que estão em escalas não visíveis a olhos simples pelos seres humanos.

“E o código genético deixa claro que as caracteristicas de uma célula sempre são repassadas às suas descendentes. Células ósseas nunca dão origem a células musculares;
Células musculares nunca dão origem a células sanguineas;
Células sanguineas nunca dão origem a neurônios;
Neurônios nunca dão origem a linfócitos;
Escamas nunca dão origem a penas;
Penas nunca dão origem a pêlos.
Pelo menos é isto que a biologia e a genética (verdadeiras ciências) tem demonstrado e até hoje nehum experimento foi capaz de invalidar.”

Voce foi além do que permitem as premissas, pois para dizer que células “isso” não originam “aquilo” (em uma escala “astronômica de tempo”), voce teria que ser um ser que tivesse vivido e acompanhado estas células desde o surgimento delas até agora.

Voce pode concluir no máximo que, na sua vida voce nunca viu uma célula “isso”, originar celula “aqulo”, e esta sua experiência não prova nada, pois ninguém disse que “isso” virará “aquilo”, num tempo de trinta anos por exemplo.

A partir do momento que se decide verificar o que aconteceu em períodos de tempos gigantescos, tanto dizer que houve mutação, quanto dizer que não houve, requerem o mesmo nível de prova.

Primeiro se verificam as possibilidades, para depois se verificarem as probabilidades

1 – Se é possível que haja mutações

2 – Para saber se houve ou não as mutações macroevolutivas é preciso verificar as evidências (fosseis, órgãos vestigiais, homologias e enbriologia comparada)

Conclusão:

Dizer que na sua vida voce não viu nada mudar, voce pode.

Mas dizer que numa escala astronomica de tempo nada mudou, requer o mesmo nível de prova do que dizer que mudou, pois nenhum de nós pôde acompanhar tudo desde o início.

Só restam analisar as evidências, e em nada ajuda voce dizer que ninguém nunca viu um dinossauro parir uma galinha.

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton)”Minha comparação é lógica por comparar acontecimentos que estão em escalas não visíveis a olhos simples pelos seres humanos”.

Os insetos (vida efêmera) vem sendo observados a olho nú e registrados em monumentos há vários milênios pela humanidade. E continuam os mesmos de hoje. Sem excessão.

(Clayton) Voce foi além do que permitem as premissas…

Sou eu a estar indo além das “premissas” ou é você que está indo além das evidências? As evidências apontam para X. Se você diz que as evidências estão erradas ou incompletas, então cabe a você o ônus da prova. Aquilo que vai além das observações (ave+ave=réptil) não passa de especulação ou fé.

(Clayton)Primeiro se verificam as possibilidades, para depois se verificarem as probabilidades

E quais as posibilidades/probabilidades de uma célula muscular dar origem a uma célula óssea? Tens estes dados?

(Clayton)1 – Se é possível que haja mutações…

Até agora não deste nenhum exemplo observável de mutação evolutiva. Se ocorreram tão abundantemente no passado, por quê não mais ocorrem?

2 – Para saber se houve ou não as mutações macroevolutivas é preciso verificar as evidências (fosseis, órgãos vestigiais, homologias e enbriologia comparada)…

Os fósseis nos mostram criaturas extintas. Eles podem ser peixes, anfíbios, répteis, aves, mamíferos… É o que mostram as evidências. Quando falas em ave-réptil estás a ir além das evidências e abraças os supostos elos que estão sempre a serem desmentidos.
E parece que, mesmo após desmascarados, Haeckel e os “órgãos vestigiais” continuam a te enganar.

(Clayton) Dizer que na sua vida voce não viu nada mudar, voce pode.
Mas dizer que numa escala astronomica de tempo nada mudou, requer o mesmo nível de prova do que dizer que mudou…

Essa tal “escala de tempo astronômica” é por conta das crenças evolucionistas. Não tem nenhuma relação com a biologia ou com a genética.
Mutações ocorrem o tempo todo diante de nossos olhos. Mas dizer que elas podem transformar escamas em pêlos é ir além do que mostram as evidências. É um grande salto de fé.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

“Os insetos (vida efêmera) vem sendo observados a olho nú e registrados em monumentos há vários milênios pela humanidade. E continuam os mesmos de hoje. Sem excessão”

Se voce tem base em que o mundo tem apenas seis mil anos, com certeza voce não vai compreender.

Poucos mil anos, como voce quer mutações em insetos sendo vistos por pessoas para se ter conclusões (querer mutações perceptíveis a olhos de humanos que viveram a poucos mil anos) voce não entenderá mesmo.

É pressuposto para a teoria evolutiva a escala de milhões.

Eu cheguei a poucos anos e eu não estava na origem do universo para eu afirmar se ele tem 6000 anos ou 15 bilhões (se eu estava eu não me lembro, apesar de que minha matéria estava lá)

Vieram pessoas de dois grupos para tentar me explicar. Um dos grupos me disse que o universo tem só seis mil anos e eu pedi provas, não me deram nada, só tentativas de me colocar medo de um tal lago de enxofre ardente.

O outro grupo, me apresentou argumentos dizendo que as áreas da geologia, física, astronomia… ou seja ciências que trabalhavam de forma independente uma das outras e chegavam ao mesmo resultado de bilhões de anos.

“Sou eu a estar indo além das “premissas” ou é você que está indo além das evidências? As evidências apontam para X. Se você diz que as evidências estão erradas ou incompletas, então cabe a você o ônus da prova. Aquilo que vai além das observações (ave+ave=réptil) não passa de especulação ou fé.”

Cabe a nós dois o onus daquilo que cada um afirma,

As evidências apontam para “X”? Divida comigo que conclusão é esta e a forma que voce tirou esta conclusão.

Não precisa ir muito longe não, como voce explica a diferença de inteligência (potencial) entre as pessoas? E a diferença física?

Seria porque Adão e eva eram seres perfeitos e extremamente gordos e extremamente inteligentes e foram as mutações genéticas degenerativas que transformaram seus descendentes em pessoas magras, mais burras?

“Até agora não deste nenhum exemplo observável de mutação evolutiva. Se ocorreram tão abundantemente no passado, por quê não mais ocorrem?”

Que observação voce tem para dizer que as mutações não mais ocorrem?

É a mesma que voce tem para afirmar que os galáxias não estão distanciando, porque voce confere toda noite e ve elas na mesma distancia?

“Essa tal “escala de tempo astronômica” é por conta das crenças evolucionistas.”

Tem as outras áreas da ciência também, a astronomia, a geologia…

“Não tem nenhuma relação com a biologia ou com a genética.
Mutações ocorrem o tempo todo diante de nossos olhos. Mas dizer que elas podem transformar escamas em pêlos é ir além do que mostram as evidências. É um grande salto de fé.”

Que evidências voce tem para dizer que escamas não se transformam em pelos?

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton) Se voce tem base em que o mundo tem apenas seis mil anos, com certeza voce não vai compreender…

As mutações não precisam de milhões de anos para ocorrer. E as mutações observadas em insetos e outras criaturas não dão apoio às crenças evolucionistas.

(Clayton)Vieram pessoas de dois grupos para tentar me explicar. Um dos grupos me disse que o universo tem só seis mil anos…
O outro grupo, me apresentou argumentos dizendo que as áreas da geologia, física, astronomia… ou seja ciências que trabalhavam de forma independente uma das outras e chegavam ao mesmo resultado de bilhões de anos.

Ou seja, um grupo falou de Deus, deuses, anjos e demônios e você não gostou. O outro grupo falou de mulas-sem-cabeça, ratos-baleia, peixes-sapo, sapos-dinos, dinos-aves, macacos–humanos e você gostou.
E estatística populacional não dá suporte para os alegados milhões de anos para a humanidade. Já postei um cálculo aqui. Se quiseres, posso publicá-lo novamente.

(Clayton) Cabe a nós dois o onus daquilo que cada um afirma…

Não, Clayton. Cabe a você. As observações indicam que células musculares, não dão origem á células ósseas.

(Clayton) As evidências apontam para “X”? Divida comigo que conclusão é esta e a forma que voce tirou esta conclusão.

Jamais foi observada uma célula muscular dando origem a outra célula que não seja célula muscular. Mas se você conhece algum fato que mostre o contrário, mostre-nos.

(Clayton) Não precisa ir muito longe não, como voce explica a diferença de inteligência (potencial) entre as pessoas? E a diferença física…

Adão e Eva eram humanos. E nós também somos. Humanos+humanos=humanos. Em quê isto ajuda o evolucionismo?

(Clayton) Que observação voce tem para dizer que as mutações não mais ocorrem?

Eu não disse que mutações não ocorrem. Eu disse que elas não fazem o peixe deixar de ser peixe. É o quê mostram as evidências. Lamento por ti.

(Clayton) É a mesma que voce tem para afirmar que os galáxias não estão distanciando, porque voce confere toda noite e ve elas na mesma distancia?

Galáxias se distanciando não fazem peixes gerarem sapos.

(Clayton) Que evidências voce tem para dizer que escamas não se transformam em pelos?

Até hoje tal milagre jamais foi observado. E:
…Uma vez que os ácidos nucléicos são responsáveis pela MANUTENÇÃO e expressão das CARACTERISTICAS hereditárias, a genética estuda desde os processos de divisão celular, onde o DNA é replicado (produz uma réplica de si mesmo) para ser repassado às células filhas…
biociencia.org/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=211

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

“Não, Clayton. Cabe a você. As observações indicam que células musculares, não dão origem á células ósseas.”

Estou um pouco resistente a acreditar que voce por milhões de anos vem observando estas células, não acho que voce seja tão velho, ainda mais que nunca fiquei sabendo de uma pessoa viver milhões de anos.

“Jamais foi observada uma célula muscular dando origem a outra célula que não seja célula muscular. Mas se você conhece algum fato que mostre o contrário, mostre-nos.”

Te confesso que não acompanhei estas células nestes últimos milhões de anos, poi só me lembro de uns 25 anos para cá.

“Eu não disse que mutações não ocorrem. Eu disse que elas não fazem o peixe deixar de ser peixe. É o quê mostram as evidências. Lamento por ti.”

Voce sugere um “muro” dentro do DNA que impeça as mutações de passarem de certo nível. Alegação de uma barreira dentro do DNA é uma alegação que requer prova.

A partir do momento que voce admite que as mutações ocorrem, cabe a voce provar o que barra elas de atingirem mutações macroevolutivas.

Se voce tivesse dito que as mutações não ocorressem, voce não precisaria de identificar tal “muro”, mas voce disse o contrário, logo estou esperando.

“Até hoje tal milagre jamais foi observado. E:
…Uma vez que os ácidos nucléicos são responsáveis pela MANUTENÇÃO e expressão das CARACTERISTICAS hereditárias, a genética estuda desde os processos de divisão celular, onde o DNA é replicado (produz uma réplica de si mesmo) para ser repassado às células filhas…”

Voce disse aqui, sem dizer nada a respeito do tema.

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton) Estou um pouco resistente a acreditar que voce por milhões de anos vem observando estas células…

Eu constumo dizer o mesmo para quem acredita em peixe-sapo.

(Clayton) Te confesso que não acompanhei estas células nestes últimos milhões de anos, poi só me lembro de uns 25 anos para cá.

Também não acompanhei os milhõõõõões de anos para crer que eles tenham existido.

(Clayton) Voce sugere um “muro” dentro do DNA que impeça as mutações de passarem de certo nível. Alegação de uma barreira dentro do DNA é uma alegação que requer prova.

E você sugere um “portal mágico” que faça um peixe se tornar sapo.

(Clayton) A partir do momento que voce admite que as mutações ocorrem, cabe a voce provar o que barra elas de atingirem mutações macroevolutivas.

Eu não admito que mutações existem. Eu as observo e confirmo: Albinismo e melanismo. E estas não produzem os seres mitológicos que permeiam as criativas imaginações evolucionistas.

(Clayton) Se voce tivesse dito que as mutações não ocorressem, voce não precisaria de identificar tal “muro”, mas voce disse o contrário, logo estou esperando.

Errado. Se eu dissesse que tais mutações não ocorressem (albinismo, melanismo…)estaria dando uma prova cabal de ignorância total do tema. Logo, não tenho que demostrar “muro” algum. Tu é quem tens que mostral o tal “portal mágico”.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

Só haveria de ter portal mágico se houvesse muro

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton)Só haveria de ter portal mágico se houvesse muro

Sendo mágico, não necessita de muro.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

Seria par atravessar o que então?

É preciso que voce demonstre o tal muro, só depois eu terei que demonstrar que as mutações o atravessam, sendo com magia, ou com físico-quimica

Comentar por Clayton Luciano

O portal mágico é para substituir a princesa.
Ao invés de a princesa beijar o sapo (que nojo!), basta que a INFORMAÇÃO atravesse o portal mágico e possibilite as células branquiais darem origem as células pulmonares. Se o peixe não se afogar, pode dar certo.
Ou então o portal mágico pode permitir a mula-sem-cabeça a andar por aí com algum mecanismo de navegação semelhante ao dos morcegos.
E não nos esqueçamos dos grifos, hipo-grifos, centauros, sátiros e todos os outros seres que, segundo tu, podem ou não ter existido.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Clayton, Isaias e Franco:

Vcs pretendem chegar aonde exatamente com este tipo de discussão? 🙂

Comentar por Icarus

Sei não, rsrsrs.
Mas em relação ao Clayton acho que acabaremos falando sobre os X-MAN.
Em relação ao Franco, acho que dá para “bater um tambor”.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

“O portal mágico é para substituir a princesa.
Ao invés de a princesa beijar o sapo (que nojo!), basta que a INFORMAÇÃO atravesse o portal mágico e possibilite as células branquiais”

Quem atravessa, atravessa alguma coisa.

No caso o que se atravessa, é a barreira que voce disse que existe no DNA que impede as mudanças de espécie.

Voce está se fazendo de brincadeira, para fugir do problema.

A partir do momento que voce admite que um carro está em movimento, para voce dizer que ele não pode chegar a uma distância “X”, voce tem que dizer qual é a barreira (o mar, montanhas, muros, etc…)

Da mesma forma que se voce diz que as mutações ocorrem, para voce dizer que tais mutações não podem atingir tal nível de macroevolução, voce tem que dizer qual é a barreira.

Comentar por Clayton Luciano

Clayton, as evidências não te ajudam. Cada célula é programada para produzir outras do mesmo tipo. Uma célula muscular tem em si o código genético para se dividir em… outras células musculares. É o que mostram as evidências. Se você quer o tal “muro”, ele estaria no próprio código genético. Não me culpe. Culpe o fabricante do software da célula.

(Clayton) A partir do momento que voce admite que um carro está em movimento, para voce dizer que ele não pode chegar a uma distância “X”, voce tem que dizer qual é a barreira (o mar, montanhas, muros, etc…)

O fato de um carro se mover daqui até ali, não significa que ele pode ir até saturno. Como sempre, estás a extrapolar as observações.

(Clayton) Da mesma forma que se voce diz que as mutações ocorrem, para voce dizer que tais mutações não podem atingir tal nível de macroevolução, voce tem que dizer qual é a barreira.

E você está, indiretamente, sugerindo que albinismo e melanismo podem fazer os peixes evoluírem para humanos. Grande é a tua fe.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Com relação às “brincadeiras”, creio que elas serviram muito bem para demonstrar que se homens-macaco, peixes-sapo e etc existiram algum dia, etão pode-se dizer o mesmo dos centauros, sátiros e etc.

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

“Clayton, as evidências não te ajudam. Cada célula é programada para produzir outras do mesmo tipo.Uma célula muscular tem em si o código genético para se dividir em… outras células musculares. É o que mostram as evidências. Se você quer o tal “muro”, ele estaria no próprio código genético. Não me culpe. Culpe o fabricante do software da célula.”

Mas voce não está indo no ponto central da questão, pois a TE não diz que uma celula é programada para produzir outras células mais evoluídas

e sim que as mutações são causadas por transposons ou erros durante a replicação de elementos repetitivos.

“O fato de um carro se mover daqui até ali, não significa que ele pode ir até saturno. Como sempre, estás a extrapolar as observações”

Neste caso aqui, do carro, voce expos a barreira, pois quis dizer que o carro não pode ir até saturno, devido ao fato de que ele não viaja na ausência de solo.

E no caso das mutações voce não demonstrou barreira

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton) …as mutações são causadas por transposons ou erros durante a replicação de elementos repetitivos.

Vejamos os resultados de alguns destes erros: Albinismo e melanismo. Isto não parece nada animador para o mutante.
Clayton, fala sério. Desde quando sucessivos erros de programação podem fazer um software se tornar cada vez mais avançado e complexo? Tens algum exemplo prático?

Comentar por Isaias S. Oliveira

Isaías:

O software não serve como exemplo, porque ele não se reproduz

Comentar por Clayton Luciano

Isaías:

O software não serve como exemplo, porque ele não se reproduz ou não se reproduziu por milhões de anos.

Comentar por Clayton Luciano

(Clayton) O software não serve como exemplo, porque ele não se reproduz ou não se reproduziu por milhões de anos.

O quê????????!!!!!!!
Clayton, o nosso DNA funciona como um HD, só que muito mais complexo!
O HD funciona com um código binário (01010101…). O quê está no HD do teu PC não é imagem ou som. É uma sequência de inúmeros 0 e 1 que são então decodificados por programas específicos e depois transformados em imagem e som.
O DNA funciona com quatro dígitos (A,T,C,G). Este código é então transcrito e depois traduzido. O DNA é um sistema de armazenamento di-gi-tal. E mais: o DNA é o único software que produz seus próprios hardwares!

Comentar por Isaias S. Oliveira

Amigo, você é burro a dar com um pau. Vá fique na ignorância pois o criacionismo faz muito mais sentido porque se baseia em algo que não apresenta quaisquer evidencias.

Comentar por MATLOCK




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: