No princípio criou Deus os céus e a Terra


A Aposta de Pascal
Janeiro 22, 2010, 9:40 am
Filed under: Estupidez/Fanatismo/Ignorância ateísta

Em discussões sobre religião e Deus, sempre que o cristão usa a “Aposta de Pascal” a objeção ateísta comum é: “Qual deus? Odin, Zeus, etc?” Você pode ver como isso acontece nesse vídeo aqui, ou de uma forma modificada nessa sessão de stand-up comedy do Dawkins.

Essa é a objeção dos “muitos deuses”. Na lógica ateísta, se nessa aposta você não consegue estabelecer a identidade exacta do deus verdadeiro, isso é uma prova de que o teísmo é falso e o cristianismo mais falso ainda. Tal objecção ateísta pode ser respondida de várias formas, mas destaco duas respostas simples aqui:

1) O argumento de Pascal claramente se refere ao Deus bíblico-cristão e não a “um deus”. A Aposta de Pascal é se “Deus”, aquele em quem Pascal acreditava, existir. Portanto a pergunta “qual deus” já é respondida: o Deus da Bíblia. A objeção dos “muitos deuses” ignora quem era Pascal, ignora quem é o interlocutor e ignora tudo o que o cristianismo já escreveu sobre a existência de Deus.

Em suma: a objecção dos muitos deuses é um atestado de ignorância (já que ignora tantas coisas).

A Aposta de Pascal é apenas um fragmento de uma obra mais ampla escrita por um teísta cristão. É um argumento pragmático dependente de verdades anteriores.

Com base em argumentos anteriores, Pascal reduz as opções de vida a 2 caminhos: o teísmo cristão e o não-“teísmo cristão”. Ao contrário do que possa parecer, sua Aposta não é “teísmo x ateísmo”. Por isso, o argumento é mal utilizado por cristãos e mal refutado por ateus.

2) Ateus não apostam? Mesmo ignorando o fato de Pascal estar a referir-se ao Deus cristão, que promete vida eterna (o que elimina várias outras divindades), a objecção dos “muitos deuses” é um atestado de burrice: “Ok, admito que o teísmo é correto. Mas como não me deste a identidade exacta do deus verdadeiro eu prefiro continuar a não acreditar em deus nenhum”.

Assim, a objecção dos muitos deuses acabaria com todas as loterias e sorteios. O ateu coerente nunca apostaria em nada e nunca entraria num sorteio. O argumento dos “muitos deuses” pode transformar-se em argumento dos “muitos números”, e já que ninguém sabe que número será o premiado, o mais seguro e inteligente é não jogar.

Analisando friamente, seria mais inteligente arriscar num deus qualquer do que nenhum, pois o prémio é muito grande e não ganhar significa perder muito mais que milhões. O ateísmo continua a ser a pior opção, mesmo distorcendo a Aposta de Pascal.

Mas para não perder a ilustração aqui: a Aposta de Pascal não se refere a acertar o deus correcto. A Aposta dele é simplesmente apostar ou não no Deus bíblico. Ateus e crentes esculhambam o argumento de um dos maiores pensadores cristãos de todos os tempos.

Como usar a Aposta de Pascal?

a) Apresenta todas as evidências e argumentos racionais a favor da existência de Deus que conheces. É teu dever conhecê-los.

b) No final da apresentação, usa a Aposta de Pascal.

c) O ateu usa a objecção dos “muitos deuses”, arrancado sorrisos sarcásticos do auditório.

d) Pergunta-lhe: “Estavas a dormir durante o ponto a)?” E passas a exigir dele uma argumentação em favor de Odin, Zeus, etc, do mesmo nível que a sua no ponto a). Seja educado, mas tão duro quanto possível.

Se ele não consegue argumentar racionalmente em favor de Odin, do Homem-aranha e do dragão de Sagan, então por que levantou essa objecção? Apenas para ganhar tempo ou para expor a própria tolice?

Não permitas que ele mude de assunto enquanto ele não listar os argumentos racionais em favor da existência da divindade citada. Você já o fez no ponto a), agora é a vez dele.

A Aposta de Pascal tem sido humilhada porque os crentes em geral fracassam no ponto a), ou ignoram-no.

Usa correctamente ou então não uses

Se a conversa ou o debate for devidamente dirigido, seguir uma sequência lógica e não pular etapas, a Aposta de Pascal pode ser uma bem-sucedida cartada final. Mas raramente os debates proporcionam tal oportunidade.

Meu conselho é: não precisas de usar a Aposta de Pascal. Mas se resolveres usá-la, certifica-te de ter estabelecido previamente as evidências a favor da existência de Deus, e não te curves diante de uma objecção tão estúpida.
__________________________________________________________

Modificado a partir do original Resumo da ÓperaEstão avacalhando a Aposta de Pascal


23 comentários so far
Deixe um comentário

“nessa sessão de stand-up comedy do Dawkins.” – gostei

Comentar por Nuno Dias

Neste post voce foi brilhante sabino…
Mostrou seu rápido raciocinio ao postar uma grande baboseira “A Aposta de Pascal”
, para encobrir uma ENORME “A Eugenia até pode nem ser uma má ideia ”
…Parabens pela rapidez!

Comentar por Romano Lima Aros

Idiota, regra geral eu coloco um post por dia.

Se te preocupasses mais em refutar, com argumentação lógica, o que é dito nos posts em vez de te limitares a dizer que o post é uma baboseira, talvez te dessem mais credibilidade.

Comentar por alogicadosabino

“Romano, se estás à espera que alguém leia um comentário grande teu, redigi-o de forma saudável, com a devida pontuação e pausas. A apresentação do teu texto Hiroshima depois da bomba atomica.”
…..
…Peço minhas sinceras desculpas Mr SABIDO
…Não sabia que só tu tinhas esse direito.

Comentar por ROMANO LIMA AROS

vcs os dois…

Comentar por Nuno Dias

Sabino!
Estava a ler alguns comentários do filósofo cristão Willian Craig,onde a tônica do assunto era a hipocrisia dos agnósticos enrustidos que desejam de se apresentar como ateus sem responderem pelas suas responsabilidades.Explico.Há um jogo de engano e de semântica por parte quanto as afirmações dos ateus,em que eles usam a “a presunção do ateísmo” que diz que na falta de evidências pra a existência de DEUS ,deve-se presumir que ELE não existe,com isto a ateísmo assumindo uma posição de referência,em que o ônus da prova de que DEUS existe fica com os teístas.Então o jogo de engano é desfeito porque as duas posições(DEUS existe ou DEUS não existe)são afirmações em que o conhecimento necessita estar estabelecido para tal.”Tal redefinição do termo ateu torna trivial a afirmação da presunção do ateísmo, pois, nesta definição, o ateísmo deixa de ser uma posição. Ela se torna apenas um estado psicológico compartilhado por um grupo de pessoas com diferentes visões sobre diferentes questões, ou que não têm visão nenhuma acerca de nada. De acordo com esta redefinição, até mesmo os bebês, que não têm opinião formada acerca de coisa alguma, são considerados ateus”(Willian Craig)Apartir deste novo conceito não tornam o ateísmo como uma posição,e sim como uma condição psicológica que não faz mais proposições ou afirmações categóricas,refugiando-se num “panteão” ateísta(todas formas de negar e duvidar a existência de DEUS) e “malabarismos semânticos” para fugirem das responsabilidades epistemiológicas da afirmação que DEUS não existe, e com isso ficando a eles o ônus da prova.
Quanto a aposta de Pascal,ele sempre objetivou o DEUS judaíco-cristão como o único DEUS,e as argumentações contrárias são falaciosas e com um tremendo jogo de engano,através de palavras e semântica.

Comentar por jonas

Jonas,
……..
“na falta de evidências pra a existência de DEUS ,deve-se presumir que ELE não existe”
.
“…o ateísmo assumindo uma posição de referência,em que o ônus da prova de que DEUS existe fica com os teístas.”

Eis o problema, no momento em que as antigas escrituras sugerem que os fieis à propaguem, ocorre uma invasão de privacidade por parte do povo que se auto-intitula “povo de Deus”, há um grave frenesi em direção àquele que não crê num Deus na tentativa de converte-lo.

……E por incrivel que pareça o tal “povo de Deus”, na tenttiva “louca” de cativar seguidores, acabam por cometer erros repudiados em sua propria escritura, como esta, presente nas proprias palavras atribuidas à Jesus, “…não julgais…”.

…..Portanto na condição de assediados pelo “povo de Deus” os ateus tem sim o direito e a obrigação de questiona-los, pois estão oferecendo-nos um “serviço” ao qual, não tem imagem nem voz nem prova alguma.

….Diante de suas afirmações, Jonas,
“Ela se torna apenas um estado psicológico compartilhado por um grupo de pessoas com diferentes visões sobre diferentes questões, ou que não têm visão nenhuma acerca de nada.”
…Se o ateismo for considerado um estado psicológico, seria de plena consciencia e razão dos fatos, porque diante de fatos inesplicaveis uma mente com inteligencia avançada questiona e não atribui ao sobrenatural.
…Como podemos observar através da historia (não estoria)e até na atualidade, todas as nações que conduzem sua sociedade por meio religioso, ou seja, totalmente baseado em escrituras e tradições, como consequencia tem seu povo, em esmagadora maioria, afundado na miséria extrema, como podemos observar no caso da India, do Afeganistão, de Israel, da Palestina, do Cazaquistão e toda a Africa, na historia temos o Império Romano, Grecia e etc…Através destes exemplos podemos concluir qual mente pode ser considerada inteligente, a que atriubui tudo ao sobrenatural e conduz sua sociedade com preconceitos ou à busca experimentar tudo contribuindo para o bem estar GERAL.(?)

…..”refugiando-se num “panteão” ateísta(todas formas de negar e duvidar a existência de DEUS) e “malabarismos semânticos” para fugirem das responsabilidades epistemiológicas da afirmação que DEUS não existe, e com isso ficando a eles o ônus da prova.”

….Vou começar a critica deste trecho de seu comentário com o significado da propria e de alguns termos usados por voce, Jonas:
…critica:. 1.arte ou faculdade de julgar produções ou manifestações de caráter intelectual;2.ato de criticar, avaliar ou julgar;3.critica desfavoravel, censura.
…panteão:.1.monumento para perpetuar a memoria de homens ilustres que geralmente contém seus restos mortais.
…semântica:.1.estudos das mudanças ou transformações sofridas, no tempo e no espaço pela significação das palavras.
…epistemologia:.1.estudo critico dos principios, hipóteses e resultados das ciências já constituidas.

….Em primeiro lugar quem habita panteões são religiosos, assim como voce, em segundo quem deve basear suas ideias na semântica são os mesmos pois a tiram de livros e não de observações, e terceiro e ultimo a unica consequencia epistemologica da não existencia de Deus é o fim de uma sociedade arcaica, ultrapassada e preconceituosa quanto à crenças.
….
…….Por fim observe que para ser considerado um critico deve-se 1º “apreciar a arte” ou seja ter conteúdo sobre o assunto, então, William Lane Craig é um teólogo, historiador do Novo Testamento e apologista cristão norte americano e filosofo é um termo atribuido a ele por seus “seguidores” logo não deve se aventurar ao campo psicológico nem biológico e esse é um conselho que tambem lhe serve Jonas!

Comentar por ROMANO LIMA AROS

Antes de corrigir alguma palavra em um texto,deves observar o contexto em que as palavras foram usadas.
Panteão:Templo que gregos e romanos consagravam a todos os deuses.(ou pensamentos ou abstrações)
Semântica:Relativo a significação.
Epistemiologia:Estudo das ciências cujo fim é apreciar o seu valor pelo espírito humano.
Então “para ser considerado um crítico deve-se 1 apreciar a arte ou seja o conteúdo do assunto”.

Comentar por jonas

Ou o dicionario em Portugal é bem diferente que o do Brasil…
…Ou tu és brasileiro fanatico que esta querendo distorcer até o dicionário!

Comentar por ROMANO LIMA AROS

Se Pascal fosse Indu a aposta mntinha-se ?

Comentar por joaomelodesousa

Se Pascal fosse hindu, ele teria que estabelecer claramente a que deus estava se referindo, argumentar em favor desse deus, e então lançar a Aposta.

Mesmo assim, a Aposta so poderia ser usada se a crença nesse deus hindu apresentasse teoricamente os mesmos benefícios da crença no Deus Bíblico.

Como os argumentos racionais em favor da divindade e as doutrinas religiosas do hinduismo e do cristianismo não estão no mesmo nível, muitas adaptacoes seriam necessárias a fim de que a Aposta fosse usada (ou ate mesmo fizesse sentido) no hinduismo.

Comentar por Isaac

Também deveria dizer qual dos 33 milhões de deuses que se deveria seguir!

Comentar por jonas

Meus senhores, eu proponho resolver estes assuntos democraticamente, vamos votar!
O maior número de crentes ganha e portanto todas as restantes religiões têm que assumir a crença vencedora. OK?

Comentar por Nuno Dias

Assim o ateísmo tem poucas chances…

Comentar por Vanessa Meira

Nuno!
A religião é apenas um modo de que pessoas que comungam a mesma fé,possam se relacionar mais assiduamente.O sentido verdadeiro do cristianismo é a transformação do ser humano egocentrico,incrédulo e com um vazio existêncial,para um cidadão despreendido,transcendente,harmonioso e com a vida tendo sentido e propósito.Eu já falei algumas vezes no blog do Mats, que muitas coisas que se falam de DEUS só se discernem espiritualmente,isto trocado em miudos quer dizer,que quem não tem amor,humildade,desejo de DEUS,dificilmente irá compreender os designos DELE.As pessoas querem primeiro saber,para depois entender e finalmente crer,e a lógica do mundo espiritual é saber,crer e só depois entender,e isso é discernimento.O propósito de DEUS é dar sentido a vida humana,transformando a maneira de se olhar o que está ao seu redor,harmonizando o bio-psico-social.O resto é religião vazia e farisaíca,cheio de liturgias e dogmas,que eu pessoalmente acho que é o que você “demoniza”.

Comentar por jonas

Putz, não concordam nem entre si!

Comentar por ROMANO LIMA AROS

Leia atentamente e verás que o caso não de concordar ou não,e sim de pessoas que são “religiosas” e vivem como ateus,mortos espiritualmente!

Comentar por jonas

Corrijo-me:
por voto o ateísmo teria mais chance que por argumentação lógica.

Comentar por Vanessa Meira

nah! o truque está em todos aderirmos ao islamismo, o Abel Xavier vai a frente

Comentar por Nuno Dias

Quanto à aposta:

Vou dar de bandeja que :

O deus verdadeiro(uno ou trino) é aquele a que se referem os cristãos e que a verdadeira revelação é a cristã.

Só uma dúvida:

Os ditos cristãos não concordam em pequenas questões como:

Qual a mensagem, se deus é um ou três, onde foi escrita a mensagem, se a mensagem é para ler duma maneira ou de outra, quais os livros que se devem seguir, e como se devem seguir.

Assim, partindo do principio que o unico deus racional é o de Israel -que não da Palestina – em qual devo apostar ?

Na versão da Igreja aólica. dos Adventistas do sétimo dia, dos Mórmons, dos Amish, das Tstemunhas de Jeová …. etc e etc ?

É que na única coisa que concordam é que fora da sua (deles) fé não há salvação ?

Qual o critério ?

Maioria? Estatuto social ? tira-se à sorte?

Como é aposta a ultima parece-me a mais racional…

Comentar por joaomelodesousa

Podes estar tranquilo, Sousa. Em relação à Salvação, a bíblia é clara e, como bem disseste, não há discordância desse ponto.

“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo;” (Romanos 10:9)

“Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa.” (Actos 16:31)

Não é o praticares batismo em criança ou adulto que te vai salvar. Não é o ires a uma igreja evangelica ou catolica que te vai salvar. Não é o acreditares em Adao e Eva ou no homem-macaco que te vai salvar. Apenas Jesus é a ponte para Deus.

Abraço

Comentar por alogicadosabino

O mais irónico da Aposta de Pascal é esta: a sua aposta apenas dizia que o cristão já tem em Cristo, aquilo que o ateu afirma ter no ateísmo.

Comentar por Mats

Portanto :

Basta acreditar que Cristo Ressuscitou e já está!

Basta crer um um judeu há 2000 anos foi morto, na cruz ou não depende das interpretações, e que essa morte – temporária porque afinal a morte por definição é definitiva – para que a nossa salvação seja feita.

Eu nem discordo nem concordo.

Pode muito bem ter sido assim.

Nem faço disso matéria de fé.

Pode ter sido morto alguém e depois de morto ter voltado à vida

Não sei quais os critérios utilizados na Palestina há dois mil anos para definir morte mas se é apenas esse o critério :

aceitar que possa ter sido possível alguém ter sido dado como morto há dois mil anos e afinal ter sido visto vivo, e de saúde, uns dias depois nem me parece algo de impossível.

Qual o problema ?

Ganhei a aposta ?

Comentar por Joao Melo De Sousa




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: