No princípio criou Deus os céus e a Terra


Evidências e Provas… selectivas
Janeiro 8, 2010, 8:06 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

O João do Crónica da Ciência dissertou sobre Evidência e Prova. É interessante porque neste tipo de textos redigidos por ateus, nota-se claramente que eles partem da conclusão para depois orientarem todo o seu texto. A conclusão, já eles sabem, é o Naturalismo ou a Evolução ou o Ateísmo. Mas o texto do João tem pontos interessantes.

Ele disserta sobre ciências, prova, evidência, teoria… e depois diz:

Mas por exemplo o relato anedótico, sem provas físicas, sem um apoio lógico forte de que Moisés e a familia apenas, passou 40 dias no mar num barco gigantesco cheio de animais que ele prórprio construiu, é insuficiente“.

O relato de Moisés e a família num barco cheio de animais deve estar entre duas páginas coladas da minha bíblia, pelo que ainda não tive oportunidade de o ler. Ele continua:

Tal como o testemunho de que Jesus era um deus e ressuscitou. Requerem mais evidencias para terem valor como sendo conhecimento“.

O curioso é que o João, umas linhas antes destas últimas afirmações, diz o seguinte:

O testemunho individual, se acerca de coisas plausíveis, rigorosamente descrito, etc tambem tem valor“.

É curioso porque foram precisamente os testemunhos individuais de várias pessoas que viveram depois dos tempos da crucificação de Cristo que fizeram com que o Cristianismo nascesse. Foram os testemunhos de pessoas que afirmaram, com todas as suas certezas, que Cristo estava vivo que levaram outros a percorrer o caminho cristão, mesmo apesar das circunstâncias não lhes serem favoráveis.

Mas o João não considera esses testemunhos individuais. E por quê? Porque, segundo a óptica dele, não são coisas plausíveis. Ele enumera alguns pontos que podem ajudar a determinar se dada hipótese ou evidência tem valor:

A medição foi rigorosa e reprodutivel? Foi independentemente repetida? Posso saber exactamente como se chegou lá?

Falando a respeito do aparecimento da vida através de causas naturais, o João não pode ter uma medição rigorosa da mesma nem ela é reprodutível. O João não pode saber exactamente como se chegou lá. No entanto, isso não afasta o João da sua crença de que as instruções genéticas no ADN surgiram sem intervenção inteligente.

CONCLUSÃO

O João não tem dúvidas de que existem certas características que tornam determinada hipótese ou teoria muito plausível… mas só para aquilo que está determinado dentro da sua caixa naturalista. Os testemunhos individuais têm valor… mas só para aquilo que é plausível… segundo ele.

A medição rigorosa é importante… mas só para o que lhe interessa. O carácter reprodutível de uma experiência é importante… mas só para o que lhe interessa. A possibilidade de se saber exactamente como se chegou lá é importante… mas só para o que lhe interessa.

E agora com licença que vou ler a passagem de Moisés e a família num barco gigantesco cheio de animais.


39 comentários so far
Deixe um comentário

Moisés? 40 dias? Mar?
Do que ele esta falando, afinal?

Comentar por nilo

Sobre estes dois (sabino e joão) e argumentação do primeiro (joão) e resposta aqui no blog do segundo (sabino) só tenho a dizer: “Diz o cego ao surdo…”

Comentar por Selfish Gene

Cosmovisões fazem com que tenhamos um “estreitamento” da visão crítica.Como a verdade absoluta é uma utopia,teremos sempre optar por uma cosmovisão em que as evidências são mais “fortes”,e que a racionalidade e a lógica possam fazerem parte do entendimento..O universo e sua “sintonia fina”,a matemática como alicerce das suas Leis e Constantes,o cérebro e suas funções lógicas e racionais,a conciência do ser como única e intranferível, entre outras,conduzem-me a não entender e rejeitar o acaso como o criador e gestor deste processo.

Comentar por jonas

Jonas

E alienígenas, como criadores, voce rejeita? por que?

Comentar por Clayton Luciano

Clayton,
Porque as evidências estão de acordo com a Bíblia.

Comentar por Mats

Mats:

“Porque as evidências estão de acordo com a Bíblia.”

por exemplo quais?

Comentar por Clayton Luciano

Por exemplo, a existência da vida.

Comentar por Mats

A consciência humana.

Poxa, faz tempo que não coloco um versículo, vamos a ele:

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine … sobre toda a terra…
Gn 1:26

Comentar por nilo

Luciano,

Por que ainda não temos outros animais evoluídos e tão conscientes quanto nós para trocarmos umas idéias?

Abraço.

Comentar por nilo

Essa do Moisés no mar foi forte. Se não estou enganado, já fizeram filme em que um Abraão é acolhido por Noé na arca. Esse pessoal é altamente versado nas “escrituras”…

Comentar por Darcy

“Mas por exemplo o relato anedótico, sem provas físicas, sem um apoio lógico forte de que Moisés e a familia apenas, passou 40 dias no mar num barco gigantesco cheio de animais que ele prórprio construiu, é insuficiente“.

Esses bestas que fazem afirmações absurdas tipo essa acima não conhecem a Bíblia, e depois, mesmo assim, se acham no direito de falar sobre Ela e julgá-La…

Pessoal, não dêem atenção a essa gente, nem esperem muito deles. São somente palpiteiros e não entendem absolutamente nada de religião, muito menos de Cristianismo.

Comentar por eclypse

Foi um lapso. Alias corrigido há muito.

Usado e abusado para contra-argumentar como se isso alterasse a dimensão do problema da falta de credibuilidade do relato biblico.

Comentar por joao

Já está emendado o nome para Noé.

Então Deus ter morto toda a criação ou quase por afogamento é plausivel. Não estas a confundir a plausibilidade da história com a credibilidade que dás à biblia?

Nada do que eu digo, nem tirado fora de contexto – reparaste no etc? – te permite concluir que a historia é plausivel e que a biblia é uma evidencia forte. Queres saber porque?

Não tem provas fisicas a acompanhar, é absolutamente incrivel em todos os aspectos praticos e inclui a intervenção de uma entidade que não se conhece.

A biblia não tem nada que a distinga de outra historia qualquer que seja mitologica. Nem ter quem acredite nela é diferente.

Comentar por Joao

Selfish Gene:

E ja agora porque?

Comentar por Joao

Porque? Porque parece-me que estás a ser um fanático também como o Sabino, mas no campo oposto. Perdes tempo a “refutar” a Bíblia com esse “cientismo”, como ele perde tempo a “refutar” ciência com os seus delírios. Depois ficas mal por nem conheceres a Bíblia. E queres medir de forma precisa a investigação em história e ciências sociais e humanas (pessoalmente também acho que há muita treta a ser feita nessa área, mas também vai havendo muita coisa decente)?? Sabes que não há medidas perfeitas certo? E já agora, quando um arqueólogo escavar as ruínas de uma cidade romana que medição consideras aceitável? Integral de Stieljes ou Legendre??

Comentar por Selfish Gene

(…) como ele perde tempo a “refutar” ciência com os seus delírios.

Mais um que pensa que refutar a teoria da evolução é estar contra a ciência, ser fanático, ser isso…

Comentar por Adalberto Felipe

Provavelmente isto vem um bocado tarde, mas é obvio que aquilo que não podes verificar independemente tem menos relevo que o que podes comprovar desse modo.

Se não o podes fazer, pura e simplesmente não tens o grau de certeza que existe em alguns
aspectos da ciencia. Não é por faltar esse tipo de prova que de repente um tipo de prova mais fraco passa a ser uma certeza equivalente à cientifica.

A história procura fazer isso de qualquer modo. Usando relatos independente, provas fisicas que se integrem com o resto, etc. Nesse aspecto e no aspecto que recorre a explicações naturalistas, a história é uma ciencia.

Não o é quando usa testemunhos unicos, magicos, que nunca mais se repetiram (não só em caso particular mas como género). Não é ciencia, nem sequer é historia.

Comentar por joao

Eclypse:

que provas tem que o que a biblia diz é verdade?

Comentar por Joao

que provas tem que o que a biblia diz é verdade?

Pela impossibilidade do contrário. Se a Bíblia não é Verdade, nós ficamos com um universo irracional.

Comentar por Mats

Mats:

Ainda teríamos o Alcorão

Comentar por Clayton Luciano

Mats:

“Por exemplo, a existência da vida.”

Comum também no caso de alienígenas (seres naturais e mais avançados)nos ter criado

Comentar por Clayton Luciano

Nilo:

“Por que ainda não temos outros animais evoluídos e tão conscientes quanto nós para trocarmos umas idéias?”

os seres humanos disputam espaço entre si, se tivessem (ou se teveram) outros animais inteligentes como os humanos, só faria a especie humana se unir para esterminá-los

Comentar por Clayton Luciano

eXterminá-los*

Por favor.

Comentar por JeremiasMezenga

JeremiasMezenga:

Exterminá-los, exterminá-los….esterminá-los.

Viu, tanto que se reproduz, algumas cópias ficam imperfeitas,

Assim é na mutação.

(a propósito, letra maiúscula no meio do nome e sem espaço: JeremiasMezenga)

Comentar por Clayton Luciano

Ainda teríamos o Alcorão

Mesmo que o Alcorão esteja errado (como está) não ficamos com um universo irracional.

“Por exemplo, a existência da vida.”

Comum também no caso de alienígenas (seres naturais e mais avançados)nos ter criado.

Se são viventes neste universo, também são “vida”, e portanto, não refuta o que eu disse.

A existência de vida biológica é uma evidência muito forte a favor da Bíblia. Não “prova” a Bíblia, mas é consistente com a Bíblia.

Comentar por Mats

Mats:

A questão é quem nos criou e não quem criou quem nos criou,

pois caso contrário, a resposta é a mesma sobre a pergunta de quem criou Deus.

Voce diz que foi Deus, e por que não milhares de Deuses, ou seres naturais superiores?

Comentar por Clayton Luciano

Mats:

A questão é quem nos criou e não quem criou quem nos criou,

A minha questão era a vida que existe neste universo, especialmente na Terra.

Não existe força natural capaz de criar seres vivos a partir da matéria morta, como tal a posição Bíblica está de acordo com as observações. A posição ateista não.

pois caso contrário, a resposta é a mesma sobre a pergunta de quem criou Deus.

Daí o facto da Bíblia claramente dizer que Deus é Eterno. Essa posição resolve a regressão eterna proposta pelo crente Richard Dawkins.

Repito, a existência de vida melhor de ajusta à Bíblia do que a qualquer outra religião, ateísmo incluindo.

Voce diz que foi Deus, e por que não milhares de Deuses, ou seres naturais superiores?

Não há evidências de “milhares de deuses”, mas há evidências para o Deus da Bíblia.
Como há evidências para o Deus Verdadeiro (O da Bíblia), é mais lógico depositar a nossa fé NELE do que no ateísmo ou noutra religião qualquer.

Comentar por Mats

Mats:

Estas evidências que voce diz é comum a qualquer hipótese

Comentar por Clayton Luciano

Por acaso, não são.

Comentar por Mats

Selfish Gene:

Es capaz de argumentar porque é que eu sofro de cientismo e porque é que isso é errado?

Comentar por Joao

Sou. E se não consegues perceber porque é que eu digo que sofres de cientismo (ou melhor, se não consegues perceber que sofres de cientismo), e o que tem de errado ou despropositado por si só isso já começas a ser “científicamente incorrecto”. Parece paradoxal, mas não é…

Comentar por Selfish Gene

Selfish:

Tem gente que adora defender a evolução,

tem gente que adora criticar a evolução,

tem gente que adora defender a religião,

tem gente que adora criticar a religião,

Eu adoro criticar a religião, assim como o joão. (parece até poema)

Cada um com sua forma de ser feliz ou infeliz

Comentar por Clayton Luciano

Compreendo luciano. No meu caso não tenho nenhum trauma com nenhuma, mas obviamente puxo mais para a ciência. E não acho que criticar o que quer que seja justifique “desciencizar” a ciência. Gosto muito da ciência (e também da religião) e acho que tudo é muito perfeito e agradável quando não se intersectam…

Comentar por Selfish Gene

Mats:

“Pela impossibilidade do contrário. Se a Bíblia não é Verdade, nós ficamos com um universo irracional.”

Non sequitur

Continuas a ter de postular que a biblia diz a verdade.

Comentar por Joao

João,

“Pela impossibilidade do contrário. Se a Bíblia não é Verdade, nós ficamos com um universo irracional.”

Non sequitur

Continuas a ter de postular que a biblia diz a verdade.

Se eu não postulo que a Bíblia diz a verdade, fico sem justificação para a capacidade humana para gerar pensamentos lógicos, e a existência de leis da lógica absolutas.
Se eu não assumo a Bíblia como Verdade, não tenho razões para debater.

Comentar por Mats

Eheh, ainda me ri um bocado a ler isto… xD

Bem, mas li o texto do Joao na íntegra e destaco duas coisitas:
“A forma de prova mais fraca que há é o testemunho anedótico de factos extraórdinários. Tipo alguem que vê algo que mais ninguem vê e ouviu falar ou que não é plausível.”
E se forem muitas pessoas a ver, e a testemunhar, algo que até não parece plausível (como a ressurreição de Jesus)?
“…Tal como o testemunho de que Jesus era um deus e ressuscitou. Requerem mais evidencias para terem valor como sendo conhecimento.” Não sei que evidências queres mais. O que sugeres que tenha acontecido no episódio da ressurreição? Os discípulos mentiram (e com isso eram perseguidos e mortos…)? Alucinaram todos ao mesmo tempo? Não entendo, sinceramente.

Comentar por JoanaPaz

E por falar em evidências e provas, temos algumas que mostram a impossibilidade da evolução de Darwin e do surgimento espontâneo da vida:
http://s.silva777.sites.uol.com.br/evol_codgen.htm

Comentar por Isaias S Oliveira

“fico sem justificação para a capacidade humana para gerar pensamentos lógicos, e a existência de leis da lógica absolutas.”

Podes postular na que mesma que a lógica é absoluta se quiseres. Não tens de postular uma coisa que está obviamente errada.

Mas podes tentar em vez disso continuar à procura e aceitar que há coisas que não sabemos. Que a incerteza é uma constante. E que as coisas que parecem absolutas, se o são, é pelo valor de si próprias, e pela coerencia que têm com o resto do conhecimento. Não porque a biblia diga isto ou aquilo.

Comentar por joao

“fico sem justificação para a capacidade humana para gerar pensamentos lógicos, e a existência de leis da lógica absolutas.”

Podes postular na mesma que a lógica é absoluta se quiseres. Não tens de postular uma coisa que está obviamente errada. Isto é não precisas de postular a biblia mais tudo o que lá vem , desde descrições de terras planas a suporte claro à escravatura.

Mas podes tentar em vez disso continuar à procura e aceitar que há coisas que não sabemos. Que a incerteza é uma constante. E que as coisas que parecem absolutas, se o são, é pelo valor de si próprias, e pela coerencia que têm com o resto do conhecimento. Não porque a biblia diga isto ou aquilo.

Comentar por joao




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: