No princípio criou Deus os céus e a Terra


Investigação científica destrói um dos argumentos evolucionistas mais frequentes
Janeiro 3, 2010, 7:30 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

O que é que a Ciência andou a fazer desta vez?

Os transposões são uma classe de “elementos genéticos móveis” que operam no ADN dos organismos vivos. Durante anos, os evolucionistas afirmaram que a sua presença era evidência inequívoca da evolução darwiniana. No entanto, recente investigação mostrou que os transposões foram mal interpretados.

Os transposões são segmentos do ADN que utilizam máquinas celulares para se replicarem e depois se voltarem a unir, aumentando, por isso, o volume total de ADN sem, no entanto, serem adicionados novos genes. Algumas espécies aparentam possuir grandes volumes de ADN resultante deste processo. Cerca de 44,4% do ADN humano consiste em elementos repetidos, talvez a maior parte deles transposões.

Uma classe de transposões – “retrotransposões” – é formada quando uma sequência de ADN é copiada em ARN que, posteriormente, é novamente copiada em ADN. Estas sequências de retrotransposões foram dogmaticamente interpretadas como sendo vírus antigos. Supostamente, estes vírus infectaram o organismo há muito tempo atrás e, por sua vez, esse organismo transmitiu-os aos seus descendentes… até chegar ao presente dia.

Os chimpanzés e os seres humanos partilham algumas destas sequências de forma idêntica, que parecem terem sido formadas por retrotransposões. Os evolucionistas afirmavam que elas foram introduzidas pelo mesmo vírus antes de as duas espécies divergirem do seu alegado antepassado comum. Por essa razão, diziam eles, chimpanzés e seres humanos possuem hoje algumas dessas infecções virais nos mesmos segmentos. De facto, este é um dos argumentos mais frequentes utilizados por evolucionistas. O evolucionista Ludwig Kripphal dedicou um post com um vídeo a este argumento.

Mas o argumento assenta na premissa de que estas sequências repetidas de ADN vieram de vírus antigos. A maioria dos cientistas (evolucionistas) acredita que, por isso, estes segmentos repetidos não têm função, não codificam nada.

Os criacionistas deram-lhes outra interpretação. Eles prognosticaram que nem todos os retrotransposões, se algum, eram virais ou sem função. Em vez disso, eles teriam feito parte de um bom design que, originalmente, desempenhou uma função entretanto perdida por culpa das mutações genéticas. O novo estudo publicado na Nature Genetics confirma essa previsão. Ele revela que estes segmentos contêm um código funcional utilizado em tecidos específicos. Os cientistas descobriram que o ADN que vem dos transposões pode regular a expressão dos genes.

Os investigadores descobriram que entre 6 a 30% de cópias activas de ARN usam sequências de retrotransposões. Estas cópias transportam informação reguladora do ADN para o resto da célula. Eles também descobriram que diferentes tecidos acedem a diferentes secções de retrotransposões.

Portanto, para já sabe-se que algumas destas sequências repetidas transportam informação importante que certas células utilizam. Isso significa que os transposões não tiveram origem em vírus antigos e, por isso, não podem ser utilizados como evidência de que os chimpanzés e os seres humanos partilham um ancestral que esteve infectado com esse vírus.

CONCLUSÃO

Esta descoberta certamente vai desiludir muitos evolucionistas, que vêem agora outro dos seus argumentos a começar a preparar os serviços fúnebres. Agora que se sabe que estas sequências de facto representam alguma função, elas receberão a atenção que não tinham recebido até então por parte dos evolucionistas.

A médio/longo-prazo, uma vez que ícones evolucionistas demoram a morrer, este é um argumento que se juntará ao dos órgãos vestigiais, ADN-lixo, ARN-lixo, semelhança de 99% entre ADN de chimpanzé e ser humano, etc, na lista de “ARGUMENTOS EVOLUCIONISTAS A NÃO UTILIZAR NOVAMENTE“.


13 comentários so far
Deixe um comentário

Por isso que eu sempre falo nunca creia em uma coisa como verdade suprema que acaba dando nisso a propria ciencia fala isso mas alguns insistem e abraçar algo como se fosse verdade sem questionar nada.

Comentar por Renato Giatti

A ciência não lida com verdades absolutas.

A teoria da evolução é a mais aceita e mais se encaixa para explicar as nossas origens blá blá bla.

Comentar por Adalberto Felipe

PS: Esse é o modo ateu de responder coisas assim!

Comentar por Adalberto Felipe

Sabino!
Um dos “fundamentos” evolucionistas que mais trazem dissabores a eles,são a SIMPLIFICAÇÃO.Desde a formação de novos planos corporais,passando pela informação complexa e especificada que existe na célula,o DNA lixo e tantas outras complexidades,”eles”apregoam simplificação,e aí vem a biologia molecular, a do desenvolvimento e a genética,e põem ordem na casa,restabelecendo a verdade.A VIDA É COMPLEXA,SIM SENHOR!!Veja a atuação dos micro-Rna,s,na expressão ou silenciamento de genes.É informação complexa e especificada profunda.Nos somos totalmente regulados por essas informações,que em última análise provém de uma inteligência ordenadora e gestora.Mutações aleatórias e acaso….é muita simplificação.

Comentar por jonas

Nos últimos 150 anos, cientistas como Pasteur, Thomas Edison, Einstein, Bohr, Fleming e até Bill Gates, moldaram os tempos modernos de forma extraordinária. Ninguém imagina que esses gênios tenham feito suas descobertas lendo “A Origem das Espécies”, de Darwin.
A ciência não precisa do evolucionismo, mas o evolucionismo precisa impreterivelmente da ciência. Até quando a ideologia evolucionista viverá à sombra da boa ciência?

Comentar por Gil do Brasil,

Ads by Google
Biologia Molecular
Curso On-line: Com videoconferência tutor, animação, vídeo, certificado
http://www.PortalEducacao.com.br
………………………….
………..tentem pelo menos o curso on-line!
…e boa sorte
…e feliz 2010 !!!

Comentar por Romano Lima Aros

Vc ja se escrevei no cursinho de matematica, historia, ou pelo menos no de jardinagem? (Caso queira um outro hobby alem de ser detonado em debates).

Comentar por Adim

Olá Romano Aros,

“………..tentem pelo menos o curso on-line!”

Tenta tu também, já agora.

Abraço

Comentar por alogicadosabino

Também em http://s.silva777.sites.uol.com.br/evol-sum.htm são apresentados argumentos científicos devastadores contra o evolucionismo. Vai desde a impossibilidade matemática até a impossibildade genética, química e biológica. E está em uma linguagem de fácil compreensão. É para ler devagar e aos poucos, refletindo bastante sobre tudo o quê é dito. Muito bom mesmo.

Comentar por Isaias S. OLiveira

Cuidado com os absurdos! A matemática nunca refutou o criacionismo. O referido site não mostra provas matemáticas que suportem essa “impossibilidade”.

Comentar por Reinaldo

Veja que o que travou a investigação científica não foi nada mais nada menos que a… (tam, tam, tam, tammmmmm): a E V O L U Ç Ã O.

Não são mais os padres católicos, nem as protestantes, mas está religião que dominou cientistas ateus e seus seguidores, incluindo a mídia.

Comentar por João Batista

Tem muita coisa pra se descobrir…
a sabedoria de Deus é uma praia, a do ser humano é menos que um mero grão de areia. Isso é fato.

Por isso acontece muito na ciência de “ah, tem de ter sido assim”, aí quando vai ver mesmo a coisa muda…por isso diz-se que a ciência está sempre em transformação…

Sobre evolução (não digo o processo aleatório mas sim só o fenõmeno biológico em si) existe evidência de que aconteceu embora isso sempre seja e talvez sempre será negado pelos criacionistas antievolução. A questão muita vezes controversa é acerca da maneira que o processo ocorreu, como esse tópico mostra. Da mesma forma, sabe-se que Deus criou, porém COMO Ele criou tem sido assunto de debates (embora uma análise hiperminuciosa da Bíblia dê a resposta satisfatoriamente).

Mas o bom de tópicos como esse é isso: vemos que realmente a sabedoria humana não é nada comparada a do nosso Deus(os ateus discordam e talvez sempre discordarão disso, paciência…)

Comentar por Rodrigo henrique

Retrovírus endógenos e evolução: uma visão crítica

http://criacionista.blogspot.com/2008/06/retrovrus-endgenos-e-evoluo-uma-viso.html

Comentar por Fabricio Lovato




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: