No princípio criou Deus os céus e a Terra


A teoria da evolução está tão bem testada quanto a gravidade
Janeiro 2, 2010, 5:51 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

Isto é algo que tu ouves regularmente de um evolucionista: a teoria da evolução está tão bem testada quanto a gravidade. Criticar a teoria da evolução é como criticar a teoria da gravidade.

É estranho, porém, que nunca tenhamos ouvido um físico dizer que a teoria da gravidade está tão bem testada quanto a teoria da evolução.

Estava a tentar encontrar uma associação entre a evolução humana e a gravidade. No que toca à evolução humana, os paleoantropólogos não fazem a mínima ideia como a mesma aconteceu. Novos dados acabam sempre por revelar as suas especulações furadas e as areias movediças com que eles estão a lidar.

Eles não sabem o que tornou possível o aumento das capacidades cognitivas do ser humano apesar de este possuir um cérebro menor do que os seus antepassados.

Considerem, também, as lâminas de pedra. Há algum tempo, os cientistas evolucionistas pensavam que este tipo de lâminas, por serem tão complicadas de fazer, tinham de ser o trabalho de humanos modernos, que teriam vivido no ultimo período da Idade da Pedra – há 40 mil anos. Depois, foram descobertas lâminas em estratos pertencentes ao meio do período da Idade da Pedra – 200 mil anos atrás.

Mas esta ideia voltou a ser alterada quando se descobriram lâminas “datadas” de 380 mil anos. Agora, a descoberta de lâminas deste tipo em estratos “datados” de mais de 500 mil anos mostram que estas ferramentas, outrora somente eram atribuídas ao homem relativamente moderno, já eram fabricadas há muito mais tempo (Ver: Primitivo? Quem? Eu?).

Considerem, também, as afirmações de Richard Lewontin, geneticista evolucionista:

Não sabemos nada sobre a evolução da cognição“.

Eu não tenho a mais pequena ideia do que significa a capacidade cranial de um fóssil de hominídeo

Estamos em grandes e sérias dificuldades para tentar reconstruir a evolução da cognição

Já em relação à gravidade

Nós sabemos o suficiente sobre a gravidade para, de forma regular, gastarmos milhões de dólares todos os anos lançando sondas espaciais não tripuladas de exploração interplanetária, com requintada precisão definida muito antes de serem lançadas, que se movem através do Sistema Solar, chegando a pontos pré-definidos com uma margem de metros e segundos, anos depois de terem sido lançadas e depois de terem viajado centenas de milhares de quilómetros.

Contrastem isto com a débil evolução humana. Isto é o exemplo do quanto a teoria da evolução está tão bem testada quanto a gravidade. A teoria da evolução não tem mais do que abanos de lá para cá e vice-versa, assim como gestos de ilusionismo. A gravidade, por outro lado, está realmente bem testada.

Por esta razão, dificilmente vocês ouvirão um físico bem informado acerca dos problemas da teoria da evolução dizer que a teoria da gravidade está tão bem testada quanto a anterior. Os físicos não especulam a gravidade. Os paleoantropólogos especulam a evolução humana.
__________________________________________________________

Modificado a partir do original Design InteligenteA Gravidade e a Teoria da Evolução


25 comentários so far
Deixe um comentário

“A fé é a certeza dos fósseis que se esperam; a convicção de elos que se não vêem.”
Arnold Lunn

Comentar por Isaias S Oliveira

Ena pá! Que mau exemplo!

Das forças fundamentais a que não se faz a mais pequena ideia como funciona é justamente a gravidade!

Sabemos desde Newton calcular a atracção entre os corpos e o comportamento dos mesmos no espaço.

Mesmo sabendo que Newton estava errado.

Se se utilizar a mecânica de Newton há erros graves na órbita de planetas e não funciona para objectos muito rápidos.

A verdade é que sabemos mais dos ecosssitemas do jurássico que de gravidade.

E de facto tens razão: nenhum fisico pode dizer que se sabe tanto sobre a gravidade como de evolução.

Nota final:

s cientistas evolucionistas pensavam que este tipo de lâminas, por serem tão complicadas de fazer, tinham de ser o trabalho de humanos modernos, que teriam vivido no ultimo período da Idade da Pedra – há 40 mil anos. Depois, foram descobertas lâminas em estratos pertencentes ao meio do período da Idade da Pedra – 200 mil anos atrás.

Não são biólogos ( membros efectivos e de cartão da irmandade Darvino-ateista-adoradores-de-demónios) que fazem escavações e datam artefactos: são historiadores e arqueólogos.

Podem é depois ir perguntar ao biólogo:
– tenho aqui um artefacto que 60000 anos: que tipo de hominídeo é que o terá utilizado ?

É que normalmente arqueólogos e historiadores sabem pouco de biologia. Como os biólogos de história. Não é a área deles e só os cientistas criacionistas são especialistas em tudo🙂

Comentar por João Melo de Sousa

Sousa,

“Das forças fundamentais a que não se faz a mais pequena ideia como funciona é justamente a gravidade!”

Se assim for, o que estás a dizer é que os evolucionistas frequentemente dizem que não se sabe nada ou quase nada da evolução, uma vez que a comparam a uma teoria que, segundo tu, os cientistas não fazem a mais pequena ideia.

Dá que pensar.

Comentar por alogicadosabino

Estão, como tu, a falar do que não sabem. Pensam que a gravitação do Newton explica tudo. São biólogos e percebem é de biologia.

A gravidade é de facto um dos maiores mistérios da física.

E agora vou comer um tártaro ao Oporto. Se estiver cheio vou ao capa negra!

Milhões de anos de evolução dos herbívoros, milhares de anos de evolução dos costumes humanos, descoberta do fogo e da cozedura, para este troglodita ir deglutir carne crua!

Coloco fotografia do manjar no meu blog!

Coisas de ateu evolucionista.

Ahhhh! Para acompanhar um tinto do Douro!

Se me mantiver sóbrio após o repasto explico melhor porque sabemos menos de gravidade que de evolução e qual a confusão dos biólogos!

Comentar por João Melo de Sousa

É estranho, porém, que nunca tenhamos ouvido um físico dizer que a teoria da gravidade está tão bem testada quanto a teoria da evolução.

Bem, citando Einstein, no seu livro Relativity:

“Guided by empirical data, the
investigator rather develops a system of thought which, in general, is built up logically from a
small number of fundamental assumptions, the so-called axioms. We call such a system of
thought a theory. The theory finds the justification for its existence in the fact that it correlates
a large number of single observations, and it is just here that the “truth” of the theory lies.
Corresponding to the same complex of empirical data, there may be several theories,
which differ from one another to a considerable extent. But as regards the deductions from
the theories which are capable of being tested, the agreement between the theories may be
so complete that it becomes difficult to find any deductions in which the two theories differ
from each other. As an example, a case of general interest is available in the province of
biology, in the Darwinian theory of the development of species by selection in the struggle for
existence, and in the theory of development which is based on the hypothesis of the
hereditary transmission of acquired characters.
We have another instance of far-reaching agreement between the deductions from two
theories in Newtonian mechanics on the one hand, and the general theory of relativity on the
other. This agreement goes so far, that up to the present we have been able to find only a few
deductions from the general theory of relativity which are capable of investigation, and to
which the physics of pre-relativity days does not also lead, and this despite the profound
difference in the fundamental assumptions of the two theories. In what follows, we shall again
consider these important deductions, and we shall also discuss the empirical evidence
appertaining to them which has hitherto been obtained.”

Pelos vistos na altura, a evolução, e os dados da genética batiam mais certo do que a física Newtoniana e a relatividade geral… E quanto ao estado actual o João Melo de Sousa já explicou…
E parece-me que o Einstein tinha a teoria da Evolução em bom conceito, ao contrário das deturpações do que se diz dele.

Comentar por Selfish Gene

Ou o João está delirando a dizer que se “sabe mais de ecossistemas jurássicos que a gravidade” ou está a brincar.A gravidade é um curvamento do tecido do espaço-tempo,tendo-se dificuldaes em se determinar a sua partícula transportadora de força(gráviton?),mas isso não impediu o avanço da ciência.Agora o processo imaginário da evolução em que serviu a ciência tecnológica e experimental?Quais são as descobertas e benefícios que ela trouxe?Quanto a Eintein,tenho certeza que se ele tivesse as evidências da biologia molecular,da genética e da biologia do desenvolvimento de hoje,se posicionaria diferentemente.Até gênios quando “opinam”com faltas de evidências,chegam a conclusões estapafúrdias.

Comentar por jonas

A teoria de Darwin já caiu por terra há muito tempo, pois a lei da gravidadade não falha. Só não se arrebentou no chão porque caiu nos braço de bravos evolucionistas, que sofrem de dissonância cognitiva.

Comentar por Gil do Brasil,

O sousita, após um bife tártaro, aliás muito bem feito, no Gambamar na cidade do Porto, afirma que :

As teorias da ciência são meros constructos(construções) que explicam da melhor maneira possível fenómenos e interacções.

Não são a verdade absoluta e definitiva.

A atracção universal foi o melhor que o Newton conseguiu.

Foi muito bom e resolveu muitos problemas.

A Evolução foi o melhor que o Darwin conseguiu. Escreveu muito disparate mas, como o Newton, descobriu algo de interessante.

As populações mudam ao longo do tempo.

Como outras ciências nos deram um tempo suficientemente longo até pensamos que esta teoria é a melhor.

Quem quiser apresentar uma melhor, e isso na ciência é sempre bem vindo, só tem de apresentar algo de mais de acordo com as observações!

Milhões de doutorandos ao longo do mundo, cujas teses não podem ser acabadas em tempo útil ganem por uma alternativa.

Apareça ela!

Até lá…..

Ficamos com o que temos, não é ?

Comentar por João Melo de Sousa

João!
Será que estás a viver em outro planeta?Quem sabe nesses milhões de doutorandos,houvessem alguns que são dissonantes quanto ao paradigma vigente,que é:dogmático,que quer ocupar todo o espaço de discussão,toma forma de ciência estabelecida,ridicularizando,humilhando,e perseguindo e através de “pier reviews”filtrando tudo o que não corrobora com ele(evolucionismo).As evidências devem seguir o seu curso,dizendo por elas qual o rumo,quer um mundo naturalista ou a inteligência como o fundamento criador.Não compreendi quando disseste”que as populações mudam ao longo do tempo”,peço-te que empiricamente me mostres qual é a “mudança”,se é social ou cultural,porque fenotipicamente obrigatóriamente terás que seguir um percurso de imaginação-especulação,que está fora da alçada da ciência empírica.Desde o advento da biologia molecular e da genética,as evidências tem “gritado” em favor de uma inteligência organizadora e criadora deste universo,mas o dogma,a religião ateísta e o orgulho de carreiras pautadas sobre este paradigma,impedem desperadamente o nafráugio do barco darwinista,que está “botando água” desde que Darwin escreveu a Origem das Espécies.Ele mesmo expos as insuficiências e inconsistências da sua teoria.Percebo que és dedicado a defender a sua cosmovisão,é um direito seu,mas ao menos não o faça acríticamente,pois perderás a ponderação,que te levará muito mais longe do que já mais imaginastes.Quem quiser apresentar uma teoria melhor nunca será bem vindo,pois esbarrará em egos,vaidades,carreiras e muiiiito dinheiro!Por trás desta aparente “santidade e isenção” da ciência,a coisas que só serão reveladas quando modelos “científicos” chegarem ao seu ocaso.

Comentar por Jonas

É.

Comentar por Alexssc

Pois é!

Comentar por Jonas

Bom ano!

Já agora, uma pequena nota: estás a confundir a gravidade, que é um facto (nós “vemos” as coisas a caírem)com a Teoria da Gravitação Universal, que explica a relação entre a força gravitacional e a massa e distância. Tal como costumas confundir a “evolução”-facto com a Teoria da Selecção Natural, que é o mecanismo que explica essa evolução*…😛

*e que não é o único. Soube recentemente de um tipo do Porto que propõe uma explicação alternativa.

Comentar por PR

Obrigado Romano. Bom ano pra ti tb.

Comentar por alogicadosabino

Os criacionistas não confundem a teoria da evolução com a selecção natural. Nós aceitamos a ´última mas rejeitamos a primeira.

Aliás, a selecção natural é um processo fulcral no modelo Bíblico, senão não se consegue explicar como de um par de humanos temos a variação que temos hoje.

Comentar por Mats

Mats:

Qual passagem da bíblia está a seleção natural?

Comentar por Clayton Luciano

Duvido muito que apareça alguma vez uma explicação alternativa, pelo seguinte: Darwin diz na origem das espécias, que segundo as suas observações a Seleção Natural lhe parece ser o principal mecanismo que promove a evolução das espécies. Ele diz mesmo o principal, mas não descarta outros… Também fala na Seleção Sexual, diferente da Natural, e na seleção em situação de domesticação. Hoje em dia falamos em transferência horizontal de genes e simbioses como mecanismos plausíveis, mas estes mecanismos são complementares à Seleção natural, não é prova-se que actuam e são responsáveis por parte do fenómeno e blam descarta-se o que o Darwin disse. Mesmo nestes casos, a variação originada também acabará terá que passar pelo crivo da selecção Natural
Em relação a algo que disseram aí atrás, Darwin não disse assim tanta parvoíce. Aconselho a que leiam a origem das espécies. Um excelente observador, que mesmo não sabendo na altura nada de genética observou alguns principios que Mendel e outros também observaram e sobre os quais se concentraram mais tarde. E sempre muito cauteloso do ponto de vista científico, “educated guessing”, não a disparatar. Aliás, se lerem o livro grande parte até é dedicado aos problemas da Teoria…

Comentar por Selfish Gene

2009: Ano Darwin 200, mas também o ano da ‘morte’ da Síntese Moderna Evolutiva

http://pos-darwinista.blogspot.com/2009/12/2009-ano-darwin-200-mas-tambem-o-ano-da.html

Comentar por Fabricio Lovato

Clayton,

Mats:
Qual passagem da bíblia está a seleção natural?

Há uma alusão na Bíblia para “selecção natural”:

DEUTERONÓMIO 25
17. Lembra-te do que te fez Amalec no caminho, quando saíeis do Egipto.

18.Como te saiu ao encontro no caminho, e te derribou, na retaguarda, todos os fracos que iam após ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus.

Os amalequitas atacaram os mais fracos de Israel, deixando os mais fortes. Isto é analogo (mas não totalmente igual) À selecção natural.

Mas olha, a minha frase em relação à necessidade Bíblica da selecção natural não era no sentido de a Bíblia dar uma definição da mesma.
A selecção natural é importante para a Bíblia porque sem ela é complicado explicar certas características biológicas como a cor negra nos africanos. Aqueles que não tem esta adaptação são mais susceptíveis de morrer com cancro na pele do que os africanos.

Só um exemplo.

Comentar por Mats

Mats:

Voce está arrumando chifres na cabeça de cavalo (forçando a barra),

Na seleção natural todos são atacados, porém os mais ADAPTADOS resistem,

Se for assim qualquer livro de táticas de guerra é um livro com a palavra de Deus, assim como voce diz sobre a Bíblia,

Só vi o que óbvio e não se faz ciência só com o óbvio.

Voce se lembra do pica-pau quando atacaram primeiro os sobrinhos dele…

Comentar por Clayton Luciano

Clayton

Voce está arrumando chifres na cabeça de cavalo (forçando a barra),

Na seleção natural todos são atacados, porém os mais ADAPTADOS resistem,

Falso.

Não é fora do anormal os leões atacarem os membros mais fracos duma manada de herbívoros. Não é isso selecção natural? Eu não digo que selecção natural seja SÓ isto. O que eu digo é que isto TAMBÉM é selecção natural.

Pensa assim: porque é que os mais fracos foram ficando para trás, na caravana de Israel? Porque eram menos adaptados ao ritmo de marcha dos outros israelitas.

Mas vejo que não lidaste com a segunda parte da mnha resposta:
“A selecção natural é importante para a Bíblia porque sem ela é complicado explicar certas características biológicas como a cor negra nos africanos. Aqueles que não tem esta adaptação são mais susceptíveis de morrer com cancro na pele do que os africanos.

Comentar por Mats

Mats:

Suas explicações são por ajustes que tornam possíveis a qualquer texto explicar a seleção natural.

tente fazer previsões com a Bíblia

A Bíblia explica a seleção natural de negros?

Comentar por Clayton Luciano

Clayton,

O modelo Bíblico (criacionismo) necessita da selecção natural.

Até aqui está claro, certo?

Comentar por Mats

Clayton.

O ponto fulcral fica na mesma:
1. Os cristãos não são contra a selecção natural: ela é importante no modelo Bíblico.

2.Selecção natural não é evolução, embora a evolução precise dela.

Comentar por Mats

Mats:

Vou dar um exemplo de sua explicação, para voce entender:

Se um livro explica a derrota de um país na segunda guerra,

este livro explicou a seleção natural,

logo este livro é a palavra de Deus.

“Pensa assim: porque é que os mais fracos foram ficando para trás, na caravana de Israel? Porque eram menos adaptados ao ritmo de marcha dos outros israelitas.”

Isto acontece numa partida de futebol, luta de vale tudo, etc…(é seleção, só não é natural),

explicar o óbvio e não explicar nada é a mesma coisa (na Bíblia só tem obviedades?)

e não é numa simples marcha que está o fundamento de seleção natural, um fato isolado, o que voce está dizendo está mais para seleção estritamente social e ocasional,

então voce acha que a Bíblia explica que o ser humano evoluiu (microevolução) a partir desta marcha e hoje todos aguentam uma marcha desta?

Comentar por Clayton Luciano

Mats:

Vou dar um exemplo de sua explicação, para voce entender:

Se um livro explica a derrota de um país na segunda guerra,

este livro explicou a seleção natural,

logo este livro é a palavra de Deus.

Mas quem disse que por falar em selecção natural automaticamente significa que é a Palavra de Deus.

Repito:
1. Selecção natural está de acordo com a Bíblia.

2. Selecção natural não é evolução.

Estamos de acordo?

Comentar por Mats




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: