No princípio criou Deus os céus e a Terra


Os dinossauros e a Bíblia (Parte 9) – A arqueologia confirma: seres humanos viram dinossauros vivos
Novembro 27, 2009, 12:49 am
Filed under: Convicções / Fé, Evolução/Big-Bang

Ver Parte 8.
_________________________________________________________________

O Estegossauro de Cambodja

O templo de Angkor Wat, no Cambodja, tem representações de vários animais conhecidos: macacos, veados, pássaros, etc. Mas há um que chama a atenção:

dino14dino13dino16

Este templo foi construído pela civilização Khmer, cerca de 1000 anos antes de se terem começado a desenterrar e a estudar os fósseis dos dinossauros. A grande semelhança entre o animal representado no templo e um stegosaur sugere que o animal do templo é uma variação qualquer do stegosaur.

O Brontossauro da América

A área que actualmente é o estado norte-americano do Utah foi habitada pelo povo Anasazi, entre 150 A.C. e 1200 D.C.. Entre muitos animais representados, há um que não deixa nenhuma dúvida em relação à sua identidade. Eis o que um evolucionista diz acerca da mesma:

Há um petróglifo no Natural Bridges National Monument que é surpreendentemente semelhante a um dinossauro, nomeadamente o Brontossauro, com a sua longa cauda e pescoço, cabeça pequena e tudo“. (Barnes, F. & Pendleton, M. (1979), Canyon Country Prehistoric Indians – Their Culture, Ruins, Artifacts and Rock Art, Salt Lake City, NV: Wasatch Publishers)*

naturalbridgesdino20dino22

A seguinte imagem também foi deixada por este povo:

dino21

Ninguém teria problemas em reconhecer os animais aqui representados, uma vez que não há dúvidas nem ambiguidades nenhumas. Eles não deixam margem para interpretações. O que leva um ateu evolucionista a não reconhecer o óbvio, e a procurar desculpas para justificar estas representações, é o seu forte apego à filosofia de vida evolucionista/naturalista, que não o deixa sequer considerar a hipótese de o ser humano ter visto um dinossauro vivo.

O Plesiossauro da Austrália

Os aborígenes têm histórias de um monstro marinho com pescoço comprido e grandes barbatanas que habitava as águas. Talvez estas histórias tenham uma base histórica real. A seguinte pintura foi-nos deixada pelo povo Kuku Yalanji e representa uma criatura que lembra um plesiossauro. A criatura está a ser atacada pelos aborígenes.

dino20

O Diplodoco do túmulo de um bispo inglês

A seguinte imagem encontra-se na tumba de um bispo na Catedral de Carlisle, em Inglaterra. Até aqui nada de controverso. O problema é que o bispo morreu três séculos antes de os ossos de dinosauro começarem a ser encontrados e estudados. Na tumba também estão representados animais conhecidos de todos nós, como pássaros, cães e enguias, o que mostra que este animal também foi um animal que foi presenciado e não uma figura mitológica.

dino23

CONCLUSÃO

Acredito que desconhecesses estas evidências arqueológicas da contemporaneidade de humanos e dinossauros. Normalmente, elas não são apresentadas na escola ou na universidade. São coisas que não dão jeito à teoria da evolução, pois vão contra tudo aquilo que ela afirma e ensina.

Realmente existem evidências que indicam que os dinossauros não viveram milhões de anos antes do ser humano, como diz a teoria da evolução. Neste post foram apresentadas representações de dinossauros feitas nos em 4 continentes diferentes. Para as rejeitares tens de recorrer a soluções ad-hoc ou dizer que foi tudo uma coincidência incrível. Mas aqui o problema já é teu. As evidências já te foram apresentadas.

Repara que, ao rejeitares todas estes dados arqueológicos, estás a colocar a tua crença à frente das evidências. É por isso que o debate não é entre Religião e Ciência, mas sim entre diferentes visões do mundo: a naturalista e a bíblica.
_____________________________________________________________________

Mais informação em Ancient Dinosaur Depictions
_____________________________________________________________________

Vamos analisar na Parte 10 as evidências controversas.


56 comentários so far
Deixe um comentário

A história comprova que os dinos viveram, a muito pouco tempo; infelismente a fé na religião chamada evolução, impede que essas pessoas vejam o óbvio

Comentar por Jocemar

O que leva um ateu evolucionista a não reconhecer o óbvio… é o seu forte apego à filosofia de vida evolucionista/naturalista

Quando puderem olhem para o céu em uma noite estrelada. Contemplem a imensidão.

Quantas estrelas! Quantos tons!

Tentem distinguir planetas, vejam a “espinha dorsal” da via-láctea; é tudo fantástico.

Alguns de vocês vão logo perceber o óbvio: esta obra-prima não foi feita pelo homem.

Alguns chegarão a reconhecer que:

“Os céus declaram a glória de Deus”
(Sl 19:1)

Mas há aqueles que vão evitar pensar em um Criador… a todo custo. E isto por sentirem um tremendo mal estar em suas conciências.

Eu, de minha parte, já obtive perdão em Cristo e, por isso, sei que sou aceito.. não por mim mesmo, mas por causa de Jesus. Logo, nada mais me impede de louvar o Criador, e viver de verdade.

Forte abraço!

Comentar por nilo

Nilo:

“Eu, de minha parte, já obtive perdão em Cristo e, por isso, sei que sou aceito.. não por mim mesmo, mas por causa de Jesus. Logo, nada mais me impede de louvar o Criador, e viver de verdade.”

Quem não obter perdão por Cristo, pode tentar obter com Hórus ou muitos outros disponíveis a perdoar,

“Mas há aqueles que vão evitar pensar em um Criador… a todo custo. E isto por sentirem um tremendo mal estar em suas conciências”

Depende de qual criador criou este mundo, pois, se for o ser oposto a Deus, voce está encrecado.

UM abraço para você também.

Comentar por Luciano

Quem não obter perdão por Cristo,..
Cristo não faz acepção de pessoas, todos podem obter perdão com ele, indiferente de religião/filosofia, condição social, opção sexual, etinia, …

pode tentar obter com Hórus ou muitos outros disponíveis a perdoar
Claro que pode, tu és livre amigo. Depois me conta o resultado.

Té+🙂

Comentar por nilo

Depois voce também me conta o seu resultado

Comentar por Luciano

Nem precisa ser depois.. conto já:

Nascí em uma condição de risco; perdí meu pai muito cedo, morava em uma favela no Brasil.

Desde os 6 anos eu já tinha que lutar para subsistir, quer seja pedindo esmolas, quer seja cuidando de carros estacionados em troca de moedas, ou ajudando a carregar compras para as senhoras na feira.. mais tarde vendendo sorvetes, vendendo vassouras, etc.

Alguns meninos vendiam drogas, ganhavam o 1 (um) salário mínimo por semana (hoje R$ 465,00 = $ 267,24 = € 178,64).

Era uma grande tentação porque eu, meus irmãos e minha mãe viviamos todos com apenas 1 salário mínimo por mês.

Estive perto do crime e do vício, era deprimido, infeliz, sem esperanças….

Um dia, alguem me falou sobre Jesus, me explicou coisas que eu nunca havia sonhado. Então entendí a minha condição humana, entendí a santidade do Criador.. me arrempendí de muitas coisas.. notei o amor com que Deus veio ao mundo para me buscar..

Então clamei “Jesus, me salva, por favor! Me aceita.. eu preciso muito.”

Naquele dia provei algo especial, uma sensão forte e marcante. Eu chorava, chorava, mas era de alegria.. algo entrou no meu coração, me entorpeceu. Num instante foi como se um grande peso caisse dos meus ombros.

Desde aquele dia, tenho Paz e firme confiança, uma força inexplicável me mantém tranquilo, mesmo diante de adversidades. Não temo a morte.

Faltam dois anos para concluir o curso de engenharia, tenho uma esposa que me ama e um lindo bebê esta a caminho. Tenho amigos que valem a pena, e uma grande e amorosa familia em minha igreja.

Amo meu Deus, o Senhor Jesus Cristo, o verbo criador.

Comentar por nilo

Ah, bom testemunho. Foi uma benção para mim.

Desu te abençoe, irmão Nilo.

Comentar por Mats

Nilo:

É uma história bonita, mas voce concorda que muitos ateus podem ter passado por situação semelhante e venceram da mesma forma.

Comentar por Luciano

Oi Luciano, tudo bom?

A questão de “vencer na vida” não é importante. Jesus não prometeu bençãos financeiras a ninguém (quem prega isso esta muito errado).

Mesmo que eu ainda morasse na favela, seria ainda muito grato por Jesus; Ele me fez “nascer de novo”, mudou tudo o que eu pensava, colocou ânimo, motivação, esperança… no meu coração. Motivação tal capaz de me impedir de tomar atitudes erradas, e cuidado tal que me induziu às coisas certas.

Eu fui transformado de dentro para fora e passei de um jovem triste e amargurado para alguém radiante. E hoje tenho certeza de que o Criador me aceita e sei que Ele me ama.

Percebeu?

Abraço!🙂

Comentar por nilo

“Nascí em uma condição de risco; perdí meu pai muito cedo, morava em uma favela no Brasil.”

Não se engane…
.
Isso foi o que seu Deus lhe deu…
.
O resto voce conseguiu por força de vontade seu mérito!
.
O que seu Deus lhe pede…Fé?
.
É o só outro nome para força de vontade!

Comentar por ROMANO LIMA AROS

Oi Romano, é bom falar contigo de novo, tá quente por ai?

Isso foi o que seu Deus lhe deu…

Então, vamos pensar um pouco:

1) Estamos causando um forte impacto ambiental no mundo. Os especialistas dizem que a temperatura deve subir pertubadoramente nos próximos anos, e que regiôes costeiras devem ser inundadas gerando migração (e xenofobia)… nosso recurso mais precioso; a água, deve se tornar escasso e caro.

Romano, quantas crianças vão morrer no futuro, ou mesmo sobreviver de maneira muito precária por causa do nosso estilo de vida de hoje? Entendeu onde quero chegar?

2) Outro exemplo:
Num mundo com tantas favelas, faz sentido existir Dubai?

3) Mais um exemplo:
No globo, 25 mil pessoas morrem por dia de má nutrição ou doenças associadas ao problema. Entretanto os brasileiros desperdiçam quase 40% dos alimentos produzidos no país tupiniquim.

Meu país é rico, muito rico, possui recursos invejáveis, é 16 vezes maior do que a Espanha, com água de sobra, petróleo, riquezas naturais várias… porém 46% dos jovens vivem abaixo da linha da pobreza, e 30% da população (57 milhões de pessoas) vivem com menos de 1/2 salário mínimo por mês.

E que estamos fazendo com a Amazônia é um caminho sem volta e o que será dos nordestinos se o semi-arido virar semi-deserto?

De quem é a culpa mesmo?

Forte Abraço.

Comentar por nilo

Como vc sabe troll?
No lugar dele vc provavelmente seria um marginal drogado, morto pela policia ou por seus proprios comparsas.

Vc acusa todos os teistas de serem fracos e se agarrarem a fantasias pois não tem uma força de vontade tão grande quanto a sua p enfrentar a dura vida real.
RA!
li seu patetico ´´desabafo“ vc não sabe NADA sobre vida sofrida, Deus lhe deu uma boa vida, mas vc é um ingrato miseravel, hipocrita, arrogante e alienado.

Esta chegando o Natal, infelimente o captalismo ´´apagou“ todo sentido original, nessa epoca se mutiplicam as campanhas em favor dos necessitados, grande maioria delas feita pelas igrejas grupos cristão.
Esse ano vc vai sair de seu conforto e vai fazer algo p ajudar um necessitado, ou vai continar a culpar o governo e a Deus por tudo, Sr. força de vontade superior?

Comentar por Adim

Gente é só uma hipótese, não estou afirmando nada:

por que não levar em conta que o ser oposto a Deus, pensando em gerar dicórdia entre os seres humanos,

instalou uma religião diferente em cada parte do mundo e o ser do bem, para combater tal tática,
luta para crescer a quantidade de céticos,

que mesmo que inicialmete podesse gerar mais discórdia, pensou que os céticos iriam aumentar

na sociedade a ponto de desarmar a religião, que foi a tática do mal para promover a discórdia.

Comentário: Tudo bem que não tem que ter acontecido desta forma, mas por que não ter sido desta forma?

Voce acredita que voce segue sua hipótese por mera opção, pois se for da forma que está

descrito acima, voces estão trabalhando enganosamente pelo mal.

Sem ofensas não é minha intenção

Comentar por Luciano

Luciano é o Morpheus do Matrix.
Ele está nos oferecendo a pílula azul e a vermelha.
Mas parece que as pílulas são alucinógenas…

Comentar por Vanessa Meira

Luciano;

Você sempre faz uma argumentação patética de que se se existe algum deus, tem que ser outro e não o da bíblia. Você diz que se não for o Deus da bíblia estamos encrencados. Para sabermos qual é o verdadeiro Deus entre muitos do panteão, temos que saber qual é a noção dos povos antigos sobre Deus. Lembre bem Deus é um ser Supremos, isto é está acima de todas as coisas visíveis e invísiveis. É atemporal, porque foi ele que criou o tempo; Não espacial, porque também criou o espaço, ou seja existe antes do espaço; não tem corpo; e é Pessoal, possui mente, sentimentos, emoções. Nele está todo o poder, Conhecimento, e se faz presente em todos os lugares.

No hinduismo, as pessoas adoração uma multi variedade de deuses, sendo Brahman o maior.

Vejamos então quem é Brahman:

“No começo no estado de efusão não havia nem matéria, nem não-matéria, não havia ser ou não ser. Naquele tempo não havia nem o céu nem o espaço nem nada além. Não havia vida nenhuma em nenhum lugar e nenhuma fonte de prazer. O que havia? E onde? Qual era o poder? Naquele tempo nem a solene água existia. Não havia nem morte nem imortalidade, nem noite nem qualquer noção do dia. Naquele tempo apenas um, ie, Brahma, existia imbuído com energia em sua natureza e nada mais existia. A escuridão estava escondida dentro da escuridão e a existência era desconhecida. Com o empenho de seus próprios tapas*, [energia de calor], do nada emergiu Brahma sem causa e sem ação externas. Isto causou a concepção de criação e os sábios compreenderam a causa da matéria na não matéria. Quem conhece toda a verdade e quem pode falar a respeito desta criação? Quais são os fatores causais dessa criação? Os deuses surgiram após a criação. Quem conhece aquele do qual este mundo foi criado? Não é conhecido como esta existência surgiu. Ele só conhece aquele que a desvendou. Ele o confirma ou não? Não é conhecido se o senhor lá em cima o sabe ou não.” (Décima Mandala, do Riga-Veda, Sutra 29. * tapas [calor-energia]).

Os entendidos nos Vedas sempre trataram Brahman como sendo a origem da criação e não como sendo o Criador consciente. Para o Hinduísmo Brahman nunca foi considerado um ser poderoso e consciente e que existia antes da existência do Universo. Os estudiosos hindus sempre consideraram Brahman como sendo “algo” a partir do que a existência teria “surgido”. Brahman era “uma entidade” que possuía apenas a energia do calor, mas sem consciência ou desejos. A criação ocorreu de Brahman, mas não por Brahman.

No Vendana, o objetivo a ser atingido não é a adoração de Brahman, mas sim a compreensão de Brahman.

E Alá?

Veja um paralelo entre Alá e Jeová( o Deus eterno).

CONHECIDO VERSUS DESCONHECIDO

Segundo a Bíblia, Deus pode ser conhecido. Jesus Cristo veio a esse mundo para que conheçamos a Deus:

“E a vida eterna é esta: Que Te conheçam, a Ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviastes” (João 17: 3).

No Islamismo, porém, Alá é desconhecido. É tão transcendente, tão exaltado, que nenhum homem pode sequer conhecer Alá pessoalmente.

Enquanto, segundo a Bíblia, o homem pode chegar a um relacionamento pessoal com Deus, o Alá do Alcorão é tão distante, tão longínquo, tão abstrato, que ninguém pode conhecê-lo.
PESSOAL VERSUS IMPESSOAL

Fala-se do Deus da Bíblia como um Ser pessoal com intelecto, emoção e vontade.

Isso se contrasta ao Alá do Alcorão, que não é entendido como uma pessoa. Isso o abaixaria ao nível de um homem.
ESPÍRITUAL VERSUS NÃO-ESPÍRITUAL

Para o Islamismo, a idéia de que Alá é uma pessoa ou um espírito é blasfêmia, porque isso rebaixaria o Exaltado.

Porém, o conceito de que “Deus é Espírito” é um dos pilares da natureza Bíblica de Deus, ensinada pelo próprio Jesus Cristo, em João 4: 24.
TRINITARIANO VERSUS UNITARIANO

O Deus da Bíblia é um Deus em Três pessoas: O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Essa Trindade não são três deuses, mas um Deus.

Quando nos atemos ao Alcorão, verificamos que ele nega a trindade explicitamente. O Alcorão declara que Deus não é um Pai, Jesus não é o Filho e nem o Espírito Santo é Deus.
LIMITADO VERSUS NÃO-LIMITADO

O Deus Bíblico é limitado por Sua própria natureza imutável e inalterável. Portanto, Deus não pode fazer qualquer coisa nem de tudo.

Em Tito 1: 2 somos informados de que “Deus não pode mentir”. Somos também informados sobre isso em Hebreus 6: 18. Deus não pode nunca agir de uma forma que viesse contradizer Sua natureza divina, porque “não pode negar-se a Si mesmo” (II Timóteo 2: 13).

Porém, quando você se atém ao Alcorão, descobre que Alá não é limitado por nada. Não é limitado sequer por sua própria natureza. Alá pode fazer tudo, em qualquer lugar, a qualquer hora, sem nenhuma limitação.
DIGNO DE CONFIANÇA VERSUS INCONSTANTE

Pelo fato de o Deus da Bíblia ser limitado por Sua própria natureza justa e haver certas coisas que Ele não pode fazer, Ele é totalmente consistente e digno de confiança.

Porém, quando nos atemos a estudar as ações de Alá no Alcorão, descobrimos que ele é totalmente inconstante e indigno de confiança. Não é limitado por sua natureza ou sua palavra.
AMOR DE DEUS VERSUS NENHUM AMOR DE DEUS

O amor de Deus é o principal atributo do Deus Bíblico, que é revelado em passagens como I João 4: 8, “Deus é amor”. Veja também João 3: 16, “Porque Deus amou o mundo”. Deus tem sentimentos por suas criaturas, especialmente o homem.

Porém, quando nos voltamos ao Alcorão, não encontramos amor como sendo o principal atributo.

Alá nem sequer “tem sentimentos” em relação ao homem. Tal conceito é alheio à compreensão Islâmica. Isso reduziria Alá a ser um mero homem ! o que é uma blasfêmia para o Islamismo.
ATIVO NA HISTÓRIA VERSUS PASSIVO

Alá não participa da história humana pessoalmente e não atua como um agente histórico. Sempre lida com o mundo através da sua palavra, profetas e anjos. Não vem lidar com o homem pessoalmente.

Quão diferente é a idéia Bíblica da encarnação, pela qual o próprio Deus entra na história e atua para promover a salvação do homem: “Deus se manifesta em carne” (I Timóteo 3: 16). Mais uma vez, “Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5: 8).
ATRIBUTOS VERSUS SEM-ATRIBUTOS

O Alcorão nunca nos diz, num sentido positivo, o que é Deus em termos de sua natureza ou essência. Os chamados 99 atributos de Alá são todos negativos em sua forma, mostrando o que Alá não é, nunca dizendo, com isso, o que ele é.

A Bíblia nos dá ambos atributos positivos e negativos de Deus.
GRAÇA VERSUS OBRAS

Por último, a Bíblia fala muito sobre a graça de Deus em promover uma salvação gratuita para o homem através de um salvador, que é também um intercessor: “porque há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” (I Timóteo 2: 5).

Já, no Alcorão, não há nenhum conceito da graça de Alá. Não há nenhum salvador ou intercessor, segundo o Alcorão.

Concluindo, quando você examina os atributos de Deus, que revela a si mesmo na Bíblia ao Alá descrito no Alcorão, vê-se que não são únicos e o mesmo Deus.

Resultado: Alá é uma força impessoal, porque caso contrário segundo os islamicos isso rebaxaria o exaltado

SEGUNDA PARTE: BUDA E O OUTROS DEUSES.

Comentar por Allef

O Budismo é geralmente considerado como religião não-teísta. Embora ensine que existem “deuses” (Devas), estes são apenas seres celestiais que habitam temporariamente em mundos celestiais de grande felicidade. Tais seres, porém, não são eternos nessa forma e estão sujeitos à morte e eventual renascimento em reinos inferiores da existência.

O Buda das escrituras Pali trata como “conversa fiada”, como “ridículo, meras palavras, algo vão e vazio” (Digha-Nikaya No. 13, Tevijja Sutta) o fato de que brâmanes (a casta sacerdotal hindu) possam ensinar outros a atingir a união com o que eles próprios jamais viram. Segundo Buda, eles de fato não viram Brahma (um dos principais deuses do hinduísmo) face a face. Contudo, isto não é uma negação da existência de Brahma, mas meramente uma indicação (do Buda) à tolice de professores religiosos que guiariam outros ao que eles mesmos não conhecem pessoalmente.

Embora o próprio Brahma não seja negado por Buda (ver Sutra Brahmajala), ele não é ─ de maneira nenhuma ─ encarado (pelo Buda) como um Deus Criador soberano, onisciente e onipotente. Brahma (como qualquer outro deva) está sujeito à mudança, declínio e morte, assim como qualquer outro ser senciente no samsara (o ciclo de reencarnações).

Em vez de acreditar em um deus criador como Brahma (um ser celestial benigno, mas que ainda não está livre de se iludir e renascer), pessoas dispostas a isso são encorajadas a praticar o Dharma (ensinamentos ou método de liberação) do Buda, em que a visão correta, o pensamento correto, a fala correta, a ação correta, o modo de vida correto, o esforço correto, a atenção correta e a imersão meditativa correta são superiores e poderiam trazer liberação espiritual.

O “conceito de Deus” não faz parte da doutrina pali de Buda sobre a liberação do sofrimento ─ embora alguns vejam na noção de “Nirvana” alguma relação com um Absoluto transcendental e impessoal.

Minha tia que é budista há vários anos me contou que deus no budismo está em nosso interior, ou seja deus é imanente. Muitos até consideram o budismo com uma religião ateísta.

Comentar por Allef

Não te esqueças que o V.T. foi escrito antes do Novo Testamento e do Alcorão. Os livros dos Vedas são mais antigos.

É muito natural que a criação e os deuses vão evoluindo.

Os livros mais antigos da biblia falam dum deus que aparece ao homens e a o novo testamento já dum deus que é apenas espírito.

Foram é epocas diferentes

Comentar por João Melo de Sousa

Vanessa:

Dá para provar que aquela do matrix, “seres humanos cultivados” está acontecendo ou não está acontecendo.

Já pensou nisto?

Comentar por Luciano

Lucianio,
na tua cosmovisão (cada vez mais estranha) é impossível saber qualquer coisa.

Não existe epistemologia nesse ceticismo-hippie-agnóstico que acabaste de inventar.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa:

“na tua cosmovisão (cada vez mais estranha) é impossível saber qualquer coisa.”

Em termos de sobrenatural, voce acertou.

Comentar por Clayton Luciano

Vanessa:

“Luciano é o Morpheus do Matrix.
Ele está nos oferecendo a pílula azul e a vermelha.
Mas parece que as pílulas são alucinógenas”

Como voce acha que o cético pensa de suas crenças?

Comentar por Luciano

Luciano!
Veja quantas crenças estas a falar e qual as evidências que deixas para nós analisarmos.Hoje em dia tem de ter mais fè para ser ateu, do que ser criacionista.Evidências há em ambos os lados,vai depender da tua posição e cosmovisão.Só cremos naquilo que queremos,mas esse livre arbítrio tem um preço,como toda decisão tem.CADA UM ASSUMA O ÔNUS DA SUA DECISÃO!

Comentar por Jonas

Mats:

Estudar para comprovar a existência de Deus?

Estudar para comprovar que cristo é filho de Deus? Que cristo não pode ser filho de outro?

Que Hórus não é deus?

Estudar para comprovar que a bíblia é a palavra de Deus e não de seu rival?

Nem se juntar a inteligência de todos os cientistas que já exitiram, seria possível tal meta.

Aí esta o salto que voces tiveram que dar.

(Jonas desculpa te acusar de me dizer que eu estou precisando estudar mais, foi engano.)

Comentar por Luciano

jonas:

Tudo que falei não são crenças, são poucas das infinitas hipóteses que se podem dar em relação

uma uma situação que jamais poderá fazer parte de uma experimentação real.

se há um infinito de hipóteses e qualquer que for seguida, não sendo objeto de prova, se

escolheu uma por sentimento, dificilmente esta escolha será suficiente para dizer que as hipóteses que outros seguiram são inferiores.

Tudo para fazer voce entender que voce segue sua hipótese por opção sentimental (não quer dizer que é melhor).

Mas pense o seguinte, voce me falou sobre sua carreira academica e disse para eu estudar mais, mas não descarte a possibilidade de que eu tenha mais estudo que voce.

Comentar por Luciano

Luciano!
A questão não quem tem mais ou menos estudo,e sim de que maneira tu aproveitas o teu estudo.Já falei para você;acho que falta reflexão mais profunda em muitas coisas que falas e é isso que falo quando pedi para estudar mais.Não é a quantidade de conhecimento que faz de uma pessoa ser detentora de veracidade,mas sua reflexão profunda sobre os dados recebidos e dela fazer estrada para onde nortear o rumo.Os dados são frios,mas o que dá sentido a eles é análise rigorosa,aprofundada e sem paixão
possibilitando a você ser crítico até mesmo com a sua cosmovisão.Abraços

Comentar por jonas

Ou seja, 2+2 pode ser tanto 4 quanto 5,6, até o infinito. Quem garante, né?

Comentar por MVR

A difernça é que aqui dar para testar

Comentar por Clayton

Então não há diferença, porque podemos comprovar o criacionismo a partir das evidências científicas!!

Comentar por MVR

Existem muitas pessoas que acreditam em Deus sem motivos racionais.
Existem muitas outras que acreditam em Deus por causa de motivos racionais.
Outras chegaram a Deus pela ciência.
Outras pelos argumentos lógico-filosóficos.

A questão não é simplória como o Luciano descreve (opção sentimental).

Comentar por Vanessa Meira

vanessa:

Por razões empíricas não.

Opção sentimental, o quer não quer dizer que não é verdadeira.

mas também não quer dizer que é verdadeira.

voce não está errada em acreditar, só estaria errada em acreditar que quem

não segue sua opção está errada, porque voce não pode provar “A filiação”.

Comentar por Clayton Luciano

Vanessa:

Como disse, a sua opção é sentimental. Mas isso não quer dizer que não é

verdadeira (nem o oposto). Voce julgar as pessoas que não seguem sua opção sentimental,

seria questionável, voce não apresenta provas

da filiação de quem voce segue, entre outra provas exigíveis. Siga, mas sem preconceito por quem não segue.

Sem atritos desnecessários

Comentar por Clayton Luciano

Ok.
A “opção” dos ex-ateus Anthony Flew, C.S. Lewis, McGrath, John Stott foi tudo na base da emoção…

É muito obvio para quem conhece os argumentos racionais para o teismo e para o cristianismo que o que vc escreveu não esta correto.

E quanto a “provas”: depende do que consideras uma prova.

Comentar por Vanessa Meira

Nilo,
Vou por o teu testemunho no meu blog.

Pode ser?

Comentar por Mats

Tá, me passa o link depois.

Comentar por nilo

Sugestão: Peça para o pessoal enviar testemunhos no seu blog. Jesus mudou a vida de muita gente e estas experiências não deixam de ser evidências do Criador.

Comentar por nilo

Estou espantado Sabino !

Tu, sozinho, provaste o que os historiadores nem sonhavam!

Dinossaurios a pastarem e caçarem placidamente entre seres humanos. O T. Rex e o Estegossauro a passearem, e a comerem-se, entre humanos que viam e anotavam.

Tantos anos perdidos a estudar quando bastava este blog para me abrir o olho, salvo seja, à verdade !

Só te falta mesmo, para que tudo faça sentido, um texto que concatene a versão bíblica- como tua a entendes – e as observações.

Vai ser um texto revolucionário e certamente adoptado pelas universidades e escolas de todo o mundo.

Já prevejo o texto :

Tudo começou há 4400 anos. A civilização, ou civilizações, anteriores foram todas afogadas num dilúvio…

Upa lá lá!

Vai ser a revelação das revelações!

Cá esperamos !

Comentar por João Melo de Sousa

É mesmo, este Sabino não aprende nunca. Só falta ele vir com estorinhas sobre um homem que pescou um celacanto, que eu e tu já sabemos estar extinto há milhões de anos, ou Ocapis sendo avistados em zoológicos de Lisboa.

Quem é que vai acreditar em umas bobagens destas?

Comentar por MVR

Olá João!
Tudo começou coa “ondas virtuais”(aliás de onde vieram?qual a sua genêse?)de probabilidades que em densidade infinita “explodiram” e se expandiram,formando quarks,eletrons,outras partículas sub-atômicas,atomos,moléculas(ah.já ia me esquecendo,o tempo e o espaço)
forças gravitacionais fizeram com que estes se aglutinasem formando estrelas,que explodiram novamente pela queima de todo o seu material combustível,originando atomos”mais pesados”.galáxias,planetas e a …A VIDA,através destes compostos inorgânicos conjuntamente com uma atmosfera “aparentemente redutora”,raios e radiação,e tudo isso ALEATÒRIAMENTE E AO ACASO(será??)Aí entra em cena a GRANDE GESTORA E OTIMIZADORA”SELEÇÂO NATURAL”,que vai em crescente complexidade formar seres como nós!(será?)através de informação complexa e especificada(será?)gerando estruturas biológicas cada vez mais complexas e otimizadas(será?)e aí estamos nós,frutos do acaso(será?)Revelações por revelações aí está a sua,contra todas as probabilidades “milagrosas” que desde o big bang(em que as leis da fisica não podem adentrar e explicar antes do tempo de plank o que aconteceu,será?)conjunções absurdas de probabilidades infinitessimais quanto a formação dos primeiros átomos(será?),estrelas e galáxias sem nenhuma explicação empírica convincente para satisfazer minimamente a sua formação(será?) e vamos a “cereja do sorvete”…A VIDA,que é a improbabilidade das improbabilidades(será?)que levará “cientistas naturalistas” as rais da abstração mental(loucura) para explica-la na sua essência e formação,opa…ia me esquecendo da “intragável” complexidade dos seres e sua improbabilidade biológica(será?)de gerarem estruturas e planos corporais decorrentes de mutação nos estágios primordiais do embrião(será?)e mais desing na natureza(será?),teleologia que não discutiremos por serem improbabilidades(será?)Só estou a dizer que a “tua revelação” empiricamente apresenta tantas insuficiências que me é racional e lógico de contra argumentar,que a fé é atributo imprecindível á qualquer cosmovisão e por isso a minha é mais convincente,é uma hipótese(será?)Abraços(desculpe a ironia)

Comentar por jonas

Allef:

Pelo que parece nós não chegaremos a um consenso, isso não quer dizer que eu estou certo e voce errado,

Mas o fato de uma estória ser mais lógica ou mais bonita que a outra não quer dizer que ficou
provado que qualquer delas é verdadeira,

Sempre que estou com uma questão e tenho que explicar como descrever um fenômeno, sempre faço a pergunta “é a única forma de explicar?”

pois se houver outras formas de explicar, tenho que saber o por que adotar uma hipótese e não
adotar outra.

Se houver forma de testar as
hipóteses, terei como saber qual adotar.

Vejo cada religião como uma hipótese para explicar as “coisas da vida”, e qual adotar? Como testar? como saber de forma segura que qual é a certa?

Se não há como provar, cada um “escolhe” a sua devido a que se adapta melhor a sua compreensão,

porém sem ter o direito de dizer que a outra pessoa que não optou por sua religião está errada.

Comentar por Clayton

Clayton.
Jesus disse que ele era a verdade e a vida, o único caminho para nos levar até Deus. Como podemos saber se ele está falando a verdade?
Podemos saber disso na sua ressureição. Este pluralismo religioso da atualidade impede que as pessoas vejam os fatos que provam a divindade de Cristo. Não que eu estou sendo contrário a essa liberdade religiosa, mas o que quero dizer é que todas as religiões não são caminhos para Deus, o budismo diz que Deus é imanente, a teologia Judaico-Cristã diz que Deus é transcedente. Uma tem que estar certa.

Comentar por Allef

Allef:

Será que uma religião tem que estar certa? Por que? ou nenhuma? ou todas?

Ressureição não prova filiação. Ou por que provaria?

Comentar por Clayton Luciano

MRV:

“Então não há diferença, porque podemos comprovar o criacionismo a partir das evidências científicas!!”

Será?

Pode acreditar, só não julgue quem não acredita.

Comentar por Clayton Luciano

“Será” nada, as evidências estão aí. A lógica também. O registro histórico também.

Vai contra os três e consegues ser um ateu com realização intelectual.

Comentar por MVR

Vanessa:

“na tua cosmovisão (cada vez mais estranha) é impossível saber qualquer coisa.”

Em termos de sobrenatural, voce acertou

Comentar por Clayton Luciano

Não.
Repito: na tua cosmovisão o conhecimento é impossível.
No evolucionismo a racionalidade humana não garante nada, a verdade é inalcançável.
O que vc acha que é racional é apenas mais uma opinião baseada em nada ou baseada em erros temporariamente chamados de acertos.

Até formigas podem estar racionalmente participando do debate no teu mundo….

E isso em qualquer assunto.

Comentar por Vanessa Meira

Vanessa:

“Repito: na tua cosmovisão o conhecimento é impossível.
No evolucionismo a racionalidade humana não garante nada, a verdade é inalcançável”

Em termos de sobre natural, que pode gerar um infinito de hipóteses sem como provar, testar…, sim, a verdade é inalcançável. (esqueça o evolucionismo quando estiver argumentando comigo)

A questão da formiga, é para voce entender também, que a questão da formiga poder estar numa “ordem de grandeza” inferior para compreender certas situações,

o ser humano talvez não tenha “ordem de grandeza” de compreesão para entender o sobre natural.

Comentar por Clayton Luciano

Vanessa:

“E quanto a “provas”: depende do que consideras uma prova”

Exponha as que voce considere. Analizarei com cuidado.

Comentar por Clayton Luciano

“S”

Comentar por Clayton Luciano

“Os livros mais antigos da biblia falam dum deus que aparece ao homens e a o novo testamento já dum deus que é apenas espírito.”

Hã? No Novo testamento, Deus continua Se revelando ao homem.
Jesus é Emanuel, Deus conosco.
“O Verbo se fez carne e habitou entre nós.”

Comentar por Fabricio Lovato

Não sei porque os evolucionistas acham um absurdo acreditar que dinossauros viveram até pouco tempo atrás ou mesmo que ainda estão vivos em algum lugar. Existem muitos animais na atualidade considerados mais antigos que os dinossauros e que não sofreram grandes mudanças com o passar o tempo, como o celacanto, os tubarões, os crocodilos, as tuataras, etc. Infelizmente, nem que encontrem dinossauros vivos, o mito evolucionista cairá.

Comentar por Juan

so o q eu tenho pra dizer,se vcs n acreditam no amor de deus,preocurem ,busque-o!!nao adianta falar mal dele… tem gente q me fala -se deus ama a todos pq axiste pobre gente passando fome… eu digo -pense em um vendedor de sabao ele diz q limpa, pq q no mundo tem gente q vive fedendo? pare pra pensar. se vc quer q limpe as pessoas tem q usar o sabao!! mesma coisa deus, se vc quer q e;e opere em cada vida,temos q orar buscar santidade,usar da palavra de deus!!amem?

Comentar por andrey

Andrey:

LOgo dá até para saber quem orou ou não:

1 – Se se deu mal, é porque não orou

2 – Se se deu bem, é porque orou.

Comentar por Clayton Luciano

Então isto significa que orou se deu bem ?

Éuma condição sinequanon ?

Comentar por Ricardo Muradas

oloco meool,sobre os plessiossauros sei muito sobre eles,acredito que seja o monstro do lago ness é lógico que é pois o video MONSTRO DO LOCH NESS?afirma que exista o monstro e eu afirmo que sim apenas tenho 9 anos e estudo o monstro do lago ness des dos 6 é obvio que existe!

Comentar por maria

QUI BOBÃO!!!

Comentar por Anderson du Lustoza

Clayton Luciano:

Com todo respeito, acho super válido sempre fazermos questionamentos sob vários ângulos com o intuito de buscarmos a verdade, porém não me parece ser o seu caso, pois gostas de questionar por questionar. Se procurares a verdade consequentemente, inclusive com bases científicas, olhando com “os olhos da mente”, certamente encontrarás a Verdade, ou sejas, Jesus Cristo, Salvador, Criador e Consumador dos séculos e, concluirá que para seguir as demais alternativas, respeitando o direito das pessoas escolherem seus próprios caminhos, precisa-se de muita fé, pois é necessário crer em coisas impossíveis ou deixar-se ser enganado por quem conscientemente se opõe ao Senhor Deus, Criador de todas as coisas.Não conheço a Vanessa, o Nilo, o Andrey e outros, mas posso dizer que estão querendo o seu bem e dos demais. Reconheço que você tem razão quando contesta que alguns dizem que se alguém “se deu bem, melhorou de vida, é porque Deus está com ele”, pois na própria Biblia relata que Estevão morreu apedrejado, e se “olharmos com os olhos humanos” concluiremos que ele foi um derrotado, porém nós cristãos sabemos que, na Verdade, foi um grande vencedor.

Cordialmente,

Jairo.

Comentar por Jairo




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: