No princípio criou Deus os céus e a Terra


Feedback da semana – (Dados da ciência e bíblia; fiabilidade dos evangelhos; apócrifos; extremismos)
Outubro 24, 2009, 11:25 pm
Filed under: Convicções / Fé, Evolução/Big-Bang, Respostas a Ateus

Resposta ao comentário do leitor que assina como hermogenes, no post Design e as pegadas na areia.
_________________________________________________________________________

Ou melhor, usar a biblia para defender existência de Deus é um erro. Porque muito do que está lá escrito ou não vai de encontro com tudo que sabemos do mundo que nos cerca ou então é fabuloso/trágico de mais e não se adapta aos dias de hoje:

1. Dados de geologia, arquelogia, cosmologia, arqueologia indicam uma terra bastante “velha”.

Geologia e a Bíblia

Na realidade, atirar conceitos para o ar é muito fácil. Dizer “dados da geologia, arqueologia e cosmologia“, sem especificar de que dados se está a falar, não tem nenhum valor. O mesmo pode ser feito por qualquer pessoa.

Relativamente à geologia, o que os dados e as observações científicas mostram é que os métodos de “datação”, o procedimento usado por geólogos para adivinhar calcular a idade das rochas e da Terra: 1) são um fiasco, 2) dependem de pressupostos impossíveis de verificação e 3) são interpretados de acordo com as concepções do geólogo.

GrandFalls02O registo fóssil está cheio de seres vivos que se esqueceram de evoluir, isto é, seres vivos que, apesar de os evolucionistas dizerem que têm milhões de anos, permaneceram estáticos ao longo de todo esse alegado tempo (Ver, por exemplo, o caso dos insectos, plantas, peixes, medusas e osgas). Por outro lado, os chamados “fósseis intermédios” são uma ilusão, já que os mesmos são inexistentes na classe dos invertebrados, que constituem a grande fatia do registo fóssil – 95%.

Arqueologia e a Bíblia

Creio que o hermogenes se deve estar a referir à Paleoantropologia. A verdade é que esta estranha “ciência” sobrevive mais à base de marketing do que de resultados esclarecedores. Aliás, esses resultados têm afirmado, cada vez mais, a humanidade dos indivíduos desenterrados. Senão, vejamos: o Homo floresiensis é 100% humano; o estilo de andar do Homo erectus é igual ao do homem actual e, além disso, eles tinham capacidade de fala e eram capazes de grandes proezas, apesar dos seus cérebros pequenos; o Homo neanderthalensis tinha os mesmos comportamentos que qualquer de nós.

Isto para não falar dos erros e fraudes paleoantropólogicas, anunciados como verdade até serem desmascarados (Ver, por exemplo: Homem de Nebraska, Homem de Piltdown e Ramapithecus). Quantos mais Ramapithecus homo_habilisandarão por aí expostos nos museus. Ainda há evolucionistas honestos que confessam que o estudo dos fósseis de alegados antepassados humanos são uma fantasia.

Por sua vez, a descoberta de referências extra-bíblicas a pessoas, cidades e eventos bíblicos revelam que a Bíblia relata aquilo que realmente aconteceu, mostrando que a fé do cristão assenta em factos reais.

Cosmologia e a Bíblia

A Cosmologia mostra que o nosso planeta se encontra plenamente ajustado para suportar vida. Mais de 30 factores delineados ao milímetro fazem com que seja possível a existência de vida neste planeta (ex: massa dos átomos, massa do sol e distância em relação ao mesmo, massa da lua e distância em relação à mesma, força da gravidade, etc). Altera um deles o mínimo que seja e deixarás de ter um planeta capaz de sustentar vida.

Se isto não é providência, então não sei o que essa palavra quer dizer. Para não reconhecer que tudo isto é providência divina, os cientistas naturalistas lançam para a mesa as hipóteses mais ridículas.

Quanto à idade do Universo, essa é uma questão um pouco complexa e exige mais observações e dados. Mas há dados que revelam uma idade não muito antiga para o Universo. É preciso também ter consciência de que o próprio Big Bang apenas se mantém uma teoria mais ou menos fiável por recorrer a entidades não observáveis.

Fiabilidade dos evangelhos

2. As contradições nos diferentes evangelhos levanta questões de fiabilidade dos relatos biblicos.

Na realidade, os diferentes pormenores relatados pelos 4 evangelistas, a respeito da vida, crucificação e ressurreição de Jesus Cristo, mostram que os relatos são independentes uns dos outros e que não foram uma combinação entre os diferentes evangelistas. As pequenas diferenças são o que seria de esperar se os registos tivessem sido deixados por diferentes pessoas, que presenciaram os mesmos eventos (ou recorreram a testemunhas que os presenciaram, como fez Lucas) mas descreveram-nos de acordo com a sua perspectiva.

S_Lucas_Andrea_Mantegna_2Quando aconteceu o ataque terrorista às torres gémeas, no famoso 11 de Setembro, acontecia a todo o tempo os meios de comunicação falarem com diferentes pessoas que contavam diferentes pormenores em relação ao mesmo acontecimento – o ataque terrorista às torres gémeas. 100 Pessoas entrevistadas forneceriam diferentes pormenores em relação ao mesmo evento, no entanto, isso não quer dizer que elas estivessem a fabricar uma invenção. Mas pela lógica do ateu, os seus relatos não seriam fiáveis.

O que interessa é que os evangelistas concordam entre si nos eventos cruciais. Todos os quatro evangelhos concordam que:

Jesus de Nazaré foi crucificado em Jerusalém pelas autoridades romanas durante as festividades da Páscoa, tendo sido preso e acusado de blasfémia pelos líderes judaicos e então caluniado pelo crime de traição perante o governador Pilatos. Depois de várias horas ele morreu e foi sepultado na tarde da sexta-feira por José de Arimatéia em uma tumba, que foi selada com uma pedra. Algumas mulheres seguidoras de Jesus, incluindo Maria Madalena, observaram seu sepultamento, visitaram a sua tumba no domingo pela manhã e encontraram-na vazia. Jesus apareceu vivo aos seus discípulos, incluindo Pedro, que então começaram a ser proclamadores da mensagem de Sua ressurreição.

Mais pormenores sobre este tópico em Inerrância e ressurreição, no 4º ponto.

Livros apócrifos

3. Os envagelhos apócrifos EXCLUÍDOS da biblia por conterem histórias no minimo embaraçosas e patéticas (jesus transformando os amiguinhos em cabritos!) que põe a nú mais uma vez como a biblía é uma fantasiosa supercriação humana.

Os evangelhos apócrifos que falam sobre Jesus nunca foram excluídos de nada. Eles nem sequer chegaram a fazer parte do cânone bíblico. Isto porque eles nunca foram tidos como fontes históricas fidedignas. Uma das razões é que foram escritos entre um a dois séculos depois do tempo de Jesus Cristo e os seus autores eram obscuros. O que o ateu está a pedir é que nós acreditemos em livros que foram escritos 200 anos depois dos relatos que descrevem, e que não recorrem a testemunhas oculares, do que acreditarmos nos relatos de autores que presenciaram os eventos ou que recorreram a testemunhas dos eventos.crucification4

Imaginem que daqui a 200 anos surgiriam vários livros que apresentavam versões completamente diferentes do 11 de Setembro. Seria lógico aceitar-se esses livros como tendo material confiável em detrimento dos livros que foram escritos no tempo do evento que relata e que recorrem a testemunhas oculares? Óbvio que não! Mas é isso que o ateu nos pede para fazermos em relação aos livros apócrifos.

Extremismos bíblicos

4. A biblía é usada para extremismos.

Mas o facto de a bíblia ter sido usada como justificação para muitos extremismos não é evidência contra a sua mensagem. Eu também posso dizer que matei pessoas para cumprir a vontade do primeiro-ministro de Portugal, o que não quer dizer que isso faça do mesmo uma pessoa má e com uma mensagem destruidora. O que importa é o que ele realmente diz e não o facto de haver pessoas que praticam crimes e dizem que apenas estavam a seguir os seus ensinamentos.

As pessoas interpretam a sua maneira, todos alegam que são a igreja escolhida.Como saber?

A única coisa que importa é aceitar que Jesus Cristo morreu na cruz para pagar os nossos pecados e que ressuscitou, vencendo a morte. Segundo a bíblia, este é o único requisito para ser salvo (Romanos 10:9; Actos 16:31)

5. Essa biblia que já foi usada em nome de Deus para derramar sangue de inocentes

Já foi dito em cima que o que importa não é o que as pessoas fazem em nome de, mas sim a mensagem que esse nome de transmite. As pessoas que mataram “em nome de Deus” estavam a praticar o contrário da mensagem que Jesus pregou.

Mas o ponto mais interessante aqui é ver que o hermogenes apela a um padrão universal de justiça, utilizando-o para poder referir-se a “inocentes”. Mas se não existe um Legislador de Justiça absoluto – Deus -, então porque razão o mesmo sentido de justiça do hermogenes deve ser aplicável a todas as outras pessoas? Se o ser humano evoluiu, e se tudo evoluiu, porque razão o sentido de justiça deve ser igual em todas as pessoas e em todas as sociedades?

Reparem que o hermogenes, ao assumir um padrão universal de justiça, segundo o qual sabemos distinguir que há atitudes que são sempre injustas e outras que são sempre justas, ele está a revelar a existência de Deus, a referência absoluta de justiça.

Anúncios

6 comentários so far
Deixe um comentário

Essa biblia que já foi usada em nome de Deus para derramar sangue de inocentes“

Se eu começar a usar colheres de chá para remover os olhos de pessoas, estás de acordo que se deva banir as colheres de chá, embora eu esteja a usá-las de uma forma que não está incluido no seu propósito?

Além disso, se os fortes matam os mais fracos, isso é apenas a sobrevivência da mais forte. Não sei porquÊ que tu, como um evolucionista, te opões ao mesmo processo que supostamente te trouxe a existência.

Se Deus não existe, todos os comportamentos morais são igualmente válidos devido a falta de Uma Referência Absoluta para a moralidade. Isto inclui os comportamentos de atentem contra vidas alheias.

Comentar por Mats

“Inocentes”

Fico imaginando o que se passa na cabeça de alguém que tenta refutar algo usando uma afirmação que depende deste algo para fazer sentido.

É impossível mencionar a palavra “inocentes” sem que haja um conceito de justiça.
Nem o ateismo, nem evolucionismo não oferecem nenhum conceito de justiça digno para que a palavra “inocentes” faça algum sentido.
Somente em Deus pode haver justiça.
E inocentes.

Deus não apenas existe, Ele é.

Comentar por Silva

“Somente em Deus pode haver justiça.”

E também propósito para a vida.

A propósito, ainda não convidei os amigos aqui da lógica do Sabino (peço sua permissão) para acompanhar esta semana especial: “Futuro com Esperança”, que pode ser acompanhada ao vivo aqui, entre outras opções, ou em reprises:

http://www.novotempo.org.br/site/

A última palestra (excelente! confiram) deve ser reprisada,não tenho certeza, daqui a pouco no horário aí de Portugal!

Um abraço a todos!

Comentar por Darjo

Em 1º lugar observe que em posts com alto teor de DEMENCIA poucos cometam e 99% dos comentarios são como o post !
….
Em 2º lugar tudo que SABINO esta a criticar ele repete em seu post!
E a prova disso é que responderei SABINO com suas proprias palavras!

…SABINO:
“Por sua vez, a descoberta de referências extra-bíblicas a pessoas, cidades e eventos bíblicos revelam que a Bíblia relata aquilo que realmente aconteceu, mostrando que a fé do cristão assenta em factos reais.”
…EU (usando palavras do sabino):
…..Na realidade, atirar conceitos para o ar é muito fácil. Dizer “dados da geologia, arqueologia e cosmologia“, sem especificar de que dados se está a falar, não tem nenhum valor. O mesmo pode ser feito por qualquer pessoa.
…………………………………….
…SABINO:
“Se isto não é providência, então não sei o que essa palavra quer dizer. Para não reconhecer que tudo isto é providência divina, os cientistas naturalistas lançam para a mesa as hipóteses mais ridículas.”
…EU (usando palavras do sabido):
O que o CRENTE está a pedir é que nós acreditemos em livros que foram escritos 3000 anos?
………………………………………….
…SABINO:
“Quanto à idade do Universo, essa é uma questão um pouco complexa e exige mais observações e dados. Mas há dados que revelam uma idade não muito antiga para o Universo.”
…EU (usando palavras do sabido):
Na realidade, atirar conceitos para o ar é muito fácil. Dizer “dados da geologia, arqueologia e cosmologia“, sem especificar de que dados se está a falar, não tem nenhum valor. O mesmo pode ser feito por qualquer pessoa.
………………………………………….
SABINO:
“O que interessa é que os evangelistas concordam entre si nos eventos cruciais. Todos os quatro evangelhos concordam ”
…EU (usando palavras do sabido):
O que o CRENTE está a pedir é que nós acreditemos em livros que foram escritos 3000 anos?
………………………………………….
E esta citação SABINICA em especial é tristemente RIDICULA!

“Os evangelhos apócrifos que falam sobre Jesus nunca foram excluídos de nada. Eles nem sequer chegaram a fazer parte do cânone bíblico. Isto porque eles nunca foram tidos como fontes históricas fidedignas. Uma das razões é que foram escritos entre um a dois séculos depois do tempo de Jesus Cristo e os seus autores eram obscuros. O que o ateu está a pedir é que nós acreditemos em livros que foram escritos 200 anos depois dos relatos que descrevem, e que não recorrem a testemunhas oculares, do que acreditarmos nos relatos de autores que presenciaram os eventos ou que recorreram a testemunhas dos eventos.”
….Testamunhas OCULARES?Autores OBSCUROS?
…….QUer dizer que se eu escrever um texto dizendo ser testemunha ocular de algo voces acreditam?
….Então se DARWIN ao inves de escrever sobre seus estudos tivesse dito que presenciou um animal evoluindo voces acreditariam?
……..O que torna um autor obscuro?
……..O fato de que ele não viu santidade em Jesus?
……..Que coincidencia so usarem os manuscritos que diziam isso em meio à tantos outros da mesma epoca SIM e não citando apenas os que tem 200 anos de atraso como fez sabino!
………………..
SABINO SUPEROU MINHAS EXPECTATIVAS A RESPEITO DE SUA SANIDADE MENTAL COM APENAS UM POST!
lhe digo o que voce disse nesse post…
….
……”Na realidade, atirar conceitos para o ar é muito fácil. Dizer “dados da geologia, arqueologia e cosmologia“, sem especificar de que dados se está a falar, não tem nenhum valor. O mesmo pode ser feito por qualquer pessoa.”
“O que o CRENTE está a pedir é que nós acreditemos em livros que foram escritos a 3000 anos?”

Comentar por ROMANO LIMA AROS

ROMANO,

perdi a conta às non-sequiturs que lançaste…

O facto de um livro ter 3000 anos invalida a sua mensagem histórica? É melhor não pensares em entrar em cursos de História, ias ter grandes problemas com essa ciência : o

Comentar por alogicadosabino

Então queres dizer que historiadores acreditam em todos os DEUSES que a historia nos mostra com diversas escrituras?
……
VOCE SABE O QUE É MENSAGEM HISTORICA?
…Vi que não!
…………………..???

Comentar por ROMANO LIMA AROS




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: