No princípio criou Deus os céus e a Terra


Como não datar um vulcão
Abril 15, 2009, 10:34 am
Filed under: Evolução/Big-Bang

Duas equipas diferentes de geólogos são capazes de olhar para o mesmo vulcão e chegar a conclusões diferentes. Ao olhar para um vulcão em Nevada, nos Estados Unidos da América, uma delas conclui que os fluxos de lava resultaram de múltiplas erupções separadas por milhares ou dezenas de milhares de anos. A outra conclui que eles foram depositados em apenas alguns anos. A escrever no boletim da Sociedade Americana de Geologia, geólogos dizem [meu destacado]:

Contrary to previous interpretations that the individual volcanoes were emplaced by polycyclic eruptions (separated by thousands or tens of thousands of years), we argue that the Pleistocene Crater Flat volcanoes are monogenetic, each having formed in a single eruptive episode lasting up to a few years. We show that all eruptive products emanated from the areas of the volcanoes’ main cones rather than from scattered vents, as inferred by previous workers.

Curiosamente, estes geólogos apontam uma coisa que os criacionistas estão sempre a dizer:

Failure to account for the different initial surface features can lead to erroneous conclusions about the relative ages of the surfaces based upon modern morphology.

Interessante eles salientarem o facto de que a aparência moderna nos pode levar a conclusões erradas, quando as condições iniciais são desconhecidas.

vulcao_ativo_colombia_061
_____________________________________________________________________

Agora imagina que és um cristão e estás no 10º ou 11º ano. Vais fazer uma visita de estudo a este vulcão. O guia conta a história deste vulcão. Diz-te que as lavas foram postas ali por muitas erupções vulcânicas separadas por milhares e milhares de anos. Ficas a matutar naquilo porque sempre aprendeste na igreja que Deus criou a Terra há menos de 10.000 anos. Mas não consegues rejeitar aquilo que o guia está a dizer porque, afinal de contas, a evidência está mesmo à tua frente. Uma coisa é certa… aquilo parece ter milhões de anos.

Entretanto tornas-te num cristão evolucionista. Anos mais tarde, porventura, tornas-te ateu.

Quando já és adulto, vês num blogue fundamentalista como este que, afinal, as lavas daquele vulcão que visitaste há 15 anos foram postas ali em apenas alguns anos. Tudo o que o guia disse sobre os milhares e milhares de anos estava errado. Mas, infelizmente, já é muito tarde… isso não te vai fazer voltar a acreditar naquilo que a bíblia diz sobre as origens.

Episódios como este servem para alertar o cristão que não deve duvidar da bíblia, mesmo que as evidências do momento pareçam ir contra aquilo que ela diz sobre as origens. Há tanta informação errada que nos é transmitida como sendo verdadeira. Vem-me à memória o exemplo do Homem de Piltdown. Por 51 anos ele foi evidência de evolução humana mas, afinal de contas, não passava de uma fraude humana.

A Palavra de Deus permanece para sempre. A palavra do Homem é inconstante.

Anúncios

21 comentários so far
Deixe um comentário

Mas, Sabino, a “ciência” está sempre a acumular factos até se chegar a verdade! O facto dos métodos de datação darem resultados diametricamente opostos não quer dizer nada. Além disso o Teu Deus não existe!
/Modo Ateu OFF

Comentar por Mats

“Quando já és adulto, vês num blogue fundamentalista como este que, afinal, as lavas daquele vulcão que visitaste há 15 anos foram postas ali em apenas alguns anos.”

Bom, partindo do princípio que o tipo não ficava com lesões cerebrais permanentes por ler este blog…

🙂

De que vulcão em concreto estás a falar? Que lavas de vulcão dataste tu? Desde quando os teus exemplos imaginários correspondem a factos concretos? Que entendes tu de vulcanologia? Ainda não percebeste que errar é humano? Ainda não percebeste que a “ciência, ao contrário da religião, não tem, nem pretende ter, respostas para tudo? Ainda não percebeste que a Ciência não diz que está sempre certa? Ainda não percebeste que a ciência está no modo como é feita e não no resultado final? Ou achas que o Newton tinha resposta para tudo e nunca se enganou nos seus pressupostos? Ainda não compreendeste que a dúvida metódica faz parte do método? Ainda não percebeste (ou não queres perceber) que não podes apresentar um caso de discrepância (natural, isto não é religião…) entre a opinião de diversos cientistas e afirmar que todas as datações estão erradas e que não funcionam?

Assumindo que não percebeste nada do que acima vai… Podes berrar o que quiseres, podes invocar a ira do teu deus vingativo, mas o que é certo é que o mundo não foi criado há seis mil anos… lamento! E, contra isso, não podes fazer nada… a não ser construir uma arca e… zarpar!

Comentar por Nicolau

Nicolau,

“Bom, partindo do princípio que o tipo não ficava com lesões cerebrais permanentes por ler este blog…”

Se milhares de mutações em milhares de genes não deixam um tipo com lesões cerebrais permanentes, não será este blog a fazê-lo : )

Comentar por alogicadosabino

Se o meu comentário e o comentário do Nicolau viessem na ordem inversa, até parecia que eu estava a responder ao que ele disse. Reparem como ele começa por “defender” a “ciência” e termina a atacar a Bíblia.

Comentar por Mats

Ninguém está atacar a Bíblia… Apenas a leitura obtusa e tacanha que fazem de um texto que, do ponto de vista de relato e explicação de fenómenos naturais, sobretudo os que não foram presenciados por nínguém, não é, lamento, consentâneo com a realidade.

Se quiserem viver no vosso mundo “da Lua”… Feel free! Vivemos numa democracia onde todas a opiniões e ideologias, desde que admissíveis à face da lei vigente, são permitidas.

🙂

Comentar por Nicolau

“Ainda não percebeste que a Ciência não diz que está sempre certa?”

Estranho…muitas vezes me disseram que a Evolução já era um fato indiscutível… 😀

“Ou achas que o Newton tinha resposta para tudo e nunca se enganou nos seus pressupostos?”

Cabe lembrar um momento também a grande fé que este homem tinha na Bíblia e no Deus Criador.
http://criacionista.blogspot.com/2008/08/esto-redescobrindo-o-newton-religioso.html

Comentar por Fabricio Lovato

Vá lá, não passeiem aqui a vossa incapacidade de destrinçar um facto de uma teoria… É por estas falhas básicas na vossa cultura geral científica que não é possível ter um debate sério com criacionistas. Pensam (tu e os sabinos deste mundo) que mandar bitates sobre ciência é o mesmo que perceber do assunto… Há que estudar. Há que aprender as bases…

A evolução é um facto! Um facto comprovado pela biogeografia, pela paleontologia, pela genética, pela embriologia, pela ecologia, pela biologia em geral. Um facto, inclusive, comprovado em laboratório por equipas portuguesas da Gulbenkian. Tal como a gravitação é um facto (o tal que Newton explicou com a sua Teoria Gravítica). A teoria que explica o facto evolutivo, a Teoria da Evolução, apesar de boa, apesar de já ter dado provas, terá seguramente muito a melhorar. Tal como a Teoria Gravítica de Newton foi completada pela Teoria da Relatividade de Einstein para o microcosmos das partículas atómicas. E melhorará, e continuará a explicar o mundo biológico, quer vocês queiram, quer não…

Já agora, onde param os centros de investigação científica criacionista sobre estes temas? Não basta manda bocas, é preciso mostrar trabalho credível, produtivo, útil para a humanidade. Onde estão as vacinas criacionistas? Onde estão as jazidas petrolíferas descobertas por criacionistas? Onde estão os modelos de evolução do planeta, que sejam úteis para encontrar recursos naturais, feitos por equipas de investigação criscionistas?

Não passam de “caçadores de OVNIS” de chalados que falam, falam, mas não produzem nada. Lamento o tom de zombaria, mas já não há pachorra para vos aturar! Vão trabalhar malandros!

🙂

Comentar por Jonas

Mais um a dizer que a teoria é um fato…

Não me canso de rir desses ateus. Até parece que se fazem!

Comentar por MVR

E eu começo a cansar-me da ignorância crédula e da estupidez básica dos criacionistas (não dos teístas que cada um tem as suas convicções)!

🙂

A propósito, a exposição A Evolução de Darwin, na Gulbenkian, já chegou aos 100.000 visitantes. Deve ser porque são criacionistas… e vão lá para aprender a diferença entre uma facto e uma teoria… e para aprender alguma coisa de História Natural…

Comentar por Malaquias

Marcos,

Ou estás completamente enganado ou estás a tentar enganar.

O artigo está aqui. Se o leres, verás que se tratam de vulcões com cerca de um milhão de anos de idade. A questão é se esses depósitos de lava surgiram aproximadamente ao mesmo tempo ou se diferem entre si em milhares de anos. Mas nota que mil anos de diferença, neste caso, é 0.1% da idade dos depósitos.

Ou seja, «Quando já és adulto, vês num blogue fundamentalista como este que, afinal, as lavas daquele vulcão que visitaste há 15 anos foram postas ali em apenas alguns anos.» Mas mesmo que tenham sido “postas” em apenas alguns anos, não deixam de ter sido “postas” há um milhão de anos atrás. Cem vezes mais velhas que o universo segundo a tua bíblia.

Comentar por Ludwig Krippahl

“Ainda não percebeste que a Ciência não diz que está sempre certa?”
“A evolução é um facto! Um facto comprovado pela biogeografia, pela paleontologia, pela genética, pela embriologia, pela ecologia, pela biologia em geral”

Vá se entender… =/

“Um facto, inclusive, comprovado em laboratório por equipas portuguesas da Gulbenkian. ”
Não conheço tal grupo, mas poderia me explicar em que consistem as suas experiências?

“Já agora, onde param os centros de investigação científica criacionista sobre estes temas? ”
Discovery Institute, Institute for Creation Research, Geoscience Research Institute…
Esses me vêm à cabeça agora.
Dá uma pesquisada sobre o trabalho realizado por essas instituições.

Comentar por Fabricio Lovato

O DIscovery Institute não é uma organização criacionista.

Comentar por Mats

Mats.

Realmente, desculpe pela confusão.

🙂

Mas posso pesquisar mais algumas Instituições Criacionistas que fazem trabalho sério.

Comentar por Fabricio Lovato

Ludwig, é sobre a deposição das lavas que falo no post e não da idade do vulcão (apesar do titulo assim sugerir). Não está em discussão a idade que eles dão ao vulcão mas sim a deposição das lavas (se foram ou não depositadas em periodos separados por dezenas de milhares de anos ou se duraram apenas alguns anos).

Comentar por alogicadosabino

Marcos,

«Ludwig, é sobre a deposição das lavas que falo no post»

Se leres o artigo verás que essas lavas foram depositadas há cerca de um milhão de anos. A questão é se foram depositadas praticamente ao mesmo tempo ou com alguns milhares de anos de intervalo. Mas, seja como for, foram depositadas há centenas de vezes mais tempo do que tu julgas que o universo durou…

Comentar por Ludwig Krippahl

O DIscovery Institute não é uma organização criacionista

Não, é apenas uma organização Cristã que defende:
1. O teoria “intelligent design”
2. O ensino nas escolas deste e das baboseiras anti-evolução que vocês costumam debitar
3. Os seus colaboradores e principais directores pertencem ou pertenceram também a institutos criacionistas “assumidos”
4. Regra “cientifica” obrigatória para os seus trabalhos “The point of view Discovery brings to its work includes a belief in God-given reason and the permanency of human nature”

Assim se a ineteligência que nos concebeu no ponto de vista ID, não for Deus , só pode ter sido uma companhia de “extra-universantes” (ETs exteriores ao nosso Univeros eh eh)´

É o que caham gato escondido com o rabo de fora (rabo e muito mais …)

Comentar por Joaquim Coelho

Então, pelo fato de ser Criacionista, uma instituição não faz “boa” Ciência?

Comentar por Fabricio Lovato

Joaquim,

Não, é apenas uma organização Cristã que defende:

Não é uma organização cristã. O Dr David Berlinski é um judeu agnóstico, por exemplo. Casey Luskin é judeu.

1. O teoria “intelligent design”

E..? É crime dizer-se que a natureza exibe evidência de design?

2. O ensino nas escolas deste e das baboseiras anti-evolução que vocês costumam debitar

Por acaso o DI (Discovery Institute) não promove o ensino do design inteligente, mas sim a discussão honesta das evidências a favor e contra a teoria da evolução.

3. Os seus colaboradores e principais directores pertencem ou pertenceram também a institutos criacionistas “assumidos”

Todos eles? É crime ser-se um criacionista? Só porque existem criacionistas no DI não quer dizer que o DI é uma organização criacionista. Se pensas assim, então a presença em ateus em muitas faculdades é sinal de que são faculdadess ateístas.

4. Regra “cientifica” obrigatória para os seus trabalhos “The point of view Discovery brings to its work includes a belief in God-given reason and the permanency of human nature”

Onde é que diz que é regra científica “obrigatória”?

Mesmo que fosse, essa crença é a oposta da tua, que diz que Deus deve estar fora de cogitação a todo o custo.

Comentar por Mats

Agora os ateus querem proibir que organizações Criacionistas defendam o Criacionismo.

Ridículo. Como o ateísmo é no seu melhor.

E já veio com assuntos de alienígenas… Há de ser muito ALIENADO mesmo…

Comentar por MVR

Ah, aqui no Brasil têm também [que eu conheço e lembro no momento] a Associação Brasileira de Pesquisa da Criação, o Núcleo de Estudos das Origens e uma filial que abriu recentemente do Geoscience Research Institute.

Comentar por Fabricio Lovato

deus fez a terra de acordo com sua vontade.
disem que em 7 dias errado foram 7 etapas.
1 big bem
2 varias galaxias.
3 sistema solar.
4 purificação da terra
5 translação da terra.
6 rotação.
7 os seres vivos.
big bem certo.
homem feito de barro errado,o homem veio em um meteorito de argila “barro”.
indios do centro oeste acredita que buriti é arvore que da origem a vida,errado ele apenas marca o local em que a vida chegou “so temos buriti em varzea de argila.
indios da amazonia,homem chegou em uma grande canoa de fogo,errado esta grande canoa é apenas um meteorito trazendo seres vivos.
purificação e tranlação por um grande meteorito formando o pacifico separando os continentes.
rotação centenas de meteoritos de argila dando a terra e trazendo a vida.

Comentar por flavio




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: