No princípio criou Deus os céus e a Terra


A inscrição da “Casa de Davi”
Março 17, 2009, 3:36 am
Filed under: Convicções / Fé

Casa de Davi era uma designação muito comum usada pelos profetas da Bíblia para se referirem à linhagem , aos descendentes ou à família do rei Davi. Jesus veio da linhagem de Davi (Mateus 1:1).

house-of-david-inscriptionEm 1994, escavações na antiga cidade de Tel Dan, em Israel, trouxeram à vista uma pedra de basalto que continha uma referência à “Casa de Davi“. Este artefacto parece ter sido erigido por um rei de Damasco durante o século IX A.C., uns 250 anos após o reinado de Davi. O artefacto menciona, especificamente, uma série de vitórias sobre um “rei de Israel” e sobre um rei da “Casa de Davi” (Nota: Israel estava dividido em dois reinos, por esta altura).

A inscrição revela que Casa de Davi era uma referência política e geográfica distintiva naquela época. O rei Davi e sua dinastia eram bem conhecidos no mundo antigo.

A descoberta foi importante porque foi a primeira vez que se encontrou referência ao rei Davi numa fonte fora da Bíblia (escusado será dizer que os críticos diziam que Davi nunca tinha existido). A pedra de basalto encontra-se, actualmente, no Museu de Israel, em Jerusalém.

Advertisements

16 comentários so far
Deixe um comentário

E as pedras falarão.

Comentar por Fabricio Lovato

Hm… Mais um da série que os ateus nunca respondem.

Comentar por MVR

Oh meninos !
Ninguem de bom senso diz que todos os relatos biblicos são mitos e mentiras. Muito do que está escrito na Biblia corresponde a factos históricos. Contado evidentemente, do ponto de vista dos Judeus.
Temos algo de parecido com a história de Portugal do Frei Bernardo de Brito. Tem muita peta mas muito de histórico.
O mesmo se passa com o Corão, os Maias e a maior parte dos romances do Camilo.
Ninguém contesta a existencia da casa Havaneza, do palacio de Setiais ou do americano que o João da Ega e o Carlos correm para apanhar.
No que respeita à existencia dos amores do Carlos e da Maria Eduarda já a história é outra.

Muitos dos factos descritos no Alcorão são históricos. Agora a parte em que Maomé voa até Jerusalem num cavalo branco…eu pelo menos ponho as minhas duvidas….

Um pormenor com alguma piada:
estou a escrever isto num net café cheio de arabes…queira Deus que sunitas moderados….

Comentar por Joao Melo de Sousa

Sousa,

As obras de Eça de Queirós e do Camilo Castelo Branco foram propositadamente escritas para serem romances, contos, ficção. Não é de bom tom comparar a bíblia ou o próprio corão a livros que foram escritos com o propósito de serem ficção.

Quanto aos relatos da bíblia… eu pessoalmente não tenho por que duvidar das coisas mais “extravagantes”, do ponto de vista humano, porque a bíblia tem provado conter o relato fidedigno das origens. O link que o Fabrício colocou em cima é só um exemplo disso.

Comentar por alogicadosabino

“Ninguem de bom senso diz que todos os relatos biblicos são mitos e mentiras. Muito do que está escrito na Biblia corresponde a factos históricos.”

Não há nenhum mito na bíblia. As parábolas que Jesus falou foram, como a própria bíblia diz, parábolas, e a bíblia faz questão de avisar isto.

“Temos algo de parecido com a história de Portugal do Frei Bernardo de Brito. Tem muita peta mas muito de histórico.”

Não conheço a história de portugal, mas não pode ser comparada à história de Deus.

“O mesmo se passa com o Corão, os Maias e a maior parte dos romances do Camilo.”

Todos os ateus dizem isso, mas até hoje NUNCA apresentaram qualquer prova concreta disso… Nem lêem a bíblia direito, imagine o corão então…

*O corão foi escrito por 1 pessoa, durante 22 anos… Não tem comparação com a bíblia.

Comentar por MVR

As evidências que mostram que a parte histórica da Bíblia é confiável não podem, realmente, confirmar que seu ensinamento teológico é verdadeiro.

Mas se ela apresenta integridade histórica, cultural, étnica e geográfica sua mensagem oferece muito mais confiabilidade e plausibilidade.

Imagine se ela dissesse que Jesus morreu por você e ao mesmo tempo dissesse que Jerusalém fica aqui no Brasil?

Comentar por Fabricio Lovato

Não só lemos, botamos para quebrar.
http://www.bibliadocetico.net/

Comentar por Pedro

Não sei bem o que queres quebrar… mas é contigo.

Já agora, sabias que alguém fez um site a expor a parvoíce da biblia do cetico?

Comentar por alogicadosabino

“As evidências que mostram que a parte histórica da Bíblia é confiável não podem, realmente, confirmar que seu ensinamento teológico é verdadeiro.”

Ora se a arca de Noé era considerado Mito e agora já foi constatada… Temos mais razão para crer na bíblia do que em teorias malucas da ciência…

Comentar por MVR

“Não só lemos, botamos para quebrar.”

Lêem a Bíblia por si sós, ou sabem o que aprendem em links ateístas?

Comentar por Fabricio Lovato

Creio que o fato de a biblia ser confirmada historicamente me da uma boa inferencia indutiva para crer que seus ensinos teologicos são verdadeiros, não são apenas um ou outro fato historico comprovado SÃO CENTENAS e só aumentam com o passar do tempo, porem a inferencia indutiva do evolucionismo não é muito boa ja que a partir de um dente de porco extinto se constroi uma familia toda a partir desse dente e diz que é uma prova “conclusiva e irrefutavel” da evolução.

Pesquisem tb sobre os 87 fatos historicos confirmados do livro de atos dos apostolos que só poderiam ser descritos por uma testemunha ocular, depois dizem que nossa fé não se apoia em fatos e é irracional, irracional é um ateu fechar os olhos e negar todas essas evidencias.

Comentar por Bispo Valdomiro Santiago

Embasado em tudo que li, ouvi, presennciei e pelas “igrejas” por quais passei, tirei as seguintes conclusões:
1-Adão e Eva, Noé, Moises, outros tantos e por fim Jesus, nunca escreveram nada.Tudo foi relatado verbalmente e passado de “pai” pra “filho” assim até que no ano 40 dc “surgiram”
as escrituras, que depois foram reescritas e reescritas e reescritas…, de acordo com a vontade humana de quem as escreveu e adequadas ao grau de instrução e inteligência para quem esses ensinamentos eram destinado.
2-Todos sabemos das distorções dos fatos escritos e/ou relatados verbalmente ao serem reescritos e repassados verbalmente por inúmeras vezes. Isso aliado a “evolução intelectual” me faz concluir que devemos considerar apenas os fatos lógicos da “Biblia”, interpretando o restante de acordo com a “realidade intelectual” dos” Dias de Hoje”.

Comentar por leoni pinheiro de oliveira

leoni pinheiro, obrigado pela sua participação.

“as escrituras, que depois foram reescritas e reescritas e reescritas…, de acordo com a vontade humana de quem as escreveu e adequadas ao grau de instrução e inteligência para quem esses ensinamentos eram destinado.”

Só é pena é que as evidências desmintam o que acabou de dizer. Já ouviu falar dos Manuscristos do Mar Morto?

Comentar por alogicadosabino

http://arqueologiabiblica.blogspot.com/2008/08/manuscritos-do-mar-morto.html

Curto e explicativo. 😉

Comentar por Fabricio Lovato

é cremos nos relatos da biblia é somente pela fé;e a arqueologia ainda acha esses artefatos só maravilha;

Comentar por elusai




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: