No princípio criou Deus os céus e a Terra


Não é arte fantasiosa, é Ciência!
Novembro 9, 2008, 2:33 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang, Multimédia

Sempre que um meio de comunicação social noticia a descoberta de um “elo de transição”, raras são as vezes em que a imagem que complementa o artigo não é a concepção artística realizada a partir do fóssil, e não o fóssil em si. Se nos mostrassem os restos fósseis que deram origem à representação artística, a fértil imaginação evolucionista ficaria muito exposta. O leitor mais ingénuo fica a acreditar que os restos fósseis descobertos pertenciam, realmente, àquela criatura desenhada. O leitor ingénuo não sabe que as representações artísticas são pura fantasia e apenas representam a vontade do cientista. Tomemos o exemplo do Homem de Neandertal.

O 1º fóssil que deu origem à novela do Neandertal foi descoberto em 1857 no vale de Neander, na Alemanha. Hoje, em 2008 (passados 151 anos), ainda se discute quem terá sido o Homem de Neandertal e qual o seu lugar no percurso evolutivo do ser humano. Quanto mais “humano” se descobre que o homem de Neandertal foi, mais as suas representações contêm menos traços primitivos. A reconstrução anatómica artística não é ciência! Quanto muito mostra-nos que há pessoas muito criativas que sabem desenhar e pintar. Reparem na seguinte imagem:

neandertal

A 1ª representação é uma concepção mais moderna do homem de Neandertal, depois de se descobrir que ele foi mais humano do que ao início se pensava. A 2ª representação é uma concepção que remonta a finais do século XIX, quando se afirmava que o homem de Neandertal era um ancestral primitivo do ser humano. Reparem como diferentes crânios de neandertal dão origem a representações tão díspares. Mas não nos fiquemos com estas duas. Estas foram as aparências que o homem de Neandertal já teve, ao longo das últimas dezenas de anos após a descoberta dos seus fósseis:

neandertal22

Como é que as primeiras representações do homem de Neandertal saíram tão ao lado? Esta pergunta leva-nos a colocar outra: será que a representação actual é a correcta?

As representações artísticas a partir dos restos fósseis de determinada criatura são uma grande anedota e puramente subjectivas. Se o cientista achar que o Homo fazqueesfrega é um parente mais afastado do homem moderno, o cientista dirá ao artista para este conceber uma criatura mais simiesca. Se o cientista achar que o Homo fazqueesfrega é um parente mais próximo do homem moderno, o cientista dirá ao artista para este conceber uma criatura com traços mais semelhantes ao homem moderno.

Deus diz em Isaías 44:25: “Obrigo os sábios a recuar e mostro que o seu saber é estupidez”. A Bíblia diz, também em Romanos 1:22: “[Os homens] dizendo-se sábios, tornaram-se loucos“.
______________________________________________________________

Mais sobre isto AQUI.

Anúncios

59 comentários so far
Deixe um comentário

Mas, ó Sabino, quem és tu para atacar as reconstruções evolutivas? Mostra lá o teu PhD em Fossilogia Evolutiva, por favor!

“Os únicos parentes meus que baloiçaram nas árvores, provavelmente baloiçaram pelo pescoço e não pela cauda!”

Comentar por Mats

Sabino: ciência não se discute, e sim, comprova-se favoravelmente ou contrariamente. Diferentemente da Bíblia que só é possível aceitá-la no campo da fé, a ciência exige provas irrefutáveis: Cadê as tuas, para a matéria do post?

Comentar por ivancarlos

Ivan, já pesquisaste os arquivos deste blog? O SAbino tem listado vários tipos de factos que estão de acordo com a Bíblia.
Segundo, ninguém aqui está a atacar a ciência. Aqui usa-se a ciência para atacar o darwinismo, o que é diferente.
Terceiro, sim, a verdadeira ciência exige evidências confirmadoras. Porque é que a teoria da evolução está isenta desse requiremento?

Comentar por Mats

“Sabino: ciência não se discute, e sim, comprova-se favoravelmente ou contrariamente.”

Hum… penso que isso que disseste não se aplica à teoria “científica” da evolução. Basta ver a anedota das concepções artísticas do neandertal.

Comentar por alogicadosabino

Sabino,pormuito que tu queiras, aprimeira figura não representa recontruções a partir do mesmo crâneo. O crâneo de cima é diferente do crâneo de baixo, independentemente do que tu ou o jornal onde foste buscar isso diga. Mais uma vez, a tua desonestidade a falar!

Comentar por Beowulf

Por vezes penso que a nível de bosta este blogue bate aos pontos a versão blogspot…

Comentar por PR

Sabino

Realmente queria saber qual o combustivel que ti move para criticar a ciência, sendo o que acreditas esta longe disso tudo, é o “zóio criticando a ramela”.

Comentar por kibom33

“Aqui usa-se a ciência para atacar o darwinismo, o que é diferente.”

E o Big Bang. E tudo, em geral, que for “cenas científicas” mas que não estejam de acordo com a bíblia

Comentar por Ska

Lanço um desafio aos comentadores evolucionistas.
Vamos faze uma lista das ciências e teorias que o criacionismo considera mentiras, de forma a poder concluir que a biblia está certa.

Começo com algumas da minha area de estudo quando andei em Engenharia geológica.

1. Téctónica de Placas – a velocidade de deslocação das placas, a forma como as rochas são criadas, etc
2. Datação por metodos radiométricos, datação por linhas de magnetização nos fundos oceânicos, datação de certas varves, datação de camadas sedimentares. Enfim todas as datações que apontem para mais de 6.000 anos.

Comentar por Joaquim Coelho

Joaquim será que os criacionistas acreditam que o mundo tem algo em torno de 6.000 anos mesmo? Tá ai, algo que gostaria de saber.

Comentar por kibom33

«Lanço um desafio aos comentadores evolucionistas.
Vamos faze uma lista das ciências e teorias que o criacionismo considera mentiras, de forma a poder concluir que a biblia está certa»

Praticamente tudo. Os vários campos científicos estão de tal forma interligados que é não há praticamente área nenhuma que não seja afectada pelas tontices deles.

O mais gritante é mesmo a questão dos 6000 anos. Isto põe em causa toda a astronomia e grande parte da física. Obriga a rever a velocidade da luz, a relatividade, etc., etc. No mar de tolices que eles dizem, a crítica do darwinismo acaba por passar quase como uma nota de rodapé.

Aliás, julgo que é importante lembrar que os criacionistas não atacam estritamente o darwinismo e a selecção natural. Eles atacam a evolução, que é uma coisa bem diferente (é possível aceitar a evolução e rejeitar o darwinismo). Como dizia o Ludwig Krippahl, eles atacar o Newton dizendo que a gravidade não existe 🙂

Mas claro, A LITERATURA ABUNDA! (assim mesmo, em maiúsculas 😉 )

Comentar por PR

Pois é PR se pela genealogia bíblica o mundo tem 6.000 anos, eles não podem dizer o contrário.

Então a velocidade da luz esta errada, as camadas tectônicas também, e os fosseis são fantasmas.

Mas irão arrumar um desculpa para isso também.

Comentar por Kibom33

Beowulf, como é que tu vês, a partir de um crânio fossilizado, que a criatura tinha barba ou não?

Comentar por alogicadosabino

Bem, vou falar sobre aquilo que já li:

O Romano fala da “velocidade da luz” e da “relatividade” mas esquece-se dos problemas do Big Bang. Entre eles, o problema do horizonte e aqueles apresentados no post anterior.

“a forma como as rochas são criadas” -> Erupções como o do vulcão do monte de Santa Helena desafiam a filosofia uniformitarista.

“Datação por metodos radiométricos” -> Diferentes métodos radiometricos aplicadas à mesma rocha dão idades muito díspares. Ou seja, não são confiáveis.

“datação de camadas sedimentares” -> Camadas que se encontram por baixo das “mais recentes” foram datadas com mais idade do que as camadas superiores.

Isto tudo, não esquecendo que os tais metodos estão permeados de pressuposições não susceptíveis de confirmação.

Comentar por alogicadosabino

Marcos, troca o disco. Já pareces o Jónatas, pá.

Comentar por PR

Ska,

E o Big Bang. E tudo, em geral, que for “cenas científicas” mas que não estejam de acordo com a bíblia

Se não está de acordo com a Palavra de Quem criou o universo, então não é ciência.

Comentar por Mats

Joaquim

Lanço um desafio aos comentadores evolucionistas. Vamos faze uma lista das ciências e teorias que o criacionismo considera mentiras, de forma a poder concluir que a biblia está certa.

Erro #1: Nós não usamos a “ciência” para concluir que a Bíblia está certa. Nós usamos a Bíblia para saber o que é e o que não é ciência. A Autoridade é a Bíblia e não o conhecimento humano (“ciência”).

Erro #2: A ciência é uma excelente forma de se conhecer o mundo que Deus fêz.

Começo com algumas da minha area de estudo quando andei em Engenharia geológica.
1. Téctónica de Placas – a velocidade de deslocação das placas, a forma como as rochas são criadas, etc

O criacionismo não nega a forma como as rochas são criadas. Os criacionistas sempre forma catastrofistas, e as evidências confirman. Vocês darwinistas é que dançam entre uma e outra (uniformitarianismo). A Geologia é uma boa arma contra a teoria da evolução.

2. Datação por metodos radiométricos, datação por linhas de magnetização nos fundos oceânicos, datação de certas varves, datação de camadas sedimentares. Enfim todas as datações que apontem para mais de 6.000 anos.

Só é pena que os métodos de adivinhação/”datação” sejam tão…huh… voláteis. 😀

Comentar por Mats

Mats e Sabino:

Combater o Darwinismo? Acho uma luta inglória, pois objeções muito sérias já foram apresentadas para esta teoria e o próprio Darwim julgou-se ignorante para avaliá-las. No entanto, elas não foram suficientes para contestar os fatos e considerações que profundamente o convenceram de que, durante uma longa série de gerações, as espécies se modificaram. Acrescenta ainda, que essas modificações efetuaram-se principalmente pela seleção natural de numerosas variações pequenas, mas vantajosas.
Com relação às afirmações que foram colocados ao longo da história de que o pesquisador atribui as modificações das espécies exclusivamente à seleção natural, ele deixou muito claro que a seleção natural é o agente principal das modificações, mas jamais o foi exclusivamente só.
Além disso, contestaram a teoria da seleção natural criticando o método de raciocínio. No entanto os maiores sábios não deixaram de o seguir.
Se forem considerados períodos longos, a geologia prova que todas as espécies se transformaram e se transformam de acordo com aquela teoria, lenta e progressivamente.
Concluindo: sem a evolução, tanto a genética como a fisiologia, perderiam a coerência; numerosas aplicações práticas da biologia seriam puramente empíricas e teriam uma fundamentação teórica fraca, se é que teriam alguma.
Portanto, derrubar a teoria da evolução é uma proeza que até hoje nenhum cientista conseguiu. Quem sabe vocês conseguem??

Comentar por ivancarlos

Sabino,a tua crítica não foi à barba, nem o meu comentário se prendia com isso e tu sabes mto bem. O problema é que o resultado final nas figuras que apresentas depende das diferenças do crânio original, que é diferente nas duas imagens, e que tu apresentaste como sendo igual. Admite o eroo se faz favor, e podes escapar ileso. Se insistires apenaspassa por aldrabãonovamente!

Comentar por Beowulf

Fico em dúvida se o cético sou eu ou os cristãos.

Comentar por kibom33

“Se não está de acordo com a Palavra de Quem criou o universo, então não é ciência.”

“Nós não usamos a “ciência” para concluir que a Bíblia está certa. Nós usamos a Bíblia para saber o que é e o que não é ciência.”

Hihihi. Tu não existes pá

Comentar por Ska

«Admite o eroo se faz favor, e podes escapar ileso. Se insistires apenaspassa por aldrabãonovamente!»

Há algum tempo que também desconfio que é mais do que apenas ignorância. Mas penso que a aldrabice ostensive é mais para se enganarem a eles mesmos do que a quem os lê.

Comentar por PR

Tanta parvoice, sabino

“a forma como as rochas são criadas” -> Erupções como o do vulcão do monte de Santa Helena desafiam a filosofia uniformitarista.
Falso: os cientistas sabem que existem processos catastróficos a criar rochas.
A formação inicial foi catastrófica e a formação da maioria das rochas dos continentes (granitos) é intrusiva e magmática.
Depois da acalmia é que o processo de modelagem principal foi lento, mas com muitos eventos rápidos e catastróficos.
Não há um único geólogo que diga o que tu dizes.
A tua interpretação é totalmente falaciosa.
Eu estudei geologia na faculdade e nunca um professor ou colega sugeriu alguma vez a tolice que tu dizes.

“Datação por metodos radiométricos” -> Diferentes métodos radiometricos aplicadas à mesma rocha dão idades muito díspares. Ou seja, não são confiáveis.

Pelo contrário. Confirma-a.
Usar métodos de datação que não se adequam só pode dar asneira e idades diferentes.

Tirando os casos de erro de mediação (raros) sempre que se usam métodos correctos e diferentes eles dão o mesmo resultado.
Sempre que se usam métodos incompatíveis (como por exemplo usar um método que apenas mede até 300000 anos para datar rochas de milhões de anos) eles dão valores diferentes como seria de esperar

“datação de camadas sedimentares” -> Camadas que se encontram por baixo das “mais recentes” foram datadas com mais idade do que as camadas superiores.

A teoria das camadas sedimentares segue vária regras importantes. Quando elas não se cumprem não se pode trabalhar sobre as camadas sem conhecer os processos que interromperam essas regras.

Existem pelo menos duas situações em que esse facto é possível:
1.Quando as rochas se dobram, teremos então a sobre b sobre b sobre a
Em que “a” é mais recente e “b” mais antigo.

2.Um estrato mais recente pode “infiltar-se” sob outro mais antigo.
Situação chamada de cavalgamento

São situações excepcionais, pouco frequentes, mas com evidências do que aconteceu e não há qualquer erro.

Os criacionistas adoram ir às excepções e mandar às ortigas as regras da ciência.
Infelizmente para eles em 99% das vezes a ciência consegue explicar as excepções tão bem como a regra.

Podes ver os “bonecos” e aprender um bocadinho aqui.

http://66.102.9.132/search?q=cache:s9hqTQaRvdYJ:www2.igc.usp.br/disciplinasweb/gmg2201/GMG2201aula9%2520estruturas%25202008.pdf+dobras+rochosas&hl=pt-PT&ct=clnk&cd=14&gl=pt

Na disciplina de Geologia de Campo ao fazer escavações deparei-me várias vezes com esta situação, pois o local em que as fazíamos tinha sofrido esse fenómeno.

Comentar por Joaquim Coelho

Ivan Carlos,

No entanto, elas não foram suficientes para contestar os fatos e considerações que profundamente o convenceram de que, durante uma longa série de gerações, as espécies se modificaram.

“Modificação” não é “evolução”. Nenhum cientista criacionista contesta que modificações acontecem. O que eles contestam é a crença de que as modificações, que segundo a teoria são inteiramente aleatórias, são capases de formar sistemas funccionais, integrados e com toneladas de informação codificada.

Vê o que escrevi neste post.

Vocês andam a dançar com a definição de evolução de propósito.

Comentar por Mats

“Joaquim será que os criacionistas acreditam que o mundo tem algo em torno de 6.000 anos mesmo? Tá ai, algo que gostaria de saber.”

Kibom,

Considerando que o relato do Gênesis é conciso e não pretende responder a todas as perguntas, é possível propor modelos para a semana da criação que respeitem tanto o texto (ler Gênesis 1) como registro histórico e não alegórico (como alguns, “forçando a barra”, tentam fazer parecer) quanto o conceito, extraído naturalmente do próprio texto, de seis dias literais e o descanso no sábado do sétimo dia. Algumas diferenças entre os principais modelos são apresentadas por Ariel Roth em seu excelente livro (recomendo a todos, criacionistas e evolucionistas) “Origens”, pág. 308:

“1. Deus fez tudo durante a semana da criação.

A matéria da Terra é criada no primeiro dia. A vida é criada no terceiro, quinto e sexto dias. O Sol, a Lua e o restante do Universo são criados no quarto dia. A luz para os primeiros três dias é proporcionada de modo limitado por Deus, tornando-se o Sol a fonte posterior. O Universo inteiro tem somente poucos milhares de anos de idade.

2. O sistema solar foi criado durante a semana da criação; o resto do Universo é muito antigo.

As estrelas e galáxias foram criadas por Deus muitos milhões de anos atrás, mas o sistema solar tem somente uns poucos milhares de anos. A matéria da Terra foi criada no primeiro dia; a vida foi criada no terceiro, quinto e sexto dias. O Sol, a Lua e os planetas foram criados no quarto dia. A luz, entre o primeiro e o terceiro dia, foi concedida de um modo especial por Deus e, posteriormente, proporcionada pelo Sol. Alguns modificam este modelo propondo que o Sol foi criado no primeiro dia, para proporcionar alguma luz, mas não se tornou distintamente visível até o quarto dia, como é proposto para o próximo modelo.

3. A vida na Terra foi criada recentemente durante a semana da criação; todo o restante do Universo, inclusive o sistema solar, foi criado muito tempo atrás.

Há muito tempo o Universo foi criado, inclusive o sistema solar e uma Terra escura e vazia. A Terra foi preparada para a vida, e a vida foi criada nela uns poucos milhares de anos atrás, durante a semana da criação. A luz durante a semana da criação procedia do Sol, que já existia. O erguimento parcial de uma densa nuvem no primeiro dia da semana da criação iluminou a Terra, porém o Sol, a Lua e as estrelas, embora presentes, não eram visíveis a partir da Terra. A luz era semelhante à de um dia muito nublado. Uma retirada completa da cobertura de nuvens, no quarto dia, fez com que o Sol, a Lua e as estrelas, preexistentes, se tornassem plenamente visíveis da superfície da Terra. Daí, sua presença ser registrada nesse dia.”

Comentar por Darjo

Beowulf,

sim reparei que os cranios da imagem são diferentes. Vou emendar essa afirmação. No entanto, não invalida o facto de que o homem de neandertal já teve mais de uma dezena de caras diferentes, ao longo de 150 anos. Quem está errado? Os fósseis ou os paleontólogos evolucionistas?
____________________________________

Joaquim,

Tu não reparas que aquilo que tu dizes sobre a datação das rochas é puro pensamento circular?

“Usar métodos de datação que não se adequam só pode dar asneira e idades diferentes.”

“Sempre que se usam métodos incompatíveis (como por exemplo usar um método que apenas mede até 300000 anos para datar rochas de milhões de anos) eles dão valores diferentes como seria de esperar”

Como é que tu sabes, antes de medir determinada rocha, qual o método “correcto” a utilizar? Não sabes, mas vais medi-la como se já soubesses os limites onde se pode situar. Grande anedota!

O único sítio onde a coluna geológica existe é nos manuais escolares.

Comentar por alogicadosabino

A bíblia teve várias interpretaões ao longo dos séculos. Quem está certo?! Posso fazer a mesma argumentação em relação à bíblia Sabino.

Comentar por Beowulf

No que toca à biblia eu acredito que são os seres humanos que estavam errados, tal como acredito que no caso dos fósseis sejam os seres humanos que estão errados.

Comentar por alogicadosabino

Sabino, tira um curso de Geologia e ficas a saber quão parva é a afirmação que fazes.

Os metodos dependem dos isotopos que as rochas têm, dos minerais, etc, etc.
Alguns exemplos:
* K-Ar: estabilização crustal, vulcanismo recente, sedimentação (diagênese) e eventos metamórficos de diferentes temperaturas;

* Ar-Ar: eventos metamórficos de diferentes temperaturas;

* Rb-Sr: magmatismo, metamorfismo;

Figura 7 – Exemplo esquemático de isócrona Rb-Sr com amostras com razão inicial Rb/Sr diferente. A idade é proporcional a inclinação da reta isócrona. A isócrona pode ser obtida com amostras de rochas ígneas geneticamente relacionadas ou a partir de amostras de rocha e seus diferentes minerais.
* K-Ar: estabilização crustal, vulcanismo recente, sedimentação (diagênese) e eventos metamórficos de diferentes temperaturas;

* Ar-Ar: eventos metamórficos de diferentes temperaturas;
* Rb-Sr: magmatismo, metamorfismo;
* Sm-Nd: idade de separação do magma do manto, idade de formação crustal, metamorfismo, idade de cristalização ígnea.
* Rb-Sr. Neste exemplo a isócrona foi obtida para uma rocha a partir de seus minerais constituintes
* U (ou Th)-Pb: idade de magmatismo e metamorfismo em uma mesma rocha.

Só por engano ou má fé criacionista se vai medir rochas com metodos errados.
Existem milhões de cientistas a usar estes dados (incluindo a prospecção de petroleo, ouro, diamentes, carvaão, etc) e vem o grande génio SABINO dizer: alto e para o baile isso é tudo mentira. os dados que usam são ridiculos e circulares. Comoé que sabem o metodo que devem usar, leiam mas é a biblia seus estúpidos.

Mas ao fim ao cabo, nós cá temos petróleo, ouro, meinerais, etc. Tudo devido a cientistas que usam metodos de datação mais que testados e se estão nas tintas para as gritarias de gajos doidos pela religião como tu.

Tu já sei que não vais ler, porque não te interessa aprender e só vês biblias, mas algum leitor interessado pode ler mais sobre a datação e como e porque se faz assim, aqui por exemplo:

Comentar por Joaquim Coelho

Então como é que sabes que tu estás certo ao contrário desses homens que erraram antes de ti?

Comentar por Beowulf

Beowulf

Então não é evidente ? 🙂

Tá escrito na biblia 🙂

Que é como aquele ditado alentejano: Chovendo em Novembro, Natal em dezembro. Nunca falha 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

Beowulf, queres saber precisamente sobre que assunto? Diz e eu explico-te a minha posição, com base na biblia.

Comentar por alogicadosabino

Não Sabino,a minha questão é que tu usas um critério para criticar a ciência que depois nao aplicas a ti. Dizes que sóporque o conhecimento científico de qq coisa muda isso quer dizer que a ci~encia está errada, mas quando se olhas para as interpretações da bíblia, que são ainda piores em termos de estabilidade do que a ciência, já dizes que não tem problema. A questão é Sabino, como sabes que a tua interpretação da bíblia é que está correcta, e não a interpretação da igreja católica? E a ortodoxa? E como sabes que a tua interpretação das escrituras sagradas é que está certa e não a do corão? O corão fala de Cristo como um messias importante mas não como o único. Como sabes Sabino?!

Comentar por Beowulf

Joaquim,

“Existem milhões de cientistas a usar estes dados (incluindo a prospecção de petroleo, ouro, diamentes, carvaão, etc) e vem o grande génio SABINO dizer: alto e para o baile isso é tudo mentira.”

A escola aristotélica também acreditava que os corpos mais pesados caíam mais depressa do que os leves. Até que um homem chegou e disse: alto e pára o baile isso é tudo mentira. Não me venhas com o argumento do “a maioria pensa assim, logo deve estar certo”, por favor.

Queres que eu ponha aqui textos de pessoas com doutoramento em geologia a apontar as falhas dos metodos? É que assim já não é o grande sabino a dizer. Depois vais dizer o quê? Que não percebe nada de geologia? : P

O teu site também trata de referir as pressuposições dos geologos:

“A aplicação de métodos de datação radiométrica às rochas presupõem que:

1. a rocha ou mineral tenha se comportado como um sistema fechado após a sua formação;”

O problema é que a gente sabe que as rochas não se comportam como um sistema fechado, não é?

Como sabes a quantidade de isotopos-pai e isotopos-filho inicial?

Como sabes que a taxa de decaimento foi sempre a mesma?

O teu próprio texto refere as disparidades de diferentes metodos de datação relativamente à mesma rocha: ” De modo geral, quando se pretende datar uma rocha diversos tipos de métodos são utilizados. A idade obtida com cada método pode não ser igual às determinadas por outros métodos radiométricos. Isso não significa necessáriamente que existe algum problema com a datação, pode significar de fato que as idades representam eventos geológicos distintos porque cada tipo de elemento possui um comportamento químico diferente durante os processos geológicos.

Não significa necessariamente, mas até pode significar né? : )

A gente tem todos os motivos para confiar nos métodos de datação, uma vez que eles se têm provado tão fidedignos, não é verdade?

Comentar por alogicadosabino

Beowulf,

qual é a interpretação da igreja catolica e da ortodoxa? Por que deve o corão ser verdadeiro e não a biblia?

Comentar por alogicadosabino

Sabino,
Exactamente! Mas eu não digo que um é o correctoe nãoos outros.Mas tu dizes isso,por isso tensque o justificar.

Comentar por Beowulf

Sabino, andas particularmente bronco:
A escola aristotélica também acreditava que os corpos mais pesados caíam mais depressa do que os leves. Até que um homem chegou e disse: alto e pára o baile isso é tudo mentira. Não me venhas com o argumento do “a maioria pensa assim, logo deve estar certo”, por favor.

O que tem o cu a ver com as calças. Ninguém usava isso para nada.
Os geologos usam e confirmam dia a dia a veracidade das datações.

Quanto ás perguntas que fazes segue o conselho que dei e o link.
E sim quero ver as declarações de cientistas (não tarados do discovery mas pessoas normais) a dizer que a datação não é um metodo válido.

Deixa-te de palhaçadas.

Comentar por Joaquim Coelho

Beowulf, eu digo-te por que acho que a crença no Deus da biblia é a verdadeira. Se tu achas que não é, então tens de me dizer por quê. Se achas que é outra tens de me dizer por quê.

Se queres que eu fale das interpretações da igreja ortodoxa e catolica, tens de me dizer que interpretações é que elas fazem. Dessa forma, trataremos ponto por ponto. Não vou dissertar praki em jeito de monólogo.

Comentar por alogicadosabino

Joaquim, tu já tens a cabeça feita e vê-se pelo teu comentario anterior. Repare-se:

“declarações de cientistas (não tarados do discovery mas pessoas normais)”

Na tua concepção do mundo, uma pessoa é “normal” se acreditar na evolução e não a questionar. Uma pessoa passa a “tarada” quando começa a duvidar da evolução. Com uma pessoa que pensa assim, não há maneira de debater.

Eu segui o link, Joaquim. Ele só confirmou aquilo que eu já sabia… que há pressuposições tomadas pelos geológos que não podem ser provadas. E os exemplos de datação errada mostram que os metodos de datação não passam de metodos de adivinhação.

Por acaso já ouviste falar do KBS tuff? É um bom exemplo dos metodos de adivinhação.

Mais uma vez, não é comigo que tens de estar chateado, é com os factos!

Comentar por alogicadosabino

Sabino foge novamente a questões sensíveis! Como sabe que os seus argumentos são tão válidos como os argumentos de católicos, ortodoxos,muçulmanos, e adoradores do montros do esparguete voador, prefere dizer que não vai fazer monologos. Sabino ainda não deu uma única razão que mostre que a sua interpretação está correcta a não ser opiniões pessoais e interpretações subjectivas. Novamente, eu não digo que uma é melhor que a outra, mas o Sabino diz que a dele émelhor que a dos outros.Como tal, é ele que tem que justificar a sua afirmação, é ele que tem o onus da prova. Mas provar, é coisa que o Sabino não faz.

Comentar por Beowulf

Uma pessoa passa a “tarada” quando começa a duvidar da evolução.

Nem pensar Sabino. Podem duvidar. A dúvida faz parte da ciência.

Passa a ser tarado quando acredita no criacionismo biblico á la letre tipo Jonatas, Sabino e mats 🙂

Eu segui o link, Joaquim. Ele só confirmou aquilo que eu já sabia… que há pressuposições tomadas pelos geológos que não podem ser provadas

Não Sabino, apenas mais uma coisa que tu não sabes como se demonstra.
Eu andei vários anos a queimar as pestanas na faculdade para os perceber (e já os esqueci pois mudei de geologia para informática).

E quem trata disso estuda anos a fio e sabe bem.

Um exemplo: se uma rocha for basáltica e extrusiva os geologos já têm um conjunto enorme de dados para tratar. Analisam a composição e se encontram determindas conjuções de minerais e determinadas tipos de 2substâncias”, já têm com que se basear para o estudo.
Se a rocha é ignea e intrusiva, já seráq outro processo, por exemplo.

Por alto é assim, simple. Na prática implica imenso trabalho de campo, correlações, análises químicas e petrográficas, etc, etc.

Já agora uma rocha pode ser analisada e dar datas diferentes e estarem todas correctas.
Deixo-te o desafio de saber porquê.

Só uma dica: não entra deus nem sobrenatural na explicação.
Está tudo explicadinho pela fisica e geologia.

Diverte-te a pesquisar 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

Beowulf, já te disse que discuto tudo o que quiseres contigo mas, para isso, vais ter de perder tempo a escrever também (sem ser copy paste). Tu queres que eu perca aqui uma hora a enumerar as interpretações das outras religiões e a minha, mas tu não queres perder tempo a dizer-me quais as interpretações deles.

Tens nesta pagina Deus, Bíblia e Cristianismo por que acho que o cristianismo é unico. Agora, quero que me digas, a respeito das outras religiões, em que contexto apareceram, por que devem ser elas as verdadeiras, quando aparecerem, etc… perde tempo a escrever, que eu assim vejo que estás mesmo interessado. Se não quiseres perder tempo, também não vou perder tempo :]

Comentar por alogicadosabino

Joaquim,

“Um exemplo: se uma rocha for basáltica e extrusiva os geologos já têm um conjunto enorme de dados para tratar. Analisam a composição e se encontram determindas conjuções de minerais e determinadas tipos de 2substâncias”, já têm com que se basear para o estudo.
Se a rocha é ignea e intrusiva, já seráq outro processo, por exemplo”

E como sabem os geológos que a rocha não sofreu contaminação? Quer dizer, se os diamantes, material mais duro que se conhece, sofrem contaminação, por que as rochas não sofrem?

“Já agora uma rocha pode ser analisada e dar datas diferentes e estarem todas correctas.”

Está bem.

e o KBS tuff, já pesquisaste?

Comentar por alogicadosabino

E como sabem os geológos que a rocha não sofreu contaminação?

Há varias manieras de saber isso. Fazendo medições rigorosas da envolvente e dos vários materias. Os cientistas sabem como é que os minerais se formam e o que é expectavel existir ou não existir.

Quanto aos diamantes gostava de ler toda a historia, acredito mais que seja uma falsificação criacionista, ou um erro, do que contaminação.
Ainda não vi nenhum estudo cientifico a confirmar isso. Se hiuvesse c14 em todos os diamantes, aí tinha de te dar razão.
Sendo uma absoluta excepção, é necessário saber o porque da excepção e não dizer que é uma regra ou que invalida estudos confirmadissimos.

Vocês gostam muito de pegar em pequenas dificuldades excepcionias e começar aos gritos. Deus Deus Deus
Tretas.

Comentar por Joaquim Coelho

Sabino, quem não quer eprder tempo és tu. Eu já te disse que para mim essas religiões são equivalentes, nenhuma tem uma interpretação melhor que a outra. Mas tu dizes que a tua é melhor. Tu é que não queres avançar com esse esforço pois isso iria tornar óbvio o facto de a tua visão do mundo ser apenas mais uma interpretação!

Comentar por Beowulf

Joaquim,

“e o que é expectavel existir ou não existir.”

Ou seja… já têm uma ideia feita, independentemente do que os factos possam dizer.

Quanto ao C14 diamantes podes colocar todas as tuas questões em comentário àquele artigo do CMI que te indiquei… eles responderão.

“Vocês gostam muito de pegar em pequenas dificuldades excepcionias e começar aos gritos.”

Mas não é uma excepção. Eu já li o livro sobre (Thousands not billions) há algum tempo, mas creio que o C14 estava detectável em todos os diamantes da amostra. Mas por que não procuras sobre isto? Se estás com tantas dúvidas. Ou então esperas que dedique um post a este assunto :]
__________________________________

Beowulf,

“Tu é que não queres avançar com esse esforço pois isso iria tornar óbvio o facto de a tua visão do mundo ser apenas mais uma interpretação!”

Deus, Bíblia e Cristianismo

Comentar por alogicadosabino

F… Sabino, ou és burro ou fazes-te. Já bastava o mats:
“e o que é expectavel existir ou não existir.”
Ou seja… já têm uma ideia feita, independentemente do que os factos possam dizer.

É com base nas exeperiencias e observações anteriores e no conhecimento de como se formam as rochas e os mineraias que podem esperar encontrar determinadas materiais. Em factos, não fantasias religiosas.
O estudo do magama liquido e da sua solidificação permite saber como os mineraris se comportam.

Eu pego num granito ou num basalto existente e estudo a sua composição, que minerais que estruturas, etc.
Logo quando se formam vbasaltos sei a compoisção esperada, dentro de parametros conhecidos como viscosidade do magama, acidez, etc etc.
é tão certo como esperar que uma bicicleta tenha rodas ou uma máquina fotográfica fotografe.

Porra que me irrita mesmo esta ingorancia propositada e ataques sobre palavras ou frases, quando falamos em ciencias quase exactas.
A petrologia ignea, metamorfica ou sedimentar conhecem de olhos fechados o processo de formação da maioria das rochas e minerais, já experimentaram em laboratório e têm modelos computacionias.
A matemática e geometria são usado intensamente e tu vens com jogos de palavras.

Sabino tu não és um gajo “parvo” vê-se por coisas que escreves fora do tema religião, por isso não deixes que o fanatismo e lunatismo religioso te façam fazer afirmações totalmente parvas.
Um saltinho a qualquer saida de campo ou laboratorio geologico faraim com que ficassses encarnado ao lembrar-te do que disseste.
Por favor não fales do que desconheces sem primeiro tentar perceber de que se trata.

estava detectável em todos os diamantes da amostra
Mais uma vez ziguezagueias. Não falo da amostra, mas sim de TODOS do planeta. Percebeste ?
A amostra se estiver contaminada está toda, e se for fraude (para mim o mais provavel) também.

Comentar por Joaquim Coelho

Parece que esta matéria tocou na ferida dos evos, rs, rs, rs…

Comentar por Arthur Vergara

As ilustrações e recontituições evolucionistas são extrememente tendenciosas, não existem razões para afirmar que qualquer fóssil seja de homem-macaco.
Criacionistas não são inimigos de Darwin, evolucionistas é que são fanáticos por suas teses, Como sempre digo Darwin propôs erros que até hoje parecem ter sido ignorado pelos evolucionistas

Comentar por Arthur Vergara

E antes de me atacarem, lembrem que não sabem nada sobre mim, não me estereotipem como costumam fazer

Comentar por Arthur Vergara

“(…) lembrem-se que não sabem nada sobre mim (…)”

Graças a Deus!

🙂

Comentar por Nicolau

Li todos os comentários. Embora eu tenha minha opinião formada, apesar de sujeita a modificações. Notei umas coisas:
parece-me que todos os postantes têm a vida ganha e nada o que fazer;
noto que levam muito a sério a origem do mundo, não é possível entender por que motivo levam a sério;
é mais fácil notar em cada um dos postulantes o desejo de não curvar-se aos argumentos dos outros;
não estou dizendo que concordo, mas é fácil compreender as motivações de um crente, nem sei se este é o caso de sabino, mas a dos “evolucionistas” eu não entendo;
mesmo se estivesse certa, não me parece relevante que esteja, por que ser favorável à divulgação da Teoria da Evolução?

Comentar por luciano

Ok lucioano, bom comentário.

mas quanto a ter a vida ganha, só diz isso, porque não sabe como está a minha situação.

Comentar por Arthur Vergara

Se alguém souber de alguma vaga de emprego….

Comentar por Arthur Vergara

Não conheço Arthur Vergara, não sei de suas convicções, nem me interessa saber, mas estou a fim de ajudar. O que tusabes fazer? Qual é a tua formação?

Comentar por Luciano

Vamos fazer as pazes? Religião e ciência? Que tal aceitar que a ciência atual possui métodos muito mais eficazes do que a de séculos atrás? E não estou questionando a existência de Deus! Ambas as coisas podem coexistir, falar que a Bíblia tem todas as respostas e está totalmente correta é meio dogmático ou não? A Idade Média já acabou… Não desprezo Deus, mas também não desprezo aqueles que fazem de sua vida algo útil para ajudar a solucionar certas questões. Extremismos só provam que o ser humano é tolo!

Comentar por Sarah

tolos,somente tolos…
aquele que queira ser sábio faça-se louco!De que te serve a ciência se a sabedoria de Deus está acima de tudo…
…o homem é semelhante a sombra…

Comentar por dandan

A religião veio para desmentir a ciência e a ciência para iludir a humanidade

Comentar por dandan




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: