No princípio criou Deus os céus e a Terra


Bactérias possuem relógios precisos
Novembro 6, 2008, 12:32 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang, Maravilhas do Criador

O teólogo William Paley, que viveu no século XVIII, disse que tal como um relógio teve de ser criado por alguém, também o nosso Universo, que é muito mais complexo, teve um Criador. Paley atribuía o design a um Designer. Mas os cépticos não pensavam do mesmo modo e diziam que esta analogia não era válida, uma vez que as máquinas biológicas são muito diferentes de relógios, já que estes não se reproduzem. Nos últimos anos, cientistas têm descoberto que alguns destes organismos unicelulares possuem relógios internos. Como é que reagiriam os cépticos ao argumento apresentado por William Paley, se estivessem a par desta descoberta?

clock

Num organismo vivo, as alterações na expressão de genes, fisiologia e comportamento, que acompanham o ciclo do dia e da noite, são chamados de “ritmos circadianos”. Sabe-se que esta oscilação ocorre em vários mamíferos, insectos, plantas e fungos. Mas como é que organismos sem olhos ou orelhas acompanham estes ciclos? Nos últimos anos, os investigadores têm constatado que alguns destes organismos unicelulares possuem, também, ritmos circadianos.

A Nature perguntaJá alguma vez ouviste falar de uma bactéria com fadiga proveniente de diferentes fusos horários? A ideia parece ser absurda; 20 anos atrás, os especialistas desta área iriam achar o mesmo.” (Acredito que Darwin também acharia o mesmo!)

A ScienceDirect não pôde evitar o recurso a termos como “oscilação“, “sistema“, “mecanismo“, “controlo“, “estruturas“, etc. Agora pergunto eu: é impressão minha ou estes termos parecem termos utilizados em Engenharia? Se sim, por que razão os naturalistas dizem que estes organismos não necessitaram de um engenheiro?

Estas descobertas mostram que a referência à “simples célula” é enganadora, uma vez que mesmo uma “simples célula” exibe características de design incríveis. Mostra, também, que o argumento de “o Universo ser obra de um Designer porque o relógio também é obra de um designer” é válido e só aqueles religiosamente comprometidos com o naturalismo é que não conseguem reconhecê-lo.

A Bíblia diz em Romanos 1:20: “Pois os seus [de Deus] atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis“.  II Pedro 3:5 diz: “Eles de propósito ignoram isto…“. Não há desculpa para as pessoas não reconhecerem a existência de um Criador!

Advertisements

23 comentários so far
Deixe um comentário

Muitos cristãos não sabem, mas o livro de Darwin foi escrito para refutar o argumento de Paley. Aquilo que Paley atribuia a Deus (poder criativo) Darwin tentou atribuí-lo à natureza em si. A ciência discorda com Darwin.

Não deixa de ser irónico que certos “cristãos” suportem o mito darwinista quando esse mito foi criado para remover Deus do papel de Criador.

Comentar por Mats

“Muitos cristãos não sabem, mas o livro de Darwin foi escrito para refutar o argumento de Paley. ”

Mtos biólgoos tb não, mas alguns estão interessados.Explica lá isso melhor e bota aí onde foste buscar essa ideia?

Comentar por Beowulf

Beowulf,

“For many years Paley’s writings in moral and political philosophy served as the basic texts and doctrines at Cambridge University. All students had to read them and Darwin was no exception. Paley’s analogy of the watch requiring a watchmaker remains the central tenet for those who claim evidence of design in nature (the Intelligent Design movement). Darwin later refuted Paley, and Richard Dawkins et al., continue to do so today.”

http://darwiniana.org/essays.htm

Enquanto Paley inferia a Um Designer devido às características e propriedades do artefacto, Darwin tentou mostrar como com ligeiras modificações naturais se poderia chegar ao mesmo sistem biológico.
Darwin bem tentou, mas falhou. Com os avanços da ciência podemos dizer que o argumento de Paley é mais forte hoje do que foi nos seus dias.

Comentar por Mats

Pois, bem me parecia que a coisa não tinha sido bem como tu dizes! Estãs mesmo interessado em saber o que o texto dizia, ou queres insistir na tua interpretação manhosa?

Comentar por Beowulf

“impressão minha ou estes termos parecem termos utilizados em Engenharia? Se sim, por que razão os naturalistas dizem que estes organismos não necessitaram de um engenheiro?”

E porque é que esse engenheiro não precisou de um capataz?? E de um empreiteiro?? E de 5 trolhas? E de uma gaja boa para os trolhas assobiarem?

Já deu para perceber que não mandas uma para a caixa sobre ciência, mas às vezes abusas. Preferias que tivessem usado termos técnicos biológicos criados especialmente para esta questão, ou usarem termos que qualquer um entende o significado e qual o seu sentido?

E, mais uma vez, as bactérias são aquelas coisas que evoluem, que ganham resistência a antibióticos, em curtos espaços de tempo? É dessas bactérias que estás a falar?

Comentar por Ska

Ska,

“Preferias que tivessem usado termos técnicos biológicos criados especialmente para esta questão, ou usarem termos que qualquer um entende o significado e qual o seu sentido?”

Meu, não venhas com tretas. A ScienceDirect nao é uma publicação lida pelo publico que não tem interesse em biologia. O público comum tá-se a borrifar para a existência das proteínas KaiA, KaiB e KaiC! Se eles utilizam esses termos é porque o mecanismo das bactérias tem mesmo essa função. Tal como as referências à “hélice” e “motor” do flagelo. Não é por conveniência que se dá esses nomes… eles desempenham mesmo essas funções.

O religioso evolucionista tenta tudo para não reconhecer que há design na natureza.

“E, mais uma vez, as bactérias são aquelas coisas que evoluem, que ganham resistência a antibióticos, em curtos espaços de tempo?”

Evoluem? Para bactérias? Lá está o evolucionista a tentar “vender gato por lebre”… As bactérias sofrem variação, mas não ganham nova informação genética. Tanto que em 3,5 mil milhões de anos, não deixaram de ser bactérias.

Se, como dizes, elas evoluem em curtos espaços de tempo, pk ainda não vimos uma bactéria a mudar para um organismo mais complexo? Por que elas continuam bactérias?

Comentar por alogicadosabino

Não falei do público comum.

Para as comunicações científicas também interessa que a audiência perceba que informação estás a transmitir. E “sistema”, “mecanismo” e “oscilação” não são propriamente termos técnicos.

Que queres dizer com “ganhar nova informação genética”? Já ouviste falar em plasmídeos?

Comentar por Ska

Ska,
“Ganhar” resistência a antibióticos não serve de evidência ao mito darwinista porque essa característica envolve recombinaação de inctrucções genéticas que já existem, ou perda de informação genética.

Comentar por Mats

“recombinaação de inctrucções genéticas que já existem, ou perda de informação genética.”

Tcharã!! Percebeste! Recombinação. Juntas farinha láctea e leite e tens uma coisa nova: Papa Cerelac!

Comentar por Ska

Meus carissimos evangélicos e descrentes evolucionistas em geral:

Digam-se só: acreditam ou não que partlhamos os mesmissimos genes com as moscas ?

Será possivel tirar um gene do embrião de uma mosca, colocar lá um gene de um embrião humano ou de outro animal qualquer e nascer uma mosca exactamente igual: uma mosca, mosca 🙂 sem diferença nehuma.

Nota: o gene de que falo tem de ser essencial ao processo de desenvolvimento embrionário, isto é se não tiver esse gene, não nasce mosca nenhuma.

Então expliquem, bem explicadinho, com uma teoria com pernas e cabeça e que se possa entender, como é que isto é possível á luz do criaccionismo.

É que à luz do teoria da evolução, a resposta é simples, e até voces sabem: evolução, mantendo grande parte das estruturas embriológicas.

E para quem diz que a evolução não serve para nada, esta foi uma das maiores descobertas do século passado, porque permite estudar em moscas e aplicar directamente em humanos.

Tal só é possivel se isto for verdade: somos todos iguais na forma como se formamos: moscas e humanos.

Psst, psst parece que já há uma teoria cientifica que diz isso.

PS. sem nada a ver com o assunto, mas não posso deixar de cumprimentar o Sabino, tão pródigo em sapiência cientifica nestes ultimos posts, por mais uma execelente asneira no Ktreta: Um aumento da concentração de óxigénio pode prolongar a vida para uma esperança média de vida superior a 700 anos. Vou já comprar umas botijas de oxigénios.

Comentar por Joaquim Coelho

Ska,

Então diz que termos técnicos é que os cientistas deveriam ter usado para se referir a “sistema”, “estrutura”, “mecanismo” e “controlo”.

Se eles nessas palavras queriam apenas fazer com que o povo compreendesse, por que razão não fizeram o mesmo para outras palavras? É que o jargão utilizado no artigo não parece indicar que é para ser compreendido pelo público em geral.

Daqui a pouco só te falta dizer que as bactérias não têm relógios internos e que os cientistas só disseram isso para o público entender. : D

“Tcharã!! Percebeste! Recombinação. Juntas farinha láctea e leite e tens uma coisa nova: Papa Cerelac!”

Uma grande comparação, sem dúvida. Só falta ver a farinha láctea e o leite a reproduzirem-se.

“Recombinação”, como o nome sugere, é combinar material genético já existente. Se achas que recombinação de informação genética origina material genético novo, só tens de dar exemplos evidentes.

Comentar por alogicadosabino

Joaquim

E para quem diz que a evolução não serve para nada, esta foi uma das maiores descobertas do século passado, porque permite estudar em moscas e aplicar directamente em humanos.

Ou seja, o facto de se usarem genes já existentes noutra forma de vida já existente é evidência para os poderes criativos da mamã natureza?
Se isto é o melhor que podem oferecer, não admira que cada vez mais cientistas se demarcem dessa relgião. 😀
Usando a tua “lógica”, se eu tirar uma peça de uma bicicleta e usá-la numa moto isso é evidência que a moto e a bicicleta evoluiram de um triciclo! Certo Joaquim?

Como deve ser óbvio para todos os que não estão ébrios com “darwine”, o exemplo fornecido pelo Joaquim não diz como é que a mosca se tornou mosca, nem de odne surgiram so genes inicialmente.

O que o Joaquim tenta fazer é aquilo que é falado neste post. Ele tenta usar observações científicas totalmente irrelevantes para a evolução como evidência para essa mesma evolução.
Se amanhã se descobrir que afinal não se pode usar genes humanos em moscas, o Joaquim vai dizer “Aha! Tal como a teoria da evolução previu!”

Comentar por Mats

Não Mats, já existem. Certos genes são diferentes senão eras iguias há mosca, Evoluimos de algo comum. Muita coisa ficou outras mudaram.

Usando a tua “lógica”, se eu tirar uma peça de uma bicicleta e usá-la numa moto isso é evidência que a moto e a bicicleta evoluiram de um triciclo! Certo Joaquim?

Não Mats, os exemplos fisicos não podem ser usados na biologia literalmente. Não tem nada a ver. Vocês é que gostam muito do engenheirito.

Mas é assim Mats:

Ou o teu deusito criou aquele genes milhões de vezes. Todos iguaizinhos sem falhas, ou são genes que existem desde uma criatura comum que se diferenciou.

Como saberás bem, várias evidências apontam no sentido da evolução.

Mas estes posts vossos andam tão ridiculos que já não dá para falar a sério.
Tem mesmo de ser um bocado na palhaçadea 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

“Mas estes posts vossos andam tão ridiculos que já não dá para falar a sério.
Tem mesmo de ser um bocado na palhaçadea”

Não surpreende esta atitude. Faz parte da doutrina religiosa evolucionista. Tentar ridicularizar quem discorda e quem aponta as falhas da teoria. Só te falta dizer que as bactérias não têm relógios internos e que os cientistas só usaram esses termos para percebermos melhor.

Comentar por alogicadosabino

Só te falta dizer que as bactérias não têm relógios internos e que os cientistas só usaram esses termos para percebermos melhor.

Claro que não Sabino, atrevo-me mesmo a dizer que têm Rolexs 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

Não surpreende esta atitude. Faz parte da doutrina religiosa evolucionista. Tentar ridicularizar quem discorda e quem aponta as falhas da teoria.

Tadinho do Sabino, agora está numa de vitimização.
Só falta a birrinha …
Olha como uma farinha maizena, comigo resultava 🙂

Sim porque acreditar nisto é realmente sapiente e lógico (roubado do random precision):
Podiam arranjar uma história mais credível, assim estilo com um Deus que se manda a si próprio vir à Terra em forma de pomba engravidar uma virgem, que sabe da notícia de que está grávida não porque lhe faltou o período ou porque já lhe incha a barriga ou tem enjoos matinais, que até vomita o leite do pequeno-almoço quando vai a caminho da fonte, mas porque veio um anjo avisá-la, que os anjos, esses sim, é que andam por aí entre nós e são uns gajos porreiros, essa é que é essa, não é como os extra-terrestres, e então dessa virgem nasce esse próprio Deus, agora em forma de homem, e filho de si próprio, e também neto, já agora, enquanto a virgem continua virgem, está visto, porque o canal vaginal das mulheres só é puro quando funciona unicamente no sentido descendente, porque no sentido ascendente é pecado e a mulher fica logo suja e impura, e depois então esse Deus morre, embora por ordem de si próprio, mas morre mesmo, assim bem morto, porque o espetam num madeiro e tudo, e quando toda a gente pensava que não fica nada bem a um Deus morrer, e quando toda a malta já estava a ficar à rasca com um Deus morto, que assim pouco préstimo teria, convenhamos, eis que finalmente ele ressuscita e sobe ao Céu, agora como homem, com corpo e alma e tudo, e vai-se sentar à direita de si próprio, a olhar cá para baixo a ver as pessoas a matarem-se umas às outras em seu nome, enquanto fazem cerimónias onde comem rodelinhas de pão ázimo que dizem que tem Deus lá dentro todo transubstanciado, coitado, todo encolhido, que nem espaço tem para se sentir confortável, e quando o padre, com os dedos sujos do cuspo das outras pessoas, lhes mete na ponta da língua aquela porcaria, que se cola ao céu-da-boca e tudo, então já podem vir cá para fora dizer que os dogmas são mais importantes que as vidas humanas, que se deve matar as pessoas que acreditam noutros deuses, porque este sim, este é que é um Deus que diz que o devem amar a ele acima de todas as coisas, mas também que se devem matar as pessoas que não acreditam em deus nenhum, as pessoas que são homossexuais ou as que fazem bruxarias, e até as pessoas que trabalham ao sábado, embora tenha de ser tudo morto à pedrada, que dói mais e as pedras são mais baratas, mas deixa ficar algumas pessoas, essas sim, mais especiais, reservadas para serem atadas a uns postes e mortas pelo fogo, que é mais giro vê-las assim a guinchar, a guinchar até morrer, e depois a crepitar que até parecem baratas a estalar, principalmente a porcaria dos judeus, mas esses têm de levar umas torturazinhas primeiro, que foram eles que mataram o Nosso Senhor, que era aquele sujeito que era Deus e que engravidou a própria mãe, e que era homem ao mesmo tempo, embora como homem fosse também judeu, mas esse sim, era um judeu que era bonzinho e não era para queimar, nem para tostar, mesmo circuncisado e tudo, e era um judeu que é Deus, embora fosse de outra religião, que isso de uma religião ter como Deus um homem que é doutra religião é uma coisa perfeitamente normal, e enfim um Deus que diz que o homem que meter um tubo de borracha à volta da pila quando está a pecar, que é como quem diz, que está a usar o canal vaginal da mulher no sentido que foi proibido por Deus, que é o sentido ascendente, que nem a mãezinha dele o usou nesse sentido, coitada, só no outro e foi um pau, porque isso seria feio e toda a gente sabe que isso dá cabo da mulher que não fica com préstimo para mais nada, então o homem vai parar ao Inferno, com tubo de borracha e tudo, que aquilo deve estar um calor dos Diabos e até derrete à volta da pila, e é bem feito, porque deve doer como o raio, mesmo que o tubo de borracha na pila impeça a propagação de doenças que andam por aí por certos países a dizimar populações inteiras, que aquilo que Deus diz é mais importante que as populações, mesmo as populações inteiras, que se não quiserem morrer cheias daquelas borbulhas horríveis a deitar pus que a SIDA provoca, então que não pequem nem andem por aí a usar os canais vaginais das mulheres em sentido contrário ao que Deus disse, porque só quem pode pecar é quem é sacerdote da religião, mesmo que seja com criancinhas pequeninas, que assim não faz mal, mesmo que se lhes dê cabo do resto da vida, e quando vier a polícia ou os tribunais pega-se no dinheiro que se andou a extorquir às pessoas em troca da vida eterna e pagam-se-lhes indemnizações e fica tudo bem e faz de conta que não foi nada, a não ser que seja um arcebispo ou um cardeal, porque aí não há indemnizações para ninguém, e refugia-se o gajo no Vaticano e já não lhe acontece mal nenhum, porque ali Deus está a protegê-lo das criancinhas, dos tribunais, da polícia

Comentar por Joaquim Coelho

Tu engraçaste com o termo “relógio”. O teu corpo também tem um relógio interno, sabias? Chamam-se telómeros. Dão para “x” replicações (cerca de 60, 70 anos, mais ou menos). Ao fim desse tempo, acaba-se o prazo de validade.

Por isso o aumento da longevidade levou ao aumento dos níveis de cancro.

E: “Não falei do público comum.

Para as comunicações científicas também interessa que a audiência perceba que informação estás a transmitir. E “sistema”, “mecanismo” e “oscilação” não são propriamente termos técnicos.”

Já falei disto atrás.

Define reprodução. Há tantas formas diferentes de reprodução… o vírus reproduz-se?

Comentar por Ska

Joaquim

gostei dessa só se perde a virgindade em determinado sentido vaginal.

E mais como os judeus e os cristãos não tinham deusa, copiaram dos gregos, e fizeram de Maria uma delas.

Comentar por kibom33

JOaquim

Não Mats, já existem. Certos genes são diferentes senão eras iguias há mosca.

Se a minha avó não tivesse morrido, ainda estaria viva. E depois?

Evoluimos de algo comum. Muita coisa ficou outras mudaram.

Ou seja, o que aconteceu, aconteceu, mas o que aconteceu, o que quer que tenha sido, é evolução.
Se ficou, é evolução. Se não ficou, evolução é.
Certo certo, Joaquim. 🙂
Obrigado por mostrares mais uma vez a total irrelevancia da teoria da evolução para a ciência.

Usando a tua “lógica”, se eu tirar uma peça de uma bicicleta e usá-la numa moto isso é evidência que a moto e a bicicleta evoluiram de um triciclo! Certo Joaquim?

Não Mats, os exemplos fisicos não podem ser usados na biologia literalmente. Não tem nada a ver. Vocês é que gostam muito do engenheirito.

Mas o exemplo que dei é semelhante ao que usaste. Tu usas informação genética que já existe noutro animal, e como funciona, tu deduzes que há um parente comum no passado. O mesmo com a mota, a bicicleta e o triciclo.

Enfim, acho que já viste que estwe teu exemplo é irrelevante como evidência a favor da evolução, e contra o criacionsmo Bíblico.
Mas é assim Mats:

Ou o teu deusito criou aquele genes milhões de vezes. Todos iguaizinhos sem falhas, ou são genes que existem desde uma criatura comum que se diferenciou.

Ou então Deus criou genes com funções semelhantes em animais diferentes, tal como nós usamos rodas em carros, motos, e quase tudo o que anda nas estradas.

Isto é design comum baseado na funcionalidade. Isto é uma marca de Génio, nomeadamente, a re-utilização de design óptimo.

Como saberás bem, várias evidências apontam no sentido da evolução.

Depende do que entendes por “evolução”.
Isto não é evidencia para os poderes criativos da natureza.

Comentar por Mats

Primeira vez que venho visitar o blog do Sabino, e dou logo com a primeira bacorada: ScienceDirect é a sub-editora (on-line e em papel) pertencente à Elsevier. Não é nenhuma revista.
A revista de onde tiraste o exemplo chama-se “Structure” e é especializada na publicação de estruturas tridimensionais de proteínas e sua função.
Basicamente o que está descrito neste paper é a estrutura/função de um conjunto de proteínas cujo análogo em mamíferos superiores é o complexo F1-ATPase. E o artigo não descreve mais do que modelação/inibição do complexo, nada de extraordinário que não seja observado em todas as vias metabólicas que existem numa célula. Aqui apenas alia-se um processo de transição algo lento com a activação/inibição da replicação celular.

Comentar por Rui Almeida

Rui Almeida, obrigado pelo comentário submetido.

E a Nature é o quê?

“nada de extraordinário que não seja observado em todas as vias metabólicas que existem numa célula”

Como é que estes mecanismos biológicos complexos apareceram em cada célula, em primeiro lugar?

Comentar por alogicadosabino

Fico impressionado com a convicção com que algumas pessoas afirmam que Darwin explicou a origem das espécies; Sendo que o próprio Darwin sabia que não, ele levantou questões que ainda não foram respondidas, e ainda dizem que a genética moderna concluiu o raciocínio de Darwin, … Na verdade levantou algumas questões a mais.

Comentar por Arthur

Eu diria mais. Diria que se Darwin estivesse vivo hoje, ele seria spammer. Criaria correntes via e-mail.

O seu livro de dúvidas é utilizado como base de uma teoria a que todos chamam de certeza…

E é engraçado como os céticos dizem que algo é simples somente porque pode ser observado… Então os móveis daqui de casa surgiram por processos naturais, são extremamente simples, devem ter sido formados durante milhões de anos!

Mas a melhor do tópico foi a do Mats.
“Se ficou, é evolução. Se não ficou, evolução é.”
É muita cara de pau os cientistas afirmarem isto.

E a comparação das motos, bicicletas e triciclos foi bem dosada.

Fica bem

Comentar por MVR




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: