No princípio criou Deus os céus e a Terra


Fósseis vivos – Os melhores amigos dos criacionistas?
Novembro 5, 2008, 12:52 pm
Filed under: Evolução/Big-Bang

Como já chegamos à fase ridícula de alguns religiosos evolucionistas dizerem que os “fósseis vivos” não representam prova para a criação bíblica, vamos abordar este assunto como se as pessoas fossem muito burras.

O que diz a Bíblia sobre a reprodução dos seres vivos? Diz que estes apenas se vão reproduzir de acordo com a sua espécie, ou seja, que um tipo de animal não se vai transformar noutro tipo. Por outras palavras, a Bíblia diz que a macroevolução (ex: peixes a transformarem-se em “não-peixes”) não acontece.

O que são “fósseis vivos”? São animais que se julgavam extintos porque existiam apenas no registo fóssil… até serem descobertos bem vivinhos e frescos. Os vastos “fósseis vivos” contam um cenário diferente daquele que os evolucionistas transmitem… there’s no such thing as macroevolution, que é como quem diz “a macroevolução é uma treta”! Apesar dos milhões de anos de evolução que os evolucionistas dizem ter decorrido, estes animais continuam iguais aos seus parentes fossilizados.

Relativamente aos “fósseis vivos”, eles dizem que estes organismos não precisaram de evoluir porque estavam bem adaptados ao ambiente. Eles querem que tu acredites que em 500/400/300/200/100 milhões de anos o ambiente foi sempre estável. Pois sim! Não tenho problema com esta fé evolucionista… afinal de contas, todos nós acreditamos em coisas que não vemos. Desde que não digam que essa fé é científica e que a minha fé é religiosa!

Os “fósseis vivos” marinhos são os mais abundantes e arrasam, completamente, o argumento de que o registo fóssil suporta a macroevolução, já que aparecem completamente formados e estão hoje connosco. Alguns exemplos:

Crinóides

Vieram ao mundo450 milhões de anos.

crinoide

Búzios

Vieram ao mundo400 milhões de anos.

15-calliostoma

Conchas

Idem.

conchas

Advertisements

10 comentários so far
Deixe um comentário

Lol onde D. Sancho vê moinhos, D. Quixote vê gigantes…

Comentar por pedro romano

“Relativamente aos “fósseis vivos”, eles dizem que estes organismos não precisaram de evoluir porque estavam bem adaptados ao ambiente. Eles querem que tu acredites que em 500/400/300/200/100 milhões de anos o ambiente foi sempre estável.”

Não. Significa apenas que estes seres se mantiveram adaptados a todos os ambientes por que passaram.
Mas já reparaste que a maioria dos fósseis vivos são marinhos? Isto porque de facto os oceanos são o meio que menos se altera ao longo dos anos. Afinal não passa de uma vastidão de… água, água essa que é a mesma desde o início dos tempos. De facto os seres marítimos não são geralmente afectados, por exemplo, por mudanças na crosta terrestre ou mudanças de clima.

Comentar por Luís

“Mas já reparaste que a maioria dos fósseis vivos são marinhos? Isto porque de facto os oceanos são o meio que menos se altera ao longo dos anos.”

Luis, isso é aquilo que os evolucionistas estão treinados para dizer. “Não passa de uma grande quantidade de água”…, mas há indícios de catastrofismo. Há fósseis que mostram que tiveram de ser sepultados rapidamente. Exemplos do ichtiossauro que está a parir, um peixe que está no acto de engolir outro peixe, as partes moles excepcionalmente preservadas de alguns organismos , etc. Logo, mesmo se negarmos o diluvio biblico, vemos que o ambiente aquático não se manteve estável durante todos os 500 milhões de anos.

E isso continua sem explicar os restantes animais que não sofreram alterações, plantas e árvores incluídas.

PS: Ainda bem que comentaste, pk me lembraste que te estou a dever algo : P

Comentar por alogicadosabino

Além dos erros de português, básicos, como “registo” e “connosco”.
Seria legal mesmo você LER antes de publicar de escrever qualquer coisa.
Principalmente quando se trata de evolução.
Pois certos nichos permanecem altamente estáveis ao longo do tempo geológico, como os existentes em ambientes marinhos.
Atenciosamente

Comentar por FACM

FACM, este blogue é português.

“Pois certos nichos permanecem altamente estáveis ao longo do tempo geológico, como os existentes em ambientes marinhos.”

Como sabe? Acompanhou-os de perto?

Não tenho nada contra a sua fé. Só não diga que é científica e a minha religiosa.

Comentar por alogicadosabino

hum que espécie linda
adorei

Comentar por celeste

“Mas já reparaste que a maioria dos fósseis vivos são marinhos? Isto porque de facto os oceanos são o meio que menos se altera ao longo dos anos. Afinal não passa de uma vastidão de… água, água essa que é a mesma desde o início dos tempos.”

Se formos pela lógica do Luís, então os animais não precisariam evoluir para a terra seca, correto? Pois de acordo com a evolução, o mundo marinho sempre esteve estável. Outra falta de lógica: Se isso fosse verdade, por que mundo marinho possui tantas espécies fantásticas de animais, uma vez que o os oceanos sempre estiveram “estáveis”?

Comentar por Gil Miranda

Gil Miranda:

A estabilidade não exclui a competição.

Comentar por Clayton Luciano

Os evolucionistas são contra a criação bíblica não porque não seja verdadeira e comprovável, mas porque eles se opõem ao Deus da criação.

Comentar por joatam

sou cristao e não creio na teoria da evolução

Comentar por joao gabriel




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: