No princípio criou Deus os céus e a Terra


Afinal, quem é iludido?
Setembro 11, 2008, 10:28 am
Filed under: Evolução/Big-Bang

Eis a explicação dada por Richard Dawkins (e partilhada por muitos mais cientistas), na tentativa de minimizar o facto de ser altamente improvável “surgir” um planeta com condições habitáveis como a Terra:
______________________________________________________________

Princípio Antrópico

“Calculou-se que existem entre 1000 milhões e 30.000 milhões de planetas na nossa galáxia, e cerca de 100.000 milhões de galáxias no universo. Tirando alguns zeros por razões de comum prudência, dois triliões será uma estimativa conservadora do número de planetas existentes no universo. Suponha-se agora que a origem da vida, o surgimento espontâneo de algo equivalente ao ADN, foi de facto um acontecimento assombrosamente improvável.

Suponha-se que foi tão improvável que apenas aconteceu num planeta em cada 1000 milhões. Um júri que tivesse de decidir sobre atribuição de bolsas rir-se-ia na cara de qualquer químico que admitisse que a possibilidade de êxito do seu projecto de investigação era apenas uma em 100. E estamos nós para aqui a falar de probabilidades na ordem de um em 1000 milhões. E contudo… mesmo com probabilidades tão absurdamente escassas, a vida terá surgido em 1000 milhões de planetas – dos quais a Terra, evidentemente, é um.

Esta conclusão é tão surpreendente que a vou repetir. Ainda que as probabilidades de a vida nascer de forma espontânea num planeta fossem de uma em cada 1000 milhões, mesmo assim esse acontecimento avassaladoramente improvável ocorreria em 1000 milhões de planetas.”

(In The God Delusion de Richard Dawkins, pág. 175)
________________________________________________________________

Esta ideia de “Universos Paralelos” é interessante. O único problema é que não há a mínima evidência disso. Este é o mesmo cientista que diz que não há evidências para a existência de Deus…

Anúncios

34 comentários so far
Deixe um comentário

Às vezes não sei se os criacionistas são parvos ou só se fazem de parvos. Mas tu sabes o que são probabilidades? E que raio tem isso a ver com universos paralelos? Ó homem, isto é matemática básica! É como dizer que alguém vai acertar a lotaria, não porque a probabilidade de acertar seja alta – não é, e é bem baixinha -, mas porque há centenas de milhares e jogar e por isso é praticamente impossível que ninguém acerte! Sinceramente.

Comentar por pedro romano

A única diferença é que no exemplo da lotaria tu acabas por ver o resultado…

Comentar por alogicadosabino

Marcos, nem o raio da analogia percebes. Mas eu explico:

Na lotaria, há um facto altamente improvável: x ganhar a lotaria – No universo, há um facto altamente improvável: a terra o planeta x ter vida.

Contudo, o grande número de pessoas a jogar na lotaria faz com que a existência de um vencedor seja quase uma certeza – Contudo, o grande número de planetas disponíveis faz com que a existência de algum com condições para a vida seja quase uma certeza.

A pessoa agraciada com a vitória tenderá a pensar «que sortudo fui, alguém me deve ter ajudado»; na realidade, alguém teria de ganhar e qualquer potencial vencedor pensaria o mesmo – O planeta agraciado com a vida tenderá a pensar «que sortudo fui, alguém me deve ter ajudado»; na realidade, algum planeta teria de ter vida e qualquer potencial planeta nessas condições pensaria o mesmo.

Esclarecido? Sinceramente. Querem falar de evolução e nem percebem o mais básico…

Comentar por pedro romano

Também penso que a questão não tem a ver com universos paralelos, todavia rejeitemos o insulto, ele é sinónimo ou de ausência de argumentos ou de prepotência, ambos são muito danosos para quem se demonstra pensador.

Quanto ao assunto em questão há algo que quero dizer, existe uma acepção no sentido de dizer que com probabilidades favoráveis a vida surgiria em qualquer lugar do universo, isso não está provado como é evidente. Ainda assim se fosse possível a vida surgir com base em probabilidade favorável, seria numa razão de 1 para um número abissal que nem todos os dedos de todas as pessoas do planeta dariam para o contabilizar (creio). A acrescentar a isso devemos ter uma visão que vislumbra não apenas o conhecimento presente, isto porque no passado a probabilidade era menor, porque não se conheciam mais factores que poderiam diminuir a probabilidade de existência de vida como hoje conhecemos, acontece que amanhã poderemos saber muitos mais, talvez para que de alguma maneira se possa afirmar: É impossível a vida ter surgido por acaso.

Comentar por natenine

LOL outro que não sabe probabilidades.

Comentar por pedro romano

Não é isso, Romano. Vamos lá ver…

As probabilidades do princípio antrópico são calculadas com base num axioma a priori: Deus não existe nem é o Criador. Tu não podes provar que Deus não existe assim como não podes provar que Deus existe. Este conceito diz que para a vida ter surgido aqui na Terra, também deve ter surgido noutros planetas que não podemos ver, uma vez que tudo surgiu por acidente, não é? Obténs estas percentagens considerando o pressuposto de que tal é possível uma vez que Deus não existe. No entanto, não podes provar (cientificamente naturalisticamente materialisticamente falando) que Deus não existe. E Se Deus existe? Se Deus existe, estes cálculos probabilísticos não passam de treta.

de resto… mesmo que um milhão de universos tivesse falhado o acto de produzir um planeta habitável, isso não significa que a tentativa seguinte de o fazer já seria maior, uma vez que já muitas haviam falhado…

depois… queres invocar para o método científico um conjunto de universos não-interactivos, isolados… como é que podemos compreender os princípios fundamentais desses universos? É estar a invocar uma realidade externa.

princípio antrópico = filosofia

Comentar por alogicadosabino

Marcos,

Não percebeste nada. Eu acho incrível como é que tens um blogue acerca de ciência e nem sequer percebes a porcaria das probabilidades. Nem sequer tem nada a ver com axiomas a priori e outras patacoadas que tais.

Enfim, I rest my case.

Comentar por pedroromano

Um exemplo muito simples: Qual a probabilidade de teres sido tu a nascer exactamente à hora e dia que nasceste, no local que nasceste e exactamente com a composição bioquímica, com o proteoma e genoma que conténs? E aí tás tu… LOL

Ou então qual a probabilidade de “aquele” fotão vindo de uma estrela no meio na Andrómeda chocar com o teu olho? Se fosse como pensas nunca verías a Andrómeda. No entanto tu vês a Andrómeda. A probabilidade pode ser baixa mas acontece.

Comentar por Dário Cardina

Dário Cardina, mas aí estás a partir do pressuposto antrópico-filosófico-materialista de que Deus não existe… Isso que dizes não faz sentido, pá! 😉

Comentar por pedroromano

Dário,
Um exemplo muito simples: Qual a probabilidade de teres sido tu a nascer exactamente à hora e dia que nasceste, no local que nasceste e exactamente com a composição bioquímica, com o proteoma e genoma que conténs? E aí tás tu… LOL

Estás a confundir as coisas. Quando uma pessoa nasce em qualquer parte do mundo, isso é um acontecimento que se verifica todos os dias, portanto isso não é aquilo que se pode chamar de estatisticamente improvável.

É estatisticamente provável que uma pessoa vá nascer numa parte qualquer parte do mundo com uma composição química altamente especificada. Isso, no entanto, não nos diz nada sobre a origem do universo, nem explica como é que o único universo conhecido por nós tem todas estas leis e constantes tão bem arquitetadas para a vida humana.

Portanto a probabilidade de alguém nascer com composição química especificada é 1. Acontece todos os dias, várias vezes por dia.

Comentar por Mats

Dário, o que seria estatisticamente relevante era 10 bébés, em diferentes partes do mundo, nascerem ao mesmo tempo, com o mesmo peso, com a mesma côr de cabelo, com a mesma côr de olhos, todas com um sinal no queixo, com pais com os mesmos nomes, com avós com exactamente os mesmos nomes, em hospitais com o mesmo nome, e com médicos (todos eles) e enfermeiras (todas elas) com o mesmo nome, apesar de serem de 10 países diferentes.

Se uma coisa dessas acontece apenas com dois bébés, já seria estatisticamente muito improvável.

Agora acontecer com 10 bébes espalhados por todo o mundo, já seria estatisticamente muito improvável, e desde logo teria que se deduzir que houve algum tipo de planeamento por trás.

Alguem quis que assim acontecesse.

Comentar por Mats

Não é isso… pensa.
qual é a probabilidade dos átomos que te formam se juntarem e te formarem?
Aí está

Comentar por Dário Cardina

Dário,

Não é isso… pensa.
qual é a probabilidade dos átomos que te formam se juntarem e te formarem?
Aí está

Por si só? A probabilidade dos átomos ue me compõe se juntarem por si só, e formarem um ser humano são tão infimas que o mais lógico é deduzir que nunca acontecem.
Agora uma vez que todos os seres humanos tem composição química improvável, a probabilidade de um ser humano ter composição química improvável é 1. Acontece todos os dias.

Comentar por Mats

Pronto, não percebeste… ou sou eu que não estou a explicar bem.

A probabilidade do átomo “manel” que, há uns milhares de anos estava a 5 mil anos luz daqui mais o átomo “luis” que pertencia a um mosquito, mais (…) etc. A probabilidade de eles se juntarem e formarem uma pessoa é de?

Não interessa se há cerca de 6 mil milhões de seres humanos. Também há cosmólogos que dizem que há milhões de Universos

Comentar por Dário Cardina

Já respondi.
A probabilidade dos átomos que me compõe se juntarem por si só, e formarem um ser humano são tão infimas que o mais lógico é deduzir que nunca acontecem.

Comentar por Mats

Que granda confusão LOL
Qual a probabilidade de esta confusão surgir de novo? LOL

Comentar por natenine

Estar a comparar probabilidades de fenómenos que acontecem todos os dias a fenómenos que nunca ninguém viu acontecer. Excelente

Comentar por alogicadosabino

I D I O T A
O teu nascimento ocorre todos os dias? E quantas pessoas o viram?
Excelente!

Comentar por Dário Cardina

o nascimento de pessoas ocorre todos os dias… o nascimento/aparecimento de planetas habitáveis nem tanto

Comentar por alogicadosabino

Cromo, o teu, simplesmente o teu nascimento teve que probabilidade? O aparecimento do teu genótipo teve que probabilidade?

Imagina, antes de nasceres alguem calculava a probabilidade de uma pessoa (tu), com um genótipo e um proteoma específico e os átomos na posição exacta em que estão na tua estrutura aparecerem. E qual era essa probabilidade?

Não sabes se existem mais planetas habitáveis. Sabes quantos foram descobertos? Sabes, ao menos, quantos faltam descobrir na vastidão do Universo? Podem haver mais “Terras”.

É como estares numa ilha e pensares que, só por estares ali sozinho e a tua probabilidade de aparecimento ser pequena, não existe mais ninguém.

Comentar por Dário Cardina

Dário,

O teu nascimento ocorre todos os dias? E quantas pessoas o viram?

O nascimento de pessoas com composições químicas improváveis acontece todos os dias, várias vezes por dia, em todo o mundo,

Imagina, antes de nasceres alguem calculava a probabilidade de uma pessoa (tu), com um genótipo e um proteoma específico e os átomos na posição exacta em que estão na tua estrutura aparecerem. E qual era essa probabilidade?

50%, uma vez que toda a informação genética que o Marcos tem já estava presente nos pais.
MAs olha que eu fui específico. A probabilibade dos químicos que compõe um ser humano se juntarem por si só e formarem um ser humano são tão ridículas, que o mais sensato e aceitar que houve design e planeamento.

Não sabes se existem mais planetas habitáveis.

Tu é que tens que provar que existem mais planetas habitáveis. Ele não tem que provar uma negativa. Estás a tentar mudar o ónus da prova.

Sabes quantos foram descobertos?

Nenhum?

Sabes, ao menos, quantos faltam descobrir na vastidão do Universo? Podem haver mais “Terras”.

Sim, e pode haver caracóis cor de rosa debaixa da superficie de Urano, mas até as evidências serem apresentadas, não há razão para se crêr que existam. O mesmo em relação aos planetas habitáveis. Segundo as evidências, o único planeta em todo o universo onde há vida é na Terra. Isto é um problema muito grande para o naturalismo.

É como estares numa ilha e pensares que, só por estares ali sozinho e a tua probabilidade de aparecimento ser pequena, não existe mais ninguém.

Má comparação. O estar numa ilha sozinho não é um acontecimento tão improvável como o arranjo Físico e Químico que existe no universo, e que proporcionam a vida na Terra.
Mais uma vez comparas alhos com bogalhos.

Comentar por Mats

“50%, uma vez que toda a informação genética que o Marcos tem já estava presente nos pais.”

Achas? Sendo assim cada casal só teria 2 filhos diferentes. LOL!

Comentar por Dário Cardina

Ehehehe

Eu disse-te, Dário: nem o mais básico eles dominam 😉

Comentar por pedroromano

Aliás,

«Achas? Sendo assim cada casal só teria 2 filhos diferentes. LOL!»

Mas isso são pressupostos materialistas-naturalistas-darwinistas-fascistas-nazistas. Apenas um naturalista pode dizer que 50% de probabilidades para cada lado implica que apenas haja duas possibilidades. No mundo evangélico 50% tanto pode ser 70% como 0,00000001%. Tens de deixar esses pressupostos ultrapassados. A ciência confirma que 50% tanto é 0,00000001% como 70%, não que 50% é sempre 50%. Como é que confirmas isso? Isso é metafísica, pá! 😛

Comentar por pedroromano

LOL, tens razão. E vou, finalmente dar-e por vencido e confirmar uma coisa muito importante. Os cientistas darwinistas (e afins), e eu fazemos parte duma aliança mundial que quer deitar a baixo a verdade. Estudamos anos e anos, temos mestrados e doutoramentos, trabalhamos na NASA e em outras grandes empresas mundiais para quê? Não passa de uma fachada, é verdade. A evolução é mentira, apesar de toda a matemática, física e biologia estudadas eu digo por eles: é tudo mentira. A física da teoria de campos e a física de partículas (que prova a inflação pós big bang) está toda errada. A genética associada à bioinformática também é falsa. Apanharam-nos seus marotos! Foram anos a tentar enganar-vos! hehe!

Comentar por Dário Cardina

ui… tanto conhecimento e tanta sabedoria e ainda não conseguiram mostrar planetas e vida a aparecer por processos naturais? 😦

Comentar por alogicadosabino

Olha à tua volta e estuda

Comentar por Dário Cardina

Dario,

“50%, uma vez que toda a informação genética que o Marcos tem já estava presente nos pais.”
Achas? Sendo assim cada casal só teria 2 filhos diferentes. LOL!

Não, mas entendo o que dizes. A probabilidade de o Sabino ter a composição genética que tem é encontrada pela variabilidade que existe nos seus pais.

Repito o que disse, os exemplos que dste não servem de exemplo, uma vez que toda a gente nasce com composições químicas “improváveis”-

Comentar por Mats

“Olha à tua volta e estuda”

Talvez queiras dar um ou dois exemplos

Comentar por alogicadosabino

Tua volta longe e tua volta perto

“Repito o que disse, os exemplos que dste não servem de exemplo, uma vez que toda a gente nasce com composições químicas “improváveis”-”

A meu ver, sendo assim, são milhares e milhões de casos de esudo

Comentar por Dário Cardina

Marcos,

“Esta ideia de “Universos Paralelos” é interessante. O único problema é que não há a mínima evidência disso. Este é o mesmo cientista que diz que não há evidências para a existência de Deus…”

Esta é a único pensamento que deixa neste post. E logo alguém que acredita em Deus. A pedir provas.

“ui… tanto conhecimento e tanta sabedoria e ainda não conseguiram mostrar planetas e vida a aparecer por processos naturais?”

Acho que também vou esperar para ver um planeta com vida a aparecer por intermédio de Deus.

Comentar por Luís

LOL um fim-de-semana passado e isto continua surreal

Comentar por pedro romano

“Tua volta longe e tua volta perto”

Bem me parecia Dário…

Comentar por alogicadosabino

É óbvio

Comentar por Dário Cardina




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: