No princípio criou Deus os céus e a Terra


Dilúvio em Marte? Sim! Na Terra? Não!
Maio 28, 2008, 12:05 am
Filed under: Convicções / Fé, Desabafos

A euforia em torno do planeta Marte está outra vez aí. Com a chegada da sonda Phoenix ao planeta, a NASA está ansiosa por saber se Marte tem condições propícias à existência de vida. Mas outra coisa me chamou à atenção…

Em tempos, cientistas surgiram com a ideia de que Marte terá sofrido uma inundação catastrófica. Marte, onde não há uma única gota de água em estado líquido (água em estado líquido mesmo, não apenas evidências de). Essa ideia tem outros apoiantes, que insistem na hipótese de que o planeta Marte foi inundado por um dilúvio. Já na Terra, cuja superfície é constituída por 70% de água, não é crível que, em tempos, tenha acontecido um dilúvio. Isto apesar de vermos o catastrofismo bem presentes nas rochas de uma ponta à outra do planeta. Dilúvio em Marte? É possível. Dilúvio na Terra? Isso já soa a religião…

bvee

Anúncios

17 comentários so far
Deixe um comentário

Sabino, é curioso que sempre que apresentas referencias (apenas da science e da nature, não deves conhecer mais nenhum) ficas-te sempre pelo resumo. Se calhar não tens acesso à revista que é cara como tudo. Pois, eu tenho acesso a ambas e fui ler o artigo todo e confirmei aquilo que já se afirma no resumo. O artigo fala de inundações localizadas que poderiam ser responsáveis pelos canais que se observam na superfície de Marte, e não de uma dilúvio global capaz de formar continentes e fossilizar animais em minutos. E já agora, se houve dilúvio global em Marte, foi para castigar quem?

Comentar por Beowulf

querido amigo,

bom dia! A noite foi bem passada? 🙂

Eu não disse que o diluvio em marte foi global. Nem sequer fui eu que sugeri que houve um diluvio em marte. também coloco matérias de outras revistas e/ou jornais mas mesmo que so colocasse da science e da nature não havia problema pois são das revistas mais prestigiadas.

Comentar por alogicadosabino

Ainda bem que colocas este post.
Ele demosntra de forma inequivoca a deturpação quase constante que os criacionistas fazem da ciência.

1. Ninguém diz que não existiram dilúvios catastróficos na Terra. Pelo contrário, eles existem e até são frequentes, ainda hoje.
São é locaise quando comparados com a totalidade da superficie do planeta pequenios, e não globais.

2. Em Marte fala-de de inundações (não dilúvios) locais, como na Terra. Nota: e é por enquanto apenas uma hipotese

3. Dar evidências de hoje para mostrar o que se passou há milhões e milhões de anos. Não haver água liquida hoje não implica que nunca tenha existido.

4. Confundir desejo com realidade. Os 70% de água dos oceanos provariam que podia tapar todo o planeta. Ora isto é falso porque para cada metro de aumento da altura dos ocenaos é necessária muito mais água que nos metros anteriores.
E para tapar todo o globo a uma altura de 3 ou 4 mil metros, toda a agua do planeta não dava nem para 30 ou 40%.

Comentar por Joaquim Coelho

Se por acaso amanhã encontrarmos um livro que se diga ser de Deus, onde esteja escrito que houve um dilúvio em Marte, os ateus vão mudar a história mais uma vez.

Comentar por Mats

Se por acaso amanhã encontrarmos um livro que se diga ser de Deus, onde esteja escrito que houve um dilúvio em Marte, os ateus vão mudar a história mais uma vez.

Matts, isso passa-te com DIAZEPAM 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

“Ninguém diz que não existiram dilúvios catastróficos na Terra. Pelo contrário, eles existem e até são frequentes, ainda hoje.”

Se existiram, quem garante que eles não foram responsáveis por algumas formações rochosas?

De certa forma, eu também posso acreditar que não houve um diluvio global mas vários locais, que acabaram por cobrir toda a face da terra. 😉

“Em Marte fala-de de inundações (não dilúvios) locais, como na Terra”

Na notícia da SpaceFlight Now o termo utilizado é flood, o mesmo utilizado para referir o flood da bíblia. No fundo, dilúvio significa inundação, chuva copiosa ou torrencial mas ninguém utiliza o termo dilúvio porque está conotado de grande cariz religioso.

“Dar evidências de hoje para mostrar o que se passou há milhões e milhões de anos. Não haver água liquida hoje não implica que nunca tenha existido.”

Grande ponto Joaquim. Mas não é o que a doutrina do Uniformitarismo diz? Perante aquilo que se observa hoje é possível desenvolver a história do passado, como se tudo sempre tivesse sido da mesma maneira.

“E para tapar todo o globo a uma altura de 3 ou 4 mil metros, toda a agua do planeta não dava nem para 30 ou 40%.”

Obviamente, a paisagem geológica pós-dilúvio não era/é a mesma do período pré-diluviano.

“Tu a cobriste do abismo, como dum vestido; as águas estavam sobre as montanhas. À tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão puseram-se em fuga. Elevaram-se as montanhas, desceram os vales até o lugar que lhes determinaste” (Salmos 104: 6-8 )

Comentar por alogicadosabino

“Matts, isso passa-te com DIAZEPAM”

Ó Joaquim, o ponto do Matts foi precisamente o que eu quis referir aqui.

Eu não quis discutir se houve ou não houve inundação em marte. O que eu quis dizer é que a propensão against God do ateu é tão grande que diz coisas inacreditáveis. Se não é possível que tivesse existido um dilúvio universal na Terra onde há água por tudo quanto é sítio, porque já é totalmente crível que em Marte isso seja super possível? Mesmo estando a falar em uma inundação aqui e ali.

A sociedade passou do 8 ao 800. De usar Deus para explicar quase tudo ao excluir Deus para explicar materialisticamente aquilo que aponta para um Criador.

Comentar por alogicadosabino

Joaquim,
Falas por experiência própria?

Comentar por Mats

Matts

Falas por experiência própria?

Yess 🙂

Mas as minhas alucinações não tinham nada a ver com deuses, mas com uma doença.
E olha que foi a ciencia que a tratou e não um deusito da treta.

Comentar por Joaquim Coelho

Sabino

Se existiram, quem garante que eles não foram responsáveis por algumas formações rochosas?

De certa forma, eu também posso acreditar que não houve um dilúvio global mas vários locais, que acabaram por cobrir toda a face da terra

Eu garantiria o contrário. Há certamente formações geológicas de pequena dimensão moldadas por inundações e dilúvios (e outros agentes erosivos)

Quanto à segunda parte é fácil: a maioria das formações geológicas da Terra não evidencia serem de origem catastrófica nem diluviana, mas de formação lenta e gradual.
Ex: vales de rio em V , areias finas, meandros de rios, rochas sedimentares típicas (há excepções), estalactites e estalagmites (calcárias e não salinas como as usadas para dizer que se formam rapidamente), etc, etc (e sei que não gostas mas vá lá a datação radiométrica e por luminescência)

Na notícia da SpaceFlight Now o termo utilizado é flood, o mesmo utilizado para referir o flood da bíblia. No fundo, dilúvio significa inundação, chuva copiosa ou torrencial mas ninguém utiliza o termo dilúvio porque está conotado de grande cariz religioso.

A tradução vulgar de flood é inundação. Não refere a origem, pode ser qualquer, incluindo chuva em grande quantidade, que é até a mais provável e que não descartei.
E os dilúvios por chuva são locais, que eu conheça, pelo menos.

Grande ponto Joaquim. Mas não é o que a doutrina do Uniformitarismo diz? Perante aquilo que se observa hoje é possível desenvolver a história do passado, como se tudo sempre tivesse sido da mesma maneira.

Não Sabino, o que se diz é que as leis físicas e as regras se mantiveram desde sempre.
Por isso se conhecer-mos um processo e as condições em que ocorre hoje, podemos extrapolar que para as mesmas condições ocorreu da mesma forma há muito tempo.

E uma delas diz que a água pode ser líquida, gasosa, ou sólida. Diz também que pode mudar entre os vários estados em função das condições ambientais a que é submetida.

O que é completamente diferente de dizer: está sólida, sempre foi sólida.
Certo, sabino?

Obviamente, a paisagem geológica pós-dilúvio não era/é a mesma do período pré-diluviano.
Duvido..
Mas não é importante, porque está implícita a existência de montanhas. Por exemplo para tapar uma pequena montanha de 1000 metros acima do nível médio das águas seria necessária cerca de 1,5 vezes toda água que existe no planeta.
Supondo que o Everest já tinha 8000 metros seria necessário cerca de 3,5 vezes toda a água do planeta. Salvo erro nas minhas contas o que é bem possível, mas fiz cálculos por baixo (menos água)

Se não é possível que tivesse existido um dilúvio universal na Terra onde há água por tudo quanto é sítio, porque já é totalmente crível que em Marte isso seja super possível?

Enganaste-te a escrever ou estás a deturpar ?
Dilúvio Universal em Marte: de onde pressupões isso ?
No artigo que falas diz que o canal da inundação (550 miles/850 KM) e mais largo que o grande Canyon. Ora Marte tem um diâmetro de cerca de metade da Terra, o que numa correspondência directa (e que não pode ser feita dava cerca de 1600 km de comprimento por no máximo (já que a largura máxima do Grande canyon é 29km) 75 Km de largura. O que convenhamos que para a dimensão do nosso planeta é muito pouco. Ah e falamos da área de escorrimento das águas e não da área realmente submetida ao dilúvio.

Dilúvios locais são possíveis aqui e em Marte. Com o que conhecemos de Marte, nem cá nem lá são possíveis dilúvios globais.
Mas até poderiam ser, se houvesse muito mais água lá, e se a orografia fosse quase plana entre outros factores.

Comentar por Joaquim Coelho

Joaquim

Mas as minhas alucinações não tinham nada a ver com deuses, mas com uma doença.

Antes de mais, quero-te pedir desculpas se o meu comentário foi ofensivo. Não sabia que tinhs passado por isso. As minhas sinceras desculpas.

E olha que foi a ciencia que a tratou e não um deusito da treta.

Graças às leis que Deus criou que a ciência funciona.

Comentar por Mats

Não Matts, não achei ofensivo.
Entendi apenas como uma réplica humorística à minha brincadeira.

Mas achei piada, porque já tinha realmente experimentado 🙂
Só expliquei o motivo para não pensarem que eu andava para aí a meter anti-alucinógenos sem mais menos.

Comentar por Joaquim Coelho

Mas já agora o DIAZEPAM é a substância activa do medicamento valium.

No meu caso era a droga mais fraquinha, que tomava em conjunto com outras 4 como por exemplo o Mutabon, esta sim uma droga bem forte ( 12 comprimidos por dia). Parecia um Zombie 🙂

Comentar por Joaquim Coelho

Na terra que temos apenas 1 parte em 3 de terra, sendo 2 partes em oceanos, temos chuvas abundantes, e quantidades de água significativa abaixo da terra, o dilúvio é improvavél, agora em marte que já faz tempo que procuram uma única gota de água, lá aconteceu, porque não nos dizem aonde foi parar a água? Gostaria muito que todos os cristãos tivessem esta mesma força de vontade que os evolucionistas tem em suas teorias, em praticar o amor de Cristo, o mundo seria tão melhor.

Comentar por Rodrigo

Eu particularmente acredito,que viemos de outro lugar,sempre quando falamos em criação pensamos logo na terra jardim do eden.Mas eu penso diferente,baseado em alguns livros que li de pessoas e cientistas que dispensam comentários,acho que viemos de outro local,local que foi destruido pelo homem com sua ignorancia e seu pensamento capitalista vous dar um exemplo:
suponhamos que vivessemos em marte,tivessemos uma vida normal como temos aqui na tera,e o homem sempre com sua ganancia e fome de dinheiro,acabasse com o planeta do mesmo jeito que acontece hoje na terra,eles não teriam outra coisa a fazer a não ser procurar outro local,para viver e assim procurar outro planeta para continuar sua vida.Eu acho que foi exatamente isso que aconteceu.depois de destruir seu lar o homem veio parar aqui na terra e está destruindo de novo logo terá uqe procurar outro planeta para viver,e esse é o motivo dessa corrinda espacial que presenciamos desde de época mais remota.Deixo aqui um pensamento.O DIA QUE O HOMEM PESCAR SEU ULTIMO PEIXE MATAR O ULTIMO ANIMAL,E DERRUBAR SUA ULTIMA ARVORE,QUERO SABER O QUE ELE FARÁ COM SEU DINHEIRO.abraços a todos que lerem esse comentário

Comentar por ozeas de oliveira

O préoprio Google nos mostra a parada da arca acima do monte Ararat na Turquia, está nos mapas; se quiserem duvidar de DEUS dividem eu não…não sou louco. Tem mais, se o homem chegar a marte a bíblia estará errada, porque DEUS disse que o derribará…no livro de Obadias 1:4(unico capítulo)

Comentar por ciccero klima

O marciano derrubou o e.t gordão!!!
Aposto que esqueceram a torneira abrida!
FECHA A TORNERA…

Comentar por Anderson du Lustoza




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: