No princípio criou Deus os céus e a Terra


Faltou a Ignorâncialogia (Resposta a um ateu)
Maio 25, 2008, 11:14 pm
Filed under: Convicções / Fé, Desabafos

No post “O ornitorrinco” do blogue “Ceticismo” (é mais um que luta contra algo que, na opinião dele, é imaginário (Ver: A loucura dos ateus)) o leitor que assina com o nome de “abbadon” teve um comentário que merece um comentário. Para poupar caractéres, vou comentar à medida que cito as afirmações dele.
____________________________________________________________________________________

Eu disse: “porque você diz que o relato do diluvio de genesis é um plágio das mais de 100 tradições existentes pelo mundo fora e não considera as 100 tradições existentes sobre um diluvio um relato do que realmente aconteceu?”

Ele disse: “Porque nao as cita, uma por uma ? Se vc levar a serio as supostas 100 tradicoes, entao vamos levar a serio os mais de 20 messias que nasceram de virgens, morreram pela Humanidade e ressucitaram depois. Ou entao, os mais de 20 mil deuses adorados pelo mundo. Podem ser um relato do que “realmente aconteceu”. Ou vc so escolhe aquilo que lhe convem ?”

-> É sabido que diferentes culturas e povos por todo o mundo têm a sua tradição diluviana, com mais ou menos semelhanças do Dilúvio de Noé. Claro que não é a leres livros de cépticos que vais descobrir que diferentes povos têm o seu relato de um dilúvio universal no qual apenas algumas pessoas se salvaram, assim como os livros de ciências da natureza (do ensino secundário, pelo menos) não falam das centenas de “fósseis vivos” existentes (Ver, por exemplo: A pequena formiga que resistiu a 15 milhões de anos de Evolução). Para ler sobre as tradições diluvianas ver, por exemplo, o Manual Bíblico de Henry H. Halley. Fica prometido um dia colocar aqui não 100, mas algumas delas.

-> Talvez queiras indicar alguns desses mais de 20 messias que nasceram de virgens, morreram pela Humanidade e ressuscitaram depois, assim como o contexto histórico-cultural e respectiva doutrina para que os possamos discutir?

-> Os mais de 20 mil deuses adorados por todo o mundo não quer dizer que não exista O Verdadeiro. Aliás, a própria Bíblia já alerta para esses milhares de deuses com d pequeno (Ver: Estou farto de religiões (Parte 2)). Também têm existido milhões de notas falsas e não é por isso que nós nos cansamos de procurar receber as verdadeiras.

Ele disse: “A tempo: a geologia, arqueologia, paleontologia provaram que jamais existiu um diluvio. O nosso proprio planeta prova isso.”

-> De facto, a geologia provou que jamais existiu um Dilúvio, senão vejamos: o que seria de esperar de um Dilúvio global? Milhares de fósseis… e já que falamos numa catástrofe universal convém que estejam espalhados por todo o Mundo, desde a Austrália ao Canadá. Pois é isso mesmo que encontramos (Desde dinossauros do Iémen ao México). Apesar de encontrarmos fósseis em posições anómalas, rochas sedimentares dobradas, fósseis marinhos descobertos em terra e muitos deles em altas montanhas, camadas “antigas” por cima das “novas”, etc… dizes que a Geologia provou que não houve um Dilúvio. Aliás, “o nosso próprio planeta prova isso“… pergunto-me o que queres dizer com isto? Se calhar estás a referir-te ao facto de 70% da superfície da Terra ser constituída de água…

-> A Arqueologia não tem feito outra coisa senão provar que os relatos históricos do Antigo Testamento (locais, personagens) são reais (Ver: Biblical Archaeology). Ver também uma recente descoberta a demonstrar a autenticidade histórica do Antigo Testamento: Tiny tablet provides proof for Old Testament. Se calhar também devias atentar para o trabalho do arqueólogo Sir Leonard Woolley E a bíblia tinha razão.

Eu disse: “Não sei quantos animais entraram na arca mas não pense que noe teve de colocar um animal de cada especie que existe hoje. Lembre-se… nós definimos o que são as espécies, de acordo com determinados critérios. Na biblia, a palavra “espécie” em hebraico é “bara”… e não tem, certamente, o mesmo alcance hoje utilizado”

Ele disse: “Ah, ta… primeiro, vc tem de provar que Noe existiu…”

-> Está na Bíblia. Só não acreditas na Bíblia porque ela diz coisas que a tua condição materialista não te permite aceitar, logo… consideras invenção todas ou quase todas as personagens que lá são mencionadas.

“depois tera de provar como esse Noezim buscou todas as 30 milhoes de especies de animais”

-> É um lapso comum… pensar que Noé teve de “enfiar” na arca todos os animais de todas as espécies que actualmente estão connosco. No princípio, Deus criou os animais de água, de terra e do ar e mandou que se reproduzissem segundo a sua espécie (kind, em inglês; bara em hebraico). Claro que no tempo de Noé ainda não havia a diversidade hoje existente. Noé não teve de colocar na arca mais de 30 milhões de animais. Aliás, hoje temos exemplos que têm vindo a mostrar que a definição que o ser humano atribuiu a espécie é muito menos abrangente do que a espécie da Bíblia (casos de hibridação entre asnos e cavalos originando a mula; zebras e cavalos originando o zorse; tigres e leões originando o ligre; baleia e golfinho originando o wholphin; etc…)

“e os socou dentro de uma minuscula arcota”

-> Provavelmente era a opinião da senhora que viu pela primeira vez a arca construída por um engenheiro holandês. Ficou pasmada com o tamanho da arca, apesar de esta, na verdade, só ter metade do tamanho descrito na bíblia. (Ver: A semana que passou – 12 de Maio – 1º tópico)

“como os alimentou, como retirou a merda para fora, como usou 7 pessoas para alimentar 60 milhoes de bocas, como retirou o gas metano para fora do barcote, e depois explicar como os colocou em um meio adequado para a sobrevivencia destes, como lidou com as complexas cadeias de ecossistemas”

-> Nem a arca era minúscula, como disseste, nem o Noé e sua família eram burros. Ver: How did the animals fit on Noah’s Ark?

“e depois realoja-los”

-> Os ratos são mais inteligentes que nós, com um bocadinho de sorte (para eles). Ver: A semana que passou – 21 de Abril – 3º tópico

“… ah, desculpe… a Biologia, Zoologia, Palentologia, Paleobotanica, Geologia, Quimica, Botanica, Palinologia, Ecologia, etc… provam que nunca existiu um Diluvio…!”

->Mais nenhuma “logia” prova que não existiu um Dilúvio? E a parapsicologia? E a sociologia? Também não provam que não houve Dilúvio?

“Nao ha evidencias de um repentino surgimento de animais em todo o planeta de uma so vez, apos uma chuvinha…”

-> Pois… não sei o que podemos chamar à Explosão de Câmbrico.

“A ciencia prova que a Biblia esta errada e que ela é so um livrinho de fabulas para mentes crentes infantis.”

-> Qual ciência? A das origens? A naturalista? Aquela ciência que criou para si uma mitologia própria?

Anúncios

20 comentários so far
Deixe um comentário

«Está na Bíblia»

Marcos, porquê a Bíblia e não o Coorão?

Perceba que a pergunta é sincera, porque na minha família tenho adeptos das duas trincheiras e ainda nenhum me consegui convencer de que «o que vem aqui é que é a verdade» é melhor argumento do que «não, não, o que vem aqui é que é verdade».

Comentar por Pedro Guedes

Curioso falares em ignorância quando tu revelas ignorância em inúmeros campos. Parece que a única coisa que tu conheces mesmo é a bíblia. Fazes lembrar aquela Música “I am a patriot; I love my country; because my country; It’s all I have ever known”

Comentar por Beowulf

Pedro Guedes,

eu percebi que a pergunta foi sincera e, como tal, se não te importares, prefiro abordá-la em forma de post. Acho que é um tema importante para ficar pela caixa de comentários. Não há problema, pois não?

Comentar por alogicadosabino

Claro que não. Força, então

Comentar por Pedro Guedes

Sabino

Atão e um fóssilzito de humano junto de um fóssil de protozoários, ou mesmo de dinossauros, ou até de dentes de sabre ?
Pode ser no mesmo estrato ?

Só uns quantos para dar alguma credibilidade a essa treta dos fósseis diluvianos.
E se não for pedir muito fósseis em grupo de cabras, ovelhas, elefantes, tigres, leões, etc.

E, se não for pedir demias, como surgiram os animais que têm duração de vida inferior a 6 meses por exemplo ?

Há, Sabino, não vale batota.
A “explosão do câmbrico” consistiu em animais invertebrados simples e durou 5 milhões de anos.
Não vale aceitar a enorme diversidade e não aceitar o tempo.

Comentar por Joaquim Coelho

Joaquim,

Atão e um fóssilzito de humano junto de um fóssil de protozoários, ou mesmo de dinossauros, ou até de dentes de sabre ?
Pode ser no mesmo estrato ?

Os sempre “infalíveis” métodos de datação haveriam de mostrar que aquilo que os fósseis mostram TEM que estar errado, porque TODOS SABEMOS que os humanos não existiam por essa altura.

Só uns quantos para dar alguma credibilidade a essa treta dos fósseis diluvianos.

Os fósseis diluvianos são aqules que existem nos museus.

E, se não for pedir demias, como surgiram os animais que têm duração de vida inferior a 6 meses por exemplo ?

Em relação ao quê?

A “explosão do câmbrico” consistiu em animais invertebrados simples e durou 5 milhões de anos.

Oh, a indoctrinação funcionou bem contigo. Os supsotos 5 milhões de anos são UM PISCAR DE OLHOS na suposta idade da Terra. Nem tentes lançar areia para o nossos olhos.
Segundo, não foram SÓ invertebrados que surgiram, mas sim A MAIORIA DOS PLANOS CORPORAIS. De facto, há cientistas que dizem que havia mais diversidade nessa altura do que agora.

A exlosão câmbrica é tão problemática para a teoria que os darwinistas evitam ao máximo falar das implicações desse evento.

Comentar por Mats

invertebrados simples? o olho do polvo não é simples. E como já te disseram, também foram encontrados invertebrados na era cambriana.

“Não vale aceitar a enorme diversidade e não aceitar o tempo.”

não aceitar o tempo? mas qual tempo? TODOS os animais foram criados quase ao mesmo tempo, já com toda a sua complexidade e funcionalidade, segundo a sua espécie.

“E, se não for pedir demias, como surgiram os animais que têm duração de vida inferior a 6 meses por exemplo ?”

Quando a morte entrou “em cena”, após a queda do Homem.

Comentar por alogicadosabino

Então Mats? Assim não vale! A responder a outros comentários sem antes responder à minha pergunta? Ou andas a procurar na net para depois vires aqui (tentar) fazer um brilharete? Vá lá homem, se não sabes admite!

Comentar por Beowulf

Oh, a indoctrinação funcionou bem contigo. Os supsotos 5 milhões de anos são UM PISCAR DE OLHOS na suposta idade da Terra. Nem tentes lançar areia para o nossos olhos.
Segundo, não foram SÓ invertebrados que surgiram, mas sim A MAIORIA DOS PLANOS CORPORAIS. De facto, há cientistas que dizem que havia mais diversidade nessa altura do que agora.

Sabino não vou perder mutio tempo contigo, que é inútil. Lê uns manuais cientificos sobre isto e ficas elucidado.

Apenas formas simples de vida, e apenas invertebrados, surgiram no câmbrico.

Essas é que acabaram por originar todas as esécies que hoje conhecemos. Ou seja forma os orimeiros numa longa cadeia de evolução que acabou por originar toda a vida conhecida de hoje.

5.000.000 anos é pouco na escala evolutiva e da terra, mas suficiente para enúmeras alterações simples em animais de curta vida. 5 milhões de anos são para aí 1 milhão de gerações. Daí para a frente com o aumento da complexidade as mudanças levaram mais tempo. Como seria de esperar.

Mas atenção, nem todos os filos classificados hoje apareceram no câmbrico.

Há e parece-me que o teu conceito de plano corporal está completamente errado.

Comentar por Joaquim Coelho

Nota: quando digo formas simples faço-o para diferenciar das actuais e não de forma absoluta.

No câmbrico e mesmo antes já existiam aquilo que a ciência considera formas complexas.

Comentar por Joaquim Coelho

Tás confuso Sabino ?

invertebrados simples? o olho do polvo não é simples.
Não existiam polvos no câmbrico, pelo menos que eu tenha encontrado referencia. Existiam sim os seus antecessores.

E como já te disseram, também foram encontrados invertebrados na era cambriana.

E como já te disseram, também foram encontrados invertebrados na era cambriana.

Tens razão 🙂 Foram encontrados invertebrados.
Vertebrdaos é que não.
Os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano.

Comentar por Joaquim Coelho

Joaquim.
Alguém tirou fotos desse grande evento, ou é mais uma interpetação filosófica?

Comentar por Mats

“Alguém tirou fotos desse grande evento, ou é mais uma interpretação filosófica?”

Mats, alguém tirou fotos do Cristo a ser crucificado? Alguém tirou fotos do dilúvio e da criação? Alguém tirou fotos aos pais da Joana (lembras-te, aquela menina que foi morto no Algarve) a matarem-na e a cortarem-nas aos pedaços?

Não entres por aí, porque assim não podes prender ninguém a não ser que tenha sido apanhado em flagrante. Tu de facto és uma pessoa perigosa!

Comentar por Beowulf

Joaquim.
Obrigado por finalmente concordares que a evolução é uma teoria fora do domínio empírico, testável e repetível. Nem muitos darwinists estão cientes disso, mas graças a Deus, tu estás.

oh, tens razão, eu não estava lá quando esses eventso históricos se verificaram (criação, dilúvio, morte de Cristo), MAS, ao contráriode ti, eu conheço Alguém que estava lá quando isso acnoteceu. Ele não sou causou algun desses eventos (origem do universo, Dilúvio, etc), como deixou isso escrito no ~´Unico Livro 100% inspiado por Ele, nomeadamente, a Bíblia.
E tu, o que é que tens como forma de saberes que “os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano. ?

Comentar por Mats

Opss.
A última resposta é dirigida ao Beowulf, e não ao Joaquim.

Vocês evolucionistas são tão parecidos a falar que é difícil saber quem é quem!!!

Comentar por Mats

“Obrigado por finalmente concordares que a evolução é uma teoria fora do domínio empírico, testável e repetível. Nem muitos darwinists estão cientes disso, mas graças a Deus, tu estás.”

Mostra lá onde é que eu disse seu mentiroso!

“oh, tens razão, eu não estava lá quando esses eventso históricos se verificaram (criação, dilúvio, morte de Cristo), MAS, ao contráriode ti, eu conheço Alguém que estava lá quando isso acnoteceu.”

LOLOLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mas tu tens noção do DISPARATE que isso é? Conheces alguém que esteve lá?!?!? Conheces donde, da tua igreja e de sites creacionistas? Fazes-me lembrar esta música:

Comentar por Beowulf

Beowulf,

“Obrigado por finalmente concordares que a evolução é uma teoria fora do domínio empírico, testável e repetível. Nem muitos darwinists estão cientes disso, mas graças a Deus, tu estás.”

Mostra lá onde é que eu disse seu mentiroso!

Assumiste isso quando comparaste os eventos DO PASSADO Bíblico com a frase “Os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano.”
Tu, ao perguntares-me sobre os eventos passados da Bíblia, estás a dizer quea evolução pertence ao passado histórico, e não a uma coisa que se observe hoje.

Obrigado por concordares comigo.

“oh, tens razão, eu não estava lá quando esses eventso históricos se verificaram (criação, dilúvio, morte de Cristo), MAS, ao contráriode ti, eu conheço Alguém que estava lá quando isso acnoteceu.”

LOLOLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mas tu tens noção do DISPARATE que isso é? Conheces alguém que esteve lá?!?!? Conheces donde, da tua igreja e de sites creacionistas?

Da minha vida pessoal, das Escrituras, da História, etc.
Tu, ao afirmares que isso é um “disparate” estás a fazer um disparate. A única forma de saberes que isso é um disparate é se tu souberes sem sombra de dúvida que Deus não existe.

Comentar por Mats

“Assumiste isso quando comparaste os eventos DO PASSADO Bíblico com a frase “Os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano.””

Amigo, diz lá onde é que disse isso? É que além de seres mentiroso,és um maus mentiroso!

“Da minha vida pessoal, das Escrituras, da História, etc.”

Então admites que não conheces. Conheces livros que te dizem isso, sentes pela tua história pessoal que sim,etc., etc.. Mas não conheces ninguém! Efectivamente, tu não sabes o que aconteceu nem conheces ninguém que saiba.

“…se tu souberes sem sombra de dúvida que Deus não existe.”

Diz lá também onde é que eu disse isso? Além de mentiroso, pões palavras na boca das pessoas. A tua desonestidade é atroz! Novamente, Goebbels estaria orgulhoso de ti.

Comentar por Beowulf

Beowulf,
Porque é que perguntaste sobre a morte e Cristo depois de eu ter perguntado se alguém tinha visto ou tirado fotos do evento “Os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano” ?

Ao perguntares-me sobre o passado, pões essa crença no passado também, e dizes, sem querer, que a evolução é uam ciência do passado. Isto não quer dizer que seja falsa. Eu sei que é, mas o ponto aqui é que tu vês a minha crença na morte de do Senhor Jesus Cristo como um evento fora do domíniko empírico, tal como “Os primeiros e incipientes vertebrados conhecidos parecem terem surgido no periodo ordoviciano”.

Portanto, estamos de acordo.

Comentar por Mats

“…tu vês a minha crença na morte de do Senhor Jesus Cristo como um evento fora do domíniko empírico…”

Onde é que eu disse isto? Mats, andas mesmo a injectar coisas estranhas para a veia!

Comentar por Beowulf




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: